Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 10, 2018

Persiste o enigma dos helicópteros pretos

Há inúmeros relatos de estranhos helicópteros pretos, as vezes descrevendo como voam silenciosamente e a velocidades incompatíveis com o tipo de aeronave

Por décadas avistamentos dessas aeronaves, frequentemente sem identificação e por vezes exibindo características de voo incompatíveis com suas características, têm sido relatados

Ao lado dos Homens de Preto, primeiro relatados nos anos 50, outro enigma até hoje insolúvel surgiu na Ufologia Mundial na década de 70, os helicópteros pretos. A inconsistência de suas aparições e ações tem contribuído, desde então, para confundir os pesquisadores. Essas aeronaves surgem por vezes associadas a mutilações de gado, mas testemunhas de casos ufológicos já as descreveram sobrevoando suas casas a baixa altitude, como se fossem versões atualizadas dos Homens de Preto. É fato que as Forças Armadas norte-americanas possuem unidades de elite que utilizam helicópteros pintados de preto para operações especiais, e fabricantes dessas aeronaves por veze…

Buracos negros talvez possam se transformar em lasers de matéria escura, diz novo estudo

Por: Ryan F. Mandelbaum

Buracos negros já são uns dos objetos mais estranhos no universo, e cientistas às vezes sonham com algumas teorias malucas sobre seu comportamento. Por exemplo: talvez eles possam acumular partículas de matéria escura e se transformar em lasers de buraco negro, disparando radiação no espaço.

Isso não é só uma ideia fantasiosa. Talvez você se lembre de uma teoria impressionante do ano passado que ligava uma partícula de matéria escura teorizada chamada de áxion com buracos negros e ondas gravitacionais. Essa nova teoria é uma extensão disso — são chamados de BLASTs, ou “black hole lasers powered by axion superradiant instabilities” (“lasers de buraco negro alimentados por instabilidades superradiantes axionais”). Os cientistas por trás da teoria pensam que talvez exista uma maneira de observar esse estranho comportamento na Terra.

“Acho que é uma possibilidade fascinante”, disse Thomas Kephart, pesquisador da Universidade Vanderbilt e um dos autores do novo est…

Os 55 anos do primeiro voo de uma mulher ao espaço

Valentina Vladimirovna Tereshkova (em russo: Валентина Владимировна Терешкова; Maslennikovo, 6 de março de 1937) é a primeira cosmonauta e a primeira mulher a ter ido ao espaço, em 16 de junho de 1963, na nave Vostok VI.

Transformada em heroína nacional após o sucesso de sua missão, condecorada por líderes soviéticos, russos e estrangeiros de várias gerações, nos anos seguintes se tornou proeminente na sociedade e na política do país, primeiro na União Soviética e depois na Rússia. Até os dias atuais, é a única mulher a ter feito um voo solo ao espaço.

Oriunda de uma família proletária - seu pai era um motorista de trator, desaparecido na guerra russo-finlandesa de 1940 - Valentina só entrou para a escola aos oito anos e começou a trabalhar com dezoito, em uma fábrica têxtil, para ajudar a mãe viúva. Na mesma época, começou a participar de um clube de paraquedistas amadores e deu seu primeiro salto em 21 de maio de 1959. Criou o Clube de Paraquedistas Amadores da fábrica e tornou-se …

4 missões do Summit, o supercomputador mais poderoso do mundo que acaba de entrar em operação

Ocupando um espaço que equivale a duas quadras de tênis, o supercomputador vai ser usado para criar modelos científicos e fazer simulações

Mal entrou em funcionamento e já está sendo chamado de o supercomputador mais poderoso do mundo. Esse é o Summit, que é duas vezes mais rápido do que o chinês Sunway TaihuLight, tido até então como que a máquina mais veloz do planeta.

Desenvolvido nos Estados Unidos por meio de uma parceria entre a IBM e a Nvidia, o Summit, que fica no Laboratório Nacional de Oak Ridge, no Tenessee, o supercomputador tem capacidade para 200 quatrilhões de cálculos por segundo.

É composto por fileiras de servidores do tamanho de geladeiras que, juntos, pesam 340 toneladas e ocupam uma área de 520 m² - o equivalente a duas quadras de tênis. O Summit está conectado com mais de 300 quilômetros de cabos.


Ilustração: MCKIBILLO

O computador trabalha como um monstro sedento que consome mais de 4 mil galões de água a cada minuto para manter seu sistema de refrigeração func…

Revista Ovni Pesquisa

A Revista Ovni Pesquisa já se encontra à venda pelo seu site http://www.ovnipesquisa.com.br/. Dedicada ao estudo do fenômeno OVNI de forma cientifica é uma publicação do grupo Cipfani, de Minas Gerais.

