Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 26, 2015

Somente o conhecimento e o senso crítico poderá salvar a Ufologia

Tenho disponibilizado neste blog, muitas vídeo aulas de astronomia geral no sentido de informar, explicar e alfabetizar o mínimo possível as pessoas para que tenham algum conhecimento na hora de discernir fenômenos naturais conhecidos pela ciência e não por leigos de fenômenos não naturais, ignorados infelizmente pela ciência específica ou como um todo, o fenômeno Ufo. Não há mais como negar tal fenômeno, porém somente 5% dele pode ser caracterizado como não identificável, é terrível vermos uma inundação de blogs de verdadeiros lunáticos expondo drones, sim!!! drones que viraram febre, que podem ser consumidos por menos de 200 reais, serem taxados como naves ou sondas extraterrestres (objeto podendo ter desde o tamanho de uma bolinha de gude até 2 m de diâmetro), como o lamentável fato ocorrido com o drone do jornal paulista "Folha de São Paulo", onde ditos entendidos do tema o taxaram ser uma sonda extraterrestre(pequenas esferas de luz que podem ter desde o tamanho de um…

Cientistas observam pela primeira vez uma aurora fora do Sistema Solar

Representação artística da aurora em anã marrom - Chuck Carter e Gregg Hallinan/Caltech

Variação de luzes foi vista dentro de anã marrom a 18 anos-luz de distância, na constelação de Lyra

Cientistas viram pela primeira vez uma aurora fora do nosso Sistema Solar. Um indicador de luz foi detectado em torno de um corpo celeste denominado anã marrom a 18 anos-luz de distância, na constelação de Lyra.

As anãs marrons são corpos de baixa luminosidade e consideradas “estrelas fracassadas” — elas não têm massa suficiente para produzir a fusão nuclear em seu núcleo, como o Sol.

De acordo com a equipe que conduziu a pesquisa, publicada na revista “Nature”, o brilho da anã marrom iluminada, batizada LSR J1835, é até um milhão de vezes mais intenso do que o da aurora boreal, e sua cor é mais vermelha do que verde.

Esta é a primeira vez que confirmamos a visão de auroras em anãs marrons — conta o astrônomo Stuart Littlefair, da Universidade de Sheffield (Reino Unido).

As auroras cintilantes, caus…

Imagem divulgada pela Nasa revela arcos misteriosos em lua de Saturno

‘Os arcos vermelhos saltaram quando vimos essas imagens’, disse Paul Schenk, um dos cientistas da missão - NASA

Fotografia da superfície de Tétis foi feita pela sonda Cassini, que orbita o planeta desde 2004

“Como grafite criado por algum artista desconhecido”. É dessa forma que os cientistas da Nasa descrevem os arcos avermelhados que chamam a atenção numa foto da superfície de Tétis, uma das luas congeladas de Saturno. A imagem foi captada com a combinação de filtros verde, infravermelho e ultravioleta, da câmera a bordo da sonda Cassini, que orbita o planeta desde 2004.

Os cientistas já haviam observado esses arcos anteriormente, mas nunca de forma tão clara. Essas imagens, obtidas em abril deste ano, são as primeiras a mostrar as zonas ao Norte de Tétis sob iluminação e condições de observação favoráveis. Como o sistema de Saturno se moveu para o verão no hemisfério Norte nos últimos anos, latitudes ao norte se tornaram mais iluminadas.

— Os arcos vermelhos saltaram quando vimos …

Novo modelo busca explicar o surgimento da vida na Terra

Ilustração de uma molécula de DNA acompanhada por seus pares de base e tendo ao fundo células: vida percorreu um longo caminho até chegar à sua complexidade atual - Latinstock

Pesquisadores propõem mecanismo sob o qual moléculas orgânicas simples usam outras como base para se juntarem em cadeias maiores e se replicarem

Uma das características fundamentais da vida como conhecemos é sua capacidade de se reproduzir. Hoje, em todos organismos da Terra - da maior das baleias às menores das bactérias, passando pelos próprios seres humanos -, isso é mediado por moléculas complexas como o DNA e o RNA, que dependem da ação coordenada de um verdadeiro exército de enzimas e outros compostos para se replicarem, num processo considerado sofisticado demais para que a vida em nosso planeta tenha surgido desta forma. Assim, muitos cientistas acreditam que a vida emergiu na Terra de uma maneira bem mais simples há cerca de 4 bilhões de anos, mas a falta de registros fósseis desta época torna muito di…

