Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 5, 2014

Nustar descobre estrela morta excepcionalmente brilhante

Nesta imagem da galáxia Messier 82 em vários comprimentos de onda, pode ser visto um pulsar poderoso e raro (cor-de-rosa, no centro e secção ampliada). O NuSTAR descobrir o "pulso" do pulsar - um tipo de estrela morta - usando a sua visão de raios-X.
Crédito: NASA/JPL-Caltech

Astrônomos descobriram uma estrela morta e pulsante com uma energia de aproximadamente 10 milhões de sóis. Este é o pulsar mais brilhante - um remanescente estelar denso deixado para trás após uma explosão de supernova - já registado. A descoberta foi feita com o NuSTAR (Nuclear Spectroscopic Telescope Array) da NASA.

"Podemos pensar deste pulsar como o 'Super-Rato' dos remanescentes estelares," afirma Fiona Harrison, investigadora principal do NuSTAR no Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena, EUA. "Tem todo o poder de um buraco negro, mas com muito menos massa."

A descoberta aparece num novo trabalho publicado na edição de dia 9 de Outubro da revista Nature.

Esta…

NASA prepara frota científica para encontro de cometa com marte

A frota de sondas, rovers, telescópios e observatórios que estão preparados para a observação da passagem do Cometa Siding Spring por Marte.
Crédito: NASA

A grande frota científica da NASA, particularmente as sondas em órbita e os rovers à superfície de Marte, já tem lugares de destaque para observar e estudar a passagem muito rara de um cometa no Domingo, dia 19 de Outubro.

O Cometa C/2013 A1, também conhecido como Cometa Siding Spring, vai passar a cerca de 139.500 quilômetros do Planeta Vermelho - menos de metade da distância entre a Terra e a nossa Lua e menos de um-décimo da distância de qualquer outra passagem de um cometa pela Terra.

O núcleo do Siding Spring passará mais próximo de Marte pelas 19:27 (hora de Portugal Continental), viajando a uma velocidade de aproximadamente 56 km/s. Esta proximidade será uma oportunidade sem precedentes para os investigadores recolherem dados tanto sobre o cometa como sobre o seu efeito na atmosfera marciana.

"Este é um presente cósmico…

Hubble mapeia a temperatura e vapor de água em exoplaneta extremo

Este é o mapa de temperatura de um "Júpiter quente" chamado WASP-43b. A região mais esbranquiçada no lado diurno tem uma temperatura que ronda os 1500-1600 graus Celsius. As temperaturas no lado noturno mergulham abaixo dos 540 graus Celsius.
Crédito: NASA/ESA

Uma equipe de cientistas, usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, fez o mapa global mais detalhado até agora de um planeta turbulento para lá do nosso Sistema Solar, revelando os seus segredos de temperatura do ar e vapor de água.

As observações do Hubble mostram que o exoplaneta, chamado WASP-43b, não é propriamente um lar acolhedor. É um mundo de extremos, onde ventos ardentes uivam à velocidade do som com temperaturas que rondam os 1600 graus Celsius no lado diurno, quente o suficiente para derreter aço, até um lado noturno onde as temperaturas mergulham abaixo dos 540 graus Celsius.

Os astrônomos mapearam as temperaturas em diferentes camadas da atmosfera do planeta e traçaram a quantidade e distribuição do v…

Contatos Imediatos Discovery Channel (2014)

FONTE: TERRY

O mais longo feixe de neutrinos do mundo vai explorar o motivo do universo ainda existir

Ele pode não dar a sensação de grandeza esmagadora do CERN, mas o novo experimento de neutrino com 800km de largura do Fermilab é tão ambicioso quanto. Se a proveitando da mais poderosa experiência de neutrinos baseada em acelerador já construída nos EUA, os pesquisadores esperam desvendar segredos subatômicos e, através dele, descobrir por que o universo não entrou em colapso logo após o Big Bang.

O experimento é conhecido como NOvA ou NuMI Off-Axis νe Appearance, sendo NuMI a sigla para Neutrinos at the Main Injector – um nome estiloso para o feixe de partículas 440kW gigante do laboratório. Equipes passaram o últimos cinco anos construindo as instalações de 800km no Fermilab em Batavia, no estado de Illinois, nos EUA, e em Fall Ash, em Minnesota, também nos EUA. O NuMI vai lançar prótons diretamente através da crosta da Terra entre as duas localizações onde detectores enormes vão monitorar como os neutrinos se modificam durante o trânsito na velocidade da luz.