Abaixo a versão digital da primeira edição:

Revista OVNI Pesquisa Ed 1 Publish at Calameo
FONTE: http://www.ovnipesquisa.com.br/

Júpiter tem raios iguais aos da Terra

Concepção artística baseada em imagens da JunoCAM mostra relâmpagos em Júpiter. (Crédito: Nasa/JPL-Caltech)

Salvador Nogueira

Novos dados colhidos pela sonda Juno mostram que os relâmpagos na atmosfera de Júpiter são surpreendentemente parecidos com os da Terra.

A primeira vez que raios foram vistos no maior planeta do Sistema Solar foi por ocasião da visita da espaçonave Voyager 1, em 1979, quase 40 anos atrás. Ela encontrou duas evidências fortes dos relâmpagos.

A mais óbvia foram fotografias do lado escuro do planeta. Com uma exposição de mais de 3 minutos, elas registraram vários clarões na atmosfera que eram consistentes com raios.

Já a mais interessante foi a detecção de rápidos pulsos de rádio, na frequência dos quilohertz, emitidos quando a brutal corrente elétrica de um relâmpago flui pela atmosfera. Acontece cá, acontece lá. Mas esperava-se detectar esses pulsos também em frequências mais altas (megahertz ou gigahertz), o que não aconteceu. Ficou a impressão de que talvez o…

CBPF inaugura no Rio maior grafite científico do mundo

O Mural-Grafite da Ciência tem 240 metros quadrados, ao longo de um dos muros do CBPF. (Crédito: Luiz Baltar/CBPF)

Salvador Nogueira
O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro, inaugura nesta sexta-feira, às 15h, o maior grafite urbano científico do mundo.

São 240 metros quadrados — ocupando toda a extensão dos 70 metros de um dos muros da instituição — pintados segundo temas de ciência, tecnologia e inovação — desde um painel com grandes cientistas da história (é divertido para os fãs de ciência ver quantos eles conhecem ali) até homenagens a grandes conquistas tecnológicas (procure o 14bis de Santos-Dumont).

“Na escolha dos nomes que compõem a lista de 100 cientistas da área ‘Construtores da ciência’, houve preocupação dos coordenadores da iniciativa em fazer com que as mulheres estivessem representadas”, diz o CBPF, em nota.

Entre as cientistas estrangeiras, estão, por exemplo, a franco-polonesa Marie Curie (1867-1934), detentora de dois prêmios Nobel, e a …

Dados do Gaia revelam fusões na Via Láctea

Painel da esquerda: diferentes correntes estelares (pontos coloridos), o disco da Via Láctea (azul) e em preto o resto das estrelas do halo, onde a bolha horizontal em forma de chaturo é visível. Painel da direita: mesmos dados, agora vistos a partir de um ângulo de 90º.
Crédito: Koppelman et al.

Astrônomos da Universidade de Groninga (Países Baixos) descobriram relíquias de eventos de fusão no halo da Via Láctea. Cinco pequenos grupos de estrelas parecem representar fusões com galáxias mais pequenas, enquanto uma grande "bolha" composta por centenas de estrelas parece ser o remanescente de um grande evento de fusão. Estes resultados foram publicados na edição de 12 de junho da revista científica The Astrophysical Journal Letters.

O estudo é baseado na recente segunda divulgação do catálogo Gaia. A segunda versão forneceu à comunidade científica informações precisas sobre a posição e sobre o movimento de milhões de estrelas, principalmente na Via Láctea. O estudante de dout…

Matéria orgânica em Ceres pode ser mais abundante do que se pensava inicialmente

No ano passado, a sonda Dawn espiou matéria orgânica no planeta anão Ceres, o maior objeto da cintura de asteroides. Uma nova análise sugere que essa matéria orgânica pode ser mais abundante do que se pensava.
Crédito: NASA/renderização por Hannah Kaplan

No ano passado, cientistas da missão Dawn da NASA anunciaram a detecção de materiais orgânicos - compostos à base de carbono que são componentes necessários à vida - expostos em zonas da superfície do planeta anão Ceres. Agora, uma nova análise dos dados da Dawn, por investigadores da Universidade Brown, sugerem que essas áreas podem conter uma abundância muito maior de compostos orgânicos do que se pensava inicialmente.

As descobertas, publicadas recentemente na revista científica Geophysical Research Letters, levantam questões intrigantes sobre como esses materiais orgânicos chegaram à superfície de Ceres, e os cientistas dizem que os métodos usados no novo estudo também podem fornecer um modelo para interpretar dados para missões …

Nasa perde contato com jipe Opportunity durante tempestade de poeira em Marte

Imagem simula a perda de visibilidade do Sol pelo aumento da tempestade de poeira em Marte durante o mês de junho. (Crédito: Nasa)

Salvador Nogueira
O jipe Opportunity pode estar enfrentando sua situação mais crítica desde que pousou em Marte, quase 15 anos atrás. Uma tempestade global de poeira se espalha pelo planeta vermelho, e na terça-feira (12) a Nasa confirmou que perdeu contato com o rover.

