Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 4, 2018

Revista Ovni Pesquisa (Edição n° 2)

A Revista Ovni Pesquisa já se encontra à venda pelo seu site www.ovnipesquisa.com.br. Dedicada ao estudo do fenômeno OVNI de forma cientifica é uma publicação do grupo Cipfani, de Minas Gerais.

Abaixo a versão digital da segunda edição:

Revista Ovni Pesquisa Ed Nº 2 Publish at Calameo
FONTE: www.ovnipesquisa.com.br

Leia a primeira edição da Revista Ovni Pesquisa clicando aqui.

Arqueólogos encontram tumbas com múmias de gato no Egito

Descoberta foi feita em Sacará, a 30km do Cairo. Também foram achadas estátuas de outros animais e múmias de escaravelhos dentro das tumbas, que são do Egito Antigo.

Arqueólogos egípcios encontraram sete tumbas da Era dos Faraós com dúzias de múmias de gatos em Sacará — sítio arqueológico a cerca de 30km da capital do Egito, Cairo. A descoberta também inclui múmias de escaravelhos — as primeiras a serem encontradas no local, afirmou neste sábado (10) o Secretário-Geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Mostafa Waziri, à agência de notícias americana Associated Press (AP).


Gatos mumificados dentro de uma tumba na necrópole perto das pirâmides egípcias, em Sacará. Arqueologistas locais descobriram sete tumbas da era faraônica contendo dúzias de múmias de gato e estátuas de animais feitas de madeira. — Foto: Nariman El-Mofty/AP

O Egito Antigo — época em que os faraós reinaram — reverenciava os felinos e fazia adoração à deusa Bastet, que tinha a cabeça de gato. Além das múmi…

ALMA e MUSE detectam fonte galáctica

Imagem composta do enxame de galáxias Abell 2597 onde podemos ver uma corrente de gás a jorrar como uma fonte, alimentada pelo buraco negro supermassivo situado na galáxia central. Os dados ALMA estão representados a amarelo e mostram gás frio. Os dados obtidos com o instrumento MUSE montado no VLT do ESO estão a vermelho e mostram gás de hidrogênio quente na mesma região. A cor azul-violeta corresponde ao gás quente ionizado extenso observado pelo Observatório de raios X Chandra.
Os dados ALMA mostram o material a cair no buraco negro e os dados MUSE mostram material a jorrar deste objeto.
Crédito: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), Tremblay et al.; NRAO/AUI/NSF, B. Saxton; NASA/Chandra; ESO/VLT

Observações levadas a cabo pelo ALMA e dados obtidos pelo espectrógrafo MUSE montado no VLT do ESO revelaram uma enorme fonte de gás molecular alimentada por um buraco negro situado no coração da galáxia mais brilhante do enxame Abell 2597 — o ciclo galáctico completo de entrada e saída de material que a…

Colisões cósmicas: SOFIA desvenda a misteriosa formação dos enxames estelares

O Sol, tal como todas as estrelas, nasceu numa gigantesca nuvem de gás e poeira molecular. Pode ter tido dezenas ou até centenas de irmãs estelares - um enxame - mas essas companheiras iniciais estão agora espalhadas pela Via Láctea. Embora os remanescentes deste evento de formação em particular se tenham dispersado há muito, o processo de nascimento estelar continua ainda hoje dentro da nossa Galáxia e além. Os enxames estelares são concebidos nos corações de nuvens oticamente escuras onde as primeiras fases de formação têm permanecido historicamente escondidas da nossa vista. Mas estas nuvens frias e empoeiradas brilham intensamente no infravermelho, de como que telescópios como o SOFIA (Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy) podem começar a revelar estes segredos de longa data.

Os modelos tradicionais afirmam que a força da gravidade pode ser a única responsável pela formação de estrelas e aglomerados estelares. Observações mais recentes sugerem que os campos magnéticos…

Astrônomos revelam crescimento de buracos negros em colisões galácticas

Estas imagens revelam o estágio final de uma união entre um par de núcleos galácticos nos núcleos confusos de galáxias em colisão. A imagem da esquerda, obtida pelo instrumento WFC3 (Wide Field Camera 3) do Hubble, mostra a galáxia em fusão NGC 6240. Uma ampliação dos dois núcleos brilhantes desta união galáctica pode ser visto à direita. Esta visão, obtida no infravermelho, atravessa a nuvem densa de poeira e gás que rodeia as duas galáxias em colisão e revela os núcleos ativos. Os buracos negros gigantes nestes núcleos estão a crescer rapidamente à medida que devoram gás empurrado pela fusão. O rápido crescimento dos buracos negros ocorre durante os últimos 10 a 20 milhões de anos da fusão.
Crédito: NASA, ESA e M. Koss (Eureka Scientific, Inc.)

