Pular para o conteúdo principal

Os 10 maiores desertos do mundo



Por César Soares

Do ponto de vista meteorológico, uma região de deserto é definida como uma área onde se evapora mais água do que é reposto pela chuva. Dessa forma, as maiores regiões desérticas estão sobre os oceanos, onde a quantidade de água evaporada é muito maior do que o volume de chuva.

Os desertos da forma como a grande maioria da população conhece, ou seja, com muito sol e terreno arenoso também são consequência de pouca chuva. Mas você sabe por que o índice de chuva é baixo nestas áreas?

Circulação global

A circulação global atmosférica ajuda a entender. As áreas equatoriais possuem um grande aquecimento solar, com isso o ar mais úmido e com temperaturas elevadas sobe e favorece a formação de muita nebulosidade e chuva, dando origem a sistemas como, por exemplo, a Zona de Convergência Intertropical.

Mas este ar que sobe acaba descendo em algumas áreas do globo e neste processo ele seca. E desta forma são incentivadas a formação de algumas áreas desérticas. Este processo é conhecido como desertificação em latitudes médias e geram desertos como o Tengger na China, mas há outros processos para a formação de desertos.

Os desertos conhecidos como contra-alísios são observados em áreas nas quais as correntes de vento sopram do equador para os trópicos em altitudes elevadas. Esses ventos são secos e são os responsáveis por desertos como o Saara.

As barreiras naturais também provocam a formação de desertos por impedirem a passagem de umidade, que acaba condensando e provocando chuva antes de avançar pelas grandes cordilheiras. O deserto da Judéia é um exemplo deste tipo de formação.

Os desertos costeiros são encontrados mais facilmente próximos aos Trópicos de Câncer e de Capricórnio. Nestas áreas os sistemas meteorológicos locais dominam os globais e, por isso, são gerados desertos como o Atacama que é considerado o mais seco da Terra.

Os 10 maiores desertos do mundo

1 – Antártica (13.829.430 km2)

Deserto da Antártica

Muitos irão estranhar a presença da Antártica nesta lista, mas apesar de tanto gelo, esta é uma grande área na qual a evaporação supera a chuva. Essas áreas também são conhecidas como desertos polares.


2 – Ártico (13.726.937 km2)

Deserto do Ártico

Se o primeiro lugar em extensão territorial está no Polo Sul, o segundo está no Polo Norte. O deserto do Ártico é outra área fria que, apesar do gelo, tem também uma taxa de evaporação muito superior do que a sua taxa de chuva anual.


3 – Saara - Continente Africano (9.100.100 km2)

Deserto do Saara Africano

Em terceiro lugar temos o grande deserto do Saara, que é também conhecido por ser o maior deserto arenoso em extensão territorial.


4 – Deserto da Arábia - Oriente Médio (2.300.000 km2)

Deserto da Arábia

É um deserto localizado nas proximidades da Arábia Saudita. As temperaturas variam entre os 40°C e até 50°C no período mais quente e de 5°C a 15°C no período mais frio.


5 – Deserto de Gobi - China (1.300.000 km2)

Deserto de Gobi

É um extenso deserto entre a região norte da República Popular da China e região sul da Mongólia. A palavra Gobi significa deserto em mongol. A temperatura média anual é de -2,5°C a 2,8°C.


6 – Deserto de Kalahari - sul da África (900.000 km2)

Deserto de Kalahari

Abrange áreas do sul da África e é gerado devido as condições atmosféricas locais, como uma corrente marítima fria de Benguela que atua na costa sudoeste da África.


7 – Patagônia - Argentina (670.000 km2)

Deserto da Patagônia Argentina

O deserto da Patagônia é um exemplo de deserto gerado por sistemas locais atmosféricos.


8 – Grande Deserto de Vitória - Austrália (647.000 km2)

Deserto de Vitória

Este é um exemplo de deserto gerado pelo ar vindo do equador que desce em áreas subtropicais.

9 – Deserto Sírio - Continente Asiático (520.000 km2)

Deserto Sírio

Cobre as porções da Síria, Iraque e Jordânia e tem uma combinação de área de vegetação gramínea com deserto de areia.


10 – Deserto da Grande Bacia - EUA (492.000 km2)

Deserto da Grande Bacia

O Deserto da Grande Bacia é uma região dos Estados Unidos da América, entre os estados de Oregon, Idaho, Nevada, Utah, Wyoming, Colorado e a Califórnia. É um deserto com um tipo de solo arenoso e cascalhoso. É o maior deserto dos Estados Unidos atualmente, e está imprensado sob tudo entre a Sierra Nevada, a oeste e a leste as Montanhas Rochosas. É um deserto gelado, sendo o maior dos EUA.

FONTE: www.climatempo.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…