Presume-se que as condições na região onde o veículo opera, o chamado Vale da Perseverança, se tornaram tão severas que a bateria interna caiu abaixo de 24 volts. Quando isso acontece, o computador de bordo entra num estado operacional de emergência, desligando todos os subsistemas menos um relógio interno.

Com isso, a única tarefa do jipe é se “acordar” de tempos em tempos para checar o nível da bateria, que é recarregada pelos paineis solares — mas só quando há luz solar disponível, o que no momento se torna uma virtual impossibilidade por conta da tempestade de areia.

O fenômeno atmosfé…

Emissão de gases traz novas pistas sobre o fim da vida das estrelas

Módulo de carga útil do Herschel consiste no telescópio e no criostato que contém o banco óptico. Escudo solar protege equipamento da insolação e da luz difusa da Terra – Ilustração: Divulgação / The Herschel Space Observatory

Astrônomos detectaram rara emissão laser de hidrogênio em estrela no centro de uma nebulosa planetária

Por Júlio Bernardes - Editorias: Ciências Exatas e da Terra

As nebulosas planetárias (NPs) representam uma fase-chave da evolução estelar, o final da vida de uma estrela de baixa ou média massa. A partir das observações do telescópio espacial Herschel, um grupo internacional de astrônomos detectou uma rara emissão laser de gases no centro da nebulosa planetária Menzel 3, também conhecida como Nebulosa da Formiga. Além de indicar as condições físicas e a provável estrutura do gás, esta detecção aponta que a estrela central que produziu a nebulosa planetária tem uma estrela companheira (ou seja, faz parte de um sistema estelar binário). Essa descoberta poderá au…

Nova técnica revela planetas “bebês” escondidos orbitando estrela recém-nascida

Por: George Dvorsky

Desde a década de 1990, cientistas detectaram milhares de exoplanetas orbitando estrelas distantes, mas a descoberta de protoplanetas bebês inseridos em extensões estelares de gás e poeira provou ser um desafio. Uma equipe internacional de astrônomos usou uma nova técnica para enfim descobrir não um, mas três planetas bebês em torno de uma estrela recém-nascida — uma descoberta incrível que está reafirmando suposições antigas sobre a formação de planetas.

Normalmente, exoplanetas são detectados quando se movem na frente de sua estrela anfitriã, resultando em um breve efeito de escurecimento, ou quando sua gravidade faz com que uma estrela anfitriã se sacuda levemente. Mas essas técnicas não se prestam muito bem ao estudo de discos protoplanetários — extensões escuras cheias de pedras, poeira e gás. Isso é um problema porque os cientistas gostariam muito de detectar protoplanetas; a teoria é que planetas se formam dentro desses discos, mas os astrônomos nunca viram…

A Terra pode ser um zoológico criado por alienígenas, diz Neil deGrasse Tyson

Para o astrofísico, somos burros demais para os ETs se interessarem pela nossa tecnologia — mas pode ser que eles nos observem só para se divertir

Por Helô D'Angelo

Nosso planeta pode ser um Big Brother intergaláctico mantido por alienígenas. Parece ideia de maluco, mas pense bem: até que os ETs apareçam por aqui, não dá para provar o contrário. E não é teoria de bar — quem disse isso foi o astrofísico Neil DeGrasse Tyson, na conferência Starmus, na Espanha. Para ele, só há três certezas: a vida alienígena existe, é muito mais inteligente do que a nossa e não está nem aí para o nosso planetinha azul.

Em sua palestra, Tyson afirma não acreditar que a humanidade conseguirá entrar em contato com uma civilização alienígena — pelo menos, não como os filmes e livros de ficção científica profetizam. De acordo com o cientista, qualquer vida extraterrestre desenvolvida deve ser muito mais inteligente que os seres humanos, e, por isso, fazer contato seria uma perda de tempo para eles — nos…

Como é viver no interior da nova cápsula espacial da Nasa

A Nasa já construiu maquetes para simular como será o interior da cápsula Orion | Foto: Nasa

Richard Hollingham
BBC Future

Em 1959, a Nasa, agência espacial americana, selecionou os sete astronautas que dariam início às missões tripuladas dos Estados Unidos no espaço. Ao serem apresentados à minúscula cápsula Mercury, que só tinha capacidade para uma pessoa, a reação não foi de euforia.


Capsula Mercury

Além de não ter janelas, o módulo espacial praticamente não oferecia controle manual - o que levou os então pilotos de teste a protestarem, argumentando que não passariam de "sardinhas em lata".

