Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 2, 2019

Discos voadores em Maceió (AL)

Terceiro episódio da primeira temporada do programa alagoano "O Trem da História", apresentado por João Marcos Carvalho, trouxe à tona casos de avistamentos de ovnis na capital alagoana no ano de 1957.



FONTE: tvalagoas

Dinheiro virtual ultrasseguro garante transações pela galáxia

O teletransporte quântico já funciona de forma experimental com 100% de confiabilidade.[Imagem: Hanson Lab/TUDelft]

Dinheiro universal

Um novo tipo de dinheiro, mais versátil e mais seguro do que as atuais criptomoedas, promete dar aos usuários a capacidade de tomar decisões com base em informações que chegam em locais e horários diferentes ao redor do Universo, e ainda manter as economias seguras até mesmo contra ataques dos futuros computadores quânticos - nossos ou de ETs.

O arcabouço teórico, batizado de "dinheiro-S", garante uma autenticação completamente ininterrupta e segura e dá respostas mais rápidas - instantâneas - e mais flexíveis do que qualquer tecnologia financeira existente graças à combinação do poder da teoria quântica e da relatividade - a velocidade de comunicação pode criar o que Kent chama de "economia relativística".

De fato, a teoria permite realizar transações comerciais e financeiras através do Sistema Solar e até além, sem quaisquer reta…

Albert Einstein - Canal Nostalgia

Conheça a história de vida de Albert Einstein, um dos seres humanos mais inteligentes que já existiu.



FONTE: Canal Nostalgia


Fenômeno solar é observado em outra estrela pela primeira vez

IMPRESSÃO ARTÍSTICA DE HR 9024 (FOTO: NASA)

Batizada de HR 9024, a estrela tem quase três vezes a massa do Sol e 843 vezes o seu volume

Um dos fenômenos magnéticos mais poderosos produzidos pelo Sol é a ejeção de massa coronal — liberação de energia da coroa solar (o envoltório que nós conseguimos observar durante os eclipses) que causa as erupções solares. Agora, pela primeira vez,pesquisadores observaram uma ejeção de massa coronal de outra estrela. O resultado foi relatado na Nature Astronomy.

Uma equipe ítalo-americana usou o observatório de raios-X da NASA, Chandra, para observar a HR 9024, uma estrela ativa a 450 anos-luz da Terra que tem quase três vezes a massa do nosso Sol e 843 vezes o seu volume. Eles notaram flashes de raios-X associados à emissão de bolhas gigantes de plasma. A ejeção de massa coronal foi forte o suficiente para lançar no espaço 1,2 trilhão de toneladas de plasma, quantidade 10 mil vezes maior do que qualquer ejeção já produzida pelo Sol. O plasma estava…

Nova campanha está pedindo para países ajudarem a batizar planetas distantes

Por George Dvorsky

Uma nova campanha liderada pela IAU (International Astronomical Union, a União Astronômica Internacional) chamada de IAU100 NameExoWorld permitirá que cada país do mundo dê nome a uma estrela e a um exoplaneta. A entidade deu mais detalhes sobre a empreitada nesta quinta-feira (6).

Quase 100 países já assinaram e estão prontos para o próximo passo, que envolve campanhas nacionais para selecionar os nomes e fornecer a oportunidade para o público votar. O ponto disso tudo, nas palavras do IAU, é “gerar consciência sobre nosso espaço no Universo e refletir como a Terra seria potencialmente percebida pela civilização de outro planeta”.

São objetivos nobres até, mas a competição serve para um propósito prático. Astrônomos detectaram cerca de 4 mil exoplanetas nas últimas três décadas, e praticamente todos eles estão presos a designações científicas complicadas, como KMT-2017-BLG-1146Lb, OGLE-2013-BLG-0132Lb e 2MASS J19383260 + 4603591b, apenas para citar três.

