Pular para o conteúdo principal

Postagens

Estudo diz que neandertais eram capazes de fazer arte - e pode mudar nossa percepção sobre eles

Data atribuída às pinturas nas cavernas indica que ela foi feita por neandertais muito antes de o Homo sapiens chegar à Europa

Paul Rincon
Editor de ciência da BBC News Online

Tradicionalmente vistos como brutos, os neandertais na verdade eram capazes de produzir arte.

Um estudo recém-publicado no periódico científico Science sugere que esses hominídeos fizeram pinturas em cavernas espanholas. E isso ocorreu cerca de 20 mil anos antes da chegada da nossa espécie humana à Europa.

Acredita-se que os neandertais também usassem conchas marinhas pintadas como ornamento.

Até agora, acreditava-se que a produção artística era um comportamento único à nossa espécie (a Homo sapiens) e muito distante das habilidades de nossos primos evolucionários.

Padrões geométricos
Essas pinturas de cavernas recém-descobertas incluem impressões de mãos neandertais, padrões geométricos e círculos vermelhos.

Elas ocupam três áreas arqueológicas em diferentes partes da Espanha, em La Pasiega, Maltravieso e Arda…
Postagens recentes

Muitas questões ainda não respondidas sobre o metal do estudo ufológico do Pentágono

Sede da Bigelow Aerospace em Las Vegas, onde a pesquisa do estranho material teria ocorrido

Vários personagens ligados à revelação, publicada pelo jornal The New York Times em dezembro passado, afirmam que uma mostra metálica existe e foi analisada pelo programa

Prossegue a polêmica quanto ao programa de investigação ufológica do Pentágono, o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP). Muitas polêmicas ainda restam quanto a essa revelação, como por exemplo o real alcance de um programa que, entre 2007 e 2012, recebeu meros 22 milhões de dólares. Como comparação, o orçamento norte-americano para Defesa para 2017 é de 700 bilhões de dólares (confira nos links abaixo). Conforme a cobertura do caso feita pela Revista UFO, também disponível abaixo, ainda não foram liberados documentos que poderiam explicar a verdade sobre a participação da empresa Bigelow Aerospace Advanced Space Studies (BAASS) nessa investigação. E a ligação com a empresa do bilionário Robert Bi…

Imagem de telescópio mostra Tesla (bem de longe) no espaço

TRILHA DEIXADA PELO TESLA DA SPACEX (FOTO: GIANLUCA MASI/VIRTUAL TELESCOPE PROJECT AND MICHAEL SCHWARTZ/TENAGRA OBSERVATORIES)

Astrônomos italianos conseguiram captar fotos do carro levado pela SpaceX ao espaço

O que é o que é: um flash de luz no espaço? Um Tesla. O veículo levado ao Sistema Solar pelo foguete Falcon Heavyda SpaceX, empresa de Elon Musk, aparece em uma imagem captada no dia 18 de fevereiro.

Os responsáveis foram os cientistas do Projeto Telescópio Virtual, iniciativa do Observatório Astronômico Bellatrix, na Itália, que conta com vários telescópios remotos. Acessíveis pela internet, os aparelhos ajudam na transmissão de eventos astronômicos e para o registro de imagens espaciais.

Em anúncio, os responsáveis pelo projeto explicaram que a observação foi feita por meio da unidade presente no estado americano do Arizona. Assim que encontraram o objeto, tiraram fotos dele. "Quando o observamos, o carro estava a 470 mil quilômetros de nós. Conseguimos captar uma dúzi…

'Máscara' de bronze encontrada há quase 30 anos em mergulho intriga moradores do litoral do Paraná

O artigo de bronze, que parece uma máscara de cerca de 30 centímetros, foi encontrada pelo empreiteiro Diomar Renato Cunha (Foto: Marcos Bonatto/arquivo pessoal)

Artigo foi achado na Praia dos Amores, em Caiobá, balneário de Matinhos; arqueólogos dizem que é preciso investigar mais para chegar à origem dele.

