Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 14, 2017

Colisões entre prótons no LHC geram abundância de partículas estranhas

PARTÍCULAS FORMADAS EM COLISÃO DE NÚCLEOS DE CHUMBO, REGISTRADAS PELO DETECTOR ALICE, NO LHC. A GRANDE ABUNDÂNCIA DE HÁDRONS ESTRANHOS, DECORRENTE DO CHOQUE CENTRAL DE NÚCLEOS PESADOS, FOI OBTIDA TAMBÉM EM COLISÕES DE PRÓTONS (IMAGEM: ALICE) (FOTO: ALICE)

Concentração sugere a produção de um plasma que permeava o Universo logo após o Big Bang — mas ninguém esperava que os minúsculos prótons pudessem produzi-lo

Tudo aquilo que podemos tocar e sentir é feito de átomos. Mas o buraco do coelho que é a estrutura da matéria nos leva a níveis mais profundos. Bem mais profundos. No núcleo dos átomos, temos um amontoado de prótons e nêutrons que, por sua vez, nada mais são do que um amontoado de quarks e glúons.

Talvez estes, sim, estejam no fundo do buraco: fazem parte de um grupo de partículas que os físicos chamam de fundamentais, ou elementares. Atualmente a ciência as considera os menores componentes das coisas. Ou seja, até agora, ninguém conseguiu achar nada menor do que isso.

Em cond…

O detector de matéria escura mais sensível já feito trouxe seus primeiros resultados

Cerca de 85% da matéria que cientistas detectaram no universo vêm de algo que não conseguimos sentir ou ver. É, aparentemente, uma enorme quantidade de massa cuja gravidade dobra a luz de outras estrelas e faz as galáxias girarem estranhamente. E os cientistas querem, muito, muito saber o que essa tal matéria escura é.

Mas como se detecta algo que não podemos ver ou sentir? Se a matéria escura é uma partícula minúscula, como tantas teorias preveem, então a solução são cubas gigantes de xenônio líquido, um elemento que, normalmente, é um gás em temperatura ambiente, enterrado fundo em poços de minas ou em montanhas. E a maior cuba em funcionamento, um experimento chamado XENON1T, enterrado embaixo de uma montanha em Gran Sasso, na Itália, acabou de lançar seus primeiros resultados. Ainda não há sinais de matéria escura, mas ainda não tem ninguém perdendo a esperança.

“Acho que o mais empolgante é o fato de que o detector funciona como esperamos”, contou Laura Baudis, professora do Ins…

Hubble e outros dois telescópios se unem para encontrar lua orbitando planeta-anão

Três telescópios, incluindo o Hubble, juntaram seus poderes celestiais para encontrar uma lua orbitando um planeta-anão no Cinturão de Kuiper — região além de Netuno onde Plutão e outros diversos corpos gelados vivem. De acordo com a NASA, a lua do planeta-anão tem muito a ensinar aos cientistas sobre como as luas se formaram no início do sistema solar. Mas, infelizmente, ela não tem nome. E o nome do seu planeta, por outro lado, é horrível: 2007 OR10. Ambos precisam urgentemente de um rebranding.

Uma coisa que o 2007 OR10 tem a seu favor é que ele é o terceiro maior planeta-anão confirmado, atrás apenas de Plutão e Eris, ambos com nomes incríveis. A lista de outros planetas-anões reconhecidos inclui Makemake, Haumea, Ceres e Sedna. Uma equipe de pesquisadores observou a lua do 2007 OR10 pela primeira vez em duas imagens de arquivo do Hubble, antes de complementá-las com outros telescópios, e suas descobertas foram publicadas na The Astrophysical Jounal Letters.

“A descoberta de saté…

Sistema Solar reside num pequeno oásis galáctico para a vida, diz estudo brasileiro

POR SALVADOR NOGUEIRA

Talvez nossa existência neste planeta não seja mera coincidência. Segundo um estudo recém-publicado por um quarteto de astrônomos do Brasil, o Sistema Solar está localizado no lugar certo da Via Láctea para permitir a existência de vida — um “oásis” relativamente pequeno em meio a uma galáxia largamente inóspita.

