Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 16, 2017

Arquivo ufológico: Caçadores de Disco Voador (SBT, 1996)

Programa "SBT Repórter" exibido em 08/08/1996, apresentado por Marília Gabriela, aborda as investigações de vários ufólogos em busca de solucionar o mistério dos ufos. Reportagem de Marilú Torres com as participações e depoimentos de Vera Pires de Campos, Charlie Paz Wells, Edison Boaventura, Claudeir Covo, Marcos Silva, Francisco Varanda, Flávio A. Pereira, Diego Alberto, Wanderley Stravinski, Angélica Pose, Francisco P. de Campos, Glaucia Helena, Laerte Sodre, Geraldo Bichara, Liliane Silva, Valquiria Silva, Ubirajara Franco Rodrigues, Eurico de Freitas, Oralina de Freitas, Terezinha Gallo Clepf e Leila Mesquita.



FONTE: Canal Youtube nelsonpinta

Oceanos em abundância: novo estudo sugere que maioria dos planetas habitáveis têm pouca terra seca

Os continentes noutros mundos habitáveis podem ter dificuldade em subir acima do nível do mar, tal como grande parte da Europa nesta ilustração, que representa a Terra com uma cobertura oceânica de 80%.
Crédito: © Antartis/Depositphotos.com

Para os exploradores exoplanetários do futuro, talvez seja aconselhado trazer equipamento de mergulho. Um novo estudo, publicado na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, usou um modelo estatístico para prever que a maioria dos planetas habitáveis podem ser dominados por oceanos que abrangem mais de 90% da sua superfície.

O autor do estudo, o Dr. Fergus Simpson do Instituto de Ciências do Cosmos da Universidade de Barcelona, construiu um modelo estatístico - baseado na probabilidade bayesiana - para prever a divisão entre terra e água em exoplanetas habitáveis.

Para uma superfície planetária possuir extensas áreas, tanto de terra como de água, deverá ter atingido um delicado equilíbrio entre o volume de água que retém ao longo …

Sexo e Ufologia

O novo livro do historiador e ufólogo Cláudio Suenaga resgata e analisa os principais casos de contatos “íntimos” imediatos ou relações sexuais com ufonautas, desde o primeiro do gênero, e que foi também o primeiro caso de abdução da Era Moderna dos Discos Voadores, o famoso e controvertido caso de Antonio Villas Boas.

Texto de Bira Câmara

Existe vida inteligente na ufologia brasileira? Mais uma vez o controvertido pesquisador Cláudio Suenaga demonstra que sim, com este novo livro de sua autoria. Mas não espere o leitor encontrar nele afirmações sectárias ou dogmáticas, nem a adesão fanática a esta nova religião denominada ufologia, que atrai tantos embusteiros e aproveitadores da boa fé pública, assim como almas ingênuas sempre ávidas por revelações fantásticas e delirantes.

O universo da pesquisa ufológica comporta uma vasta galeria de tipos
nem sempre interessados na busca da verdade, mas apenas na construção de mitos (para não dizer mentiras) que possam seduzir adeptos e render a …

China lança ao espaço sua primeira nave de abastecimento

Foguete Long March-7 carregando nave Tianzhou-1 é lançado a partir da província de Hainan, na China (Foto: China Daily/via REUTERS)

País planeja construir estação espacial tripulada no espaço até 2022.

A China lançou nesta quinta-feira (20) ao espaço sua primeira nave de abastecimento, como parte dos seus planos ambiciosos de construir uma estação permanente até 2022.
A nave, batizada Tianzhu-1 ("Barco celeste") foi propulsada através do foguete Longa Marcha 7, que decolou do centro de lançamento de Hainan, no sul do país, às 19h41 locais (08h41, pelo horário de Brasília).