Polícia inglesa investigou culto de UFOs nos anos 50

Supostos contatados dos anos 50 chamaram a atenção das autoridades

Havia o temor que grupo fundado pelo alegado contatado George King servisse para infiltração e sabotagem comunista, no contexto da Guerra Fria

Os anos 50 são considerados a época de ouro dos chamados contatados, sendo que vários deles surgiram nessa época. Na Inglaterra ganhou destaque George King, que alegava manter contatos com um alienígena chamado Aetherius, que se encontrava em órbita de Marte. King também dizia que habitantes de Vênus se encontravam entre nós, alegação muito comum a vários contatados na época. Entretanto, King chamou a atenção das autoridades ao começar a alertar contra a proliferação nuclear, um tema também comum a contatados. Isso fez com que surgissem suspeitas de que ele pretendia impedir a Grâ Bretanha de se tornar uma potência nuclear, e que fosse um agente soviético infiltrado.

A Scotland Yard iniciou então cinco anos de investigação sobre a seita de King, chamada de Aetherius Society e q…

João Evangelista Steiner

FONTE: UNIVESP TV

NASA prepara foguete para enviar astronautas até Júpiter

Com altíssimas performances, o novo foguete da Nasa deve reduzir o tempo de viagem até Júpiter de oito anos para menos de três (Imagem – NASA)

A Nasa está desenvolvendo neste momento o maior foguete de todos os tempos, o SLS (sigla para Sistema de Lançamento Espacial, em inglês). O objetivo da agência espacial dos Estados Unidos com seu futuro “mega-foguete” é levar astronautas a asteroides, Marte e até Europa, satélite natural de Júpiter que tem características semelhantes a do planeta Terra.

O primeiro foguete, um veículo com 97,5 metros de comprimento e 120 toneladas, está programado para voar em 2018. A missão será um teste não tripulado ao redor da Lua para avaliar o comportamento da nave e seu compartimento de carga, que posteriormente poderá ser convertido em módulo para abrigar astronautas durante uma longa viagem pelo espaço.

Segundo a Nasa, o SLS é 20% mais potente que o Saturn V, foguete que enviou os últimos astronautas a Lua. Os motores alimentados por combustível líquid…

JC Debate sobre vida extraterrestre

Será que estamos sozinhos no universo? Há séculos essa pergunta intriga a humanidade e as recentes descobertas despertam a atenção sobre a criação das galáxias e a busca por vida extraterrestre.



FONTE: JORNAL DA CULTURA

Ovni quase colide com helicóptero do Exército dos EUA

Modelo Bell UH-1 (Huey) semelhante ao envolvido no caso

Em 1973, a tripulação de um helicóptero do Exército dos EUA encontrou um OVNI e subsequentemente ganhou o prêmio de US$ 5.000,00 como “o relatório do ano mais valoroso cientificamente”.

Um número tão grande de avistamentos ocorreu em outubro de 1973, que o período muitas vezes é conhecido como ‘A Grande Onda de OVNIs”. Felizmente, um deles foi testemunhado por uma tripulação de militares credíveis.

Em 18 de outubro, aproximadamente às 10h30min, um helicóptero Bell UH-1 (Huey) da Reserva do Exército, decolou de Port Columbus, no estado de Ohio. Ele estava indo para o Aeroporto Hopkins, em Cleveland, a aproximadamente 160 km norte dali. Sua tripulação consistia de quatro homens: Capitão Lawrence J. Coyne, Primeiro Tenente Arrigo Jezzi, Sargento John Healey and Sargento Robert Yanacsek.


Posição dos tripulantes no helicóptero.

O helicóptero subiu à uma altitude de 2.500 pés (750 metros) e estava cruzando à uma velocidade de 90 n…

Ovni é avistado na Grande Belo Horizonte

A fotografia acima mostra um objeto voador estático no céu, nos detalhes:
ampliação de uma das fotos e o desenho feito por uma testemunha.

Três testemunhas avistaram um objeto discoidal estático no céu por cerca de 1h30.

Por Pepe Chaves*
Ufovia
De Belo Horizonte-MG

Avistamentos e avistamentos

Muitos avistamentos de OVNIs costumam chegar até eu pelos meus correios eletrônicos. A maioria trata-se de confusões na interpretação de imagens, tais como, reflexos na lente da câmera, insetos, drones, balões, estrelas, planeta Vênus, erro na formação de pixels da imagem, falha no CCD da câmera etc.