A IAU é o…

Em junho, Júpiter está tão próximo que dá para ver suas luas com binóculos

Por Patrícia Gnipper

Você já olhou para o céu noturno neste mês? Percebeu uma estrela extremamente brilhante se destacando entre as demais? Pois bem: esta estrela é, na verdade, o planeta Júpiter, que está em oposição ao planeta Terra e, na segunda-feira (10), alcançará o ponto mais próximo dessa aproximação — será possível até mesmo observar luas do gigante gasoso usando apenas um par de binóculos!

Essa aproximação é um fenômeno que acontece todos os anos quando a Terra, ao longo de sua órbita ao redor do Sol, acaba ficando exatamente num ponto entre Júpiter e o astro em uma linha reta, com o planeta gasoso estando razoavelmente perto de nós e, então, aparecendo muito maior e mais brilhante no céu. Vale lembrar que planetas podem ser confundidos com estrelas no céu pois eles refletem a luz do Sol, enquanto as estrelas produzem o próprio brilho.

Em seu site especialmente dedicado ao Sistema Solar, a NASA mensalmente publica uma lista com as observações que serão possíveis de se fazer…

Mais um meteoro é visto no céu do Rio Grande do Sul

Fenômeno foi registrado na cidade de Taquara (Carlos Jung / Divulgação)

Registro do meteoro foi feito em Taquara, na noite de sexta-feira (7). Segundo especialista, bólido foi extinto a 24,68 km de altitude sobre o estado gaúcho.

Por Carolina Cattaneo, G1 RS

Mais um meteoro pôde ser visto no céu de algumas cidades do Rio Grande do Sul na noite de sexta-feira (7). O pós-doutor em Engenharia e diretor científico da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), professor Carlos Fernando Jung, fez o registro do fenômeno na cidade de Taquara, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Segundo o professor, o meteoro foi extinto a 24,68 km de altitude sobre o estado gaúcho. A câmera que captou o bólido – nome dado ao meteoro quando acontece a explosão – está localizada no Centro da cidade.

"No meu apartamento, tenho nove câmeras e no observatório, as demais. Também tenho câmeras instaladas em São Leopoldo e Porto Alegre", conta o professor.

Conforme Jung, o meteoro também foi regis…

Livros de abdução (Sugestão de leitura 06)

Programa que aborda a apresentação de 2 livros de casos clássicos de abdução.

O livro intitulado "A VIAGEM INTERROMPIDA", foi escrito em português por John G. Fuller e editado em 1966 pela Editora RECORD. Composto de 349 páginas, aborda todos os aspectos da abdução ocorrida com Barney e Betty Hill, em 1961, quando voltavam de viagem de férias do Canadá para os Estados Unidos.




O livro intitulado "FIRE IN THE SKY" foi editado em 1979 pela Skyfire Productions (PO Box 1072 – Snowflake, AZ 85937) e está totalmente em inglês, abordando todos os aspectos da abdução vivida por Travis Walton em 1975.





FONTE: Enigmas e Mistérios

Veja também:

Livros vermelhos: sugestão de leitura (01)

Livros sobre o Caso Varginha (Sugestão de leitura 02)

Livros ufológicos clássicos (Sugestão de leitura 03)

Livros inéditos e imperdíveis (Sugestão de leitura 04)

Livros de Pablo Villarrubia Mauso (Sugestão de leitura 05)

Astrônomos localizam campo magnético misterioso de 10 milhões de anos de luz que conecta dois aglomerados de galáxias

Aproximação dos filamentos. Crédito: DSS e Pan-STARRS1 (Optical), XMM-Newton (raios X) PLANCK Satellite (parâmetro y), F. Govoni, M. Murgia, INAF

Por Ryan F. Mandelbaum

Os cientistas detectaram ondas de rádio emanando do espaço entre um par de aglomerados de galáxias – evidência de campos magnéticos intergalácticos e partículas que se movem rapidamente no espaço entre essas assembleias galácticas gigantes.

O universo é composto por uma vasta rede de aglomerados de galáxias situados na intersecção de filamentos. Os filamentos galácticos são formações maciças de matéria que formam a estrutura em grande escala do universo. Os cientistas já tinham conhecimento de um filamento de cerca de 10 milhões de anos-luz que liga os aglomerados de galáxias Abell 0399 e 0401 e campos magnéticos dentro dos aglomerados, mas eles se perguntavam se este filamento continha campos magnéticos e partículas relativísticas (o que significa que as partículas acelerariam quase à velocidade de luz).

