Pular para o conteúdo principal

Astrônomos localizam campo magnético misterioso de 10 milhões de anos de luz que conecta dois aglomerados de galáxias


Aproximação dos filamentos. Crédito: DSS e Pan-STARRS1 (Optical), XMM-Newton (raios X) PLANCK Satellite (parâmetro y), F. Govoni, M. Murgia, INAF

Por Ryan F. Mandelbaum

Os cientistas detectaram ondas de rádio emanando do espaço entre um par de aglomerados de galáxias – evidência de campos magnéticos intergalácticos e partículas que se movem rapidamente no espaço entre essas assembleias galácticas gigantes.

O universo é composto por uma vasta rede de aglomerados de galáxias situados na intersecção de filamentos. Os filamentos galácticos são formações maciças de matéria que formam a estrutura em grande escala do universo. Os cientistas já tinham conhecimento de um filamento de cerca de 10 milhões de anos-luz que liga os aglomerados de galáxias Abell 0399 e 0401 e campos magnéticos dentro dos aglomerados, mas eles se perguntavam se este filamento continha campos magnéticos e partículas relativísticas (o que significa que as partículas acelerariam quase à velocidade de luz).

Esta é a primeira detecção desse tipo de filamento magnetizado, de acordo com os autores do estudo, e pode ajudá-los a entender melhor como a estrutura em grande escala do universo surgiu.

“Do ponto de vista teórico, é realmente desafiador explicar essa emissão de rádio”, disse Federica Govoni, a primeira autora do estudo do Observatório Italiano de Cagliari, no Istituto Nazionale di Astrofisica, ao Gizmodo.

Os pesquisadores usaram a rede de telescópios Low Frequency Array (LOFAR), um sistema sensível que consiste em milhares de antenas de rádio em dezenas de estações, principalmente na Holanda, para caçar emissões de ondas de rádio de baixa frequência entre as galáxias. Eles interpretam o sinal como a presença de radiação síncrotron, ou partículas em espiral quase à velocidade da luz, devido à influência de um campo magnético.


Os dois aglomerados galácticos e a intervenção de rádio. Imagem: DSS e Pan-STARRS1 (óptico), XMM-Newton (raios X) PLANCK Satélite (parâmetro y), F. Govoni, M. Murgia, INAF

Tal sinal apareceu nos dados sem uma fonte óbvia para causá-lo, de acordo com o artigo publicado na revista Science. Eles foram capazes de estimar a força do campo magnético e até mesmo notaram indícios de alguma subestrutura, ou características mais brilhantes alinhadas na direção do filamento. Jason Tumlinson, astrônomo da equipe de pesquisa do Space Telescope Science Institute, que não esteve envolvido no estudo, disse ao Gizmodo que parecia “uma observação impressionante”.

Mas o mistério é – a característica que os cientistas detectaram é dezenas de vezes maior do que a distância que um elétron relativista pode percorrer em sua vida. Como eles foram capazes de medir as ondas de rádio da assinatura do elétron relativista, então? Os pesquisadores sugerem que uma população existente de elétrons foi acelerada por ondas de choque fracas ocorrendo na região, produzidas quando a estrutura estava sendo formada.

Govoni disse ao Gizmodo que essa observação, juntamente com as medidas de acompanhamento, lhe deu a confiança de que o que eles estão vendo é real. Agora, ela espera estudar este sinal de rádio com mais detalhes e procurar sinais semelhantes entre outros aglomerados de galáxias para ver se é um fenômeno comum na teia cósmica.

FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…