Foguete carregando primeira nave de carga chinesa é lançado nesta quinta-feira (20) (Foto: FRED DUFOUR / AFP)

Centenas de espectadores, que se concentraram perto do local de lançamento, comemoraram com gritos e aplausos quando a nave atravessou o céu noturno.
A Tianzhu-1 é a primeira nave de carga criada na China. Seu objetivo é se acoplar ao laboratório espacial chinês Tiangong-2 ("Palácio celeste&q…

Cientistas chegam a mais provas de que os alienígenas não estão tentando se comunicar conosco

Alguns pesquisadores do SETI acreditam que a melhor forma de detectar alienígenas é vasculhar o céu atrás de seus raios laser. Na maior pesquisa desse tipo, astrônomos escanearam 5.600 estrelas em busca desses sinais ópticos e acharam… absolutamente nada. Aqui vai o que isso significa para o SETI e outras buscas por vida alienígena inteligente.

Em um novo estudo aceito para publicação no Astronomical Journal, os astrônomos do SETI Nathaniel Tellis e Geoffrey Marcy, da Universidade da Califórnia em Berkeley, falam que eles foram incapazes de detectar assinaturas ópticas de extraterrestres avançados em mais de 67.000 espectros individuais produzidos por quase 5.600 estrelas na Via Láctea. Reveladoramente, cerca de duas mil dessas estrelas são suspeitas de habitar planetas quentes parecidos com a Terra, sugerindo que civilizações avançadas também não têm o hábito de transmitir lasers poderosos através do cosmo, ou simplesmente não existem. De maneira mais prática, quer dizer que devemos…

Entrevista TV Câmara - Santa Maria- RS - Hernán Mosttajo (Ufologia)

Entrevista tema: Ufologia - Museu e Educação Entrevistados: Professor Hernán Mosttajo Diretor Presidente do Museu Internacional de Ufologia, História e Ciência, Diretor do Observatório BioAstronômico COSMOS e entrevista com Professor Gervasio Degrazia, Físico e Professor de Meteorologia da UFSM.







Viste o site do Museu Internacional de Ufologia, História e Ciência "Victor Mostajo" - http://www.museufo.org.br/index.htm

FONTE: Canal de Museufo

Quem são os cientistas que querem encontrar o DNA de Jesus Cristo

Foi a primeira parada de uma jornada extraordinária. Numa tarde de janeiro brilhante e um pouco fria, me encontrava em uma pequena ilha do Mar Negro, fora de Sozopol, na costa leste da Bulgária. A ilha de Sveti Ivan tem sido um destino para viajantes: o lugar vangloriou-se do Templo de Apolo na antiguidade. Mas eu estava lá para falar com um velho arqueólogo búlgaro sobre a maior descoberta de sua carreira.

Em 2010, Kasimir Popkonstantinov descobriu o que ele acredita serem os ossos de um dos santos mais famosos: João Batista. Eu estava interessado no que a análise do DNA poderia nos falar sobre esses e outros ossos. Juntamente com estudante bíblico Joe Basile, eu trabalhava ao redor do mundo filmando um documentário sobre religião e evidências científicas, ligando fatos arqueológicos a Jesus Cristo.

Popkonstantinov fez sua descoberta escavando uma igreja do século 6 d.C. na ilha, construída em cima de uma basílica do século anterior. Enquanto ele raspava cuidadosamente a lama onde o…

Arquivo | Relatos extraterrestres – Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados – SIOANI

Instruções para preenchimento de formulário de coleta de informações sobre objetos voadores não identificados. O documento nos permite vislumbrar uma das atividades do sistema oficial criado especificamente para verificação de casos de OVNIs, o Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados – SIOANI. O sistema foi criado em 1969, subordinado ao Ministério da Aeronáutica, na jurisdição da 4ª Zona Aérea, conceituado como “o conjunto de recursos de pessoal e de material destinado à investigação e pesquisa científica do fenômeno Objeto Aéreo Não Identificado”. Era composto por uma série de instituições e órgãos de governo, operado por pessoal civil e militar, e utilizava instalações pertencentes à Força Aérea Brasileira – FAB. O objetivo declarado do sistema era investigar cientificamente o fenômeno, abordando o assunto de forma “séria”. Os autores do documento são céticos quanto às aparições de OVNIs, afirmando não haver evidências suficientes para comprovação da maioria do…

Ufologia no programa Coletiva da Tv São Judas

Extraterrestres, objetos voadores e a existência de vida em outros planetas. Esse mistério sempre gerou curiosidade no ser humano. Mas, será que isso é realmente possível? O Coletiva recebe o ufólogo Júlio Cesar Acosta Navarro, doutor em Ciências Médicas pela USP, para esclarecer dúvidas relacionadas a esse assunto. Apresentação: Lucas Galdino.