Esta é a pri…

Chamado de bólido, meteoro avistado no RS viajou a 50 mil km/h desde a Argentina

Imagem publicada no site da Bramon, que reuniu vídeos postados nas redes sociais (Bramon / Reprodução)

Por Kamila Kasachenco

Fragmento percorreu 200 quilômetros em 13,5 segundos, afirma especialista

Espécie de meteoro, o bólido avistado no Rio Grande do Sul na noite de quinta-feira (6), por volta de 22h35min, tem o tamanho de uma bola de futebol e viajou da Argentina ao Brasil a uma velocidade de 50 mil km/h — percorreu 200 quilômetros em 13,5 segundos. A análise foi feita por Marcelo Zurita, diretor-técnico da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), após ter acesso a imagens do fragmento de rocha espacial que ingressou na atmosfera terrestre. O fenômeno, que não é incomum, também foi relatado na Argentina, no Uruguai e em Santa Catarina.



Conforme a Bramon, o fragmento surgiu a 57 quilômetros de altitude na cidade argentina de 25 de Mayo, e viajou até o Rio Grande do Sul. Ao norte de Jari, na Região Central, atingiu 27 quilômetros de altitude. Ao longo de sua trajetória, o m…

NASA planeja abrir a Estação Espacial Internacional para turistas

ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL (ISS) (FOTO: PIXABAY/WIKIIMAGES/CREATIVE COMMONS)

Agência espacial norte-americana cobrará uma diária de cerca de R$ 135 mil para quem deseja visitar as instalações

Você já pensou em onde vai passar suas próximas férias? Talvez a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) possa ser uma de suas opções futuras. A NASA anunciou, nesta sexta-feira (7 de junho), que pessoas comuns poderão comprar uma viagem para visitar a estação especial. Como já era esperado, será necessário investir uma boa quantia de dinheiro para realizar esse passeio.

Segundo o jornal norte-americano The New York Times, a NASA não está vendendo férias espaciais diretamente, mas permitindo que empresas comerciais organizem essas viagens. A agência espacial planeja cobrar das empresas cerca de US$ 35 mil (aproximadamente R$ 135 mil) por noite pelo uso das instalações da estação, incluindo o consumo de água e a utilização do ar.

O anúncio realizado pela NASA é uma das várias…

Pesquisadores japoneses encontram 1,8 mil supernovas a bilhões de anos-luz

SUPERNOVA É O NOME DADO A UMA ESTRELA EXPLOSIVA QUE CHEGOU AO FIM DE SUA VIDA. (FOTO: NASA)

As supernovas acontecem no final da vida de algumas estrelas e são acompanhadas de uma explosão muito brilhante

Uma equipe de pesquisadores do Japão conseguiu identificar cerca de 1,8 mil novas supernovas, algumas delas a 8 bilhões de anos-luz de distância. Uma supernova é o nome dado ao evento que ocorre com algumas estrelas que estão no fim de sua vida, sendo acompanhado de uma explosão tão brilhante quanto o surgimento de uma nova estrela.

Os cientistas conseguiram identificar supernovas classificadas como o Tipo Ia, que são consideradas importantes porque seu brilho máximo constante permite que os pesquisadores calculem a distância entre a estrela e a Terra, uma característica muito útil para medir a expansão do Universo. O estudo foi publicado em Publications of the Astronomical Society of Japan.

Supernovas são eventos raros, com poucos telescópios no mundo sendo capazes de capturar image…

Astrônomos registram o nascimento de dois planetas

IMAGENS MOSTRAM O NASCIMENTO DE DOIS PLANETAS QUE FICAM FORA DO NOSSO SISTEMA SOLAR (FOTO: HAFFERT ET AL., NATURE ASTRONOMY, 2019)

Os corpos celestes se formaram a partir de um disco de poeira localizado em uma estrela jovem que fica a bilhões de quilômetros de distância da Terra

A estrela PDS 70, que está a 370 anos-luz de distância da Terra, é um prato cheio para as observações dos astrônomos que desejam compreender como acontece a formação de um planeta: após registrarem a primeira imagem do nascimento de um planeta (batizado de PDS 70b), os cientistas constataram que outro corpo celeste, o PDS 70c, também estava em formação na região estelar, formando um sistema multiplanetário.

