Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 10, 2016

ÓVNI no Aeroporto de Viracopos - Campinas - SP (1973)

Um objeto voador não identificado foi visto no aeroporto de Viracopos - Campinas - SP, por volta das 23 horas em novembro de 1973, por alguns policiais que lá estavam a serviço.
O objeto não identificado, foi visto pelo cabo da Polícia Militar, José Carlos de Moraes, de 38 anos, pelo tenente Marinho e cabo Russo.
Segundo declarações do cabo José Carlos de Moraes, que estava na noite de terça-feira em serviço de rotina de patrulhamento no aeroporto Internacional de Viracopos, juntamente com seus companheiros, quando se dirigiu à cabeceira da pista de aterrissagem do aeroporto, junto com o cabo Russo, foi surpreendido por uma forte luminosidade refletida no asfalto da pista. Quando, ao notarem a intensa luz refletida no asfalto, procuraram localizá-la, confirmaram, para sua surpresa, que vinha de um estranho objeto de forma arredondada, que pairava sobre a cabeceira da pista.
Imediatamente, os dois cabos da Polícia Militar procuraram chamar seus colegas de patrulhamento, alguns incl…

Os misteriosos "Homens de Preto"

"Muitos mistérios e teorias da conspiração envolvem os acontecimentos relacionados aos OVNI's em todo o mundo, mas um fato que merece destaque é a misteriosa visita de "Homens de Preto" junto às testemunhas dos fenômenos.
O que haveria por trás desses assustadores visitantes?"

Desde a década de 1940, época em houve o início da grande repercussão sobre o avistamento de OVNI's, existem relatos de pessoas envolvidas com os avistamento, que as mesmas foram visitadas por misteriosos homens vestidos de preto.
Esses misteriosos homens surgiam misteriosamente sabendo de todos os detalhes dos avistamentos, endereço das testemunhas, nome de familiares, coordenadas dos locais onde ocorreram os avistamentos, de documentos existentes, e em alguns casos, até sobre materiais colhidos em locais onde as pessoas disseram que tiveram "contato" com naves ou seres extraterrestes.

Esses misteriosos homens, segundo descrições, vestiam ternos pretos, camisas brancas, gra…

Céu da Semana de 18 a 24/07/2016 - Astronomia no Império

FONTE: UNIVESP TV

Novo mapa 3D do universo conta com mais de 1,2 milhão de galáxias

O mapa astronômico acima não mostra estrelas, e sim galáxias – são 1,2 milhão delas, para ser exato, um novo recorde para astrônomos. Essa nova varredura 3D extraordinária do universo oferece mais evidências de que uma substância misteriosa conhecida como energia escura é a provável causa da expansão do universo a uma velocidade cada vez maior.

O mapa abrange 650 bilhões de anos-luz cúbicos do espaço – cerca de um quarto do céu – e exigiu o trabalho de centenas de cientistas no Baryon Oscillation Spectroscopic Survey (BOSS). O BOSS é um programa dentro do Sloan Digital Sky Survey III (SDSS-III) que mede as ondas de som no universo antigo que deixaram impressões fracas na radiação cósmica de fundo após o Big Bang. Elas também deixaram impressões na distribuição das galáxias, que é o que o BOSS usou para mapear as posições e distâncias das galáxias através do tempo.

E o novo mapa não é apenas uma bela imagem cósmica. Ele oferece uma das medições mais precisas já feitas da expansão do u…

Mohammad Ali e o fenômeno Ufo

Mohammad Ali./Express

Recentemente faleceu um dos maiores boxeadores de todos os tempos, Mohammad Ali. Muitos sabem de suas andanças pelo ringue, de suas façanhas, mas poucos sabem o que ocorreu com este homem em relação ao enigma do fenômeno dos objetos voadores não identificados.

O boxeador e campeão do mundo dos pesos pesados, afirmou em numerosas ocasiões, e algumas delas certamente merecem um capítulo inteiro de um livro dedicado à efeméride, que teria visto o impossível.

Esta lenda do boxe era um crente ávido do fenômeno extraterrestre, afirmando ter tido encontros com seres cheios de mistérios e segredos, inclusive afirmou haver visto uma enorme nave "mãe" que tinha uma enorme semelhança aos típicos "discos voadores" em forma de prato que conhecemos do imaginário coletivo. Também acreditava que as visitas extraterrestres era algo relevante para o mundo inteiro.