O trabalho, aceito para publicação no periódico “Astrophysical Journal”, foi liderado por Jacques Lépine, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, e envolveu a combinação entre dados precisos de posições de estrelas jovens e cálculos detalhados de suas órbitas ao redor do centro galáctico.

A Via Láctea é uma galáxia espiral de porte respeitável, com cerca de 100 mil anos-luz de diâmetro e pelo menos 100 bilhões de estrelas, das quais o Sol é apenas uma. Todas elas estão em órbitas ao redor do núcleo da galáxia, onde reside um enorme buraco negro. Mas nosso astro-rei está bem afastado do centro, localizado a 26 mil anos-luz d…

Vergonhoso: Começa 20a Olimpíada Brasileira de Astronomia, com ‘vaquinha’ para salvar evento de foguetes

POR SALVADOR NOGUEIRA

Enquanto o Brasil se preocupa com as idas e vindas de malas de dinheiro sujo chipadas, cerca de 800 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e privadas brasileiras realizam nesta sexta-feira (19) a prova da 20a edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. Mas mais uma vez o financiamento público deixou a desejar, e um dos eventos atrelados à OBA, a Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), ficou sem recursos para sua realização. Para executá-lo, os organizadores estão fazendo uma “vaquinha” na internet.

“Queremos levar a maior quantidade de informações sobre as ciências espaciais para a sala de aula, despertando o interesse nos jovens”, explica João Batista Garcia Canalle, astrônomo e coordenador da OBA.

Ao longo de seus 20 anos, o evento já teve mais de 8 milhões de participantes. Só em 2016, foram 744 mil, e a expectativa é bater o recorde neste ano. É realmente uma grande iniciativa, que envolve, além da competição em s…

FADO: uma ferramenta inovadora para reconstruir a história das galáxias

Imagem da Galáxia do Triângulo (M33), obtida pelo VST (VLT Survey Telescope), no Observatório do Paranal (ESO). Mesmo nesta galáxia espiral normal, a emissão do gás ionizado (vermelho), proveniente de regiões HII e dos braços em espiral representa uma importante fração da luminosidade total na banda do visível.
Crédito: ESO

FADO é uma nova ferramenta de análise, desenvolvida pelos astrofísicos do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) Jean Michel Gomes e Polychronis Papaderos, que usa a luz emitida quer pelas estrelas, quer pelo gás ionizado de uma galáxia, para reconstruir a sua história de formação através do uso de algoritmos genéticos. Esta ferramenta foi apresentada num artigo recente, aceite para publicação na revista científica Astronomy & Astrophysics.

"Fado" vem do latim Fatum, que significa destino, e é uma homenagem ao estilo de música, considerada patrimônio imaterial da humanidade. Cada galáxia tem um "fado" – uma narrativa da sua biog…

ALMA vê anel gelado em redor de sistema planetário jovem

Composição do sistema estelar Fomalhaut. Os dados ALMA, visto em laranja, revelam o distante e excêntrico disco de detritos num detalhe nunca antes visto. O ponto central é a emissão não-resolvida da estrela, que tem o dobro da massa do Sol. Os dados óticos do Hubble podem ser vistos em tons de azul; a região escura é uma máscara coronográfica, que filtra a luz, de outro modo ofuscante, da estrela central.
Crédito: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), M. MacGregor; NASA/ESA Hubble, P. Kallas; B. Saxton (NRAO/AUI/NSF)

Uma equipe internacional de astrônomos, usando o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), fez a primeira imagem completa, em comprimentos de onda milimétricos, do anel de detritos empoeirados que cercam a jovem estrela Fomalhaut. Esta banda notavelmente bem definida de entulho e gás é provavelmente o resultado de exocometas que colidem uns com os outros perto das orlas externas de um sistema planetário a 25 anos-luz da Terra. As observações sugerem uma parecença química com…

Nick Pope fala a respeito de uma possível invasão alienígena

Para Nick Pope há pouco a fazer caso alienígenas hostis cheguem à Terra

Ex-funcionário do Ministério da Defesa (MoD) afirma não existirem planos de contingência em caso de chegada de extraterrestres hostis

Diante da estreia mundial de Alien: Covenant, novo filme da franquia de horror espacial, os comentários do diretor Ridley Scott sobre sua crença em vida extraterrestre e de que alienígenas poderiam visitar nosso planeta têm repercutido mais e mais. Alguns dos comentários a respeito vieram de Nick Pope, ex-funcionário do Ministério da Defesa Britânico (MoD). Entre 1991 e 1994 ele foi a principal figura no Projeto UFO, que analisava avistamentos ufológicos para a instituição, tornando-se em seguida um defensor da abertura ufológica governamental em todo o mundo.