O conflito entre o desejo dos astronautas de pilotar de fato a espaçonave e a disposição dos engenheiros de simplesmente enviar um homem ao espaço (e trazê-lo de volta vivo) é dramatizado no filme Os Eleitos (1983). No longa, apenas quando o personagem de John Glenn, primeiro americano a orbitar a Terra, ameaça se queixar com a imprensa é que os engenheiros decidem providenciar escoti…

Quanto tempo falta para a Inteligência Artificial superar os humanos?

Por Ana Carolina Leonardi

Quanto tempo falta para os robôs se tornarem melhores atletas que os humanos? E para que os computadores descubram novas leis da matemática? E cheguem ao topo da Billboard com a sua própria cyberboyband? Um estudo calculou quão perto estamos da superação da inteligência artificial em tudo, até nas habilidades mais banais. A conta foi feita com base nas estimativas de cientistas de Oxford e Yale.

A primeira superação à vista é a do jogo Angry Birds: em cerca de dois anos, você pode esperar que a inteligência artificial se torne imbatível, melhor do que qualquer jogador humano na categoria “atacar porcos verdes com pássaros raivosos”.

Falta mais tempo até que uma música composta por IA chegue ao Top 40 de Mais Ouvidas dos EUA, ou um livro de um autor robô alcance a lista de best-sellers do jornal The New York Times.

No gráfico abaixo, você descobre o quão distantes estamos de cada um desses cenários. Quanto maior for a barra verde, mais tempo estaremos à salvo…

Por que o tempo parece passar mais rápido a cada ano

Nossa percepção muda em função dos estímulos a que estamos expostos

O que acontece quando você entra em um quarto escuro onde há uma vela acesa? Você logo nota a chama, certo?

E se o local estiver completamente iluminado? Provavelmente, você levará mais tempo para se dar conta de que a vela está acesa.

O mesmo ocorre com peso. Uma pessoa pode distinguir perfeitamente a diferença entre um peso de 100 gramas e outro de 120 gramas, mas não é tão fácil diferenciar um de 200 gramas de outro de 220 gramas.

São os mesmos 20 gramas de diferença no dois casos, mas nossa percepção é alterada - e a ciência explica isso, por meio da Lei de Weber.

Um algoritmo
Ernst Heinrich Weber (1795-1878) foi um renomado médico alemão que, no século 19, desenvolveu um importante trabalho nos campos da fisiologia e da psicologia.

Ele foi o primeiro a se dar conta desse fenômeno e a traduzí-lo em uma equação. A fórmula foi melhorada por um psicólogo da mesma época, o também alemão Gustav Theodor Fechner (1801-1…

Controle seus aparelhos mexendo os dedos - sem tocar em nada

O protótipo ainda chama a atenção, mas uma versão final poderá ser tão discreta quanto um relógio. [Imagem: Cheng Zhang et al. (2018)]

Interface de dedo

As telas e, muito antes delas, os teclados, vêm sendo controlados com os dedos há décadas.

Mas que tal continuar usando seus dedos para controlar seus aplicativos e aparelhos sem precisar tocar em nada?

Esta é a proposta de Cheng Zhang, do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA.

Usando chiados inaudíveis emitidos por um anel e recebidos por uma pulseira, a interface que Zhang criou é capaz de reconhecer 22 gestos de dedo diferentes, que podem ser programados para vários comandos - incluindo uma interface de teclado T9, um conjunto de números ou comandos de aplicativos, como tocar ou parar a música.

"Algumas interações não são socialmente apropriadas," disse Zhang. "Um aparelho de vestir está sempre em você, então você deve ter a capacidade de interagir através desse aparelho a qualquer momento, de forma apropriada …

Fibra sensitiva vai por eletrônica na sua roupa

A fibra altamente elástica é fabricada com funcionalidades específicas de acordo com a aplicação. [Imagem: Alban Kakulya/EPFL]

Fibra sensorial

Parece ser um fio comum, mas esta é uma fibra superelástica que representa uma nova forma de pensar os sensores.

Sua grande vantagem é a incorporação de múltiplos materiais - como eletrodos ou polímeros condutores - em uma matriz de elastômero.

Essa mesclagem permite detectar até mesmo a menor pressão e tensão, com a vantagem de que as fibras podem suportar deformações de quase 500% e depois recuperar sua forma inicial.

Tudo isso as torna perfeitas para aplicações em roupas eletrônicas e próteses inteligentes, ou mesmo para criar nervos artificiais para robôs.

"Por exemplo, podemos adicionar três fios de eletrodos na parte superior das fibras e um na parte inferior. Diferentes eletrodos entrarão em contato entre si dependendo de como a pressão é aplicada às fibras. Isso fará com que os eletrodos transmitam um sinal, que pode então ser lid…