Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 26, 2017

Ozíres Silva e a Noite dos OVNIS em 1986 - Entrevista em março de 2014 para José Wille

Ozires Silva e a Noite dos OVNIS no Brasil em 1986 - Entrevista em março de 2014 para José Wille no programa de rádio "95 On-Line" em Curitiba.

Ozires Silva (Bauru, 8 de janeiro de 1931), engenheiro aeronáutico, foi ministro da Infra-Estrutura e ministro das Comunicações do Brasil. Foi presidente e co-fundador da Embraer. Presidiu também a Petrobras e a Varig. Na noite de 19 de maio de 1986, Ozires e seu co-piloto, Alcir Pereira a bordo do Embraer EMB-121 Xingu, foram testemunhas da observação de um objeto voador não identificado (Ovni), que maia tarde seria confirmado outros objetos, testemunhados por aeronaves comerciais e perseguidos por aeronaves da FAB dando origem ao que se conhece hoje por "Noite Oficial dos Ovnis".



FONTE: José Wille

Veja também: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2017/06/a-noite-em-que-forca-aerea-brasileira.html

Pioneira da pesquisa ufológica russa e píloto de provas faleceu

Marina Popovich, heroína da União Soviética e grande nome da Ufologia russa

Marina Popovich era um dos grandes nomes da Ufologia russa, além de piloto condecorada e detentora de vários recordes mundiais de aviação

Marina Popovich, conhecida como "Madame Mig" devido aos feitos que obteve como piloto de provas, faleceu na Rússia aos 86 anos. Nascida em 1937 ela se alistou na Força Aérea russa após a Segunda Guerra Mundial movida pelos crimes de guerra nazistas na região em que nasceu, principalmente seu vilarejo natal na região de Smolensk. Ela afirmou certa vez em entrevista para a televisão que sua família escapou do massacre somente graças as ação de milícias russas que operavam no local. Marina tinha somente 16 anos quando escreveu ao ministro Voroshilov da Defesa pedindo para ser piloto profissional, o que na época era vetado para as mulheres.

A moça chegou a mentir a respeito da idade, afirmando que tinha 22 anos, o que até hoje causa confusão quando se escreve a respei…

Cientistas adicionaram duas letras ao código do DNA; o que isso significa?

Por: Ryan F. Mandelbaum

Se você não faltou nas aulas de ciência, deve saber que o DNA é o manual de instruções do corpo. Mas sua linguagem é escrita em apenas quatro letras: A, T, C e G. Aqueles que prestaram mais atenção vão lembrar que o RNA, a fotocópia das instruções que as células realmente usam, substitui os Ts pela letra U.

Voltando a 2014, cientistas do Instituto de Pesquisa Scripps, na Califórnia, disseram que tinham projetado uma bactéria cujo DNA utilizava dois novos pares de letras, que foram apelidadas de X e Y. Esse mesmo time informa agora que eles chegaram a uma bactéria que realmente utiliza as novas letras. As possibilidades biológicas, como resultado, agora parecem infinitas.

“O organismo semissintético resultante tanto codifica como recupera as informações adicionais”, relatam os autores nesta semana na revista Nature, “e devem servir como uma plataforma para a criação de novas formas de vida e funções”, como novos tipos de bactérias com propósitos específicos (li…

Esta imagem surreal das nuvens de Júpiter é exatamente aquilo de que precisávamos agora

Por: George Dvorsky

Dá uma olhada nesta foto incrivelmente detalhada das nuvens de Júpiter, capturada pela espaçonave Juno, da NASA. É uma bela distração de outro mundo, para manter nossa mente ocupada de toda a porcaria que está acontecendo aqui na Terra, pelo menos por um tempinho.

A Juno capturou essa foto em 27 de outubro, quando esteve apenas 18.906 quilômetros acima do topo das nuvens de Júpiter. A escala dessa imagem é de cerca de 12 quilômetros por pixel.


