Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 19, 2010

Força Aérea Argentina pode formar comissão de pesquisa sobre o Fenômeno UFO

Neste 22 de dezembro (2010) nos surpreendeu a notícia dada pelo canal de tv argentino, TELEFE, que o Diretor de Relações Institucionais da Força Aerea Argentina confirmou dois avistamentos ovnis cujo a origem até o momento não se pode catalogar e neste sentido expressou que a função das Forças é velar pela segurança do espaço aéreo. Deste modo, expressou a intenção de formar, próximamente uma comissão mista que investigue o fenômeno ovni composta por ciêntistas e membros da Força Aérea. Se trata supostamente, de investigar este fenômeno com maior seriedade possível dentro de um ponto de vista completamente racional. A extraordinária notícia não passou desapercebida nos círculos de investigação argentino como a exemplo de Vísion Ovni.

veja video com entrevista clikando em: TELEFE
FUERZA AEREA ARGENTINA.

Cubo de gelo gigante ajudará na busca por matéria negra

Um extraordinário observatório subterrâneo de partículas subatômicas foi concluído dentro de um enorme cubo de gelo com 1 km de extensão em cada face, no subterrâneo no Polo Sul, informaram cientistas. A construção do IceCube, o maior observatório de neutrino do mundo, levou uma década de trabalho e ajudará os cientistas a estudar as partículas espaciais na busca da matéria negra, material invisível que integra a maior parte da massa do universo.

Segundo a Fundação Nacional de Ciências (NSF), dos Estados Unidos, o observatório, situado a 1,4 mil metros sob a superfície, próximo à estação americana Amundsen-Scott, no Polo Sul, custou mais de US$ 270 milhões. O cubo consiste de uma rede de 5.160 sensores ópticos, cada um do tamanho de uma bola de basquete, suspensos por cabos em 86 buracos no gelo, feitos com uma perfuratriz de água quente especialmente projetada.

A NSF informou que o último sensor foi instalado no cubo, que tem 1 km de comprimento em cada direção, em 18 de dezembro. Q…

Ja estão disponíveis para consulta na internet, arquivos ovnis neozelandeses

As Forças Armadas do país acabaram de divulgar na quarta-feira (22 de dezembro 2010) milhares de relatórios confidenciais que detalham casos envolvendo avistamentos de UFOs e encontros com extraterrestres, segundo diversas agências de notícias internacionais.

Conforme divulgado, os arquivos foram liberados pela Lei de Liberdade de Imprensa nacional, depois que a New Zealand Defence Force [Força de Defesa Neozelandesa, NZDF] removeu nomes e outros elementos de identificação [em cumprimento à Lei de Privacidade] e datam de 1954 a 2009.

São aproximadamente 2.000 páginas de documentos civis, militares e de pilotos relatando contatos imediatos, na maioria da vezes envolvendo luzes que se movem pelo céu. Alguns incluem descrições de seres utilizando um tipo de "máscara de faraó", desenhos de discos voadores e suposto material de escrita extraterrestre.

Kavae Tamariki, líder do esquadrão da Força Aérea, informou que a NZDF não tem recursos para investigar os UFOs e não poderia com…

Satmaps: Conheça Arecibo, o maior radiotelescópio fixo do mundo

Fotos: No alto, imagem de satélite disponível para navegação, mostra o radiotelescópio de Arecibo encravado sob a cratera de um vulcão extinto. Para navegar pela imagem clique sobre ela. O gráfico acima mostra a "Mensagem de Arecibo", enviada em 1974 através do equipamento. A mensagem foi a primeira tentativa humana de se comunicar com outras civilizações inteligentes. A mensagem original não continha cores, que foram inseridas para facilitar a identificação dos elementos.

Construído na região norte de Porto Rico, o radiotelescópio de Arecibo é o maior radiotelescópio fixo do mundo.

Sua antena, construída em 1963 no interior de uma cratera vulcânica, tem 305 metros de diâmetro e é formada por 39 mil pequenas chapas de alumínio, cada uma medindo aproximadamente 1 x 2 metros. Foi projetado e construído sob a coordenação do cientista norte-americano Willian Gordon, da Universidade de Cornell, e a princípio tinha como objetivo o estudo da ionosfera terrestre.

Para o estudo, o pro…

Arquivos ufológicos neozelandeses finalmente são liberados

No início de dezembro chegamos a lembrar e comentar a "dívida" da Nova Zelândia para com seus ufólogos e sociedade civil, já que desde janeiro havia uma promessa oficial da desclassificação de arquivos.

Pois bem, as Forças Armadas do país acabaram de divulgar nesta quarta-feira (22) milhares de relatórios confidenciais que detalham casos envolvendo avistamentos de UFOs e encontros com extraterrestres, segundo diversas agências de notícias internacionais.

Conforme divulgado, os arquivos foram liberados pela Lei de Liberdade de Imprensa nacional, depois que a New Zealand Defence Force [Força de Defesa Neozelandesa, NZDF] removeu nomes e outros elementos de identificação [em cumprimento à Lei de Privacidade] e datam de 1954 a 2009.

São aproximadamente 2.000 páginas de documentos civis, militares e de pilotos relatando contatos imediatos, na maioria da vezes envolvendo luzes que se movem pelo céu. Alguns incluem descrições de seres utilizando um tipo de "máscara de faraó&q…

Vida na Terra começou há 3 bilhões de anos, diz cientista do MIT

Vida na Terra teria surgido quando formas primitivas criaram estratégias mais eficazes de captar energia solar

A vida na Terra teria surgido há cerca de três bilhões de anos, provavelmente quando formas primitivas desenvolveram estratégias mais eficazes de captar energia do sol, segundo estudo publicado na revista científica "Nature".

A conclusão é de cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), que construíram um "fóssil genômico" --essencialmente um modelo matemático que estudou genes-chave existentes hoje e calculou como eles evoluíram a partir de um passado muito distante.

Segundo o estudo, o genoma coletivo de toda a forma de vida se expandiu maciçamente entre 3,3 bilhões e 2,8 bilhões de anos e, durante este tempo, 27% de todas as famílias de genes existentes atualmente emergiram para a vida.

Os cientistas Eric Alm e Lawrence David afirmaram que a grande emergência provavelmente se deu através do advento de um processo bioquí…

Acham um quarto planeta no único sistema planetário captado em imágens

Uma equipe internacional de astrônomos descobriu e fotografou um quarto planeta gigante, na única evidência fotográfica planetária existente fora do sistema solar, uma descoberta que reforça ainda mais as semelhanças notáveis entre um sistema distante do planeta e o nosso.

Os astrônomos dizem que este sistema planetário parece uma versão gigante do nosso sistema solar. A pesquisa foi publicada na versão online da revista Nature.

"Além dos quatro planetas gigantes, ambos os sistemas contêm também dois" cinturões de restos de pequenos objetos rochosos ou gelados, com um monte de pequenas partículas de poeira ", disse Benjamin Zuckerman, professor de Física e Astronomia na Universidade da Califórnia em Los Angeles e autor do estudo.

Nossos planetas gigantes - Júpiter, Saturno, Urano e Netuno - e os nossos restos de escombros inclui o cinturão de asteróides entre as órbitas de Marte e Júpiter e o Cinturão de Kuiper, além da órbita de Netuno.

O planeta recém-descobe…