Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

Como a Índia deu ao mundo o número zero

Tanto a religião budista quanto a hindu usam o conceito do nada como parte de seus ensinamentos

Mariellen Ward
Da BBC Travel

Em Gwalior, uma cidade congestionada no centro da Índia, um forte do século 8 se levanta com um esplendor medieval em uma planície no coração da cidade. O Forte de Gwalior é um dos maiores da Índia, mas se você olhar entre as torres com cúpulas, pedras esculpidas e afrescos coloridos, vai encontrar um pequeno templo do século 9 encravado em uma rocha.

O Templo Chaturbhuj é como muitos outros templos antigos na Índia - exceto pelo fato de que aqui é o marco zero do zero. Ele é famoso por conter o mais antigo zero como um dígito escrito: está gravado na parede de um templo uma inscrição do século 9 com o número "270" claramente visível.

A invenção do zero foi um enorme e significativo desenvolvimento matemático e é fundamental para o cálculo, tornando possíveis a física, a engenharia e a tecnologia moderna.

Mas o que há de especial na cultura indiana pa…

A estudante que descobriu por acidente um metal extremamente raro na Terra

Morgan Cox descobriu o mineral reidite em uma cratera da Austrália - até hoje, o mineral só foi encontrado em seis lugares na Terra (AARON CAVOSIE/UNIVERSIDADE DE CURTIN)

Morgan Cox, estudante da Escola de Geologia e Ciências Planetárias da Universidade de Curtin, na Austrália, descobriu um mineral muito estranho dentro de uma cratera no oeste australiano.

O mineral, chamado reidite, é mais raro que ouro e diamante. Ele só se forma em rochas que sofrem uma grande pressão, criada pelo impacto de materiais vindos do espaço.

O reidite começa a ser formado como um mineral comum, o zircão, e muda após a pressão gerada pelo impacto das rochas espaciais. Só foi encontrado em seis crateras na Terra, explica a universidade em seu site.

Essa é a primeira vez que este raríssimo mineral é encontrado na Austrália.

O descobrimento do reidite na Austrália ocorreu quando Morgan Cox sugeriu reexaminar amostras retiradas da cratera Woodleigh, na Austrália, há 17 anos.

"Quando voltamos a estudar e…

Tudo em família: detectado parente de fonte de ondas gravitacionais

Um objeto de nome GRB 150101B, detetado originalmente como uma explosão de raios-gama pelo Telescópio Fermi da NASA em janeiro de 2015, pode indicar uma fusão entre duas estrelas de nêutrons. Esta imagem mostra dados do Observatório de raios-X Chandra (roxo nas inserções) em contexto com uma imagem ótica de GRB 150101B pelo Telescópio Espacial Hubble.
Crédito: raios-X - NASA/CXC/GSFC/UMC/E. Troja et al.; ótico e infravermelho - NASA/STScI

Há cerca de um ano, os astrônomos relataram animadamente a primeira detecção de ondas eletromagnéticas, ou luz, de uma fonte de ondas gravitacionais. Agora, um ano depois, investigadores estão a anunciar a existência de um parente cósmico desse acontecimento histórico.

A descoberta foi feita usando dados obtidos pelo Observatório de Raios-X Chandra, pelo Telescópio Espacial de Raios-Gama Fermi, pelo Observatório Swift Neil Gehrels, pelo Telescópio Espacial Hubble e pelo Telescópio do Discovery Channel.

O objeto do novo estudo, de nome GRB 150101B, f…

Planetas gigantes ao redor de estrela jovem levantam questões sobre a formação planetária

Ilustração de CI Tau.
Crédito: Amanda Smith, Instituto de Astronomia de Cambridge

Investigadores identificaram uma jovem estrela com quatro planetas do tamanho de Júpiter e de Saturno em órbita, a primeira vez que tantos enormes planetas foram detetados num sistema tão jovem. O sistema também quebrou o recorde para o alcance mais extremo de órbitas já observado: o planeta mais exterior está mais de mil vezes mais distante da estrela do que o planeta mais interior, o que levanta questões sobre como tal sistema pode ter-se formado.

A estrela tem apenas dois milhões de anos - uma "criança" em termos astronômicos - e está rodeada por um enorme disco de poeira e gelo. Este disco, conhecido como disco protoplanetário, é o local onde se formam os planetas, luas, asteroides e outros objetos astronômicos.