Em uma homenagem online ao falecido boxeador, o investigador Green Beckley utilizou trechos de um…

Casos Ovnis ocorridos em Piracicaba (SP) e em seu entorno (6)

CASO ESCOLINHA.

Em 24/05/1989, fui avisado de uma ocorrência que teria se dado no
dia anterior (23/05/1989) no distrito de Tupi, próximo ao Horto Florestal de
Tupi, no município de Piracicaba, às 18h:30min e 18h45min. A testemunha é o
sr. Lazaro. Conforme declarações, ele se encontrava no local e hora
mencionados a espera do patrão que iria busca-lo. O sr. Lázaro era
tratorista, sendo que no dia operava uma máquina de esteira na abertura de
uma estrada rural. Durante a espera, percebeu uma súbita iluminação do local,
clareando ele, o trator e tudo mais a sua volta, porém foi tão rápido que
ignorou o fato.

Quinze minutos depois houve uma nova claridade, porém mais
perceptivel, assustando-o e fazendo com que fugisse do trator. Perguntei se
pode ver a fonte de luz obtendo uma resposta negativa. Porém, se a fonte da
iluminação estivesse acima da cabine do trator, não seria visível ao ocupante
por causa da capota.
Em Tupi já se falou muito em OVNI"s, embora não haja nada…

Como encontrar ETs que sejam muito diferentes de nós?

"Esses dados nos dizem que cada mundo é uma experiência planetária única." [Imagem: SETI]

Vidas diferentes

O Instituto SETI, que procura sinais de vida alienígena inteligente, está propondo a adoção de uma abordagem mais ampla e multidisciplinar para sua busca.

A ideia, que envolve ir além das técnicas de rádio e óptica usadas até agora, é que a busca possa ser capaz de encontrar vidas que não sejam exatamente como a nossa.

Nathalie Cabrol, diretora do Centro Sagan Carl de Pesquisas, do Instituto SETI, afirma, para procurar por vida de uma forma mais ampla, que inclua formas de vida como nós não conhecemos, é necessária uma mudança radical na busca pela inteligência extraterrestre, que passe a contar com um esforço multidisciplinar envolvendo física, biologia, informática e ciências sociais.

"Para encontrar ETs, devemos abrir nossas mentes para além da perspectiva geocêntrica profundamente enraizada em nós, expandir nossos métodos de investigação e implantar novas fe…

Buraco negro faz o material oscilar em seu redor

Imagem de artistica do XMM-Newton da ESA.
Crédito: ESA

O observatório de raios-X XMM-Newton da ESA provou a existência de um "vórtice gravitacional" em torno de um buraco negro. A descoberta, assistida pela missão NuSTAR (Nuclear Spectroscopic Telescope Array) da NASA, resolve um mistério que iludia os astrônomos há mais de 30 anos, e permitirá mapear o comportamento da matéria muito perto dos buracos negros. Também pode abrir a porta a futuras investigações da relatividade geral de Albert Einstein.

A matéria que cai sobre um buraco negro aquece à medida que mergulha para a sua ruína. Antes de passar para o buraco negro e de se perder para sempre da vista, pode atingir milhões de graus. A essa temperatura, emite raios-X para o espaço.

Na década de 1980, os pioneiros astrônomos que usavam os primeiros telescópios de raios-X descobriram que os raios-X provenientes de buracos negros de massa estelar, na nossa Galáxia, cintilam. As mudanças seguem um padrão definido. Quando ess…

Como funciona o Telescópio Espacial Hubble

Telescópio Hubble nomenclatura (Clicar na imagem para ver em tamanho grande)

- A luz de partes distantes do espaço entra no telescópio e bate no espelho principal, que a reflete de volta para a frente, rumo a um espelho secundário.


Espelhos Primários do Hubble

- O espelho secundário capta a luz, melhora o seu foco e a envia de volta, em direção a um pequeno orifício no centro do espelho principal.

- Atrás do espelho principal, uma série de micro espelhos redireciona a luz para cinco câmeras digitais que irão fotografá-la: uma câmera infravermelha (que capta o calor dos objetos), uma espectrográfica (que divide a luz em cores para descobrir a composição das estrelas), uma para fotografar regiões amplas do espaço, uma para detectar os menores movimentos dos astros e uma ultrassensível para captar imagens de galáxias ainda mais distantes.