“Com tecnologias como o observatório ALMA, o Hubble e gigantes telescópios ópticos instalados no chão com adaptação óptica, nós observamos discos com anéis e intervalos em todos os cantos. A pergunta é: será que há planetas nessas regiões? Neste caso, a resposta é afirmativa”, disse a astrônoma Julien Gir…

Cientistas afirmam que abelhas têm noções básicas de matemática

ABELHAS CONSEGUEM RELACIONAR SÍMBOLOS E NÚMEROS EM EXPERIMENTO CONDUZIDO POR UM TIME DE PESQUISADORES DA AUSTRÁLIA E DA FRANÇA (FOTO: PIXABAY)

A partir de um treinamento realizado com os insetos, pesquisadores conseguiram fazer com que as abelhas relacionassem objetos a números

Elas têm cérebros minúsculos, mas talvez sejam muito inteligentes quando se trata de relações numéricas. De acordo com um estudo, conduzido por um time de pesquisadores da Austrália e da França, as abelhas podem ser capazes de conectar símbolos e números, estabelecendo uma relação básica de matemática .

“Se as abelhas têm a capacidade de aprender algo tão complexo como uma linguagem simbólica feita por humanos, isso abre novos caminhos para comunicações futuras entre espécies”, contou Adrian Dyer, da Universidade do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne ( RMIT), da Austrália.

Segundo Dyer, os seres humanos estão separados das abelhas por mais de 600 milhões de anos de evolução. Nós temos 86 bilhões de neur…

Físicos preveem salto quântico e salvam gato de Schrodinger

Físicos dizem que é possível prever o salto quântico, contrariando uma teoria aceita há décadas. [Imagem: Kat Stockton]

Como salvar o gato de Schrodinger

Uma equipe de físicos da Austrália, EUA e França descobriu como salvar o famoso gato de Schrodinger, o símbolo da superposição quântica e da imprevisibilidade da natureza em escala atômica.

A descoberta permitirá que os pesquisadores criem um sistema de alerta antecipado para os saltos quânticos que ocorrem entre os qubits, os elementos fundamentais da computação quântica, e fazem com que eles percam seus dados.

O gato de Schrodinger é um paradoxo bem conhecido, usado para ilustrar o conceito de superposição - a capacidade de uma partícula existir simultaneamente em dois estados diferentes - e a imprevisibilidade, bem expressa no conhecido Princípio da Incerteza de Heisenberg.

Para ilustrar esses princípios, o físico Erwin Schrodinger (1887-1961) idealizou um experimento mental no qual um gato seria colocado em uma caixa selada, jun…

A maior tempestade da história

Qual foi a maior tempestade já registrada na história? Um vídeo sobre furacões, tornados e como tempestades são motores (quase) perfeitos.



FONTE: Ciência Todo Dia

Asteroide é fotografado passando pela Terra a 70.000 km/h

A imagem à esquerda mostra as observações do asteroide 1999 RW4 - à direita, uma ilustração artística do asteroide duplo. [Imagem: ESO]

Estudo de asteroides

As capacidades únicas do instrumento SPHERE, montado telescópio VLT, no Chile, permitiram obter imagens de um asteroide duplo que passou próximo da Terra no último dia 25 de maio.

A resolução angular da imagem é equivalente a um fotógrafo no Rio de Janeiro capturar a imagem de um único prédio em Luanda, capital de Angola, do outro lado do Atlântico.

Apesar deste asteroide não ser um objeto perigoso - não havia risco de colisão com a Terra -, os cientistas aproveitaram a oportunidade para testar o monitoramento de objetos do mesmo tipo, mas que venham a se mostrar perigosos.

