Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 7, 2013

Jogador da NBA afirma ter sido abduzido por aliens

Atleta afirmou que alienígenas amarraram suas mãos e mexerem em seu corpo

Ala do New York Knicks, Baron Davis afirmou ao Yahoo que foi abduzido por aliens. O atleta disse que o episódio aconteceu há duas semanas, quando estava indo de Las Vegas para Los Angeles.

"Estava no caminho de Vegas para Los Angeles quando vi um clarão na pista. Pensei que fosse um caminhão, e quando vi novamente, estava em uma coisa de aço. Eles eram meio-humanos, feios, estranhos", disse Davis.

O jogador afirmou que os alienígenas mexeram com ele e, sem mais explicações, se viu novamente na estrada horas depois.

"Eles estavam cutucando meu nariz, olhando nos meus olhos, mexendo. Eles amarraram minhas mãos. E depois, quando vi de novo, eu estava no caminho de volta para Los Angeles, às quatro horas da manhã", relatou.

Aos 34 anos, Baron Davis entrou na NBA em 1999, para defender o então Charlotte Hornets. Após ficar seis anos na equipe, se transferiu para o Golden State Warriors. Antes do …

Como um cometa: cientistas mapeiam a cauda do Sistema Solar

Há muito se especula sobre a existência de uma cauda do Sistema Solar, mas até hoje essa possibilidade era apenas teórica. Agora, com base em dados coletados pela missão IBEX, pesquisadores conseguiram ver pela primeira vez como é essa estrutura.
Apesar de já terem sido detectadas em torno de outras estrelas, o estudo da cauda do Sistema Solar tem sido apenas objeto de pesquisa teórica uma vez que as partículas encontradas na cauda e em toda a heliosfera não brilham, o que dificulta sua observação através dos instrumentos convencionais.

Para encontrar a heliocauda, como é chamada, pesquisadores estadunidenses utilizaram uma técnica conhecida "Imageamento Energético dos Átomos Neutros", o que permitiu examinar as partículas neutras criadas nas colisões atômicas que ocorrem na fronteira do Sistema Solar.

"Muitos modelos sugeriam a existência da heliocauda, cada um deles mostrando ela com um shape diferente, mas até agora não tínhamos conseguido ver essa estrutura", …

Astrônomos identificam pela primeira vez a cor de um planeta fora do Sistema Solar

O HD 189733b é um dos exoplanetas mais estudados pelos pesquisadores. Agora eles sabem que ele é azul — como a Terra (NASA, ESA, M. Kornmesser)

Como a Terra, o HD 189733b é azul, segundo dados do Hubble

Astrônomos usaram o telescópio espacial Hubble, da Nasa, para identificar, pela primeira vez, a cor de um planeta fora do Sistema Solar. O corpo escolhido foi o HD 189733b, localizado a 63 anos-luz – um dos exoplanetas mais próximos conhecidos pelos cientistas. Assim como a Terra, o HD 189733b é azul, segundo os pesquisadores.

A órbita do HD 189733b é muito pequena, e a luz refletida em sua superfície é muito fraca. Para investigar sua coloração, os pesquisadores usaram o espectrógrafo do Hubble. O aparelho mediu as mudanças na luz refletida pelo planeta durante toda a sua órbita.

Os astrônomos descobriram que, quando o planeta se esconde atrás da estrela — e a passagem de luz é bloqueada — há uma pequena mudança no padrão de ondas que chegam à Terra. “A luz vai se tornando menos bril…

Arquivo Ovni: O Caso TV Bandeirantes

Já era noite de 23 de dezembro de 2001, quando uma equipe da TV Bandeirantes estava retornando de Goiânia-Go, onde haviam feito uma reportagem sobre o Césio 137 – ocorrência que vitimou dezenas de pessoas há 18 anos.

A equipe era composta pelo repórter Fábio Panuzzi, o Câmera Izac Neves Gazineu e o auxiliar Eliésio. Por volta das 20.45h, quando já passavam em frente a cidade satélite de Samambaia

na BR 060, foram surpreendidos por uma bola de luz branca, que passou por cima do carro e estacionou do outro lado da estrada, acima da pista contrária. Imediatamente pararam o carro perto de um ponto de ônibus, e ali, debaixo do abrigo do mesmo,Isac instalou sua filmadora no tripé e começou a filmar . Ele nos disse que só a tirou de lá quando foram tomar o depoimento de outras pessoas que estavam na frente de uma casa do outro lado da pista.

Havia chovido e o céu estava nublado, ventava pouco. O pequeno objeto, que calcularam ser do tamanho de uma bola de vôlei, fazia movimento retilíneos e…

Suposto OVNI é fotografado em Itaúna, MG

A imagem foi tomada pelo fotógrafo itaunense Geraldo Costa quando ele fazia algumas fotografias nas
ruínas do antigo Hospital Manoel Gonçalves, situadas à Doutor Miguel Augusto Gonçalves, região central de Itaúna.