O sistema já era famoso porque contém o primeiro Júpiter quente - um planeta massivo que orbita muito perto da sua estrela - a ser descoberto em torno de uma estrela tão jovem. Emb…

Qual é o aspecto de um buraco negro?

Imagem simulada de um buraco negro com acreção. O horizonte de eventos encontra-se no meio da imagem e a sombra pode ser vista com um disco de acreção em seu redor.
Crédito: Bronzwaer/Davelaar/Moscibrodzka/Falcke/Universidade Radboud

No centro da nossa Galáxia encontra-se um buraco negro supermassivo rodopiante chamado Sagitário A* ou Sgr A*, para abreviar. Durante milhares de milhões de anos, o gás e poeira em redor têm caído na sua direção. E aproximadamente a cada 10.000 anos engole uma estrela próxima.

Sgr A* é o maior buraco negro do nosso céu noturno, mas não sabemos qual o seu aspeto porque nunca conseguimos tirar uma fotografia do objeto. Isto é verdade para todos os buracos negros. São omnipresentes no nosso Universo, mas são tão pequenos no céu que não temos imagens detalhadas de nenhum.

As fotos que vemos na internet ou em documentários televisivos são ilustrações ou simulações com base em evidências indiretas - observações da região do espaço em redor do buraco negro. Os …

Estrela moribunda "sussurra"

Os três painéis representam momentos antes, durante e depois da tênue supernova iPTF 14gqr, visível no painel do meio, ter aparecido nas orlas de uma galáxia espiral situada a 920 milhões de anos-luz. A estrela massiva que morreu na supernova deixou para trás uma estrela de neutrões num sistema binário muito íntimo. Estes densos remanescentes estelares vão, em última análise, espiralar um para o outro e fundir-se numa espetacular explosão, libertando ondas gravitacionais e eletromagnéticas.
Crédito: SDSS/Caltech/Keck

Uma equipe de investigadores do Caltech observou a morte peculiar de uma estrela massiva que explodiu como uma supernova surpreendentemente fraca e que rapidamente desvaneceu. Estas observações sugerem que a estrela tem uma companheira invisível, desvinculando gravitacionalmente a massa da estrela para deixar para trás uma estrela "despida" que explodiu como uma rápida supernova. Pensa-se que a explosão tenha resultado numa estrela de neutrões moribunda que orb…

Supercomputadores ajudam a revelar segredos de pulsares

Por: George Dvorsky

Um novo modelo computacional está revelando comportamentos inéditos e um pouco bizarros de partículas que fluem ao redor das estrelas de nêutron, também conhecidas como pulsares.

Uma nova pesquisa liderada pela astrofísica da NASA Gabriele Brambilla mostra os os caminhos escolhidos pelas partículas carregadas dos campos magnéticos e elétricos que estão próximas aos pulsares. O trabalho é baseado em uma nova maneira de se modelar pulsares, e está oferecendo um ponto de vista inédito sobre os trabalhos relacionados com essas formações celestiais.

Pulsares são as partes remanescentes de grandes estrelas que ficaram sem combustível, entraram em colapso e explodiram como uma supernova.

Essas estrelas de nêutrons em turbilhão acumulam uma quantidade horrenda de massa em um pequeno espaço; um típico pulsar tem mais ou menos o tamanho da ilha de Manhattan, mas contém mais massa do que o Sol. Conforme elas giram – geralmente milhares de vezes por segundo – elas exercem os …

Encontraram um antigo navio viking enterrado perto de uma autoestrada na Noruega

Por: George Dvorsky

Usando radar de penetração de solo, arqueólogos na Noruega descobriram um antigo navio viking enterrado a apenas 50,8 cm abaixo da superfície do campo de um fazendeiro. O navio, de 18 metros de comprimento, deliberadamente enterrado durante um ritual fúnebre, parece surpreendentemente intacto — e pode conter os restos mortais de um guerreiro viking de alto escalão.

Chamado de Navio Jellstad, ele foi descoberto em terras agrícolas no condado de Østfold, no sudeste da Noruega. O local, conhecido como Viksletta, fica perto do grande e totalmente intacto cemitério Jelle, que pode ser visto a partir da movimentada rodovia norueguesa Rv41 118.

