sábado, 28 de fevereiro de 2015

Homenagem de Ufos Wilson ao eterno Dr. "Spock"



FONTE: TERRY WILSON

Estranho objeto filmado por testemunha nos Estados Unidos



Uma mulher gravou vídeo de um OVNI sobre Lewisburg, Mississippi nas primeiras horas da manhã de quinta-feira 26 fevereiro.
A testemunha, Angela Ashton, diz que ela estava na cama quando ela viu uma "luz ofuscante brilhante grande" através de sua janela do quarto, logo após a meia-noite. Ela correu para fora com sua câmera para gravar o objeto aéreo incomum.

Ela descreve o objeto de forma triangular e muito grande. Ela acha que o objeto era "pelo menos do tamanho de um campo de futebol."


Sou ufóloga há mais de 15 anos… …e embora tenho visto coisas que não posso explicar, esta é a primeira vez que a evidência é digna de relatar nas minhas experiências. Para este incidente em particular, eu vi luzes brilhantes naquele mesmo local por várias noites na semana passada, mas foi após eu ter ido para a cama e [as luzes] não eram convincentes o suficiente para correr para fora de casa. Nevou ontem de dia, assim ficou mais fácil de ver na noite passada, e a nave estava muito mais próxima, muito mais brilhante, e muito visível. Corri para fora às 00h46min e comecei a filmar. Ele estava pairando baixo numa área com plantação de milho. Observei ele pairando na ar por aproximadamente 20 minutos, mas estava muito frio fora e corri para fora direto da cama sobre a neve, com os pés descalços, assim, somente filmei por um curto período. Após aproximadamente 20 minutos ele simplesmente desapareceu… nenhum trajeto de voo foi observado… simplesmente pairando e pulsando luzes que pareciam ter um brilho avermelhado alguns momentos. O objeto parecia ser muito grande e triangular… Eu estimo seu tamanho como sendo o de um campo de futebol, ou maior. Em certos momentos ele parecia ejetar pequenos globos de luz, mas isto não está claro. Era difícil dizer do meu ponto de vista se aquilo era parte de um objeto maior, ou tinha naves adicionais menores…”

Afiliada da NBC local WMC-TV contactou um especialista para analisar o material e dar sua opinião. Depois de assistir o vídeo de Ashton, o mesmo não acredita que o objeto no vídeo seja é um drone porque a maioria dos drones "não têm luzes como foram observadas no vídeo."



WMC Action News 5 - Memphis, Tennessee

FONTE: http://www.openminds.tv/


UFOS WILSON: O MATERIAL EM QUESTÃO NOS LEVA A REFLETIR, O PORQUE UM DRONE ESTARIA NUM LOCAL ERMO NAS PRIMEIRAS HORAS DA MANHÃ SOBRE UMA PLANTAÇÃO DE MILHO? O OBJETO EM QUESTÃO NÃO EMITIA RUÍDO E PERMANECEU POR CERCA DE 20 MINUTOS NAS IMEDIAÇÕES SEM EMITIR RUÍDO. OUTRO PONTO IMPORTANTE É O CÁLCULO FEITO PELA TESTEMUNHA REFERENTE AO TAMANHO DO OBJETO, NÃO CREIO QUE ELA ESTARIA TÃO ENGANADA AO COMPARA-LO COM O TAMANHO DE UM CAMPO DE FUTEBOL. ALGUNS DRONES EMITEM RUÍDO E O FATO DE ESTAR NUMA ZONA RURAL, LEVA A CRER SER ALGO DESCONHECIDO OU ALGUM PROJETO SECRETO MILITAR. UM CASO A SER ANALISADO.


Cidade mais antiga das Américas possui pirâmides mais velhas do que as egípcias


Construídas aproximadamente um século antes das famosas pirâmides de Gizé, no Egito, o monumento de Caral demorou a ser encontrado, pois 'parecia' um relevo natural da região - Foto: Oscar Perfer

Considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, a cidade de Caral é datada de 2,6 mil a.C. e ganhou fama por suas pirâmides mais antigas do que as de Gizé. Devido ao abandono do governo peruano, a região corre o risco de desaparecer

Quem disse que para conhecer pirâmides milenares é necessário atravessar o oceano Atlântico? A cidade de Caral, no Peru, possui as famosas construções que são o símbolo do império dos Faraós. Com mais de 4,6 mil anos de idade, o local é considerado a primeira cidade das Américas e foi habitada por uma civilização pré-colombiana, conhecida como 'Norte Chico'. A região está localizada a 120 quilômetros de Lima, capital do Peru, e a localidade mais próxima é Puerto Supe, a 22 quilômetros de distância.