Imagem: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Gerald Eichstädt/ Seán Doran

Os deslumbrantes redemoinhos azuis, cinza e brancos parecem gotas de óleo em uma poça d’água, exibindo a complexidade da atmosfera turbulenta de Júpiter. A Juno capturou essa imagem exatamente na hora em que as nuvens de altitude elevada do gigante de gás estavam jogando sombra sobre suas cercanias.


Visão ampliada de uma característica atmosférica particularmente impressionante. (Imagem: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Gerald Eichstädt/ Seán Doran)

Essa região partic…

ALMA descobre estrelas jovens surpreendentemente perto do buraco negro supermassivo da Via Láctea

Característica com lóbulos duplos produzida por jatos de uma estrela recém-nascida perto do Centro Galáctico. O ALMA descobriu 11 destes sinais reveladores de formação estelar surpreendentemente perto do buraco negro supermassivo no centro da nossa Galáxia.
Crédito: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), Yusef-Zadeh et al.; B. Saxton (NRAO/AUI/NSF)


No centro da nossa Galáxia, nas imediações do seu buraco negro supermassivo, está situada uma região arruinada por poderosas forças de maré e banhada por intensa radiação ultravioleta e raios-X. Estas difíceis condições, pensam os astrónomos, não favorecem a formação estelar, especialmente estrelas de baixa massa como o nosso Sol. Inesperadamente, novas observações pelo ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) sugerem o contrário.

O ALMA deu a conhecer os sinais reveladores de onze estrelas de baixa massa formando-se perigosamente perto - até 3 anos-luz - do buraco negro supermassivo da Via Láctea, conhecido pelos astrônomos como Sagittarius A* (…

WASP-18b tem sufocante estratosfera sem água

Uma equipe de cientistas liderada pela NASA determinou que WASP-18b, um "Júpiter quente" localizado a 325 anos-luz da Terra, tem uma estratosfera carregada com monóxido de carbono, ou CO, mas não tem sinais de água.
Crédito: Centro de Voo Espacial Goddard da NASA


Uma equipe liderada pela NASA encontrou evidências de que o planeta gigante WASP-18b está envolvido numa estratosfera sufocante carregada com monóxido de carbono e desprovida de água. Os resultados provêm de uma nova análise das observações feitas pelos telescópios espaciais Hubble e Spitzer.

A formação de uma camada estratosférica na atmosfera de um planeta é atribuída a moléculas parecidas com um "protetor solar", que absorvem os raios UV e a luz visível provenientes da estrela e, em seguida, libertam energia sob a forma de calor. O novo estudo sugere que o "Júpiter quente" WASP-18b, um planeta gigante que orbita muito perto da sua estrela hospedeira, tem uma composição invulgar, e a formação d…

Conheça os novos recordes da computação quântica

Representação artística de uma simulação quântica. Lasers manipulam uma série de 53 qubits atômicos para estudar a dinâmica do magnetismo.[Imagem: E. Edwards/JQI]

Recorde de simulador quântico

Batendo o recente recorde da equipe do MIT e da Universidade de Harvard, que apresentaram um simulador quântico de 51 qubits em agosto passado, uma equipe da Universidade de Maryland, também nos EUA, desenvolveu um simulador quântico com 53 qubits.

Como em todos os recordes o ganho parece pequeno, mas na verdade as possibilidades de cálculo dobram com cada qubit adicional. Além disso, nenhum supercomputador atual consegue lidar com problemas descritos por mais do que 20 objetos quânticos - ou 20 qubits.

Os qubits nesta nova demonstração são íons do elemento itérbio mantidos fixos por eletrodos de ouro.