Arqueólogos do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU), com a ajuda de especialistas em radar do Instituto Ludwig Boltzmann de Prospecção Arqueológica e Arqueologia Virtual, detectaram a embarcação usando um radar móvel de penetração de solo. A descoberta é significativa, à medida que é apenas o quarto navio …

"Santo Graal" da sismologia confirma que o núcleo da Terra é sólido

NÚCLEO DA TERRA É SÓLIDO (FOTO: NASA / JPL-CALTECH)

Geólogos da Austrália obtiveram pela primeira vez provas diretas da real consistência do centro de nosso planeta

Desde que os cientistas teorizaram que o núcleo da Terra era sólido, nas décadas de 1930 e 40, já se sabe como seria possível comprovar isso. As ondas de cisalhamento, ou “ondas J”, que são propagadas por grandes objetos sólidos. Mas de tão pequenas e fracas, era impossível de detectá-las, e acabou virando o "Santo Graal" da sismologia.

Um grupo de pesquisadores da Universidade Nacional Australiana, no entanto, afirmam que chegaram lá. Para isso utilizaram um método chamado correlação de campo de onda, em que analisam as semelhanças entre dados capturados por diversos receptores após grandes terremotos, no lugar de apenas mensurar as chegadas de ondas diretamente, como em um sismógrafo normal. Uma técnica semelhante foi usada pela mesma equipe para medir a espessura do gelo na Antártida.

“Estamos jogando fora as…

Explosão de estrelas anãs vermelhas pode destruir planetas próximos

CHAMAS EM ESTRELAS ANÃS VERMELHAS (FOTO: NASA, ESA, AND D. PLAYER (STSCI))

Energia solta é tão forte que pode atingir atmosferas de planetas "recém-nascidos", afirma estudo

O programa HAZMAT, que utiliza o Telescópio Espacial Hubble da NASA, está observando explosões de estrelas por meio de dados ultravioletas de anãs vermelhas (menor tipo de estrela do universo) em três diferentes idades: jovens, intermediárias e antigas.

Os resultados da primeira parte do projeto foram publicados no The Astrophysical Journal. O estudo examina a frequência de chamas em 12 jovens anãs vermelhas. "Obter esses dados nas jovens estrelas tem sido importante porque a diferença em suas atividades é muito grande em comparação com estrelas mais antigas", disse Parke Loyd, da Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos.

O programa de observação detectou uma das explosões estelares mais intensas já observadas por luz ultravioleta, apelidado de "Hazflare".

Acredita-se qu…

Condensado de Bose-Einstein é feito no espaço pela primeira vez

CONDENSADO DE BOSE-EINSTEIN (FOTO: NIST/JILA/CU-BOULDER/WIKIMEDIA COMMONS)

Fase de matéria é formada em quase 0ºC, agrupando átomos em estado quântico denso

Pela primeira vez, uma equipe internacional de pesquisadores produziu com sucesso no espaço um condensado de Bose-Einstein (BEC) – fase da matéria formada por bósons a uma temperatura baixa.

No artigo, publicado na revista Nature, os cientistas descrevem que criaram um pequeno dispositivo experimental que foi levado em um foguete para o espaço. Os testes foram realizados durante a queda livre da ferramenta.

O dispositivo consistia de uma cápsula contendo um chip com um grupo de átomos de rubídio-87, eletrônicos, lasers e uma fonte de energia. Ele foi ativado assim que o foguete atingiu uma altitude de 243 km, produzindo um BEC em apenas 1,6 segundos.

Uma vez que o BEC foi produzido, 110 testes pré-programados foram realizados nos seis minutos que o dispositivo levou para cair na Terra.

Este BEC foi o primeiro já produzido fora…

Fragmentos de Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, foram encontrados no Museu Nacional

Por: Guilherme Tagiaroli

Em setembro, o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, foi alvo de um incêndio que destruiu boa parte de seu acervo. Todo mundo ficou perplexo com a situação, pois ficou claro que o local precisava de manutenção há um bom tempo, mas ninguém se preocupava muito com o museu. Pelo menos nesta sexta-feira (19), soubemos que a equipe de resgate conseguiu encontrar um dos itens mais valiosos do prédio histórico do Rio de Janeiro.