Os testes, que mostraram que a tecnologia já disponível pode se revelar crítica na defesa do nosso planeta, foi coordenada pela Rede Internacional de Alerta de Asteroides (IAWN, sigla em inglês) e envolveu diversas organizações e telescópios ao redor do mundo.

Hypergiant cria capacete espacial inteligente inspirado em Homem de Ferro

Conceito do capacete inteligente inspirado em Homem de Ferro (Foto: Hypergiant)

Por Patrícia Gnipper

A Hypergiant, startup estadunidense que surgiu há um ano e usa big data para impulsionar a indústria espacial, anunciou nesta semana que levantou fundos com a Sumitomo Corporation of Americas e a Perot Jain para, em suas palavras, "ser uma das empresas de tecnologia mais rápidas a atingir US$ 100 milhões em receita realizada". A empresa é criadora de um capacete inteligente capaz de ajudar astronautas em missões espaciais.

A companhia do empresário Ben Lamm também envia satélites à órbita da Terra para coletar dados e, então, analisar as informações contando com aprendizado de máquina com o intuito de vender insights a seus clientes — especialmente ao setor de petróleo e gás —, no que a empresa vem chamando de "inteligência e infraestrutura geoespacial verticalmente integrada". De acordo com a McKinsey, o setor de inteligência artificial industrial gerará US$ 13 tr…

Jovens brasileiras participarão de programa aeroespacial nos EUA

LARA, MARIA CLARA E ALICE VÃO PARTICIPAR DE PROGRAMA NOS ESTADOS UNIDOS (FOTO: MARIANA CARVALHO/ARQUIVO PESSOAL)

As três estudantes têm 16 anos e participarão de um programa científico de cinco dias na National Flight Academy, na Flórida

Por Carina Brito

Três meninas estão provando que lugar de mulher é na ciência! Com apenas 16 anos, as jovens Lara Campos, Maria Clara Quintanilha Tavares e Alice Calmon foram selecionadas para um programa aeroespacial nos Estados Unidos, em que passarão cinco dias na National Flight Academy, na Flórida, aprendendo sobre aeronáutica e ainda participando de simulação de voos.

Realizado entre 30 de junho e 05 de julho, o programa é oferecido pela companhia aérea Delta, em parceria com a ONG Junior Achievement — que estimula o empreendedorismo jovem. “É uma área que nunca imaginaria ter contato”, afirma Lara, que também comemora o fato de poder conhecer pessoas de vários países. “É um intercâmbio cultural também porque eu vou fazer esse curso com pessoas…

Fósseis de dinossauro conservados em pedra preciosa são achados na Austrália

OSSO DE FOSTORIA DHIMBANGUNMAL. A COR É RESULTADO DA OPALA. (FOTO: ROBERT A. SMITH/AUSTRALIAN OPAL CENTRE)

O fóssil revela um dinossauro que estava preservado em uma opala

Bob Foster, um minerador da cidade australiana de Lighting Ridge, encontrou ossos que pertenceram ao mesmo bando de dinossauros. Os fósseis estavam conservados em opala e os pesquisadores os identificaram como sendo ossos de um novo iguanodonte (Fostoria dhimbangunmal). Entre os achados, estava oesqueleto de dinossauro opalizado mais completo já descoberto na história.

Em entrevista ao portal IFLScience, o estudante Tom Brougham da Universidade de Nova Inglaterra, da Austrália, contou que são necessários “um conjunto de condições muito especiais” para que minerais ricos em silicato penetrem em um substrato e criem as opalas.


OSSO PRESERVADO EM OPALA (FOTO: ROBERT A. SMITH/AUSTRALIAN OPAL CENTRE.)

O que teria facilitado a formação dessas pedras seriam as situações climáticas e químicas do Mar Eromanda, onde viveram …

Mudanças climáticas podem acabar com a civilização até 2050, diz estudo

"Há um risco existencial para a civilização com consequências permanentes para a humanidade que nunca poderão ser desfeitas", afirmam os responsáveis pelo relatório (FOTO: PIXABAY)

Um relatório publicado pelo Centro Nacional de Descoberta do Clima da Austrália defende que, se nada for feito, as mudanças climáticas podem levar ao colapso da civilização humana até 2050. Os especialistas acreditam que, no atual ritmo de aquecimento global, a temperatura subirá cerca de 3 graus Celsius nos próximos 30 anos.

