Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 1, 2012

Fermi: Explosão solar brilha 100 vezes mais que pulsar distante

Normalmente, nosso Sol nem aparece nas emissões de raios gama registradas pelo telescópio espacial Fermi. Elas são muito fraquinhas para serem detectadas. Mas em 7 de março, uma atípica emissão eletromagnética irrompeu da estrela, criando um brilho 100 vezes mais intenso que alguns dos objetos mais energéticos do Universo.

Quando a pergunta é "o que brilha mais no espectro dos raios gama?", a resposta invariavelmente aponta as galáxias ativas alimentadas por buracos negros supermassivos ou então os pulsares, densas estrelas de nêutrons remanescentes de explosões supernovas.

Para estudar esses objetos celestes que geram altíssimos níveis de energia os cientistas utilizam diversos detectores, normalmente instalados em instrumentos colocados na órbita da Terra. Um desses instrumentos é o telescópio espacial Fermi de raios gama, que já mapeou centenas de fontes emissoras desse tipo.

Nas imagens geradas pelo Fermi nosso Sol nem aparece nelas, pois o nível de energia é infinitamente …

Motor suíço irá à Lua com 0,1 litro de combustível

Motor econômico

Que tal enviar uma sonda espacial da Terra à Lua gastando um décimo de litro de combustível?

É o que prometem engenheiros da Escola Politécnica de Lausanne, na Suíça.

Eles apresentaram o primeiro protótipo de um motor-foguete ultracompacto cujo objetivo declarado é "reduzir drasticamente o custo da exploração espacial".

O motor inteiro, incluindo combustível e controle eletrônico, pesa 200 gramas e foi projetado especificamente para impulsionar satélites e sondas espaciais de pequeno porte.

O motor é a primeira peça de um satélite-gari para limpar o lixo espacial, cuja construção foi proposta há cerca de um mês.

Ele também será usado em uma constelação de nanossatélites que a Alemanha está construindo para gravar sinais de rádio de frequência ultrabaixa no lado oculto da Lua.

Liberdade para os satélites

Com a miniaturização dos equipamentos, os nanossatélites caíram no gosto dos cientistas porque seu custo de fabricação e de lançamento é muito mais baixo do que um sa…

Em marco histórico, CEFAA e Cridovni assinam acordo de cooperação

Durante a Feira Internacional do Ar e do Espaço (FIDAE) 2012, ocorrida em Santiago (Chile) de 27 de março a 01 de abril, foi celebrado um acordo de cooperação entre o Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (CEFAA), entidade da Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC) representada por seu diretor, o general da reserva da Força Aérea Chilena (FACH) Ricardo Bermúdez Sanhueza, e a Comissão Receptadora e Investigadora de Denúncias de Objetos Voadores Não Identificados (Cridovni), dependente da Força Aérea Uruguaia (FAU), representada por seu presidente, coronel Ariel Sánchez.

Os dois países - Chile e Uruguai - levam muito a sério o Fenômeno UFO e se preocupam oficialmente com sua manifestação, presença e consequências . Bermúdez palestrou em março no International UFO Congress 2012 e Sánchez, (militares pesquisam UFOs há mais de três décadas, sem segredos e O Uruguai é um dos poucos países que admite pesquisar os UFOs oficialmente), onde já solicitava esta união entre nações Sul-am…

Pulsares: Ouça o som das estrelas de nêutrons girando

Quando alguns tipos especiais de estrelas explodem, deixam em seu lugar um núcleo muito denso e altamente energético que gira muito rapidamente sobre o próprio eixo. A cada volta, espalham no Universo poderosos feixes eletromagnéticos que são registrados aqui na Terra como uma verdadeira percussão estelar.

Conhecidos como pulsares, esses objetos são criados quando estrelas com massa superior a oito vezes a do Sol esgotam sua energia nuclear e explodem. Esse evento é chamado de supernova, uma explosão tão brilhante que mesmo ocorrendo a centenas de anos-luz de distância pode ser vista da Terra até mesmo durante o dia.

Ao mesmo tempo em que as camadas externas da estrela são lançadas ao espaço, o núcleo da estrela continua desmoronando já que fusão nuclear que mantinha o equilíbrio de forças não existe mais. A gravidade criada durante esse colapso é tão intensa que os prótons e elétrons se comprimem formando nêutrons e o outrora gigantesco núcleo é reduzido a menos de 10 quilômetros de…

Meteoro corta os céus da Nova Zelândia

Um espetacular meteoro, que deixou um longo rastro no céu, impressionou testemunhas das cidades de Wellington e Christchurch, na Nova Zelândia, na noite de ontem, 2 de abril de 2012.

O site WeatherWatch foi inundado de relatos sobre a bola de fogo que, de acordo com testemunhas, cortou o céu às 18h30min.

Uma testemunha descreveu o objeto que emitia as cores verde, laranja e branca “inacreditáveis”, o qual deixou um rastro enorme no céu. O objeto teria passado à uma “super velocidade”, deixando para trás um rastro que durou por aproximadamente 10 minutos.

Uma testemunha de Hanmer Springs disse que escutou um grande estrondo, aproximadamente dois minutos após o objeto ter passado.

“Não tenho certeza se ele atingiu o solo, ou se foi um estrondo sônico… muito empolgante!”

O inspetor da central de comunicações da polícia, Ken Climo, disse que alguns de sua equipe que viram o evento, o descreveram como “muito espetacular“.

Apesar de provavelmente somente ter sido um meteoro, é indiscutível…

CHICO ANYSIO DECLARA TER VISTO 3 OVNIS NESSE VIDEO.