"Cada íon qubit é um relógio atômico estável que pode ser perfeitamente replicado. Eles são efetivamente conectados em conjunto por feixes de laser externos. Isto significa que o mesmo dispo…

Instrumento MUSE do VLT completa o mais profundo rastreio espectroscópico executado até à data

Esta imagem a cores mostra a região do Campo Ultra Profundo do Hubble, uma região minúscula mas muito bem estudada na constelação da Fornalha, observada pelo instrumento MUSE montado no VLT do ESO. No entanto, esta imagem dá-nos apenas uma visão muito parcial da riqueza dos dados MUSE, os quais fornecem igualmente um espectro para cada pixel da imagem. Este conjunto de dados permitiu aos astrônomos não apenas medir distâncias para muitas mais destas galáxias do que antes — um total de 1600 — mas também descobrir muito mais sobre cada uma delas. Surpreendentemente, foram descobertas 72 novas galáxias que não tinham sido anteriormente descobertas pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA.
Crédito: Colaboração ESO/MUSE HUDF


Com o auxílio do instrumento MUSE montado no VLT (Very Large Telescope) do ESO no Chile, os astrônomos levaram a cabo o rastreio espectroscópico mais profundo realizado até à data. Os investigadores focaram-se no Campo Ultra Profundo do Hubble, medindo distâncias e…

Novo método para medir o tamanho das estrelas de nêutrons

Ilustração de uma estrela de nêutrons.

As estrelas de nêutrons são feitas de matéria ultradensa. O modo como esta matéria se comporta é um dos maiores mistérios da física nuclear moderna. Investigadores desenvolveram um novo método para medir o raio das estrelas de nêutrons, o que os ajuda a entender o que acontece com a matéria dentro da estrela sob pressão extrema.

Foi desenvolvido um novo método para medir o tamanho das estrelas de nêutrons num estudo liderado por um grupo de investigação de astrofísica de alta-energia na Universidade de Turku, Finlândia. O método baseia-se na modelagem de como as explosões termonucleares que ocorrem nas camadas mais altas da estrela emitem raios-X. Ao comparar os raios-X emitidos pelas estrelas de nêutrons com os modelos teóricos topo-de-gama de radiação, os cientistas foram capazes de colocar restrições no tamanho da fonte emissora. Esta nova análise sugere que o raio da estrela de nêutrons deve ser cerca de 12,4 km.

"As medições anteriores…

Podemos ter um forte terremoto no Brasil? Estudo diz que sim

Escombros da casa de Joselino do Silva, após o terremoto que atingiu a cidade de João Câmara, no RN, em 1986.

A crença de que o Brasil está livre dos grandes terremotos pode estar com os dias contados. O país já teve sismos de grande magnitude, um deles tão forte que inverteu o curso de rios e provocou um verdadeiro tsunami fluvial. E isso pode acontecer de novo.

Antigamente, era comum se afirmar que o Brasil era um país livre de grandes terremotos, já que a esmagadora maioria acontece quase sempre próxima às bordas das grandes placas tectônicas. Isso é parcialmente verdade, mas a posição privilegiada do país, praticamente no centro da placa tectônica sul-americana, não significa que estamos livres desse fenômeno natural.

O motivo é que, diferentemente dos terremotos provocados pela subducção de placas (quando uma placa tectônica mergulha abruptamente abaixo de outra) os sismos no Brasil são causados quase que totalmente ao longo das chamadas falhas geológicas, grandes e profundas ci…

Análise de ossadas mostra que mulheres pré-históricas eram mais fortes do que se pensava

Estudo criou um modelo em 3D usando o úmero de uma agricultora da Pré-História | Foto: Reprodução

Helen Briggs
BBC News

Um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, revela que as mulheres pré-históricas tinham braços mais fortes que até mesmo os das campeãs de remo dos dias de hoje.

A principal hipótese é que tamanha força nos ossos seja resultado do trabalho de moer grãos durante muitas horas por dia, tarefas realizadas naquela época por elas.

A pesquisa analisa a história do trabalho manual extenuante realizado por mulheres ao longo de milênios.

Segundo os cientistas, as exigências físicas para as pré-históricas podem ter sido subestimadas no passado. Tudo indica que o trabalho delas foi um fator crucial para as primeiras economias agrícolas.

"Esse é o primeiro estudo que realmente compara ossos de mulheres pré-históricas com as dos tempos atuais", afirma Alisson Macintosh, uma das responsáveis pela pesquisa.

