Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 22, 2019

Antoine Lavoisier, o químico revolucionário que foi decapitado graças a disputa científica

'Reinado do Terror: Um dos políticos da Revolução', em pé sobre uma pilha de corpos decapitados entre duas guilhotinas, bebendo sangue de um cálice e enchendo outro com o sangue da vítima recentemente decapitada - GETTY IMAGES

Dalia Ventura
Da BBC News Mundo

"Foi o suficiente para eles cortarem a cabeça, não será suficiente por um século para que outro igual surja", disse o matemático ítalo-francês Joseph-Louis Lagrange.

Ele lamentava a decapitação de Antoine Laurent Lavoisier, que havia mudado para sempre a prática e os conceitos da química, forjando um sistema que daria ordem ao conhecimento caótico da alquimia.

Lagrange e Lavoisier viveram — como Charles Dickens escreveu — naqueles que "eram os melhores tempos, eram os piores tempos, era o século da loucura, era o século da razão". Na verdade, era o século 18, o do Iluminismo e do "terror". Na França, foi o momento da Revolução que mudou o país e o mundo.

E, naqueles tempos, apesar de suas rea…

Escavações revelam palácio maia no México

Há receios de que o sítio arqueológico esteja demasiadamente exposto ao sol e ao vento - REUTERS

Arqueólogos descobriram no México as ruínas de um palácio que acreditam remontar ao auge da civilização maia — há cerca de mil anos.

Os resquícios da construção — de seis metros de altura, 55 m de comprimento e 15 m de largura — foram encontrados durante uma escavação no sítio arqueológico de Kulubá, no Estado de Yucatán, no sul do país.

Acredita-se que a estrutura tenha sido usada em dois períodos da história maia desde 600 d.C.

A civilização maia, uma das mais proeminentes culturas americanas pré-colombianas, prosperou antes da chegada dos espanhóis à região.


Acredita-se que o palácio teria sido usado durante dois períodos da história Maia - REUTERS

Eles dominavam a arquitetura e a matemática, conheciam a astronomia e tinham um sistema de escrita tão eficiente quanto os que existiam, no mesmo período, na Europa.

A civilização maia deixou marcas que denotam o seu alto grau de desenvolvim…

OVNI filmado próximo ao aeroporto em Costa Rica

Programa que aborda dois vídeos tomados em Alajuela, próximo ao Aeroporto Internacional Juan Santamaria, em Costa Rica, em uma tarde da segunda quinzena de dezembro de 2019. Este caso viralizou na Internet e nas redes sociais e, dividem as opiniões até agora. O que teria sido filmado naquele dia? Seria um drone, um balão, um avião desconhecido ou um OVNI autêntico?


Aeroporto Internacional Juan Santamaría



FONTE: Enigmas e Mistérios

Piloto que filmou OVNI diz que objeto voador desafiava leis da física

Em nova entrevista, militar da Marinha dos Estados Unidos diz que objeto voador não identificado estava se comportando de maneira que desafiava as leis da física

Por Cesar Schaeffer

Em 2004, pilotos da Marinha dos Estados Unidos flagraram algo totalmente fora do comum cortando o céu da costa leste americana: objetos voadores não identificados. Em setembro, a Marinha confirmou a autenticidade de três vídeos que mostram os OVNIs sendo perseguidos por caças do porta-aviões Nimitz. Na época, os militares explicaram que os vídeos eram verdadeiros e representavam “fenômenos aéreos não-explicados”. Ou seja, não há uma explicação para a origem e comportamento do objeto, mas isso não quer dizer que ele tenha uma origem alienígena.

Anos depois, o intrigante encontro foi revelado pelo The New York Times, com várias testemunhas oculares avançando ao longo dos anos para descrever o que viram. Um dos três vídeos, gravado em 2004 e compartilhado pelo jornal em 2017, mostra um objeto estranho que ga…

Como astrônomos calculam as órbitas de planetas, luas e estrelas?

