Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 26, 2020

Caso Irã - 1976

Interessante caso de aparição de UFO sobre a cidade de Teerã, no Irã, sendo testemunhado por várias centenas de pessoas, captado por radares e perseguidos pela Força Aérea do País. (Think Anomalous)

Por Jackson Luiz Camargo - ufojack@yahoo.com

Em 1976, o mundo estava mergulhado numa guerra fria entre União Soviética e Estados Unidos. Naquele contexto, ambos os países mantinham alianças com outros países de modo a fazer frente aos inimigos do bloco oponente. Assim, Estados Unidos e Irã eram, naquele tempo, aliados, sendo que os norte-americanos forneciam armas e equipamentos de primeira qualidade ao aliado no Oriente Médio. A Força Aérea Imperial Iraniana (Imperial Iranian Air Force) tinha em sua força os melhores caças americanos, entre eles o F-14 Tomcat, o F4 Phantom e o F5 Tiger II e vigilavam com cuidado seu espaço aéreo.

Por volta de 23 hrs de 18 de setembro de 1976, o Posto de Comando da Força Aérea recebeu várias ligações de civis assustados, presentes na cidade de Shemiran, r…

Superdiamante aprisiona outros materiais e muda de personalidade

O "material Pokémon" foi sintetizado sob alta pressão e alta temperatura, induzidas a laser - mas fica estável a temperatura ambiente depois de pronto.
[Imagem: Tim Strobel]

Superdiamante

Pesquisadores conseguiram finalmente sintetizar uma classe de "superdiamantes" que havia sido prevista teoricamente há muito tempo, mas que ninguém havia conseguido fabricar.

O novo material, à base de carbono e boro, tem propriedades mecânicas e eletrônicas ajustáveis, sem perder a força e a robustez das ligações químicas características do diamante.

As propriedades de um material são determinadas pela forma como seus átomos são ligados e pelos arranjos estruturais que essas ligações criam. Por exemplo, para materiais à base de carbono, o tipo de ligação faz a diferença entre a dureza do diamante, que possui ligações tridimensionais "sp3", e a maciez do grafite, que possui ligações bidimensionais "sp2".

"Além do diamante e de alguns de seus análogos que …

As leis da física que explicam a polarização política nas eleições

O estudo da polarização política, que emergiu ao redor do mundo todo, pode ter muito a ganhar com o uso de algumas ferramentas e fórmulas usadas pela Física.
[Imagem: MIT]

Com informações do MIT

Leis da física que explicam a política

Pode parecer surpreendente, mas as teorias e fórmulas derivadas da Física podem ser ferramentas úteis para entender como as eleições democráticas funcionam, incluindo como esses sistemas deixam de cumprir suas promessas e como podem ser melhorados.

Alexander Siegenfeld (MIT) e Yaneer Bar-Yam (Instituto de Sistemas Complexos da Nova Inglaterra) pegaram dados político-eleitorais e os analisaram usando como ferramentas várias leis da física bem conhecidas. E demonstraram como essas leis podem ser usadas para descrever o comportamento dos dados.

A aplicação de várias das fórmulas da Física ao sistema eleitoral dos EUA revelou que as eleições passaram por uma transição em 1970, de uma condição em que os resultados das eleições capturavam razoavelmente bem as …

Cientistas amadores descobrem um novo tipo de aurora

As auroras dunas aparecem como um padrão de ondas de tom verde e uniforme, semelhante a um véu listrado de nuvens ou às dunas em uma praia arenosa.
[Imagem: M. Palmroth et al. - 10.1029/2019AV000133]

Aurora em forma de duna

Cientistas cidadãos - pessoas sem emprego em instituições acadêmicas que fazem pesquisa por conta própria ou colaboram com cientistas profissionais - descobriram uma nova forma de aurora.

Um total de sete eventos semelhantes - onde câmeras registraram o mesmo padrão uniforme de ondas - foi identificado pelo serviço Taivaanvahti (Observador Celeste, em finlandês) mantido pela Associação Finlandesa de Astrônomos Amadores.

Batizado de "dunas" por seus descobridores, o fenômeno parece ser causado por ondas de átomos de oxigênio brilhando devido a um fluxo de partículas liberadas pelo Sol.

As dunas aurorais aparecem como um padrão de ondas de tom verde e uniforme, semelhante a um véu listrado de nuvens ou às dunas em uma praia arenosa.

Com a colaboração de pe…

Realidade virtual ajuda cientistas da NASA a redefinir nossa visão da Via Láctea

Por Daniele Cavalcante

Cientistas da NASA estão usando a tecnologia de realidade virtual (VR) para melhorar ainda mais a compreensão sobre como nossa galáxia se formou e como ela funciona hoje. Usando dispositivos de VR, o astrônomo Marc Kuchner e a pesquisadora Susan Higashio puderam acompanhar a velocidade e a direção de 4 milhões de estrelas na nossa vizinhança da Via Láctea e obtiveram uma nova perspectiva sobre os movimentos dos corpos celestes.

Usando primeiramente gráficos em papel, os astrônomos estudaram grupos de estrelas - quando grupos se movem juntos, é um indício que eles se originaram no mesmo tempo e local, a partir do mesmo evento cósmico. Isso pode nos ajudar a entender como a galáxia evoluiu. Mas com essa técnica, eles chegaram a conclusões diferentes sobre os mesmos grupos de estrelas.

