Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 6, 2015

A China pode ser o primeiro país a pousar no lado mais distante da lua

O lado mais distante da lua é, há um bom tempo, um mistério tentador. Mas a China, um pouco atrasada na corrida lunar, pode em breve ser o primeiro país a tocar a superfície deste lado oculto.

Notícias do governo chinês confirmam as intenções do país de enviar a sonda Chang’e-4 para pousar no lado mais distante da lua até 2020. Sondas anteriores já fotografaram esta face do satélite, mas, caso a viagem seja bem sucedida, a China se tornará o primeiro país a pousar daquele lado.

Com a série de naves Chang’e — nomeadas em homenagem à deusa da lua da mitologia chinesa — a China gastou diversos anos adquirindo a capacidade para efetuar uma ambiciosa missão para coletar amostras lunares e retornar.

Em dezembro de 2013, a China pousou o Chang’e-3 do lado da lua que fita a Terra, se tornando o terceiro país do mundo a tocar o nosso vizinho mais próximo. Ano passado, a China completou sua primeira missão lunar, com o veículo de testes Chang’e-5, que passou pelo lado mais distante da lua regi…

Aurora, o avião mais misterioso do mundo

Projeção do Aurora: suposto avião espião poderia voar entre Rio e Paris em menos de 1 hora e 15 minutos

Mesmo 25 anos após os primeiros rumores, suposto avião espião hipersônico permanece no imaginário de investigadores e curiosos

Tudo começou em agosto de 1989 quando Chris Gibson, um observador da Royal Observer Corps (entidade de defesa civil britânica) que estava numa plataforma de gás no Mar do Norte, a 100 km da costa de Norfolk, na Inglaterra, viu uma cena estranha: uma aeronave em forma de triângulo era reabastecida no ar por um avião-tanque KC-135. Ao lado deles, dois F-111, bombardeiros leves que eram um pouco menores do que ele. O conjunto voava em direção ao Reino Unido, provavelmente a caminho de uma base americana no país.

Seis meses depois da aparição, a revista americana Aviation Week notou que o governo dos Estados Unidos havia incluído 455 milhões de dólares para a ‘produção de uma aeronave negra’ (como são chamados os aviões espiões) no orçamento de 1987, um vazamen…

Astrônomos descobrem galáxia anã capaz de formar novas estrelas

Telescópio Alma descobriu evidências de que há formação de estrelas dentro de galáxia anã (Foto: B. Saxton (NRAO/AUI/NSF); M. Rubio et al., Universidad de Chile, ALMA (NRAO/ESO/NAOJ); D. Hunter and A. Schruba, VLA (NRAO/AUI/NSF); P. Massey/Lowell Observatory and K. Olsen (NOAO/AURA/NSF)

Antes, acreditava-se que apenas grandes galáxias formavam estrelas.
Descoberta pode ajudar a entender aspectos da formação do universo.

Uma equipe multinacional de astrônomos descobriu que as galáxias anãs e irregulares são capazes de "incubar" e dar vida a estrelas - uma descoberta-chave no estudo da origem do universo, conseguida graças à utilização do potente telescópio Alma, no norte do Chile.
Antes desta descoberta, a comunidade científica considerava que apenas as grandes galáxias - como a via Láctea, onde está a Terra - apresentavam condições físicas para dar vida a estrelas.
O estudo que realizaram na galáxia anã batizada WLM "consiste em encontrar as zonas onde estrelas se form…

Nova espécie do gênero humano é descoberta na África do Sul

Reconstrução mostra como seria o rosto do 'Homo Naledi', como foi batizada a nova espécie identificada a partir de ossos encontrados na África do Sul (Foto: Mark Thiessen/National Geographic via AP)

Pesquisadores encontraram ossos de pelo menos 15 hominídeos.
Ela foi batizada de 'Homo naledi' e classificada dentro do gênero Homo.

Um grupo de pesquisadores apresentou nesta quinta-feira (10) na África do Sul os remanescentes fósseis de um primata que podem ser de uma espécie do gênero humano desconhecida até agora.
A criatura foi encontrada na caverna conhecida como Rising Star (estrela ascendente), 50 km a nordeste de Johanesburgo, onde foram exumados os ossos de 15 hominídeos. O primata foi batizado de Homo naledi. Em língua sotho, "naledi" significa estrela, e Homo é o mesmo gênero ao qual pertencem os humanos modernos.
Os fósseis foram encontrados em uma área profunda e de difícil acesso da caverna, na área arqueológica conhecida como "Berço da Humani…

Com este copo, você consegue beber uísque em microgravidade

Agora que uísque é envelhecido no espaço, parece que só precisamos de um jeito melhor de apreciá-lo em baixa gravidade. Felizmente esse copo fornece uma forma de beber seu drinque tranquilamente enquanto você viaja pelas estrelas.

Desenvolvido por James Parr, da Open Space Agency, para a destilaria Ballantine, o copo foi feito para oferecer uma forma prazerosa de beber uísque em microgravidade sem precisar apelar para um canudo. Como funciona? Bem, uma placa de aço convexo revestido com ouro rosa está na base do copo, e isso fornece uma tensão superficial grande o bastante para prender o uísque na parte de baixo, evitando também que ele desapareça em bolhas gigantes.