Construídas aproximadamente um século antes das famosas pirâmides de Gizé, no Egito, o monumento de Caral demorou a ser encontrado, pois 'parecia' um relevo natural da região. Contudo, após estudos mais detalhados foi descoberto que o 'monte' existente ali, na realidade, era uma pirâmide pré-colombiana. Conhecida como 'Pirâmide do Peru', a maior delas possui 20 metros de altura acima do nível do solo, mas sua base mede cerca de 154m por 138m. Erguidas em uma ou duas fases, elas foram as primeiras estruturas planejadas das Américas. A 'grande pirâmide' possui uma escadaria que leva até um átrio principal que dá acesso aos aposentos e a uma pira cerimonial. O local foi datado de 2.627 a.C. após exames realizados em sacos de fibras trançadas que na época eram utilizados para carregar as pedras de construção.

Na região onde estão os enormes monumentos milenares ainda existem residências e vestígios da civilização que viveu ali há mais de 4,6 mil anos. Nos últimos tempos foram encontrados corpos enterrados no local, entre eles uma criança de dois anos e um adulto, que foi sepultado numa parede de uma casa. Ambas as mortes foram de causa natural. Em Caral ainda foram encontrados instrumentos musicais, redes de pesca e animais talhados nas rochas da região.

Risco de desaparecer
Descoberta em 1905, a cidade só foi reconhecida como a mais antiga das Américas no ano de 2001, após testes de carbono catorze confirmarem a data dos vestígios localizados pelos historiadores. Contudo, as próximas gerações correm o risco de conhecerem Caral apenas pelos livros de história, pois a região está sendo saqueada constantemente por ladrões em busca de tesouros. O local figura na lista dos 100 sítios arqueológicos que mais correm o risco de desaparecer, segundo a World Monuments Fund (WMF).



A cidade de Caral, no Peru, possui as famosas construções que são o símbolo do império dos Faraós - Foto: Oscar Perfer



Descoberta em 1905, a cidade só foi reconhecida como a mais antiga das Américas no ano de 2001, após testes de carbono catorze confirmarem a data dos vestígios localizados pelos historiadores - Foto: Glenn Gould



Considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, a cidade de Caral é datada de 2,6 mil a.C. - Foto: Jorge



Na região onde estão os enormes monumentos milenares ainda existem residências e vestígios da civilização que viveu ali há mais de 4,6 mil anos - Foto: Edgar Marca

Conhecida como 'Pirâmide do Peru', a maior delas possui 20 metros de altura acima do nível do solo, mas sua base mede cerca de 154m por 138m - Foto: Sophie Robson

FONTE: http://ecoviagem.uol.com.br/

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Game brasileiro ensina física de partículas através de missões para colonizar Marte


Pesquisadores da Unesp lançam segunda versão do SPRACE Game para reduzir defasagem da área nas escolas brasileiras

Desde a Antiguidade os pensadores já refletiam sobre as estruturas elementares da matéria – o filósofo grego Demócrito, por exemplo, entrou para a história por sistematizar o conceito de átomo, termo que significa, literalmente, indivisível. Hoje sabemos que os átomos não são as chamadas partículas elementares (menores componentes da matéria), posto ocupado atualmente pelos quarks e outras partículas subatômicas como os neutrinos, elétrons, glúons e fótons. “Esse cenário é muito distinto daquele ensinado hoje em dia nas escolas do ensino médio”, diz o site do jogo SPRACE Game.

“A visão que os estudantes possuem da estrutura da matéria permanece estagnada no conceito atômico do início do século passado”, afirma o comunicado. Para reverter este quadro preocupante, pesquisadores da Unesp criaram um game dentro do projeto São Paulo Research and Analysis Center (Sprace) que se aproveita do apelo da exploração espacial para ensinar, de forma divertida, conceitos complexos da física de partículas.