- As câmeras digitais não têm filme, mas uma tela que transforma as partículas de luz (fótons) em sinais elétricos, daqui enviados aos computadores de…

Este dinossauro assustador tinha braços pequenos assim como o tiranossauro

Paleontólogos na Argentina descobriram os restos de um dinossauro do período Cretácico que contava com os mesmos braços em miniatura encontrados no tiranossauro (T. rex). Essas criaturas antigas não eram próximas, então os cientistas desconfiam que os pequenos braços evoluíram independentemente.

Este é o Gualicho shinyae, um terópode bípede que tinha um par de braços curtos com duas garras em cada. A criatura aterrorizante tinha o tamanho de um urso polar e é parecida com o tiranossauro nesse sentido, mas é de um ramo separado da árvore genealógica, o que significa que os membros incomuns evoluíram de forma independente (evolução paralela), e não uma característica herdada de um ancestral em comum. Braços pequenos, pelo jeito, eram comuns em certos bípedes carnívoros durante o Cretácico, e por motivos que ainda não estão totalmente claros.


Imagem: Sebastián Apesteguía et al., 2016/PLOS ONE

O Gualicho é classificado como um allosauridae, que descreve terópodes carnívoros de médio a gr…

Astrônomos detectaram a linha do gelo ao redor de uma estrela pela primeira vez

Um telescópio capturou a primeira imagem de uma linha do gelo em torno de uma jovem estrela no espaço – e isso pode mudar o que sabemos sobre a formação de planetas.

As condições extremas ao redor de estrelas jovens às vezes significam que a água vai diretamente do estado gasoso para a neve e gelo, pulando totalmente a fase líquida. A região em que essa transição acontece é chamada de linha do gelo.

Essa linha só foi vista porque a estrela em questão, a V883 Orionis, teve uma erupção maciça que empurrou a linha do gelo ao redor do seu disco protoplanetário, onde os planetas são formados, para fora. Isso fez com que o telescópio Atacama Large Milimeter/submilimiter Array (ALMA) conseguisse essa vista:



Não é só uma coisa legal de se ver, e pode ter consequências enormes para a forma como planetas são formados. Pesquisadores do ESO dizem que suspeitam que a localização da planeta em formação dentro da linha do gelo aparece na forma final do planeta.

Se um planeta é formado dentro dessa …

Conheça o aposentado que já fez mais de 2 mil telescópios

Desde 1954, o o quase anônimo inventor se dedica à construção de equipamentos astronômicos

Quando abre o portão de sua oficina, Bernardo Riedel tem as mãos ainda molhadas. Acabara de consertar uma parte do encanamento que estourou no galpão onde fabrica telescópios no bairro do Horto, em Belo Horizonte.



Aos 74 anos, tem aparência frágil, mas está longe de precisar de descanso. Chega todos os dias ao trabalho por volta de 8 horas da manhã e, caso o céu esteja convidativo para observações, pode estender o expediente pela madrugada. “Minha mente não para, não posso parar de criar”, afirma. Em 1954, ao apaixonar-se pelos mistérios do céu, Riedel construiu seu primeiro telescópio, de estrutura de madeira — para aprender a técnica de fabricação, utilizou um livro escrito pelo inventor francês Jean Texereau.

Formado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Minas Gerais, instituição onde foi professor, também trabalhou como ótico em um observatório astrônomico de Belo Horizonte …

Casos Ovnis ocorridos em Piracicaba (SP) e em seu entorno (5)

CASO PEDREIRA I.

No dia 09/04/1989, pudemos ter o nosso primeiro contato com uma testemunha que alega ter avistado OVNI's por três vezes, pelo menos.
Quando o policial Costa me informou sobre seus dois colegas no Km 19, disse que tinham avistado um OVNI de base redonda com um bico para o alto, ou seja, um cone (apesar de não confirmarem isso). Observe agora o UFO descrito a seguir.
O sr. Daniel Frasson, comerciante, morador de Vila Nova, dirigia seu caminhão nas proximidades do chamado Morro Azul, que fica próximo ao município de Limeira, ocasião em que voltava para casa como tantas vezes o fez por aquele mesmo caminho. Conta ele que havia chovido muito naquele dia, que não se recorda exatamente o qual era, mas calcula ter sido no ano de 1977, outubro possivelmente.Segundo ele, ainda chuviscava e o céu era cortado por muitos relâmpagos entre baixas nuvens, os quais clareavam a estrada de terra. Acompanhava-o o sr. João Arquesin, que infelizmente não conseguimos contactar para en…

Conheça as mulheres que ajudaram a NASA a alcançar as estrelas

O laboratório de propulsão a jato da NASA (JPL) tem uma longa tradição na construção de foguetes e de exploração espacial, desde a criação dos primeiros mísseis e naves, até a chegada na lua e a navegação remota de rovers em Marte. Por trás de todos os homens proeminentes que lideraram tais programas existiu um grupo de mulheres pouco conhecidas.

