Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 23, 2012

Selos em homenagem a conquista espacial

Os estranhos planetas além do Sistema Solar

Nos últimos 20 anos, astrônomos de todo o mundo catalogaram cerca de 850 planetas fora do nosso Sistema Solar.

A busca por mundos que orbitem outras estrelas tem levado à descoberta de alguns planetas estranhos, desde um gigante de gás quente, mais escuro que carvão, até um planeta com quatro sóis.

Abaixo, alguns dos exemplos mais estranhos.

Um planeta com quatro sóis
O planeta PH1, localizado por astrônomos amadores, tem quatro sóis. [Imagem: Planeta PH1 (Imagem: Haven Giguere/Yale)]

Em uma cena do filme da saga Star Wars, quando o personagem Luke Skywalker olha para o horizonte, ele vê dois sóis se pondo no planeta Tatooine.

Os astrônomos já descobriram vários sistemas parecidos com o da ficção, nos quais os planetas orbitam estrelas duplas.

Mas, em 2012, astrônomos amadores encontraram um planeta iluminado por quatro estrelas, o primeiro desse tipo.

O mundo distante fica na constelação de Cygnus, orbita um par de astros e um segundo par gira em volta deles. Ele fica a 5.000 anos-luz…

Bola de Fogo provoca estrondo e clarão azul em Passo Fundo RS

Passo Fundo/RS, na madrugada do dia 27, foi atingida, segundo diversos ouvintes, por um meteorito. Os vários relatos davam conta de que por volta da meia noite, uma bola de fogo que provocou um clarão azul, um estrondo e clareou a noite teria cruzado o céu da cidade.

O fenômeno teria sido observado de diversos pontos, como dos bairros São Cristovão, Santa Marta e Centro. De acordo com o geólogo Luis Paulo Fragomeni, a possibilidade de que os relatos se confirmem é grande, segundo explica, os depoimentos que chegam, a maneira e o horário são compatíveis com um meteoro, o que nos, comumente, chamamos de estrela cadente.
Normalmente, eles são formados, principalmente, por gelo e uma pequena parcela de matéria. Quando eles entram em contato com a atmosfera terrestre se transformam em meteoritos e o atrito faz com que fiquem incandescentes.
Ainda conforme o geólogo, na segunda quinzena de dezembro foi grande a atividade de meteoros no planeta, havendo um pico entre os dias 13 e 15.
Fragom…

Descubriram animais mutilados em um campo próximo a Frías, Argentina

Investigam se se trata de um matadouro clandestino ou se algum animal estranho comeu as ovelhas, um fato similar ocorreu meses atrás com vacas.

Ramón Alberto Aguilera de 54 anos, é dono de uma propriedade agrícola pecuária na região de El Retiro, localizado a 14 Kms de Frías, días atrás Ramón se deparou com algo estranho, encontro suas ovlhas mutilados no curral sem nenhum rastro de sangue por perto. Isto lhe chamou atenção oque lhe fez consultar seus vizinhos para ver se havia passado algo similar, sabendo que dias atrás algumas vacas tinham sido mutiladas, ele descreveu a situação e mencionou sobre um "bicho raro", lhes comem todos seus orgãos deixando somente a cabeça e o corpo.

Ainda há animais desaparecidos e apareceram 4 ovelhas mutiladas, algumas poderam escapar, não há rastros de sangue nem que outro animal haja estado no local, "não há nenhuma gota de sangue", disse Aguilera, que vive na rua Jujuy. O homem disse que continuará investigando o ocorrido.

FONT…

Pânico entre vizinhos pela presença de um Ovni, (Argentina)

Uma mulher de Concepcíon, na capital, se comunicou com o jornal local, Tiempo de San Juan para contar um avistamento muito chamativo que teve junto aos seus vizinhos no sábado 22/12/2012: "Estava ao entardecer quando uma grande bola de fogo que depois se converteu em luz e caiu, causando pânico".

"Meu marido saiu para trabalhar e me avisou que havia algo no céu, quando sai, olhei primeiro e vi uma bola de fogo, depois uma luz como uma estrela cadente muito grande que seguiu caindo não podendo em senguida ser vista mais".

Disse ainda que tudo havia durado mais de 10 minutos e que em princípio acharam tratar-se de um meteorito, mas que depois esta teoria foi descartada e depois se inclinaram mais por se tratar de um ovni pelo tempo da observação.

FONTE: http://www.tiempodesanjuan.com/Luis Alberto Baynham - Argentina