Órbitas das novas luas de Saturno (Imagem: SpaceKit)

Por Daniele Cavalcante

Calcular a órbita de um corpo celeste é fundamental para determinar as suas características e interações com outros objetos no espaço. O próprio Sol orbita em torno do centro da Via Láctea e completa uma volta entre 225 a 250 milhões de anos. Também é possível prever a posição de planetas e luas nas suas órbitas, ou determinar onde estavam em qualquer momento do passado.

Mas como sabemos disso? Medindo cuidadosamente os movimentos, é possível calcular matematicamente o formato das elipses desenhadas pelas órbitas, algo que o astrônomo Johannes Kepler descobriu no século XVII. Graças a ele, são necessários apenas alguns números para definir a forma, tamanho e orientação no espaço dessas elipses.

Johannes Kepler nasceu em 1571 e foi responsável pela elaboração das “Leis do Movimento Planetário”, mais conhecidas como as "Leis de Kepler". Elas descrevem características básicas do movimento planetário: o…

A hipótese sobre a existência de vida nas nuvens de Vênus que vem ganhando apoio desde os anos 60

Há mais de 50 anos, o astrônomo americano Carl Sagan levantou a hipótese sobre seres venusianos - NASA/COSMOS STUDIOS

Não é à toa que "marciano" é usado como sinônimo de "alienígena". Quando se trata da busca por vida extraterrestre, Marte parece dominar o entusiasmo dos terráqueos e a pesquisa científica.

Mas os cientistas também já exploraram luas de Saturno, como Titã e Encélado, e e também Europa, Ganímedes e Calisto, satélites naturais de Júpiter, entre outros lugares distantes - sempre com a incógnita sobre a possibilidade de vida em outros planetas por trás.

Um estudo publicado no ano passado no periódico Astrobiology se somou a outros que, pelo menos desde os anos 1960 sugerem que talvez haja um lugar melhor para buscar vida extraterrestre. E trata-se de um outro vizinho da Terra: Vênus.

Ou seja, pode ser que seja melhor falar em "venusianos" do que "marcianos".

"A camada mais baixa de nuvens de Vênus (entre 47,5 km a 50,5 km) é um…

Natal no espaço: há 51 anos, astronautas emocionavam o mundo ao vivo pela TV

A lendária foto da Terra vista da Lua não estava nos planos da missão. Anders teve a ideia de tirá-la depois de se admirar com a beleza de nosso planeta visto de longe (Foto: NASA)

Por Patrícia Gnipper

Em 1968, os astronautas da Apollo 8 celebraram o Natal de um jeito até então inédito: no espaço. Mais especificamente, na órbita da Lua, com a missão da NASA que foi a primeira a levar astronautas à órbita do nosso satélite natural. E tudo foi transmitido ao vivo ao mundo todo pela televisão, com o trio de astronautas (Frank Borman, "Jim" Lovell e "Bill" Anders) emocionando o planeta não somente com uma mensagem natalina vinda do espaço, como também com a foto que foi chamada de Earthrise — aquela icônica imagem da Terra vista da Lua que ilustra a capa desta matéria.

A missão foi lançada no dia 21 de dezembro, com os astronautas retornando ao nosso planeta no dia 27 do mesmo mês. Enquanto a nave orbitava a Lua, o trio filmava e fotografava o satélite natural de mane…

A estrela Betelgeuse virará uma supernova — mas isso não vai acontecer tão cedo

Por Patrícia Gnipper

Betelgeuse, uma das estrelas mais brilhantes do céu noturno, faz parte da constelação de Orion — ela compõe o "ombro" do caçador. Para facilitar a identificação da constelação, basta encontrar o conjunto que popularmente chamamos de "as três Marias", o trio que forma o cinturão de Orion. O brilho de Betelgeuse vem diminuindo consideravelmente nos últimos meses e, por isso, muita gente já começa a especular que a supergigante vermelha estaria, enfim, entrando no processo de supernova. Mas, calma, que isso não vai acontecer tão cedo — provavelmente nem estaremos mais por aqui quando esse espetáculo explodir no céu.