Então, a equipe de realidade virtual de Goddard, gerenciada por Thomas Grubb, fez uma animação dessas mesmas estrelas. Com esse trabalho, eles descobriram estrelas que podem ter sid…

'Sou doutora em matemática, mas não sei dividir com 3 dígitos nem calcular raiz quadrada à mão'

Espanhola Clara Grima é doutora em matemática e trabalha como professora, pesquisadora e divulgadora científica - Fotografía de Susana Torres Moreno

Ana Pais
HayFestivalCartagena@BBCMundo

Clara Grima lembra o momento exato em que decidiu não apenas pesquisar e ser professora universitária de matemática, mas também se empenhar em divulgar conhecimento científico.

Era 2011 e seu jovem filho, Ventura, que tinha 6 anos na época, perguntou-lhe qual era o símbolo em sua camisa: "Isso é uma mesa ou um gol de futebol?"

Não era uma coisa nem outra. Era um número: pi.

A conversa terminou com Ventura concluindo que "o infinito é uma invenção dos matemáticos para quando se cansam de contar".

"O bom da matemática é pensar, fazer algo que as máquinas não sabem fazer", diz Grima à BBC Mundo.

Desde então, a espanhola não apenas faz pesquisas, mas também escreve livros populares para crianças e adultos.

Seu último livro, Que a matemática esteja com você! (2018, ainda não…

Papel dobrado suporta 14.000 vezes o próprio peso

A estrutura (à esquerda, embaixo) suportou sete cópias de um livro, pesando 2,2 kg cada um.
[Imagem: Randall Kamien/Xinyu Wang et al. - 10.1103/PhysRevX.10.011013]

Móveis e barracas sem ferramentas

As artes japonesas de dobradura e corte de papel estão começando a produzir muito mais do que delicadas obras de arte: estão mostrando como criar estruturas que suportam quantidades incríveis de peso.

Embora as duas técnicas já estejam sendo largamente utilizadas em áreas como a robótica e novos materiais, a expectativa agora é que se possa usar materiais muito leves para criar estruturas ultrafortes.

Uma aplicação possível poderia ser a construção de estruturas baratas, leves e implantáveis, como tendas de abrigo temporárias fortes e duráveis, mas que também possam ser facilmente montadas e desmontadas.

A equipe já está testando o conceito na fabricação de móveis, que possam ser transportados de forma plana e montados em casa, sem a necessidade de chaves e parafusos.

Mistura de origami e …

Geoneutrinos confirmam radioatividade como fonte de calor no interior da Terra

O diagrama mostra geoneutrinos do interior da Terra medidos pelo detector Borexino, resultando nos espectros finais de energia: O eixo x mostra a carga (número de fotoelétrons) do sinal, que é uma medida da energia depositada no detector, e o eixo y mostra o número de eventos medidos.
[Imagem: Borexino Collaboration]

Radioatividade no interior da Terra

O superdetector de neutrinos Borexino, localizado 1.400 metros abaixo da superfície da Terra, confirmou conclusões anteriores de um detector japonês de que metade do calor da Terra vem do decaimento radioativo de elementos como o urânio e o tório.

A equipe, sediada no Laboratório Nacional Gran Sasso, na Itália, divulgou seus resultados acumulados, que confirmaram a detecção de 53 geoneutrinos, quase o dobro da análise anterior. Com isto, a incerteza sobre as conclusões caíram de 27% para 18%.

Extrapolando os dados - da área do detector Borexino para a Terra inteira -, os físicos calculam que, a cada segundo, cerca de um milhão de neutr…

Inteligência artificial começa a imaginar o desconhecido

O algoritmo de "imaginação artificial" está sendo testado para reconhecer novos animais e plantas.
[Imagem: Mohamed Elhoseiny]

Imaginação artificial

A inteligência artificial depende de dados de treinamento para desenvolver sua capacidade de reconhecer objetos, mas não consegue ainda, como os seres humanos, deduzir intuitivamente uma classificação provável para um objeto que não estava em seu banco de dados de treinamento.

Mas isso pode estar começando a mudar.

Projetado para aprender a desviar-se das informações conhecidas, um algoritmo de "imaginação" para inteligência artificial mostrou-se capaz de identificar objetos anteriormente não vistos a partir de descrições escritas.

O algoritmo abre caminho para a "imaginação artificial" e a classificação automatizada de novas espécies de plantas e animais.

"A imaginação é uma das principais propriedades da inteligência humana que permite não apenas gerar produtos criativos, como arte e música, mas també…

Como o fósforo que acende a vida migrou das estrelas para a Terra

Este infográfico mostra os resultados principais do estudo que revelou a linha interestelar do fósforo, um dos blocos constituintes da vida.
[Imagem: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), Rivilla et al.; ESO/L. Calçada; ESA/Rosetta/NAVCAM; Mario Weigand]

Fósforo e vida

O fósforo, presente no nosso DNA e nas membranas das nossas células, é um elemento essencial à vida tal como a conhecemos.

No entanto, o modo como este elemento chegou à Terra primordial ainda é um mistério, já que, segundo as teorias atuais, um planeta não apresenta as condições para sua síntese em nenhum momento de sua vida.

Esse caminho, da fonte de origem até sua chegada a um planeta, começou agora a ser mapeado. Astrônomos combinaram os dados do radiotelescópio ALMA e da sonda Rosetta para traçar a viagem do fósforo, desde as regiões de formação estelar até os cometas.

É a primeira vez que as várias peças do quebra-cabeças são encaixadas: Onde as moléculas que contêm fósforo se formam, como é que esse elemento é transportado nos …