Chico Anisyo confessa nessa entrevista que acreditava em ET e chegou a ver três ufos.
Confira.




FONTE: GUBF.NET

Colisão de lasers cria luzes de múltiplas cores

Recolisão elétron-lacuna: ondas vindas dos lasers - infravermelho próximo e terahertz - interagem com poços quânticos criados em um material semicondutor. [Imagem: Peter Allen/UCSB]

Recolisão elétron-lacuna

Não faz muito tempo que os cientistas desvendaram a física dos arco-íris, ainda que eles já saibam até como aprisionar um arco-íris dentro de um cristal.

Mas Ben Zaks e seus colegas da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara fizeram mais: eles inventaram uma forma de produzir arco-íris.

Na verdade, embora a imagem seja válida e ilustrativa, eles fizeram bem mais do que isso: eles descobriram uma forma de gerar luz de múltiplas cores tirando proveito de um fenômeno físico que eles batizaram de recolisão elétron-lacuna.

"É um fenômeno extraordinário. Eu nunca havia visto nada parecido com isto antes," afirmou Mark Sherwin, coordenador da pesquisa, que prevê usos para a técnica nas comunicações ópticas.

Produzindo múltiplas cores

Quando disparado sobre um material semicondutor,…

Relembrando detalhes importantes do Caso Varginha

Reportagem no Fantástico sobre o Caso Varginha, um mês depois do incidente durante o ano 1996.

Varginha, MG, transformou-se na capital brasileira da ufologia desde que o relato da visão de uma criatura estranha por três garotas ultrapassou suas montanhas e correu mundo. Elas garantem que atravessavam um terreno baldio às 15h30 do sábado 20 de janeiro de 1996 quando, a sete metros de distância, viram um ser marrom-escuro de pele viscosa. Estava agachado, com os braços compridos entre as pernas. Assustadas com a figura, que tinha olhos vermelhos e três protuberâncias na cabeça, as garotas saíram em disparada. O mais extraordinário contato de terceiro grau já relatado no Brasil ganhou projeção ao ser associado a outros testemunhos e até a mortes misteriosas.





FONTE: TERRÍCOLA

Segredos de Mercúrio: Mapas mostram crateras geladas no planeta mais próximo do Sol

Mercúrio é um mundo de extremos. Durante o dia, a temperatura no planeta mais próximo do Sol chega a 400º C nos arredores do equador – calor suficiente para derreter chumbo. À noite, a temperatura na superfície do planeta cai para menos de – 150º C.

Alguns lugares de Mercúrio, porém, são um pouco mais estáveis. Dentro das crateras polares do diminuto planeta existem regiões que nunca viram a luz do dia, protegidas pelas sombras das bordas de suas crateras. A temperatura por lá permanece baixa durante todo o ano.

Agora, novos dados da sonda Messenger, da Nasa, apresentados na Conferência Científica Lunar e Planetária anual, corroboram a velha hipótese de que Mercúrio esconde bolsões de gelo em suas sombrias crateras, apesar da proximidade do Sol.

Começando com uma série de observações de radar de Mercúrio há duas décadas e usando alguns dos maiores radares da Terra, os cientistas tiveram boas razões para suspeitar que as crateras polares abrigassem depósitos de gelo na superfície, ou l…

O Caso Tiago Machado

Tudo aconteceu na manhã do dia 6 de fevereiro de 1969, no bairro Pinheiros, da cidade de Pirassununga, interior de São Paulo.
Thiago Machado era um jovem de 19 anos e, naquela época, trabalhava como vendedor ambulante de uvas.
Eram 7h30 quando ele despertou e ouviu sua vizinha, dona Maria dos Santos, comentando sobre um objeto muito reluzente que estava pousando no campo do Instituto Zootécnico da Indústria e Pecuária (Izip), a cerca de 600m da sua casa.



FONTE: TV INFA

Abdução de Antônio Nelso Tasca

Em 14 de dezembro de 1983, o corretor de imóveis, Antônio Nelso Tasca, dirigia para sua casa, quando depara-se com um misterioso objeto, de formato retangular, pousado logo sobre uma estrada rural. Tasca é levado para bordo do objeto, onde mantém um contato muito amistoso com uma tripulante do aparelho, que lhe repassa uma mensagem para a humanidade. Além de efeitos eletromagnéticos, presentes no local do sequestro, surgiu um misterioso ferimento nas costas do abduzido.



FONTE: TV INFA

O Relato das Abduções de Onílson Páttero

Ao chegar em Catanduva, o motor do seu carro parou e um estranho círculo luminoso azul apareceu envolvendo o carro e o deixando todo transparente que Onílson pode ver até detalhes do motor de seu opala.No dia 22 de maio de 1973, Onílson Páttero fazia uma viagem de carro em seu opala azul, indo para Catanduva, quando por volta das 02:55h, pode ver alguém parado na beira da estrada pedindo carona. Naquela época não era perigoso oferecer carona no interior de São Paulo, portanto Onílson resolveu ajudar aquele homem jovem, que era louro e tinha olhos azuis, seus cabelos eram curtos e usava uma camiseta e uma jaqueta de couro, ambos foram conversando durante a viagem e o jovem segurava uma cigarreira de prata, embora tenha afirmado para Onílson que ele não fumava. O estranho jovem que afirmou se chamar Alex, pediu para que Onílson o deixasse a cerca de 18 quilômetros antes de chegar na cidade, em um lugar totalmente isolado. De repente surgiu um estranho objeto pairando a cerca de uns 15 …