Estima-se que o fenômeno acontecerá a qualquer momento entre hoje e 100 mil anos, mas, como a estrela está a mais de 600 anos-luz da Terra, quando ela virar uma supernova, essa luz ainda demorará séculos para chegar até nós.

A variabilidade no brilho de Betelgeuse foi percebida pela primeira vez por pelo astrônomo britânico John Hersc…

Caso Varginha: entrevista com os irmãos Mondini

Após quase 20 anos, os irmãos Mondini que fizeram parte do “Grupo dos 7” que investigaram o Caso Varginha (1996) quebram o silêncio. Num papo descontraído com Edison Boaventura Jr e Josef Prado, revelam informações inéditas do desdobramento do Caso Varginha na cidade de Campinas e na Unicamp. Eduardo e Osvaldo Mondini falam de ameaças, agentes infiltrados, tentativas de chegar ao lugar secreto no subterrâneo, etc... Estes são alguns aspectos abordados nesta entrevista imperdível!

OBS.: Este vídeo foi publicado anteriormente no antigo canal da BURN.



FONTE: Enigmas e Mistérios

Conheça mais da trajetória na Ufologia dos irmãos Mondini no link abaixo:

Programa Primeira Linha: especial Ufologia (CEPEX)

Ele nasceu em 25 de dezembro e mudou a história do mundo: quem foi Isaac Newton

Isaac Newton usou uma prisma para separar a luz do sol em cores - GETTY IMAGES

Evanildo da Silveira
De São Paulo para a BBC News Brasil

"Que os mortais se regozijem por ter existido tamanho ornamento da raça humana." Este epitáfio, escrito em latim sobre o seu túmulo, na Abadia de Westminster, em Londres, dá uma ideia da importância de Isaac Newton para a ciência e a humanidade em geral.

Considerado um dos maiores — se não, o maior — cientistas de todos os tempos, ele nasceu em 25 de dezembro de 1642, ano da morte de Galileu Galilei, em Woolsthorpe, perto de Cambridge, na Inglaterra, e morreu em 20 de março de 1727, em Kensington, no mesmo país.

Na verdade, há controvérsias sobre essas datas. Não porque elas estejam erradas, mas por causa da substituição do calendário juliano, implantado pelo imperador romano Júlio César, em 46 a.C., pelo gregoriano, instituído pelo papa Gregório XIII, em 15 de outubro de 1582.

Em artigo publicado pelo Centro de Referência em Ensino de Físi…

Incerteza pode ser parte intrínseca da realidade

A partir de um certo número de pinos, não há mais nenhuma certeza.
[Imagem: Lorenzo Nocchi]

Com informações da Universidade de Viena

Tudo na física pode ser incerto

Dois físicos austríacos estão propondo uma nova interpretação da Física Clássica sem usar números reais, desafiando a visão tradicional de que essa parte da física seria determinística.

Na Física Clássica geralmente se assume que, se soubermos onde está um objeto e qual é a sua velocidade, podemos prever exatamente para onde ele irá.

Assim, uma suposta inteligência superior, com o conhecimento de todos os objetos existentes num determinado momento, seria capaz de conhecer com certeza o futuro e o passado do Universo com precisão infinita. Pierre-Simon Laplace idealizou esse argumento, mais tarde chamado de demônio de Laplace, no início de 1800, para ilustrar o conceito de determinismo na Física Clássica.

Geralmente se acredita que foi apenas com o advento da Física Quântica que o determinismo foi posto em xeque. Ao desven…

Como seria viver em 4 dimensões (4ª dimensão explicada)

A quarta dimensão sempre foi motivo de mistério. Como seria viver em 4 dimensões? O que ela seria? Um mundo ou universo paralelo em que outros seres superiores viveriam? A verdade é que... não. A quarta dimensão pode ser explicada usando exemplos intuitivos. Embora o conceito de dimensão seja algo muito bem estabelecido na ciência, é bem provável que duas pessoas estejam conversando sobre coisas diferentes quando falam em "dimensão". Espero que gostem desse vídeo!