O britânico afirma que os humanos não devem ser mais inteligentes ou poderosos que outros tipos de vida que existam no Universo. O chamado Princípio da Mediocridade sugere que a humanidade estará mais ou menos no meio da esca…

Nova observação sobre clima do Proxima b oferece esperança para futuros colonizadores

Desde que astrônomos anunciaram a descoberta de um exoplaneta do tamanho da Terra a menos de cinco anos-luz de distância, a pergunta na cabeça de todo bom cadete espacial tem sido se nós, humanos, podemos colonizá-lo ou não. Não saberemos se Proxima b é habitável ou não até que possamos apontar telescópios muito poderosos em sua direção, o que não acontecerá até o ano que vem. Mas, enquanto isso, cientistas estão brincando com modelos, e um deles recentemente chegou a conclusões promissoras.

Pesquisadores descobriram que, se o Proxima b tiver uma atmosfera semelhante à da Terra, ele pode ser um lugar confortável de se viver. Um planeta (provavelmente) rochoso localizado a meros 40 trilhões de quilômetros de distância, o Proxima b fica exatamente na “zona habitável” de sua estrela — uma tempestuosa anã vermelha chamada Proxima Centauri —, o que significa que ele pode ter água no estado líquido e até mesmo vida. Este ainda é uma grande interrogação, mas, enquanto esperamos por mais dad…

Explosões nucleares da Guerra Fria impactaram tremendamente o clima espacial

A Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética durou cerca de 45 anos. Embora nenhuma das superpotências tenha usado as bombas no solo da outra, os testes de bombas em grandes altitudes causaram uma perturbação na atmosfera da Terra. Apesar de o conflito ter acabado há muito tempo, informações recentemente tornadas públicas sugerem que ele possa ter impactado o clima espacial de maneiras nunca antes esperadas.

De acordo com um novo estudo publicado na Space Science Reviews, os testes nucleares em grandes altitudes conduzidos tanto por União Soviética quanto Estados Unidos criaram “cinturões de radiação artificial” próximos à Terra. Nosso planeta é naturalmente cercado por cinturões de radiação Van Allen — zonas de partículas altamente carregadas. Mas a energia de explosões nucleares criou regiões quentes e eletricamente carregadas dentro da atmosfera, que induziram perturbações geomagnéticas e até mesmo produziram cinturões de radiação próprios. Como você pode imaginar, os resu…

Arquivo | Relatos extraterrestres – Botucatu (SP)

Em 13 de maio de 1969, um piloto de avião relatou a observação de objeto voador não identificado em Botucatu, estado de São Paulo. Na imagem, vê-se a lista padrão de informações levantadas pela Aeronáutica durante a investigação dos casos de observação de OVNI. Os objetos eram chamados pelos investigadores de Objetos Aéreos Não Identificados – OANI e a sigla para fazer referência ao observador era XOANI. Destaca-se que uma das informações consideradas relevantes era se o observador possuía aparelho de televisão, pois os investigadores partiam do princípio de que muitos relatos eram inspirados em noticiários e programas de televisão.



Fundo Objeto Voador Não Identificado. BR_DFANBSB_ARX_0_0_43

Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: http://www.arquivonacional.gov.br/index.php/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

FONTE: ARQUIVO NACIONAL

Mecanismo de Antikythera: o objeto mais misterioso da história da tecnologia

Frágil, intrigante e cheio de surpresas: item 15.087 do Museu Arqueológico Nacional em Atenas

Se não fosse uma forte tempestade na ilha grega de Anticítera (ou originalmente, Antikythera), há mais de um século, um dos objetos mais desconcertantes e complexos do mundo antigo muito provavelmente jamais teria sido descoberto.

Após buscar abrigo na ilha, um grupo de catadores de esponjas marinhas decidiu tentar a sorte naquelas águas. Eles acabaram encontrando os restos de uma galé romana que havia naufragado havia dois mil anos, quando o Império Romano começou a conquistar as colônias gregas no Mediterrâneo.