Por: J.A. Fonseca

Um possível objeto voador não identificado (OVNI) foi flagrado casualmente em Itaúna, no Centro-oeste de Minas Gerais, no final do mês de junho.

Acima a foto original mostra o vão da janela e a ampliação do suposto OVNI no seu interior. A imagem foi tomada pelo fotógrafo itaunense Geraldo Costa quando ele fazia algumas fotografias nas ruínas do antigo Hospital Manoel Gonçalves, situadas à Doutor Miguel Augusto Gonçalves, região central de Itaúna.

Segundo ele, em uma conversa que tivemos, não chegou a ver nada enquanto fotografava. Somente depois que foi fazer a transferência do arquivo digital para o computador é que se deparou com este objeto estranho no vão da janela desta foto.

Pode-se notar que o mesmo parece estar em movimento rotatório e que na fotogr…

Arqueologia: Cientistas do México acham pedras com inscrições de 6 mil anos atrás

Rochas com inscrição de cerca de 6 mil anos atrás foram encontradas no México (Foto: INAH/Reuters

Segundo instituto de arquieologia, elas podem ter sido feitas por caçadores.
'Petróglifos' foram encontrados em deserto no estado de Coahuila.

Arqueólogos do México descobriram 500 rochas com 8 mil figuras entalhadas há cerca de 6 mil anos.
Segundo o Instituto Nacional de Antropologia e História do país, esses petróglifos, como são conhecidas as inscrições em pedras, parecem ter sido obra de grupos de caçadores pré-hispânicos que frequentavam a área.
As rochas foram descobertas em uma área de 2 km² em um deserto em Narigua, no sul do estado de Coahuila.

FONTE: G1.COM

Cientistas estudam misteriosos pulsos de energia extragalácticos

Um novo estudo mostra que alguns sinais extremamente fortes e misteriosos estão sendo disparados continuamente de fora da Via Láctea. São pulsos eletromagnéticos muito rápidos e de intensa energia, mas cuja origem ainda é desconhecida pelos cientistas.

A descoberta foi feita por uma equipe internacional de pesquisadores que já detectou uma série de quatro pulsos desse tipo.

Devido à altíssima velocidade, os eventos foram batizados de FRBs (Fast Radio Bursts, ou Rajadas Rápidas de Radioemissão). De acordo com o estudo, cada pulso tem duração de apenas alguns centésimos de segundo e apesar do pequeno tempo de duração, têm a mesma energia que a emitida pelo Sol em 300 mil anos.

Ainda não se sabe qual a origem desses pulsos, mas segundo o cientista Dan Thornton, ligado à University of Manchester, na Inglaterra, a emissão está localizada entre 5.5 e 10 bilhões de anos-luz de distância, o que significa que os pulsos levaram esse mesmo tempo para chegar até a Terra. Para comparação, a idade…

Os 66 anos do caso Roswell

O incidente de Roswell é considerando o maior caso ufológico de todos os tempos e é também uma prova sobre o encobrimento das nações sobre extraterrestres. Aconteceu em julho de 1947, no deserto de Nevada, nos Estados Unidos, e ainda continua sendo escrito, discutido e pesquisado.
A história nos conta que no dia 2 de Julho daquele ano, o casal Wilmot avistou um objeto oval cruzar o céu em alta velocidade. Ele era incandescente e voava em direção ao nordeste. Outras testemunhas (William Woody e seu pai) relatam um objeto brilhante voar em direção ao norte.
Chovia naquela tarde, e o rancheiro MacBrazel e seus vizinhos disseram ter ouvido uma forte explosão à alguns quilômetros de Roswell.

Brazel, na manhã seguinte, saiu para verificar os danos gerados pela forte tempestade e se assustou ao ver um campo cheio de destroços, num raio de 4 quilômetros. Havia ali lâminas de um metal bastante maleável, mas que sempre voltava à sua forma original. Havia também bastões impossíveis de serem que…

Nova técnica pode detectar moléculas essenciais para a vida fora do Sistema Solar

Os pesquisadores utilizaram a nova técnica para descobrir sinais de água no planeta HD 189733b. Ele, no entanto, está localizado perto demais de sua estrela para ter água em estado líquido (Observatório Leiden)

Astrônomos esperam que estratégia permita apontar a presença de água, monóxido de carbono, oxigênio ou metano em exoplanetas

Telescópios cada vez mais potentes têm ajudado os astrônomos a descobrir um grande número de planetas fora do Sistema Solar — desde a década de 1990 já foram catalogados mais de 900, e a quantidade não para de aumentar. A maioria dos exoplanetas descobertos são gasosos e estão muito perto de suas estrelas. No entanto, alguns deles são rochosos e se localizam na zona habitável de seu sistema estelar, onde o clima permite a existência de água em forma líquida, uma das condições necessárias para o surgimento da vida.

Até agora, porém, os pesquisadores não tinham como saber que tipo de molécula podia ser encontradas em sua superfície, tornando impossível con…