FONTE: Tv SaoJudas

Mais uma superterra na lista dos alvos para a busca por vida fora do Sistema Solar

POR SALVADOR NOGUEIRA

Anote aí: mais um alvo potencial para a busca de sinais de vida fora do Sistema Solar acaba de ser identificado. Em artigo publicado on-line nesta quarta-feira (19) na revista “Nature”, um grupo internacional de cientistas anunciou a descoberta de um mundo rochoso, maior que a Terra, orbitando na zona habitável de sua estrela a cerca de 40 anos-luz daqui. O que deixa os pesquisadores empolgados é que sua modesta distância, a exemplo do sistema recém-descoberto Trappist-1, permitirá a busca de sinais de vida por lá nos próximos anos.

A pequena LHS 1140, localizada na constelação austral da Baleia, é uma anã vermelha, com cerca de 15% da massa do nosso Sol. Trata-se de uma estrela já madura, com mais de 5 bilhões de anos, e agora os astrônomos descobriram que ela tem um planeta com diâmetro 40% maior que o da Terra — uma “superterra”, no jargão dos cientistas — que completa uma volta em torno de sua estrela a cada 25 dias.

A descoberta original foi feita com a red…

No reino dos planetas anões

POR SALVADOR NOGUEIRA

Cientistas usam sonda que foi a Plutão como telescópio para estudar outros planetas anões.

DE OLHO
Depois de visitar Plutão, a sonda New Horizons está a meio caminho de seu próximo alvo, o objeto conhecido como 2014 MU69. Nesse meio tempo, ela tem sido usada como um telescópio móvel para a observação de outros astros residentes nos confins do Sistema Solar.

DAQUI ATÉ LÁ
A revelação foi feita por Alan Stern, cientista-chefe da missão, numa reunião científica em Montevidéu, no Uruguai, na semana passada. Além de apresentar os planos da equipe para as observações do MU69, num sobrevoo marcado para 1º de janeiro de 2019, ele comentou alguns dos resultados obtidos no estudo remoto de membros do clube do qual Plutão é o sócio mais notório.

UM DE MUITOS
O cinturão de Kuiper é um conjunto de objetos remanescentes do processo que levou à formação do Sistema Solar, há 4,6 bilhões de anos, e está localizado numa região entre 30 e 50 vezes mais afastada do Sol que a Terra. …

Como os mapas dos gregos, romanos e babilônios mudaram o mundo

Pioneiros, como Marco Polo e John Mandeville, e viajantes mais recentes, como Cristóvão Colombo, já traçavam seus passos para registrá-los

Século após século a humanidade tenta compreender o mundo: quantos continentes existem? A Terra é plana ou curvilínea? Existe algo além do horizonte? Conforme suas descobertas, as sociedades ao redor do mundo passaram a registrá-las, o que resultou em milhares de mapas diferentes.

Os exploradores foram algumas das figuras mais importantes para a cartografia. Pioneiros, como Marco Polo e John Mandeville, e viajantes mais recentes, como Cristóvão Colombo e Walter Raleigh, já traçavam seus passos para registrá-los. Mas a ideia também era especular sobre como seria o resto do globo. Entenda como alguns povos da antiguidade viam o mundo:


MAPA BABILÔNICO EM ARGILA (FOTO: REPRODUÇÃO)

No Ocidente é possível encontrar registros de Anaximandro (século 6 A.C.), que, segundo Aristóteles, foi o primeiro filósofo grego. O mapa não chegou até os dias de hoje, ma…

Rumo ao cérebro artificial, sinapses eletrônicas já aprendem sozinhas

Impressão artística da sinapse eletrônica: as partículas representam elétrons que circulam através de um óxido, em analogia com os neurotransmissores nas sinapses biológicas. O fluxo de elétrons depende da estrutura do domínio ferroelétrico do óxido, que é controlada por pulsos elétricos. À direita, estrutura do componente real.[Imagem: Sören Boyn/CNRS/Thales]

Aprendizado de máquina autônomo

Pesquisadores franceses criaram uma sinapse artificial capaz de aprender sozinha, sem que os humanos precisem se dedicar ao tedioso trabalho de treiná-la para que ela aprenda a executar suas funções.