Espreitando através de paredes espessas de gás e poeira que rodeiam os núcleos desordenados de galáxias em fusão, os astrônomos estão a obter a sua melhor visão, até à data, de pares íntimos de buracos negros supermassivos enquanto marcham e…

Forte tempestade solar provavelmente detonou dúzias de minas navais dos EUA durante Guerra do Vietnã

Por George Dvorsky

Uma análise de documentos militares dos Estados Unidos recentemente tornados públicos confirma suspeitas de que, durante os últimos estágios da Guerra do Vietnã, uma poderosa tempestade solar fez com que dúzias de minas navais explodissem. A descoberta é um forte lembrete do potencial do Sol de perturbar nossas atividades tecnológicas de maneiras inesperadas.

Como parte da Operação Pocket Money, a marinha dos Estados Unidos plantou uma série de minas navais Destructor perto de portos estratégicos na costa do Vietnã do Norte. Algumas semanas depois, em 4 de agosto de 1972, tripulantes a bordo da aeronave U.S. Task Force 77 de repente observaram uma série de explosões ao sul de Hai Phong. Ao todo, cerca de 20 a 30 explosões foram documentadas em apenas 30 segundos. Outras 25 a 30 manchas de água enlameada foram também observadas, indicando outras explosões.

A ocorrência foi bizarra, já que não havia razão para as minas terem detonado. Quase imediatamente, oficiais do…

Luva ultraleve gera sensação ao tocar objetos virtuais

É ainda um protótipo em escala de laboratório, mas o feedback é extremamente realista. [Imagem: Marc Delachaux/EPFL]

Háptica

Engenheiros e desenvolvedores de software em todo o mundo estão procurando criar tecnologias que permitam aos usuários tocar, segurar e manipular objetos virtuais como se estivessem realmente tocando algo no mundo real.

Uma equipe da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL) e do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), na Suíça, deram um grande passo em direção a esse objetivo.

Eles criaram uma luva háptica que não é apenas muito leve - menos de 8 gramas por dedo -, como também fornece um feedback extremamente realista.

A luva é capaz de gerar até 40 Newtons de força de sustentação em cada dedo gastando apenas alguns miliWatts de potência, o que significa que ela poderá vir a funcionar com uma bateria pequena.

Somado à sua espessura de 2 mm, isso se traduz em um nível de precisão e liberdade de movimento não obtido por nenhum protótipo anterior.

&q…

Sinapses artificiais chegam à escala atômica

Esquema conceitual da implementação 3D de sinapses compostas construídas com memoristores de óxido de nitreto de boro (BNOx), além da matriz de barras cruzadas para aplicações de computação neuromórfica.[Imagem: Ivan Sanchez Esqueda]

Sinapse artificial atômica

As sinapses artificiais - os componentes de hardware projetados para rodar a inteligência artificial de forma otimizada - estão chegando às dimensões atômicas.

Em vez dos transistores dos processadores atuais, os circuitos neurais que imitam as sinapses do cérebro usam memoristores, que usam variações na resistência elétrica para armazenar informações e realizar cálculos.

Ocorre que a tecnologia atual de memoristores sofre de uma ampla variação na forma como os sinais são armazenados e lidos, tanto para diferentes tipos de memoristores quanto para diferentes peças fabricadas em cada lote. Para superar essa deficiência, vários memoristores são montados em paralelo. A saída combinada pode alcançar uma precisão até cinco vezes mai…

Cogumelo biônico gera eletricidade

Este é um cogumelo champignon vivo, equipado com nanofitas de grafeno impressas em 3D (preto), que coletam eletricidade gerada por cianobactérias impressas em 3D densamente compactadas (verde).[Imagem: Sudeep Joshi/Stevens Institute of Technology]

Cianobactérias produtoras de energia

Um cogumelo comestível comum, daqueles que podem ser comprados em uma mercearia, foi transformado em um cogumelo biônico após receber uma infusão de cianobactérias, que geram eletricidade, e nanofitas de grafeno, para coletar a corrente.

A capacidade das cianobactérias de produzir eletricidade é bem conhecida e aproveitada pela bioengenharia. No entanto, o uso desses micróbios tem sido limitado porque as cianobactérias não sobrevivem por muito tempo em superfícies artificiais, mesmo as biocompatíveis.

Sudeep Joshi, do Instituto de Tecnologia Stevens, nos EUA, perguntou-se se os cogumelos champignons, que abrigam naturalmente uma rica microbiota - mas não especificamente cianobactérias - não seriam um amb…

Foco voador faz laser saltar 50 vezes mais rápido que a luz

Um laser de pulso trinado (laser com cores organizadas no tempo) atinge uma lente difrativa (uma lente que distribui as cores ao longo de seu eixo) gerando um foco voador, que é então capturado por um filme ultrarrápido.[Imagem: Eugene Kawaluk/University of Rochester]

Foco de laser mais rápido que a luz

É certo que ninguém ousa desafiar a ideia estabelecida por Einstein de que nada pode superar a velocidade da luz.