Por Alana Fonseca, G1 PR, Curitiba

Há quase 30 anos, uma peça achada em um mergulho na Praia dos Amores, em Caiobá, balneário de Matinhos, intriga moradores do litoral do Paraná. O artigo de bronze, que parece uma máscara de cerca de 30 centímetros, foi encontrada pelo empreiteiro Diomar Renato Cunha, o Seto.

Seto morreu, em 2002, sem saber qual a origem do objeto. O designer Marcos Bonatto - que era amigo e costumava mergulhar junto com ele para pescar - conta que, por muito tempo, eles tentaram descobrir de onde o artefato veio.

"O Diomar achou entre 1989 e 1990. Eu não estava junto, mas costumávamos mergulhar bastante ali no local. Ele encontrou a peça junto com umas pedr…

Buracos negros supermassivos crescem mais do que as suas galáxias

Neste gráfico pode ser visto uma imagem do levantamento Deep Field-South do Chandra. A imagem do Chandra (azul) é a mais profunda já obtida em raios-X. Foi combinada com uma imagem óptica e uma imagem infravermelha do Telescópio Espacial Hubble, com tons vermelhos, verdes e azuis. Cada fonte do Chandra é produzida por gás quente que cai na direção de um buraco negro supermassivo no centro da galáxia hospedeira, como ilustrado na impressão de artista.
Crédito: NASA/CXC/Universidade da Pensilvânia/G. Yang et al e NASA/CXC/ICE/M. Mezcua et al.; óptico - NASA/STScI; ilustração - NASA/CXC/A. Jubett


De acordo com dois novos estudos que usam dados do Observatório de raios-X Chandra e de outros telescópios, os maiores buracos negros do Universo estão a crescer mais depressa do que a taxa de formação estelar das suas galáxias.

Ao longo de muitos anos, os astrônomos recolheram dados sobre a formação de estrelas em galáxias e sobre o crescimento de buracos negros supermassivos (ou seja, aqueles …

Desequilíbrio atmosférico pode indicar vida em outros planetas

A Terra (superior esquerda) tem vários gases em sua atmosfera que revelam a presença da vida, principalmente oxigênio e ozônio. Mas a Terra antiga (inferior esquerda) tinha um sinal diferente para a vida que já emergia há bilhões de anos. [Imagem: NASA/Wikimedia Commons/Joshua Krissansen-Totton]

Sinais de vida em outros planetas

Parece haver estratégias para procurar evidências de vida em outros planetas que são tão ou mais promissoras do que procurar apenas por oxigênio.

"Essa ideia de procurar oxigênio atmosférico como uma bioassinatura existe há muito tempo. E é uma boa estratégia - é muito difícil produzir muito oxigênio sem vida," detalha Joshua Totton, da Universidade de Washington, nos EUA. "Mas nós não queremos colocar todos os nossos ovos em uma única cesta. Mesmo que a vida seja comum no cosmos, não temos ideia se será vida que produz oxigênio. A bioquímica da produção de oxigênio é muito complexa e pode ser bastante rara."

Ocorre que a Terra com a vida …

Fótons interagem com fótons, criando moléculas de luz

Uma possibilidade tentadora seria usar os fótons que interagem entre si para fazer sabres de luz. [Imagem: Christine Daniloff/MIT]

Fótons que interagem entre si

Faça um experimento rápido: leve duas lanternas para uma sala escura e faça com que os feixes de luz de ambas se cruzem no espaço vazio.

Apenas para lhe poupar um pouco de trabalho, vale adiantar que o resultado será decepcionante: você não observará nada de peculiar. Isso ocorre porque os fótons individuais que compõem a luz não interagem entre si, eles simplesmente passam uns pelos outros, indo iluminar a parede ou o que encontrarem pela frente.

Mas, e se as partículas de luz pudessem ser induzidas a interagir, atraindo-se e repelindo-se como os átomos na matéria comum?

Uma possibilidade tentadora, embora ainda no reino da ficção científica, seria a fabricação de sabres de luz - feixes de luz que poderiam puxar e empurrar um ao outro. Ou, em um cenário mais provável, dois feixes de luz poderiam se encontrar e se fundir em u…