Este é um passo importante para a criação de circuitos biomiméticos mais complexos, inspirados no funcionamento do cérebro.

O processo de aprendizagem do cérebro está ligado às sinapses, que servem de ligação entre os neurônios. Quanto mais a sinapse é estimulada, mais a conexão é reforçada, melhorando a aprendizagem.

Soren Boyn e seus colegas do CNRS imitaram esse conceito usando um tipo especial do…

Buracos negros supermassivos encontrados em galáxias minúsculas

Astrônomos descobriram duas galáxias anãs ultracompactas, VUCD3 e M59cO, com buracos negros supermassivos. Os achados sugerem que as anãs são provavelmente remanescentes de galáxias maiores a quem foram retiradas as suas regiões externas depois de colidirem com as galáxias maiores M87 e M59, respectivamente.
Crédito: NASA/STScI

Há três anos atrás, uma equipa da Universidade do Utah descobriu uma galáxia anã ultracompacta que continha um buraco negro supermassivo, na altura a galáxia mais pequena que se sabia abrigar um buraco negro tão grande. Os achados sugeriram que as anãs ultracompactas podiam ser os minúsculos remanescentes de galáxias massivas que foram despojadas das suas regiões externas depois de colidirem com outras galáxias maiores.

Agora, o mesmo grupo de astrônomos encontrou mais duas galáxias anãs ultracompactas com buracos negros supermassivos. Os três exemplos sugerem que os buracos negros se escondem no centro da maioria destes objetos, potencialmente duplicando o nú…

A monstruosa galáxia que cresceu demasiado depressa

Ilustração da galáxia ZF-COSMOS-20115. A galáxia provavelmente expeliu todo o gás que despoletou a sua rápida formação estelar e crescimento, o que rapidamente a tornou numa galáxia compacta e avermelhada.
Crédito: Leonard Doublet/Universidade de Swinburne

Uma equipe internacional de astrônomos avistou, pela primeira vez, uma galáxia massiva e inativa numa altura em que o Universo tinha apenas 1,65 mil milhões de anos.

Os astrônomos pensam que a maioria das galáxias desta época têm uma massa baixa, mas que formam estrelas a um grande ritmo. No entanto, de acordo com o professor Karl Glazebrook, líder da equipa de investigação e Diretor do Centro para Astrofísica e Supercomputação da Universidade de Swinburne, esta galáxia é um "monstro" e está inativa.

Os cientistas descobriram que num curto espaço de tempo, esta galáxia massiva conhecida como ZF-COSMOS-20115, formou todas as suas estrelas (três vezes mais estrelas do que o total atual da Via Láctea) através de um evento ex…

A Maior Galáxia do Universo

IC 1101 é um galáxia elíptica super gigante no centro do aglomerado de galáxias Abell 2029. Ela é classificada como uma galáxia cD. Está a 1 bilhão de anos-luz de distância, na constelação da Serpente. Esta galáxia tem um diâmetro de aproximadamente 6 milhões de anos-luz, e é atualmente (desde 2011) a maior galáxia conhecida em termos de largura. Acredita-se que contenha até 100 trilhões de estrelas, em comparação com nossa galáxia estimada em 200 bilhões de estrelas, ou a Andrômeda estimada em 400 bilhões. Se estivesse no lugar da nossa galáxia, engoliria a Grande Nuvem de Magalhães, a Pequena Nuvem de Magalhães, a Galáxia de Andrômeda e a Galáxia do Triângulo.


IC 1101



FONTE: Wikipédia/Canal Youtube Charles Darwin

Céu da Semana - 17/04 a 23/04/2017

Todas as semanas, Gustavo Rojas, do Laboratório Aberto de Interatividade (LAbI) da UFSCar, apresenta dicas de como olhar para o céu, quais constelações estão em destaque, fases da lua e os principais fenômenos astronômicos.
Pouco conhecida dos brasileiros, Draco ou Dragão, é uma enorme constelação e suas estrelas têm importante papel na história da astronomia. Assista ao Céu da Semana e descubra por quê!



FONTE: UNIVESP TV