FONTE: Ciência Todo Dia

Maria, a Profetisa: as criações da mãe da alquimia que ainda são usadas, 20 séculos depois

Ela é conhecida por vários nomes, como Maria Hebraica, Maria Judia, Maria Profetisa e até Miriam Profetíssima, irmã de Moisés

Uma das principais premissas da alquimia era que os antigos possuíam as chaves do Universo, mas esse conhecimento foi perdido e teve de ser redescoberto.

A julgar pelo primeiro tratado prático de alquimia, escrito no século 3 pelo egípcio Zósimo de Panópolis, há alguma verdade nisso.

Zósimo cita amplamente as obras de uma mulher considerada a primeira alquimista verdadeira do mundo ocidental, a mãe da alquimia. E ele não é o único.

Embora muito do seu conhecimento tenha sido perdido e nenhum de seus escritos tenha sobrevivido, há citações atribuídas a esta mulher em vários textos posteriores.

Vários nomes e um grande legado

Ela conhecida por muitos nomes: Maria Hebraica, Maria Judia, Maria Profetisa e até Miriam Profetíssima, irmã de Moisés.

Seu parentesco com o profeta do Antigo Testamento é improvável, mas as lendas que ligavam figuras bíblicas e divindades …

Como terraformar Marte

Transformar Marte em uma segunda Terra é um desafio maior do que a nossa engenharia atualmente permite. Ainda assim, como nós poderíamos terraformar Marte de uma maneira realista?



FONTE: Ciência Todo Dia

Mapa da NASA revela pela primeira vez medições precisas de um pulsar

Simulação de uma possível configuração de campo magnético quadrupolo para um pulsar com pontos quentes apenas no hemisfério sul (Imagem: Goddard Space Flight Center da NASA)

Por Daniele Cavalcante

Astrofísicos conseguiram obter pela primeira vez medições precisas e confiáveis do tamanho e massa de um pulsar, graças ao NICER (Interior Composition Explorer) da NASA, um telescópio de raios X a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). Eles também puderam criar o primeiro mapa de “pontos quentes” desses objetos densos e agitados.

Desde a descoberta dos pulsares, há mais de 50 anos, os cientistas tentam descobrir exatamente como essa classe de estrelas de nêutrons funcionam. Agora, com o NICER, os cientistas podem investigar esses objetos de maneiras que antes pareciam impossíveis.

O NICER faz parte de uma missão de astrofísica do programa Explorers, da NASA, que permite aos pesquisadores voo frequentes para estudos científicos a partir do espaço. De acordo com Paul Hertz, diretor da…

Astronomia ao Meio-dia (Palestras)

Imagem: Universe Today

Astrobiologia - a descrição quantitativa da biodiversidade na Terra

Jorge Ernesto Horvath (IAG-USP)

09/05/2019

As ciências exatas têm como paradigma a descrição quantitativa da evolução de quantidades físicas por meio de expressões matemáticas. As ciências biológicas, no entanto, muitas vezes prescindem ou encontram impossível tal descrição. Apresentaremos neste seminário esta controvérsia e discutiremos a possibilidade de achar e utilizar leis fundamentais para a Biologia, exemplificando esta síntese com uma abordagem ao problema da evolução da biodiversidade no planeta.

Slides em PDF

http://www.astro.iag.usp.br/~astro12h...




Uma Introdução à Astrofotografia: a Ciência e a Arte de Registrar o Cosmos

Gabriel Rodrigues Santos (POLI/USP)

16/05/2019

A astrofotografia é a Ciência e a Arte de fotografar o céu. Desde o advento da fotografia no século XIX, não tardou ao ser humano apontar as câmeras para as estrelas. Com técnicas especiais, a tênue luz das estrelas e o…