O Detector de Proxim…

Imagens em desenhos de cometas que assustaram a humanidade

Com o desenvolvimento da ciência astronômica, os cometas, meteoros, meteoritos e estrelas cadentes se tornaram objetos familiares ao nosso universo; e com o advento da fotografia, retratá-los passou a ser mais preciso. Mas antes disso, talentosos artistas criaram obras impressionantes destas rochas misteriosas.

Algumas destas imagens centenárias foram publicadas recentemente pela Public Domain Review, numa coleção chamada "Flowers of the Sky". É um vislumbre fascinante de uma época em que cometas e meteoros encantavam e aterrorizavam os seres humanos.

FONTE: http://gizmodo.uol.com.br/

Menina de 13 anos treina com a Nasa para ir a Marte em 2033

Uma menina de 13 anos de idade já está treinando duro e com bastante antecedência para conseguir um feito inédito: ser a primeira pessoa a pisar em Marte.

Alyssa Carson, de Baton Rouge, no Estado americano da Louisiana, está se preparando para desembarcar no planeta vermelho em uma missão espacial em 2033.

No centro de visitantes da agência espacial americana, a Nasa, ela simula um pouso interplanetário após viajar na sonda exploradora Curiosity.

"Quero ir a Marte porque é um lugar aonde ninguém nunca foi. Completamente deserto", disse Alyssa à BBC. "Quero ser a primeira a dar esse passo."

A jovem considera que tem "altas chances" de ser escolhida para o projeto porque já está treinando há nove anos. No futuro, suas habilidades e o currículo só aumentarão, afirma.

O pai da menina, Bert, diz ter "certeza absoluta" de que a filha um dia vai conquistar o seu objetivo, motivada por sua paixão e trabalho duro.

Ele afirma que já discutiu com a filha …

Apareceu um mistério no Aglomerado de Perseu

Imagine uma nuvem de gás na qual cada átomo seja uma galáxia inteira - o aglomerado Perseu é algo assim. [Imagem: NASA]

Aglomerado de Perseu

O Universo é um lugar grande, cheio de incógnitas. Mais uma delas acaba de ser catalogada com a ajuda do observatório de raios X Chandra, da NASA.

"Eu não podia acreditar nos meus olhos. À primeira vista, o que descobrimos não pode ser explicado pela física conhecida," disse Esra Bulbul do Centro de Astrofísica da Universidade de Harvard.

Juntamente com uma equipe de mais meia dúzia de colegas, Bulbul vem utilizando o Chandra para explorar o aglomerado de Perseu, um enxame de galáxias a aproximadamente 250 milhões de anos-luz da Terra.

Imagine uma nuvem de gás na qual cada átomo seja uma galáxia inteira - o aglomerado Perseu é algo assim. É um dos objetos de maior massa conhecidos no Universo.

O agrupamento em si é imerso em uma enorme "atmosfera" de plasma superaquecido - e é aí que reside o mistério.


O elemento está lá, mas…

Nobel de Química premia transformação de microscópio em nanoscópio

ric Betzig, Stefan Hell e William Moerner. [Imagem: Divulgação]

O Prêmio Nobel de Química 2014 foi concedido a dois pesquisadores norte-americanos e um romeno "pelo desenvolvimento da microscopia de fluorescência de alta resolução".

Eric Betzig, nascido em 1960, é professor do Instituto Médico Howard Hughes (EUA). Stefan W. Hell, nascido em 1960 na Romênia é atualmente pesquisador da Universidade de Heidelberg (Alemanha). William E. Moerner, nascido em 1953, é professor da Universidade de Stanford (EUA).

Limites da microscopia

Por séculos a microscopia óptica tinha uma limitação que parecia natural: seria impossível obter uma resolução maior do que a metade do comprimento de onda da luz que o olho humano consegue captar.

Em 1873, Ernst Abbe estipulou um limite físico para a resolução máxima da microscopia óptica tradicional: ela nunca poderia superar 0,2 micrômetro, ou 200 nanômetros.