Na segunda versão do Sprace Game, que foi lançada recentemente, o jogador pilota uma nave miniaturizada e precisa capturar partículas de substâncias específicas e levá-las até o laboratório. A cada nova fase, a estação científica “aprende” com os elementos capturados e se torna mais complexa, exigindo a coleta e análise de substâncias mais elaboradas.


JOGADOR SE FAMILIARIZA COM A TABELA PERIÓDICA (FOTO: DIVULGAÇÃO)

As missões têm a intenção primordial de preparar Marte para ser colonizado pela humanidade. Ao passar pelas etapas, aprende-se naturalmente a trabalhar com a tabela periódica, consultando especificidades da composição de cada elemento. Nem sempre é requerida a captura de prótons ou nêutrons, por exemplo – às vezes é preciso ir mais à fundo e coletar os quarks necessários para formá-los.

“O visual, os desafios propostos e especialmente o conteúdo por trás das missões fazem com que o jogador se divirta enquanto entra em contato com conceitos importantes da física das partículas subatômicas, grande objetivo da iniciativa,” explica o professor Sérgio Ferraz Novaes, líder do projeto. Os pesquisadores asseguram que o jogo é cientificamente fiel, de um jeito que não compromete a diversão.



FONTE: vistagalileu.globo.com

Leia sobre as misteriosas aparições de ovnis no Ceará desde 1950, através das páginas históricas do jornal O POVO.



Acesse o link a seguir e leia interessantes matérias sobre observações de Ovnis no estado do Ceará: http://www.opovo.com.br/app/acervo/noticiashistoricas/2015/02/27/noticiasnoticiashistoricas,3384925/voce-acredita-em-et.shtml

FONTE: "O POVO"

Universidade do Colorado publica documentos ufológicos


A Universidade do Colorado acaba de publicar em seu site diversos documentos ufológicos do governo norte-americano

Instituição tornou disponíveis inúmeros arquivos, relatando investigações sobre os UFOs conduzidas por CIA, FBI e outros organismos

A Universidade do Colorado é conhecida no meio ufológico por ter sido convocada pela Força Aérea Norte-Americana (USAF), para analisar casos de avistamentos de UFOs e determinar se era um campo de estudo legítimo. O estudo ficou conhecido como Relatório Condon, por ter sido conduzido pelo renomado físico Edward Condon. Sabe-se que este se concentrou em casos que poderiam ser facilmente explicados, causando atrito nos demais cientistas e especialistas envolvidos, e hoje se sabe que, apesar dos resultados terem sido negativos, as informações colhidas pelo Relatório Condon contradiziam suas conclusões.

Agora surgiu a informação de que a Universidade do Colorado publicou uma grande quantidade de arquivos ufológicos, tendo origem principalmente no governo norte-americano e muitos de seus organismos, como a Agência Central de Inteligência (CIA), o Departamento de Defesa, o Bureau Federal de Investigações (FBI), os Arquivos Nacionais e a Agência de Segurança Nacional (NSA). Os arquivos contém ainda documentos do Ministério da Defesa (MoD) britãnico, e os Arquivos Nacionais daquele país, abrangendo um período de 1981 a 1996. A parte norte-americana do acervo contém também grande quantidade de documentos do Projeto Blue Book.

A parte da documentação que abrange a CIA mostra o papel da agência no estudo dos UFOs, indo dos anos 40 até 1990. Um informe demonstra sua atuação na ativa investigação do fenômeno tendo início em 1947, no início da Guerra Fria e coincidindo com a primeira grande onda ufológica nos Estados Unidos. O mesmo informe aponta a teoria de conspiração que descreve como a CIA escondeu seu papel na pesquisa ufológica ao longo dos anos. Já no caso do FBI uma das fontes foi a Lista de Fenômenos Incomuns do Bureau, liberada sob a Lei de Liberdade de Informação (FOIA), descrevendo nove incidentes datados entre 1887 e o começo dos anos 90.