Trata-se do crânio da Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, segundo informações da Agência Brasil. Os arqueólogos responsáveis pelo resgate dizem que foram encontrados 80% dos fragmentos, mas que ainda precisam ser feitos mais estudos para avaliar a extensão dos danos. Além disso, foram encontrados outras partes do fóssil, como um fêmur que também ficava guardado no museu.

Por ora, o que se sabe é que deverá ser gasta uma boa grana para reconstituir o crânio, que já tinha sido reparada anteriormente. “Parte do crânio que estava recon…

Estudo indica que Leonardo da Vinci poderia ser estrábico

O RETRATO DE DA VINCI ESTAVA CADA VEZ MAIS COMPROMETIDO (FOTO: REPRODUÇÃO)

Estudo analisou seis retratos e autorretratos do artista que foi um dos maiores nomes do Renascentismo

Um estudo publicado na revista JAMA Ophthalmology revela quenão era apenas pela genialidade que Leonardo da Vinci tinha uma visão muito diferente do mundo. O artista, pai da Monalisa e um dos maiores nomes do Renascentismo, poderia ser estrábico.

Christopher Tyler, neurocientista visual e professor da Divisão de Optometria e Ciências Visuais da Universidade de Londres (Reino Unido), estudou seis obras de arte que são prováveis retratos ou autorretratos do artista.

Ao analisar a posição das pupilas nos olhos dos rostos nas obras, Tyler descobriu que eles tendiam a ter exotropia, um tipo de estrabismo no qual um ou ambos os olhos são voltados para fora. Essa condição ficou mais evidente em retratos do que em autorretratos do artista. “Uma explicação para isso pode ser que Leonardo tenha ‘exotropia intermitente’…

China quer lançar até 2020 “lua artificial” para iluminação noturna

Por Rafael Arbulu

Um projeto bem ousado do governo chinês pode ser executado até o ano de 2020. Segundo o jornal People’s Daily, a China quer, por meio de sua Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (CASC), lançar um satélite de iluminação noturna artificial — vulgarmente chamado de “Lua artificial” — no intuito de eliminar postes elétricos na cidade de Chengdu.

Segundo Wu Chunfeng, chairman do Instituto de Pesquisa em Sistemas e Tecnologia Microeletrônica Aeroespacial de Chengdu, o satélite artificial deve complementar o brilho emitido pela Lua à noite, supostamente eliminando a necessidade de iluminação elétrica local. Wu ainda disse que o brilho da “Lua artificial” é cerca de oito vezes maior do que a do satélite natural da Terra.

O satélite terá capacidade de iluminar uma área entre 10 e 80 quilômetros de diâmetro e não trará impacto na rotina natural de animais noturnos nem afetará a observação astronômica.

FONTE: http://en.people.cn via canaltech.com.br

Os fragmentos mais rápidos que balas que são desafio à conquista do espaço

Os fragmentos mais rápidos que balas que são desafio à conquista do espaço

Sue Nelson
BBC

Foi uma visão de tirar o fôlego. Os dois propulsores do Falcon Heavy realizaram um pouso vertical sincronizado. Minutos depois, outra imagem inesquecível entraria no imaginário de quem acompanhava o lançamento do foguete mais poderoso do mundo naquele fevereiro de 2018. Um carro esportivo vermelho brilhante orbitava a Terra.

O homem responsável pelo feito, Elon Musk - que está à frente da Tesla, empresa especializada em veículos elétricos, e da SpaceX, de transporte espacial -, foi aclamado por ter tirado do chão a maior espaçonave desde Saturno 5, da Nasa. Mas o carro dividiu opiniões.

Seria ele um símbolo para promover a ciência espacial, uma obra-prima de marketing ou, como o boneco vestido de astronauta que sentava na cadeira do motorista, outro potencialmente perigoso lixo espacial?

Há mais de meio milhão de fragmentos de detritos não muito maiores que uma bolinha de gude "poluindo&quo…

Telescópio Hubble continua apresentando falhas, diz NASA

TELESCÓPIO ESPACIAL HUBBLE DA NASA (FOTO: PIXABAY/ANDREW-ART/CREATIVE COMMONS)

No dia cinco de outubro, o Telescópio Espacial Hubble da NASA entrou no modo de segurança devido a uma falha no giroscópio (dispositivo de rotação). Pesquisadores da agência espacial norte-americana ativaram um giroscópio de apoio, mas este não teve desempenho esperado.