Agora as mulheres esquecidas do JPL têm o seu próprio livro, Rise of the Rocket Girls: The Women Who Propelled Us, From Missiles to the Moon to Mars (algo como “A ascensão das garotas-foguete: as mulheres que nos propulsionaram, de mísseis à lua e à Marte”), graças à microbiologista e escritora Nathalia Holt. Recrutadas nas décadas de 40 e 50, essas gênias da matemática desafiaram os papéis sociais de gênero da época para trabalharem como “computadores” humanos. Com apenas lápis, papel e fórmulas, era a responsabilidade delas fazerem os cálculos que possibilitaram todas as missões espaciais da época, da trajetória de foguetes ao sistema de s…

Juno envia sua primeira imagem de Júpiter após manobra de inserção orbital

POR SALVADOR NOGUEIRA

Passada a arriscada manobra de inserção orbital, a Juno voltou a produzir imagens de Júpiter, agora já presa à gravidade do maior planeta do Sistema Solar.

A JunoCam, câmera que opera em “luz visível”, ou seja, com comprimentos de onda que podem ser enxergados pelo olho humano, foi religada no último domingo (10), seis dias após a tensa manobra que colocou a sonda da Nasa numa trajetória elíptica em torno de Júpiter.

A imagem, recém-divulgada pela agência espacial americana, foi feita a cerca de 4,3 milhões de km, o que equivale a cerca de 11 vezes a distância Terra-Lua. Por isso não vemos lá grandes detalhes. Mas o fato de termos a foto é de bom agouro — sinal de que a câmera segue em pleno funcionamento, depois de atravessar os poderosos cinturões de radiação jovianos durante a inserção orbital. Na ocasião, a Juno passou a apenas 4.000 km da superfície visível de Júpiter.

A sonda está inserida numa órbita bastante alongada de 53 dias, de modo que imagens de al…

Mais um planeta anão para a coleção solar

POR SALVADOR NOGUEIRA

Um grupo internacional de astrônomos acaba de anunciar a descoberta de um novo planeta anão além da órbita de Netuno.

É bem verdade que é apenas mais um planeta anão — e sabemos que não será o último –, mas sua descoberta pode ajudar a compreender a história pregressa do Sistema Solar.

O objeto foi encontrado com o Telescópio Canadá-França-Havaí, em observações feitas para o projeto Ossos (sigla inglesa para Pesquisa de Origens do Sistema Solar Exterior). Designado com a sigla 2015 RR245 pela União Astronômica Internacional, ele tem apenas 700 km de diâmetro, o que faz dele menor do que Ceres, o único planeta anão que não está localizado na região além da órbita de Netuno.

Com esse tamanho modesto, ele naturalmente não é muito fácil de ver. Foi detectado durante sua aproximação periódica da região clássica do cinturão de Kuiper, que reúne objetos como Plutão, além da órbita de Netuno. O novo planeta anão deve atingir o periélio, quando fica a “apenas” 34 unidade…

Descoberta nova população de planetas isolados e estrelas frias

Esta imagem da região de formação estelar da Nebulosa de Órion foi criada a partir de várias exposições obtidas pela câmera infravermelha HAWK-I, montada no VLT, no Chile. [Imagem: ESO/H. Drass et al.]

Estrelas frias ou planetas quentes?

Ao captar a imagem mais detalhada já obtida da Nebulosa de Órion, os astrônomos tiveram uma surpresa.

A imagem revela cerca de 10 vezes mais anãs marrons e "objetos de massa planetária isolados" do que se calculara anteriormente.

Isto não apenas desafia o cenário normalmente aceito da história de formação estelar das nebulosas, como também pede outras explicações e catalogações desses "corpos estelares" e planetas isolados.

"Compreendermos porque é que tantos objetos de baixa massa se encontram na Nebulosa de Órion é importante porque nos ajuda a colocar limites nas atuais teorias de formação estelar. Sabemos agora que o modo como estes objetos de baixa massa se formam depende do meio que os envolve," disse Amelia Bayo, …