Mas é possível usar alguns truques interessantes para vencer grande parte das limitações. Foi usando truques assim que os físicos criaram pulsos superluminais, fizeram a luz viajar com velocidade infinita e emitiram fótons que superam a velocidade máxima da luz.

Agora, uma equipe da Universidade de Rochester, nos EUA, conseguiu fazer com que o ponto focal de um laser mova-se mais rápido do que a velocidade da luz. Na verdade, o ponto de luz extremamente brilhante pode viajar em qualquer velocidade - incluindo mais rápido do que a luz.

A técnica, batizada de "foco voad…

DNA de fósseis do Brasil desafia teorias de 'descoberta' da América

Parte dos fósseis estudados pelos pesquisadores foram encontrados no Brasil (DIVULGAÇÃO/ANDRE STRAUSS)

Evanildo da Silveira
De São Paulo para a BBC News Brasil

Todos os indígenas que vivem ou já viveram nas Américas descendem de uma única população que chegou ao Novo Mundo vinda do leste asiático, através do estreito de Bering, há cerca de 20 mil anos. A conclusão, de um trabalho de uma equipe internacional de 72 arqueólogos e geneticistas - entre os quais 17 brasileiros -, refuta as teorias mais discutidas ou aceitas até hoje sobre o povoamento do continente posteriormente "descoberto" por Cristóvão Colombo.

Assinado por pesquisadores das universidades de São Paulo (USP) e Harvard, dos Estados Unidos, e do Instituto Max Planck, da Alemanha, o artigo científico foi publicado nesta quinta-feira na prestigiosa revista científica Cell.

Para chegar às conclusões, os autores se basearam na análise do DNA fóssil de 49 esqueletos provenientes de 15 sítios arqueológicos, dos quais …

Astrônomos encontram o que pode ser uma das estrelas mais antigas do Universo

Por George Dvorsky

Uma pequena estrela localizada a cerca de 1.590 anos-luz da Terra pode ter até 13,53 bilhões de anos, o que faria dela uma das estrelas mais antigas já descobertas.

A pequena estrela “ultrapobre em metais” se chama 2MASS J18082002–5104378 B — aqui abreviada para J1808-5104 — e foi descoberta por uma equipe de astrônomos liderada por Kevin C. Schlaufman, da Universidade Johns Hopkins. Estimada em 13,53 bilhões de anos de idade, ela está entre a primeira geração de estrelas a terem aparecido depois do Big Bang, que aconteceu 13,7 bilhões de anos atrás. Não apenas ela é uma das estrelas mais antigas da Via Láctea como também pode estar entre as estrelas mais antigas de todo o Universo. Os detalhes dessa descoberta devem ser publicados em uma edição futura do periódico Astrophysical Journal, mas uma versão de pré-impressão foi publicada no arXiv.

“Esta estrela talvez seja uma em dez milhões”, disse Schlaufman em um comunicado. “Ela nos diz algo muito importante sobre a…

Se estivesse vivo, o cientista Carl Sagan completaria 84 anos nesta sexta (9/11)

Por Patrícia Gnipper

Carl Edward Sagan nasceu em Nova Iorque no dia 9 de novembro de 1934, tornando-se um dos nomes mais respeitados da ciência do século XX. Cientista, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico, Sagan foi autor de mais de 600 publicações científicas, além de ter lançado mais de 20 livros de ciência e ficção científica — deixando seu nome marcado na história da humanidade e, com o surgimento das redes sociais, inspirando toda uma nova geração de entusiastas da ciência que seguem disseminando suas ideias na internet.

Sagan faleceu no dia 20 de dezembro de 1996 por conta de uma pneumonia, aos 62 anos de idade, dois anos depois de ser diagnosticado com mielodisplasia (condição em que há falência da medula óssea em produzir células que formam o sangue), mesmo tendo recebido três transplantes de medula óssea doada pela sua irmã.

Um pouco sobre a carreira de Carl Sagan

Durante sua vida, Sagan foi um ferrenho defensor do ceticismo e do método cientí…

Quando os robôs irão merecer direitos humanos?

Por George Dvorsky

Filmes e programas de TV como Blade Runner, Humans e Westworld, onde robôs altamente avançados não têm direitos como os humanos, incomodam nossa consciência. Eles nos mostram que nossos comportamentos não são apenas prejudiciais aos robôs – eles também nos rebaixam e nos diminuem enquanto espécie. Nós gostamos de pensar que somos melhores que os personagens na tela, e que quando chegar a hora, faremos a coisa certa e trataremos as máquinas inteligentes com um pouco mais de respeito e dignidade.

Com cada avanço em robótica e inteligência artificial, estamos nos aproximando do dia em que máquinas sofisticadas combinarão as capacidades humanas em todos os aspectos significativos – inteligência, percepção e emoções. Quando isso acontecer, teremos que decidir se essas entidades são pessoas e se e quando -elas devem receber direitos, liberdades e proteções equivalentes às dos seres humanos.

Conversamos com especialistas em ética, sociólogos, juristas, neurocientistas e t…