Pular para o conteúdo principal

Postagens

Arthur C. Clarke

Arthur C. Clarke, homenageado pela astronomia e paleontologia


16/12/1917 - Minehead, Somerset, Reino Unido
19/03/2008 - Colombo, Sri Lanka

Por Antônio do Amaral Rocha

Nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico, em 1998, aos 81 anos de idade, por relevantes serviços prestados à cultura do seu país, o escritor Arthur C. Clarke, desde menino apreciava ler velhos contos de ficção científica publicados em revistas americanas e tinha fascinação por astronomia. Após o curso secundário feito no Huish's Grammar School, a família de Arthur não tinha posses para matriculá-lo em uma universidade, então ele, desde cedo, começou a trabalhar. Seu primeiro emprego foi de revisor (auditor) de pensões no Departamento de Educação.

Em 1936, transferiu-se para Londres e devido ao seu interesse pelas ciências do espaço associou-se à British Interplanetary Society (Sociedade Interplanetária Britânica) e começou a contribuir com o "BIS Bulletin" e a escrever ficção científica.

Durante a …
Postagens recentes

Importante caso acontecido na Espanha completa 40 anos

Foto de dois UFOs próximos ao Monte Pusilibro na Espanha em 1977

Ocorrência ficou conhecida como Evento de Pusilibro e aconteceu na cadeia de montanhas dos Pirineus

Em Huesca, Espanha, o ano de 1977 foi movimentado, principalmente entre os meses de setembro, outubro e novembro daquele ano. Uma série de avistamentos de luzes estranhas ganhou destaque na imprensa, chamando atenção de pesquisadores como Juan José Benitez, e o caso teve maior repercussão ao ser publicado no jornal Nueva España, atualmente Diario del Alto Aragón. Fotos obtidas à noite foram igualmente publicadas, e nelas não foi encontrado qualquer sinal de fraude. As observações aconteciam na maior parte das vezes nas encostas do Monte Pusilibro, de 1.597 m de altitude, e de um pequeno grupo de testemunhas logo as ocorrências passaram a ser aguardadas por multidões que se reuniam próximo às montanhas, na tentativa de observar alguma coisa.

O jornalista Luis García Nuñez teve grande participação na divulgação nas notícias,…

Partículas fantasmas detectadas no lado distante da Terra reforçam teoria crucial da física

Por: Ryan F. Mandelbaum

Se algum dia formos realmente entender como nosso Universo funciona, vamos precisar de diferentes medições. Porém, tirar medidas pode ser uma das tarefas mais difíceis da ciência. Como, por exemplo, os cientistas medem algo invisível que atravessa diretamente, sem hesitação, matérias sólidas? As invenções que os cientistas criam para tornar isso possível são frequentemente incríveis — mesmo que as medições feitas tenham resultados completamente esperados.

Nesta quarta-feira (22), cientistas da colaboração IceCube anunciaram uma medição de física de partículas relativamente esotérica, mas fundamental: a taxa com que as elusivas partículas de neutrino interagem com outras partículas em suas mais altas energias. O resultado foi consistente com a teoria física. Mas foi preciso um telescópio enterrado em um quilômetro cúbico no gelo do Polo Sul apontando através da Terra para medir as propriedades de partículas produzidas do outro lado do planeta.

Ah, eu mencionei …

O ‘asteroide-charuto’ e um clássico da ficção científica

Realidade e ficção: Oumuamua e Rama (no detalhe), nossos primeiros visitantes (ESO/M. Kornmesser/Divulgação)

Um misterioso objeto de formato alongado vindo dos confins da galáxia cruza o sistema solar intrigando – e fascinando – cientistas da Terra. Esse cenário descreve os acontecimentos dos últimos dias na astronomia, com a descoberta do asteroide Oumuamua, mas também é a sinopse de um clássico da ficção científica publicado quatro décadas atrás.

Escrito em 1973 pelo britânico Arthur C. Clarke (1917-2008), Encontro com Rama conta a história do primeiro contato da humanidade com um objeto originário de fora do sistema solar. Inicialmente catalogado como asteroide 31/439, o corpo celeste forasteiro recebe um upgrade e é rebatizado com o nome do deus hindu Rama quando suas características únicas ficam evidentes.


Arthur C. Clarke (1917-2008)

“O objeto era um errante solitário entre as estrelas, fazendo sua primeira e última visita ao sistema solar – pois movia-se tão depressa que o cam…

Confirmados mais dois nomes na série Blue Book do The History Channel

Michael Harney e Ksenia Solo.

Produção em dez episódios será baseada em casos reais investigados pelo Projeto Blue Book, e centrada no grande pioneiro da Ufologia Mundial J. Allen Hynek

Mais dois nomes foram confirmados como parte do elenco da série Blue Book, produção do The History Channel. O ator Michael Harney, que participou de séries como JAG - Ases Invencíveis, NCIS: Los Angeles e Orange is the New Black será um militar da Força Aérea norte-americana (USAF). Já Ksenia Solo, de produções como Terra: Conflito Final, Lost Girl, Orphan Black e do filme Cisne Negro, viverá uma jovem que se tornará amiga da esposa de J. Allen Hynek.

Blue Book tem produção executiva de Robert Zemeckis, que ocupou o mesmo cargo no filme Contato, baseado no livro de mesmo nome de Carl Sagan, além de ter sido diretor da trilogia De Volta para o Futuro. O ator Aidan Gillen de Game of Thrones, série baseada na épica série de livros de George R. R. Martin, irá interpretar o protagonista da série, o grande …

EUA estão desenvolvendo plantas espiãs

Por: Jennings Brown

A Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) dos EUA quer usar bioengenharia para criar plantas que serão usadas pelo exército como espiãs.

A DARPA chama o projeto com cara de episódio de Black Mirror de Advanced Plant Technologies (APT). O objetivo final não parece ser criar uma planta que vai te dedurar quando você usa um negocinho mais ilícito, mas um “discreto e autossustentável” sensor orgânico que pode monitorar e remotamente reportar ameaças baseadas em “estímulos ambientais”.

A agência diz que a flora é a “próxima geração de coletores de inteligência”, apesar de no momento apenas usar plantas para detectar ondas eletromagnéticas, patógenos, radiação, químicos e ameaças nucleares. A DARPA também acredita que a tecnologia poderia ser usada por civis em comunidades que queiram usar as plantas para detectar minas terrestres.

Com base nas informações divulgadas pela DARPA, parece que o projeto usaria hardware existente e satélites para remotamen…

Confirmado: relâmpagos causam reações nucleares no céu

Por: Ryan F. Mandelbaum

Relâmpagos são um negócio maluco. São raios supercarregados de eletricidade se estendendo do céu ao solo que podem matar pessoas. Mas eles também podem produzir reações nucleares, de acordo com uma nova pesquisa.

Cientistas sabem há muito tempo que trovoadas podem produzir radiação de alta energia, como esta de dezembro de 2015, que atingiu uma cidade litorânea japonesa com radiação gama. Mas agora uma outra equipe de pesquisadores do Japão está relatando ter provas conclusivas de que esses raios gama estão desencadeando reações de alteração de átomos como as vistas em um reator nuclear.

Basicamente, escrevemos anteriormente que os cientistas “acham que raios gama de alta energia interagiam com nitrogênio na atmosfera, levando à produção de nêutrons”. Com esse novo estudo, publicado nesta quarta-feira (22) na Nature, uma equipe diz saber agora que isso está, de fato, acontecendo.

Trovoadas de inverno são comuns na costa do Mar do Japão, o que o torna um lugar …