O modo de segurança coloca o telescópio em uma configuração estável que suspende as observações científicas e orienta os painéis solares em direção ao Sol para garantir que os requisitos de energia sejam atendidos.

O Hubble permanecerá nessa configuração até que o controle de solo possa corrigir ou compensar o problema. O resto da espaçonave e seus instrumentos ainda estão em boas condições.

Foram realizados testes para avaliar a condição do giroscópio de apoio, que mostraram que o dispositivo está acompanhando adequadamente o movimento do Hubble, mas as taxas relatadas são mais altas que as taxas reais.

Quando o Hubble se movimenta de um a…

O Primeiro Homem: Ryan Gosling interpreta Neil Armstrong em novo filme

RYAN GOSLING COMO O ASTRONAUTA NEIL ARMSTRONG EM O PRIMEIRO HOMEM (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O astronauta Neil Armstrong é o dono de uma das frases mais famosas da história — “Um pequeno passo para o homem, um salto gigante para a humanidade” –, proclamada ao se tornar o primeiro homem a pisar a Lua, em 20 de julho de 1969. No entanto, pouco se sabe sobre o homem em si. O diretor Damien Chazelle (de Whiplash – Em busca da perfeição) juntou-se novamente a Ryan Gosling, seu ator em La La Land – Cantando estações, vencedor de seis Oscar, para contar essa história no filme O Primeiro Homem, que estreia nesta quinta-feira (18) no Brasil.

“Queria mostrar como foi maluco o que essas pessoas fizeram, a fragilidade daquelas naves, a quantidade de elementos desconhecidos, a aceitação do risco, a maneira como um país inteiro se mobilizou em torno disso”, disse Damien Chazelle, em entrevista em Los Angeles. “E também o peso colocado sobre um indivíduo que literalmente tinha de dar aqueles primeiros pass…

NASA homenageia Godzilla com nome de 'constelação' não-oficial

CONSTELAÇÃO NÃO-OFICIAL QUE HOMENAGEIA GODZILLA (FOTO: DIVULGAÇÃO/NASA)

Pesquisadores homenagearam o monstro japonês em comemoração aos 10 anos de operação do telescópio espacial de raios gama Fermi

No passado, os observadores dos céus nomeavam constelações com nomes da mitologia, como Centauro e Órion. Por que então os cientistas da atualidade não poderiam render homenagens a ícones culturais modernos como Doctor Who e Godzilla? Em homenagem aos 10 anos de operação do telescópio espacial de raios gama Fermi, os pesquisadores da NASA fizeram uma brincadeira e batizaram uma constelação não-oficial com o nome do monstro que é ícone da cultura japonesa.

Equipado com um detector de raios gama, nome dado a um tipo de radiação eletromagnética de alta frequência, o telescópio espacial tem o objetivo de captar as emissões desse tipo de oscilação eletromagnética no espaço. De acordo com os especialistas, as fontes de raios gama correspondem a luz de maior energia do Universo e são originadas …

Charles Babbage: saiba quem foi o engenheiro "pai do computador"

CHARLES BABBAGE É CONSIDERADO O PAI DO COMPUTADOR (FOTO: WIKIMEDIA)

Matemático e inventor inglês viveu entre 1791 e 1871

Se hoje existem computadores e laptops dos mais variados modelos e tecnologia, agradeça a Charles Babbage. Talvez você nunca tenha ouvido falar nele, mas o inventor inglês que viveu entre 26 de dezembro de 1791 e 18 de outubro de 1871 é o nome por trás do primeiro computador programável do mundo. A máquina imaginada por Babbage, porém, nunca foi de fato construída por ele. O primeiro computador, na realidade, só apareceu anos depois, em 1936, a partir das mãos do engenheiro alemão Konrad Zuse.

Babbage, no entanto, é considerado o pai dos aparelhos que apreciamos tanto atualmente. A seguir, saiba mais sobre ele:

Infância

Filho de um banqueiro, Babbage foi educado em boas escolas e por bons tutores. Seu interesse pela matemática surgiu quando frequentou a academia Holmwood, que contava com uma biblioteca abastecida de livros sobre o assunto. Ele frequentou o Trinity …