"Há um risco existencial para a civilização [...] com consequências negativas permanentes para a humanidade que nunca poderão ser desfeitas, aniquilando a vida inteligente permanentemente — ou reduzindo drasticamente seu potencial", escrevem. Dentre os responsáveis pelo relatório estão um antigo executivo da indústria petrolífera e o ex-ministro da defesa australiano, Chris Barrie.

Nesse cenário futuro, explicam os autores, o mundo ficará preso em uma "Terra d…

Pilotos de Super Hornet da USN falam sobre encontros com OVNIs!

Pilotos da Marinha do esquadrão VFA-11 "Red Rippers" a bordo do porta-aviões Theodore Roosevelt em 2015. O esquadrão começou a perceber objetos estranhos logo depois que a Marinha atualizou os sistemas de radar em seus aviões de combate F / A-18. (Crédito: Adam Ferguson para o New York Times)

Reportagem publicada no jornal The New York Times em 26 de maio, traz relatos de pilotos da Marinha dos EUA (USN) sobre encontros com Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) entre 2014 e 2015, durante missões de treinamento.

As aparições ocorreram quase diariamente, a grandes altitudes, sobre a Costa Leste dos Estados Unidos, da Virgínia à Flórida. Os objetos voadores, apesar de não exibirem motores visíveis nem sinais de exaustão de gases, chegavam a 30.000 pés de altitude (cerca de 10.000 metros) voando a velocidades hipersônicas.

“Essas coisas estavam lá fora o dia todo”, disse o tenente Ryan Graves, piloto de caça F/A-18 Super Hornet com 10 anos de serviço na Marinha dos EUA, q…

Nem todo o metano da Terra tem origem fóssil

Fontes não fósseis - abióticas - de metano foram encontradas em mais de 20 países. [Imagem: Deep Carbon Observatory]

Metano abiótico

Há anos, um grupo crescente de cientistas tenta mostrar por meios observacionais que o petróleo e o gás natural podem não ser fósseis.

Agora, a equipe do Observatório Carbono Profundo, um esforço internacional de 10 anos para explorar os segredos mais profundos da Terra - o projeto termina em Outubro próximo - acredita ter encontrado provas definitivas de que nem todos os depósitos de metano se originam de restos enterrados de vida ancestral.

Mais do que isso, os mais de 230 cientistas de 35 países que fazem parte do projeto acreditam que o metano abiótico - metano que não se origina de restos vivos - pode ter sido o catalisador para o florescimento da vida na Terra, assim como pode atuar em outros planetas e luas.


Chamas queimam há milênios em locais onde não existem depósitos sedimentares, mostrando que nem todo o metano tem origem fóssil. [Imagem: Jy…

Como e por que as religiões evoluíram

A religião é um fenômeno corporal porque a maneira religiosa de existência evoluiu por milhões de anos conforme os corpos de nossos ancestrais interagiam com outros corpos ao seu redor

Brandon Ambrosino
Da BBC Future

"Este é o meu corpo."

Essas palavras, gravadas nos testamentos como tendo sido pronunciadas por Jesus durante a Última Ceia, são ditas diariamente em igrejas do mundo todo antes da comunhão. Quando cristãos ouvem essas palavras faladas no presente, somos lembrados do passado, que está sempre conosco.

Mas quanto do passado é lembrado pelos cristãos? Sem dúvida os últimos dois milênios, marcados também por disputas de doutrinas, divisão de igrejas, episódios de violência, excomunhões, pronunciamentos papais e vários debates metafísicos, todos orbitando em torno da comunhão.

Mas nós podemos ir ainda mais para trás no tempo, para o desenvolvimento das tradições orais que foram fixadas em textos que incorporaram o Novo Testamento. E podemos retroceder ainda mais, mu…