Para ela, ao interpretar os ossos das mulheres em um…

O plano ambicioso da Nasa para salvar mundo de supervulcão nos EUA, ameaça maior que 'qualquer asteroide'

Supervulcões podem extinguir a civilização como conhecemos

David Cox
BBC Future

No subsolo do belíssimo Parque Nacional de Yellowstone, nos EUA, há uma imensa câmara de magma. Ela é a responsável pelos gêiseres e fontes termais que fazem da área um cartão postal famoso no mundo todo.

Mas, para cientistas da Nasa, a agência espacial americana, trata-se também de uma mas maiores ameaças naturais à civilização: um supervulcão.

"Fui membro do Conselho de Defesa Planetária da Nasa, que estudou formas de proteger o planeta contra asteroides e cometas", explica Brian Cox, do Laboratório de Propulsão a Jato (LPJ), do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), na sigla em inglês.

"Durante os trabalhos, cheguei à conclusão de que o supervulcão é uma ameaça substancialmente maior do que qualquer asteroide ou cometa."

A Terra tem pelo menos 20 supervulcões conhecidos, e grandes erupções ocorrem em média uma vez a cada 100 mil anos. Uma das maiores ameaças de um aconteci…

Por que desprendimento de iceberg gigante na Patagônia intriga cientistas

O iceberg foi visto pela primeira vez no dia 27 de novembro

Um iceberg gigante que se desprendeu da geleira Grey, no sul do Chile, pegou de surpresa autoridades locais e está intrigando especialistas.

Funcionários da Corporação Florestal Nacional, entidade vinculada ao governo que responde pela política florestal do país, afirmam ter se deparado com o fenômeno na última segunda-feira.

O glaciar é uma das formações de gelo do Parque Nacional Torres del Paine, uma área formada por montanhas, lagos e geleiras na Patagônia chilena.

Encontrar blocos de gelo soltos na região não é incomum, mas esse caso foi classificado como "especial".

De acordo com o glaciologista Andrés Rivera, há algum tempo não era visto um iceberg com características tão particulares.

"É um iceberg muito grande, por sua forma e dimensão", disse ele, especialista do Centro de Investigações Científicas chileno.



O especialista detalhou quais características tornam esse iceberg tão inusitado:

1. Seu t…

O acidente que matou Juscelino Kubitschek foi provocado?

Um dos presidentes mais populares da história do Brasil morreu misteriosamente quando lutava pela redemocratização do país (Caio Cacau/Mundo Estranho)

Por André Bernardo

Conspiração militar
Em 2013, a Comissão Municipal da Verdade de São Paulo concluiu que Juscelino Kubitschek, ex-presidente do Brasil (1956-1961), foi assassinado em 1976, na Rodovia Presidente Dutra. Seu Opala preto se desgovernou, supostamente, após se chocar com um ônibus, cruzou a pista e bateu de frente com uma carreta Scania. JK e o motorista, Geraldo Ribeiro, morreram na hora. O presidente da comissão, Gilberto Natalini, disse ter mais de 90 indícios de que “JK foi vítima de complô e atentado político”

Vítimas do condor?
Eliminar inimigos do regime militar. Seria esse o plano da Operação Condor, firmada entre as ditaduras de Brasil, Argentina, Chile e Paraguai. No Brasil, JK, João Goulart e Carlos Lacerda articulavam a criação de uma Frente Ampla que lutava pela volta da democracia. Coincidência ou não, em meno…

'Evito as redes sociais pela mesma razão que evito as drogas', diz o criador da realidade virtual

Jaron Lanier é uma das vozes mais respeitadas do mundo tecnológico, mas rejeita a cultura do Vale do Silício e compara redes sociais a drogas

Jaron Lanier é uma das vozes mais respeitadas do mundo tecnológico. Um visionário, ele ajudou a criar nosso futuro digital e cunhou o termo realidade virtual, nos idos dos anos 1980. Além de ser um filósofo da internet, Lanier é um músico clássico, que tem uma coleção de mais de mil instrumentos.