Mas, acredito que menos de 5% do que me chega mensalmente, vindo de várias partes do Brasil e até do mundo, sejam dignos de credibilidade. A maioria dos avistamentos registrados nos últimos anos tem sido, geralmente, de objetos em formatos e movimentos inusitados, tão diferente das aeronaves convencionais quanto de discos voadores. Com isso, fazia muitos anos que alguém não avistava um legítimo disco…

Robôs com cérebros controlados por bactérias

A expressão genética das bactérias será lida e transferida diretamente para o controle do robô. [Imagem: Heyde & Ruder - 10.1038/srep11988]

Cérebro biorrobótico

Usar o cérebro de animais para controlar robôs não é exatamente uma ideia nova.

Mas as abordagens usadas até agora vinham se concentrando em simular o cérebro de animais em computador, para que esses programas controlem os robôs.

Keith Heyde e Warren Ruder, da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos, demonstraram agora que controlar um robô não exige um cérebro inteiro: basta uma bactéria.

"Nós criamos um modelo in silico de um microbioma vivo, projetado com biologia sintética, que interage com um hospedeiro robótico biomimético. Modelando analiticamente e simulando computacionalmente redes genéticas nessas comunidades comensais, reproduzimos comportamentos complexos no robô hospedeiro," escreve a dupla.

Ainda está tudo nas simulações e nos modelos computadorizados, mas o modelo revelou comportamentos surpr…

New Horizons encontra neblina, "glaciares" em Plutão

Iluminado pelo Sol, o "anel" da atmosfera de Plutão, um halo luminoso obtido pela sonda New Horizons da NASA no dia 15 de julho. Este retrato global da atmosfera foi capturado quando a sonda estava a 2 milhões de quilômetros de Plutão e mostra estruturas tão pequenas quanto 19 km. A imagem, recebida no dia 23, tem o norte no topo da imagem.
Crédito: NASA/JUHAPL/SwRI

Fluxos de gelo e uma neblina surpreendentemente prolongada estão entre as mais recentes descobertas da missão New Horizons da NASA, que revelam que Plutão é um mundo gelado de maravilhas.

"Nós sabíamos que uma missão a Plutão iria trazer algumas surpresas, e agora - 10 dias após a maior aproximação - podemos dizer que as nossas expetativas foram mais que superadas," afirma John Grunsfeld, administrador associado do Diretorado de Missões Científicas da NASA. "Com fluxos de gelo, química exótica à superfície, cordilheiras de montanhas e uma vasta neblina, Plutão está a mostrar uma diversidade de geo…

Cientistas e especialistas em tecnologia querem manter inteligência artificial fora da indústria de armas

Por Mike Murphy – Texto do Quartz

Tradução, adaptação e edição – Nicholle Murmel

Talvez devêssemos levar os avisos dados por RoboCop mais a sério. Cientistas famosos, engenheiros e empresários estão se unindo para organizar um movimento contra o desenvolvimento de armas autônomas.

Em carta aberta publicada na última segunda-feira (27) pelo instituto Future of Life – um grupo de pesquisa cuja grande preocipação é assegurar que a humanidade permaneça responsável pelo futuro da tecnologia – nomes como Stephen Hawking, Elon Musk e Steve Wozniak, junto com centenas de outros pesquisadores, assinaram embaixo do pressuposto de que “iniciar uma corrida armamentista com inteligência artificial é uma má ideia”.

A carta questiona a noção de pesquisar tecnologia que possa ser usada para matar seres humanos remotamente sen que ninguém dê o comando a essas armas para fazê-lo. Por mais que hoje tenhamos tecnologia aérea que nos permite matar alguém no Oriente Médio a partir de um container de navio…

Astronauta põe pastilha efervescente em bola de água flutuante no espaço

Astronauta observa bola de água com pastilha efervescente (Foto: Nasa/Divulgação)

Objetivo foi testar capacidade de câmera de alta resolução.
Vídeo mostra o que acontece no ambiente sem gravidade

A agência espacial americana Nasa divulgou um vídeo que mostra como o astronauta Terry Virts dissolve uma pastilha efervescente dentro de uma bola de água flutuante no ambiente sem gravidade da Estação Espacial Internacional. O objetivo principal da experiência, que mais pode ser considerada uma brincadeira, era testar uma câmera de altíssima resolução enviada no começo do ano para a a nave que orbita a Terra.