DOCUMENTOS COBRINDO OBSERVAÇÕES DE UFOS POR UM LONGO PERÍODO

O relatório do FBI ainda descreve o caso Majestic 12, detalhando como dois agentes receberam um memorando a respeito do comitê secreto, que tratou com o presidente Eisenhower a respeito da recuperação de uma nave alienígena, ocultando-a do conhecimento do público. O arquivo inclui o Caso Roswell em 1947 e o Projeto Blue Book, a investigação oficial da USAF que durou de 1947 a 1969. Casos britânicos ocorridos entre 1997 e 2009, descrevendo desde luzes brilhantes de cor larança até grandes formações em forma de V, surgindo repentinamente e depois se evadindo, igualmente fazem parte da documentação, que pode ser conferida no link apresentado abaixo.


Confira os arquivos ufológicos disponibilizados pela Universidade do Colorado


FONTE: REVISTA UFO

Leonard Nimoy, o Spock de 'Jornada nas estrelas', morre aos 83 anos


O ator Leonard Nimoy, conhecido pelo papel de Spock em 'Star Trek', durante participação na série 'Fringe', em 2008 (Foto: Divulgação)

Ator morreu nesta sexta, confirmou sua mulher ao 'New York Times'.
Ele revelou no ano passado ter grave doença no pulmão.

O ator norte-americano Leonard Nimoy, conhecido pelo papel de Spock em "Jornada nas estrelas", morreu aos 83 anos, na manhã desta sexta-feira (27), em sua casa em Bel Air, bairro de Los Angeles. Sua mulher, Susan Bay Nimoy, confirmou a notícia ao "New York Times", dizendo que a causa da morte foi o estágio final de doença pulmonar crônica obstrutiva.
Na semana passada, ele foi internado às pressas em um hospital de Los Angeles, EUA, após sentir fortes dores no peito. De acordo com o site TMZ, Nimoy precisou ir ao hospital várias vezes nos últimos meses devido a complicações decorrentes da doença.
Em fevereiro do ano passado, ele revelou ter uma grave doença no pulmão. "Parei de fumar 30 anos atrás. Não cedo o suficiente. Eu tenho COPD [doença pulmonar obstrutiva crônica]. O vovô aqui diz pare agora!", escreveu em sua conta oficial no Twitter, na ocasião.

A enfermidade de que Nimoy sofria – conhecida no Brasil como DPOC – tem forte relação com o fumo. Ela é mais comum em adultos, principalmente a partir dos 40 anos. Causa falta de ar, fadiga muscular e insuficiência respiratória, e é apontada pelo Ministério da Saúde como uma das principais causas de mortalidade no Brasil.
Biografia
Leonard Nimoy Simon nasceu em Boston, EUA, , em 26 de março de 1931. Seus pais eram imigrantes judeus da Ucrânia. Ele desenvolveu interesse em atuar em uma idade precoce, sendo sua primeira aparição no palco aos oito anos em uma produção de "Hansel e Gretel". Ele fez aulas de teatro por um tempo no Boston College, e, depois de sair de casa para prosseguir a sua carreira em Hollywood, ele conseguiu seu primeiro papel principal no filme "Kid Monk Baroni", de 1952.
Depois de servir no Exército de 1953 a 1955, ele fez pequenos papéis em alguns filmes, mas principalmente em séries de TV, aparecendo em episódios de "Dragnet", "Sea Hunt", "Bonanza", "Wagon Train", "Rawhide", "The Twilight Zone", "Os Intocáveis", "The Outer Limits", "The Virginian", "Get Smart" e "Gunsmoke" antes de alcançar a fama em "Jornada nas estrelas".
Mais recentemente, ele retornou à série "Fringe" como o maníaco professor William Bell, e fez a voz de Spock em um episódio de 2012 de "Big Bang Theory". O último trabalho dele como Spock foi "Além da escuridão: Star Trek" (2013), segundo longa da franquia desde a retomada com "Star Trek" (2009), sob direção de J.J. Abrams.


O ator Leonard Nimoy como Spock em 'Jornada nas Estrelas' (1966) (Foto: Divulgação)


Leonard Nimoy, conhecido pelo papel de Spock em 'Jornada nas estrelas', divulga foto ao lado de Jim Parsons, o Sheldon de 'The Big Bang Theory' (Foto: Reprodução/Twitter)

FONTE: G1.COM