A despeito do visual alternativo - com longos dreads nos cabelos que lembram o estilo rastafari - e de se comportar como um hippie, Lanier nunca usou drogas. Nem quando era amigo de Timothy Leary, o pioneiro do alucinógeno sintético LSD. Leary o chamava de "grupo de controle", por sua rejeição a químicos.

Lanier é autor de vários livros sobre o impacto da tecnologia nos indivíduos e no comportamento coletivo. Neste mês, lançou The Dawn of the New Eveything ("O Despertar de Todas as Novas Coisas", em tradução livre).

O título se refe…

Filtro fotônico pega luz branca e gera a cor que você quer

A cor gerada depende do ângulo de incidência da luz. [Imagem: Matthew S. Davis et al. - 10.1038/s41467-017-01268-y]

Filtro de frequências

Este pequeno dispositivo fotônico consegue fazer duas coisas que o tornam digno de uma longa série de elogios superlativos: ele divide um feixe de luz branca em suas cores componentes com base na direção da iluminação; ou dirige as cores para um determinado conjunto de ângulo de saída.

Parece pouco elucidativo?

Então imagine um pequeno aparelho que inunde cada cômodo de sua casa com um tom diferente do arco-íris - talvez azul para a sala de estar, verde para a cozinha, algum tom pastel para o quarto, e assim por diante.

Como esse filtro de luz também é muito pequeno - suas dimensões estão em nanoescala - pode-se igualmente imaginá-lo gerando as luzes vermelha, verde e azul para os píxeis de telas; ou dividindo a luz do Sol para diversas células solares, cada uma otimizada para um comprimento de onda; ou detectando a direção da luz para medir a espe…

Faça você mesmo: Transforme seu smartphone em um microscópio científico

Esquema de funcionamento e construção e foto do protótipo do microscópio baseado no celular. [Imagem: University of Houston]

Microscópio no celular

Pesquisadores da Universidade de Houston, nos EUA, divulgaram um projeto livre para que qualquer interessado possa transformar seu smartphone em um microscópio.

Yulung Sung e seus colegas demonstraram que um smartphone básico, equipado com uma lente plástica de baixo custo, pode ser convertido em um microscópio capaz de fazer microscopia de fluorescência, detectar patógenos transmitidos pela água e executar outras funções de diagnóstico.

"O microscópio de fluorescência é um pau para toda obra, usado em biologia, diagnóstico médico e outros campos para revelar informações sobre as células e tecidos que não podem ser detectadas de outra forma," disse o professor Wei-Chuan Shih, coordenador do projeto.

A ideia é que o projeto de hardware livre permita que técnicas de imagem sofisticadas sejam levadas para áreas mais pobres e sem re…

DNA revela que amostras do 'Abominável Homem das Neves' são de ursos ou cães

O pedaço de um fêmur que, supostamente, pertencia a um Yeti morto em uma caverna no Tibete - Icon Films/Universidade de Buffalo

O Abominável Homem das Neves, ou apenas Yeti, é uma criatura que, segundo lendas nepalenses e tibetanas, habita a região dos Himalaias. Ao longo dos séculos, relatos de avistamentos foram numerosos e passados de geração em geração. Pegadas foram identificadas e, em alguns casos, materiais biológicos foram recolhidos. Agora, exames de DNA em nove dessas amostras revelam que elas pertencem, na verdade, a espécies de ursos e cães.

— Nossas descobertas sugerem fortemente que os fundamentos biológicos da lenda do Yeti podem ser encontrados em ursos locais — revelou Charlotte Lindqvist, professora de Biologia da Universidade de Buffalo, nos EUA. — Nosso estudo demonstra que a genética pode ser usada para desvendar outros mistérios similares.

A pesquisa, publicada nesta quarta-feira na revista científica “Proceedings of the Royal Society B”, analisou nove amostras …