Ajudados em grande parte pelas moléculas fluorescentes premiadas pelo Nobel de Química em …

Stephen Hawking afirma: "não há qualquer Deus" e “milagres não são compatíveis com a ciência”

Assertivo, como de costume, o famoso físico Stephen Hawking defendeu as leis da ciência frente à teoria criacionista, de que os seres humanos são “senhores da criação”, ressaltando que somos “produto das flutuações quânticas do Universo”. As declarações foram feitas em uma conferência dada pelo cientista britânico durante a segunda jornada do Festival Starmus, em Tenerife, na Espanha, quando subiu ao palco do centro de congressos Magma, ovacionado por mais de 600 pessoas que foram ao local para escutá-lo.
Ao dar sua opinião sobre as teorias que, historicamente, explicam a origem da existência, Hawking disse que aquelas que afirmam que o universo “já existia” foram inventadas para evitar “perguntas incômodas” sobre a criação, destacando o fato de que a relatividade clássica nunca poderia descobrir como o universo foi gerado, o que deixava a igreja contente. Ele lembrou também que o Vaticano afirmava que “não havia o que indagar” sobre o início do universo e criticou os cosmólogos mode…

Pesquisadores desenvolvem cristal que pode "roubar" oxigênio de uma sala inteira e depois devolvê-lo ao ambiente

Pesquisadores da Universidade do Sul da Dinamarca anunciaram a criação de um cristal capaz de absorver o oxigênio do ar e também da água. Aparentemente, apenas um balde, com 10 litros desta nova substância, já seria capaz de sugar todo o oxigênio de uma sala. O cristal é um sal feito a partir do cobalto e parece ter capacidade de segurar o oxigênio a uma concentração que é 160 vezes maior do que o ar que respiramos. O artigo sobre o estudo, publicado na revista Chemical Science, indica que “um excesso” da substância poderia captar até 99% do oxigênio existente em uma sala.
Porém, o mais impressionante é que o cristal também possui a propriedade de, em um momento posterior, liberar o oxigênio quando exposto ao calor ou em ambientes com pouca presença de oxigênio. Em um comunicado à imprensa, a autora do estudo, Christine McKenzie, associou este fenômeno com a hemoglobina do nosso sangue, que usa o ferro para fixar e liberar o oxigênio do corpo humano.
Caso estas propriedades do crista…

Nasa quer hibernar astronautas em viagem a Marte

A Nasa está realizando estudos para encontrar uma maneira de reduzir os custos para enviar seres humanos a Marte. Um deles é submeter seus astronautas a um sono profundo durante a viagem ao planeta vermelho.

Conhecido como hibernação ou torpor, este sono profundo reduzirá as funções metabólicas dos astronautas com os procedimentos médicos disponíveis. A letargia também pode ocorrer naturalmente nos casos de hipotermia, que coloca os astronautas em um sono profundo durante toda a viagem de ida, que na melhor das hipóteses levaria 180 dias.
Com isso, a nave poderia ser muito menor, porque não seria necessário fornecer espaço para exercícios nem levar muito equipamento, tais como roupas, alimentos e água. O que reduziria o peso da nave de 400 para 220 toneladas. Os "hibernautas" viajariam dentro de cilindros blindados para protegê-los da radiação cósmica.



A letargia é reconhecida como uma teoria desde a década de 1980, e está representada em inúmeros filme de filmes de ficção …

Há milhares de civilizações alienígenas na Via Láctea

Provavelmente há milhares de civilizações alienígenas vivendo na nossa galáxia, a Via Láctea, mas as nossas chances de as conhecer são extremamente baixas, diz astrônomo.
Michael Garrett, diretor do Instituto Holandês para a Rádio Astronomia (Astron), fez o comentário no Congresso Astronômico Internacional em Toronto, no Canadá. O astrônomo disse que os dados coletados pela NASA e outras agências espaciais sugerem que a Terra seja um entre 40 bilhões de planetas potencialmente habitáveis em nossa galáxia.
Além disso, acredita-se que um novo planeta habitável seja formada a cada ano, o que significa que a chance da existência de civilizações extraterrestres é muito grande – pode haver por volta de 3.000 civilizações lá fora, de acordo com o estudo.
Porém, Garrett disse que devido ao enorme tamanho da Via Láctea, enviar sinais e recebê-los de volta de uma civilização avançada o suficiente para possuir esta tecnologia é improvável no momento.
“Em média, você esperaria que essas civiliz…

Nobel de Física vai para criadores do LED azul

Isamu Akasaki, Hiroshi Amano e Shuji Nakamura inventaram o LED azul, o que permitiu a criação de LEDs que emitem luz branca.[Imagem: Meijo University/Nagoya University/UCSB]

Dos LEDs azuis aos LEDs brancos

O Prêmio Nobel de Física de 2014 foi concedido a três pesquisadores japoneses pelo desenvolvimento do LED de cor azul e sua posterior junção com outras cores para criação dos LEDs brancos.