Dar um gole no copo significa que o uísque é levado para cima a partir de um canal em espiral gravado na superfície do plástico PLA. E se você não gostou muito da ideia de beber em algo que parece um copo de criança, Parr tem uma solução: uma boquilha especial metálica faz parecer que você está bebendo em algo de vidro. …

Aprendendo Astronomia e Física Quântica

FONTE: Luis Salves

Ovnis Além do mistério: Do caso Roswell ao Barroso. Conheça fenômenos no Ceará que intrigam até os mais céticos no assunto

Francisca Aurélia - Foto: Alex Pimentel

A agricultora Francisca Aurélia da Silva, 41 anos, conhecida como “Élia”, estava transportando um dos filhos na garupa da sua moto quando foi surpreendida por duas enormes tochas voadoras. Ela e o filho foram perseguidos e chegaram em casa assustados. Quando se deitou, as pernas tremiam muito e, por conta do susto, a mulher teve até hemorragia. Foi socorrida às pressas para o hospital. A aparição, que ocorreu há quase dois anos, deixou a mulher traumatizada, sem conseguir sair de casa à noite, de motocicleta. E é assim que Élia recorda da experiência intrigante que teve com os dois objetos voadores misteriosos conhecidos como Ovnis, alvos de análise da ufologia - campo que estuda relatos, registros visuais, evidências físicas e demais fenômenos relacionados ao "mundo" extraterrestre.

“Nos dias seguintes e até por praticamente uma semana as tochas voltaram a aparecer. Muitos vizinhos aqui da Lagoa do Meio também viram. Quem não acredit…

Brasileiros descobrem “primo” do cometa Halley

Imagem obtida pelo Observatório Siding Spring, confirma a descoberta do cometa P/2015 Q2 (Pimentel), o “Halley brasileiro” (Ernesto Guido/Divulgação)

Ele passa próximo ao Sol em intervalos periódicos, como o famoso cometa. Este é o quarto descoberto pelo observatório Sonear, composto por um trio de astrônomos amadores que busca objetos próximos da Terra

Três brasileiros descobriram um novo cometa, "primo" do Halley, nesta semana. Ele foi identificado pelas lentes do telescópio do Sonear (sigla para Southern Observatory for Near Earth Asteroids Research), um observatório particular perto de Oliveira, cidade a 120 quilômetros de Belo Horizonte. Este é o quarto a ser encontrado pela equipe de astrônomos amadores, que vasculha os céus em busca de objetos próximos da Terra. Visto pela primeira vez em 24 de agosto, o novo cometa foi oficializado na última terça-feira (1) pela União Astronômica Internacional (IAU, na sigla em inglês).

Seu nome é P/2015 Q2 Pimentel, em homenagem a …

Estudo do Hubble desvenda pistas do nascimento estelar em M31

Mosaico de 414 fotografias de M31, obtidas pelo Hubble. Na secção inferior esquerda está uma ampliação do campo dentro do quadrado do topo, que revela uma miríade de estrelas e inúmeros enxames abertos como nós azuis e brilhantes, ampliação esta que cobre uma área com 4400 anos-luz. À direita estão seis enxames azuis e brilhantes extraídos do campo. Cada quadrado de cada enxame mede aproximadamente 150 anos-luz.
Crédito: NASA/ESA, J. Dalcanton, B. F. Williams, L. C. Johnson (Universidade de Washington), equipa PHAT e R. Gendler

Num estudo de imagens obtidas pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA, de 2753 enxames estelares jovens e azuis na vizinha Galáxia de Andrômeda, os astrônomos descobriram que M31 e a nossa Galáxia têm uma percentagem semelhante de estrelas recém-nascidas com base na massa.

Ao determinarem a percentagem de estrelas que têm uma massa particular dentro de um enxame, ou Função de Massa Inicial (FMI), os cientistas podem interpretar melhor a luz de galáxias distant…

Em Saturno, um destes anéis não é como os outros

O planeta Saturno, visto pela sonda Cassini durante o equinócio. Dados sobre o modo como os anéis arrefeceram durante esta altura fornecem informações sobre a natureza das partículas dos anéis.
Crédito: NASA/JPL/Space Science Institute

Quando o Sol se pôs nos anéis de Saturno em agosto de 2009, os cientistas da missão Cassini da NASA assistiam de perto. Foi o equinócio - uma de duas vezes no ano de Saturno em que o Sol ilumina de lado o enorme sistema de anéis do planeta. O evento constituiu uma oportunidade extraordinária para a sonda Cassini observar mudanças de curta duração nos anéis que revelam detalhes sobre a sua natureza.

Tal como a Terra, Saturno tem o seu eixo inclinado. Ao longo da sua órbita de 29 anos, os raios do Sol movem-se de norte para sul ao longo do planeta e dos anéis - e vice-versa. A mudança da luz do Sol faz com que a temperatura dos anéis - formados por biliões de partículas geladas - varie de estação para estação. Durante o equinócio, que durou apenas alguns…

Eram os gêmeos astronautas?

Mark Kelly e seu irmão Scott; os dois são astronautas e um deles está passando um ano na Estação Espacial Internacional, basicamente para ver o que acontece. (Crédito: Nasa)

POR SALVADOR NOGUEIRA
07/09/15 02:00


Nasa realiza experimento com astronautas gêmeos como preparação para uma futura viagem a Marte.

MISSÃO DE UM ANO
O astronauta americano Scott Kelly está na Estação Espacial Internacional desde março para um estudo importante no futuro do programa espacial americano. A Nasa quer que ele fique 12 meses por lá — três vezes o tempo médio de permanência — para observar que problemas podem surgir com quem passa um ano inteiro sem sentir a força da gravidade. É uma preparação para futuros voos a Marte.

CARA DE UM, FOCINHO DO OUTRO
O curioso é que Scott tem um irmão gêmeo que também é astronauta. Mark Kelly ficou em terra,e um dos experimentos mais interessantes dessa estadia de um ano é comparar que alterações aparecem no corpo do gêmeo que foi ao espaço, com relação ao que ficou.

UB…

TV Cultura - Documentário sobre o ataque dos OVNIs no Pará: Chupa-chupa, a História que veio do Céu

FONTE: TV CULTURA

Segredos da NASA

FONTE: DISCOVERY