FONTE: G1.COM

Bactérias e outros micro-organismos seriam comuns no universo, sugerem pesquisas

A descoberta dos primeiros planetas extrassolares no início dos anos 1990 deu um grande impulso para o então emergente campo da astrobiologia, que une astronomia, biologia, química, física e outras disciplinas para estudar as condições que permitiram o desenvolvimento da vida na Terra e como elas poderiam estar presentes em outros lugares no Universo. De lá para cá, cada vez mais cientistas se dedicam, direta ou indiretamente, a estas questões, inclusive muitos brasileiros.

Os resultados de suas pesquisas indicam que, de fato, os compostos básicos para que isso aconteça não só são abundantes como largamente produzidos e distribuídos no espaço por fenômenos naturais. Diante disso, para muitos especialistas é razoável supor que a vida, pelo menos nas suas formas mais simples como conhecemos, como bactérias e outros micro-organismos, seria comum no Cosmo, estando em quase todo lugar propício para que ela surja.

A mais recente descoberta no campo da astrobiologia foi anunciada pela Nasa …

NASA estuda vento-bots para estudar Júpiter

Ilustração artística de um vento-bot colhendo dados sobre os céus de Júpiter.[Imagem: NASA/JPL-Caltech]

Vento-bots

Não parece ser possível pousar em planetas gigantes gasosos, como Júpiter ou Saturno - seria mais correto falar em afundar neles.

Mas isso não diminui a ansiedade por estudar o que ocorre nessas atmosferas extremas.

Uma das soluções anunciadas pela NASA, ainda sem data para lançamento, consiste no uso de balões robotizados, que poderão flutuar acima das nuvens de Júpiter, na parte menos agressiva daquele ambiente planetário.

Levadas pelo vento, essas sondas robóticas flutuantes - os engenheiros da NASA as chamam de vento-bots - poderiam estudar largas extensões do planeta a um custo bem mais baixo do que um robô como o Curiosity, que está estudando Marte.

Mergulho fatal

A ideia não é exatamente nova, uma vez que, em 1995, a sonda Galileo lançou uma sonda atmosférica em Júpiter, que desceu de pára-quedas. Mas ela sobreviveu apenas uma hora, antes de ser destruída pelo cal…

Como uma empresa pretende lançar foguetes usando feixes de energia micro-ondas

Mais empresas do que nunca estão se juntando à corrida espacial privada, desenvolvendo novas formas de enviar naves para o espaço. E a startup Escape Dynamics, dos EUA, tem um plano inusitado para atingir este objetivo: usar raios micro-ondas para enviar um foguete ao espaço.

A Escape Dynamics anunciou que testou com sucesso os protótipos de seu novo motor espacial. Diferente de foguetes normais, eles usam fontes micro-ondas de alta potência para energizar motores eletromagnéticos dentro da espaçonave.

A ideia por trás do sistema é simples: ao remover alguns dos sistemas internos de energia, a espaçonave chegaria inteira ao espaço, sem a necessidade de propulsioná-la para o alto com foguetes — dessa forma, ela seria reutilizável.

Entretanto, a Escape Dynamics precisaria criar um sistema de armazenamento de energia em larga escala, que seria usado para fazer o sistema micro-ondas funcionar. Então, seria usada uma série de transmissores para focar feixes micro-ondas na parte de baixo d…

Esta nave vai caçar asteroides no sistema solar para extrair metais raros

Muitos componentes que estão no seu celular e nas suas baterias são feitos com metais raros na Terra, que são difíceis de serem encontrados em nosso planeta, e que podem se esgotar. Entretanto, esses elementos não são raros no espaço. Por isso, uma empresa lançou o protótipo de um veículo que irá procurar asteroides e expandir a mineração para além da Terra.

A Arkyd 3, lançada semana passada a partir da Estação Internacional Espacial, começa uma missão de órbita terrestre baixa de 90 dias para testar seus sistemas de software e controle. Se tudo correr bem, ela será seguida em dezembro pela nave Arkyd 6 (imagem acima), que irá testar um sensor de infravermelho de onda média, para tirar medidas da superfície de asteroides e detectar metais ou água.

Claro, essas naves não estão apenas procurando metais raros como neodímio ou ítrio. No caso, a Arkyd 6 irá procurar qualquer metal precioso e também água. Se pudermos encontrar depósitos de água presos em asteroides locais, seria uma grande…

Conheça os 10 tipos de nuvens!

FONTE: CLIMA TEMPO