Isamu Akasaki, nascido em 1929, é professor da Universidade Meijo, em Nagoya. Hiroshi Amano, nascido em 1960, é professor da Universidade de Nagoya. E Shuji Nakamaura, nascido em 1954, é atualmente professor da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, nos Estados Unidos.

Os LEDs (Light-Emitting Diodes - diodos emissores de luz) são as luzes de estado sólido que começaram como sinalizadores em aparelhos eletrônicos e agora estão se disseminando nas aplicações de iluminação em geral.

Para essa disseminação, a invenção do LED azul foi crucial, uma vez que esse comprimento de onda é necessário pa…

Cientistas que descobriram o GPS natural do cérebro vão ganhar o Nobel de Medicina

Quando você caminha ao redor de um espaço, certas células do seu cérebro silenciosamente mapeiam os arredores para facilitar a sua navegação. É como um GPS. E sabemos isso graças a três cientistas que acabaram de ganhar o Prêmio Nobel de Medicina.

Os pesquisadores noruegueses Edvard Moser e May-Britt Moser, que são casados, vão compartilhar o prêmio com o cientista britânico americano John O’Keefe, que foi pioneiro na pesquisa há 40 anos. O’Keefe foi o primeiro a identificar as chamadas “células de local”, células nervosas específicas no hipocampo que acendem quando seus ratos de laboratório chegavam a lugares específicos. Ele corretamente acreditava que essas células ajudariam a formar um componente crítico de um sistema interno de navegação nos camundongos. Sua pesquisa, porém, não foi reconhecida como significativa na época.

E então, em 2005, os Mosers descobriram um segundo tipo de célula nervosa. As chamadas “células grid” permitiam que os camundongos coordenassem a posição entr…

Esta partícula é matéria e antimatéria ao mesmo tempo

Matéria e antimatéria não são exatamente melhores amigas: elas normalmente se cancelam quando entram em contato. Mas cientistas descobriram uma partícula que é composta de ambas.

Em 1937, o físico italiano Ettore Majorana previu a existência de partículas que são suas próprias antipartículas. Agora, uma equipe de pesquisadores liderada por Ali Yazdani, da Universidade Princeton (EUA), obteve imagens do férmion de Majorana.

Primeiro, a equipe encadeou átomos de ferro na superfície de um supercondutor de chumbo – isto é, um material que conduz eletricidade sem resistência – a uma temperatura de -272°C, um grau acima do zero absoluto.

Eles seguiram a tese do físico Alexei Kitaev que, em 2001, previu que surgiria um férmion de Majorana nas extremidades de um fio supercondutor sob condições específicas.

De fato, o processo criou uma fileira de elétrons e anti-elétrons (ou pósitrons); e na extremidade da cadeia, havia partículas com propriedades de matéria e antimatéria ao mesmo tempo. Par…

Christopher Nolan trará história de astronautas em missão pioneira em busca de um novo lar para a humanidade.

Interestelar, de Christopher Nolan, ganhou um novo trailer, que aparentemente será o último a ser divulgado antes do lançamento. Repleto de trechos inéditos, o vídeo explora a beleza do cosmos e mostra cenas ambientadas em outras dimensões do universo. Outro destaque é a intensa trilha sonora de Hans Zimmer, que já havia colaborado com Nolan compondo a identidade musical da trilogia O Cavaleiro das Trevas e A Origem.

Em Interestelar, o engenheiro viúvo Cooper (Matthew McConaughey) é recrutado pelo personagem de Michael Caine para participar de uma ambiciosa missão, absolutamente vital para a população do planeta. A vida na Terra se tornou insustentável por causa de uma grave crise de produção de alimentos, por isso Cooper deixará sua filha para embarcar numa expedição espacial com outros astronautas, que buscam viajar para outras dimensões e encontrar algum outro lugar que a humanidade possa chamar de lar. "Nós daremos um jeito. Nós sempre damos", garante Cooper no final do…