Nas areias do fundo do mar, a 42 metros de profundidade, estavam itens de grande valor. De início, as peças, danificadas após anos no mar, ficaram esquecidas. Mas em seguida um olhar mais atento mostrou que eram objetos feitos com esmero, engrenagens talhadas à mão.


Um tesouro no fundo do Mediterrâneo


Obras incomparáveis que sobreviveram aos saques feitos por romanos e à ação da águ…

Você vai ficar sem palavras depois deste vídeo imersivo de uma caminhada espacial

Em 24 de março, o astronauta Thomas Pesquet, da Agência Espacial Europeia, foi acompanhado pelo astronauta da NASA Shane Kimbrough, em uma caminhada espacial do lado de fora da Estação Espacial Internacional. O passeio foi bastante rotineiro, mas essa filmagem incrível capturada por Pesquet dá a todos nós, presos aqui na Terra, uma vista em primeira pessoa de como seria ser um astronauta olhando lá de fora para o nosso planeta.

Os astronautas carregaram consigo várias tarefas de reparo e manutenção na Estação Espacial Internacional, incluindo a lubrificação do braço robótico Canadarm2, a inspeção de uma válvula de radiador que estava possivelmente vazando amônia e a substituição de algumas das câmeras na seção japonesa da estação. Nada de extraordinário, exceto pelo cenário de fundo espetacular de que os dois puderam desfrutar enquanto trabalhavam (aliás, muito material para aqueles teóricos da Terra plana repensarem).



[YouTube via The Roosevelts]

FONTE: GIZMODO BRASIL

Ovários feitos em impressão 3D podem um dia restaurar a fertilidade das mulheres

A fertilidade se tornou um grande alvo para a medicina regenerativa. O raciocínio é: e se ciência e medicina pudessem ser usadas para simplesmente restaurar a fertilidade de mulheres que, por alguma razão, não a têm mais? Os cientistas acabaram de fazer isso em ratos.

Em um novo estudo que saiu nesta terça-feira (16) na Nature Communications, cientistas da Northwestern University relatam ter removido com sucesso o ovário de uma rata e tê-lo substituído por um impresso em 3D, feito de seus próprios folículos ovarianos. Além disso, usando essas biopróteses de ovário, as ratas conseguiram ovular como uma rata normal, acasalar, dar à luz ratinhos saudáveis e até amamentá-los.

“A ideia seria que uma paciente de câncer jovem que precise fazer quimioterapia teria um ovário retirado antes do primeiro tratamento de esterilização, esse tecido seria preservado, seus folículos ovarianos, isolados, e então, quando ela estivesse pronta, poderíamos dar-lhe um novo ovário”, disse Teresa Woodruff, ci…

Cientistas finalmente mediram a força das ligações que juntam a água

A água tem algumas propriedades especiais sobre as quais você certamente já ouviu na aula de química. Mais notavelmente, ela gruda a si mesma muito bem. Seus elos em conjunto parecem com isso no espaço e conseguem subir plantas e sistemas vasculares, tudo graças às ligações de hidrogênio. Agora, cientistas descobriram exatamente o quão grudentas são essas ligações.

Pesquisadores já fizeram imagens de ligações de hidrogênio antes, mas agora aparentemente são capazes de medi-las quantitativamente em ação, usando microscópios com resolução incrivelmente alta. E ter um melhor conhecimento das ligações de hidrogênio pode ser algo imenso ao estudar as moléculas que dependem delas. Isso inclui o nosso próprio DNA, cujas duas correntes são ligadas por ligações de hidrogênio.

Ligações normais ocorrem quando átomos dividem elétrons. Mas os átomos de hidrogênio são apenas cargas únicas positivas ligadas a elétrons únicos. Então, quando eles se ligam a outra coisa, a molécula resultante tem um l…

Morre Viktor Gorbatko, um dos primeiros cosmonautas soviéticos

Gorbatko viajou três vezes ao espaço: em 1969, 1977 e 1980. (Foto: Alexander Mokletsov/RIA Novosti via AFP)

Ele foi selecionado, em 1960, entre 3.000 candidatos para um treinamento que fazia parte da primeira missão espacial da história

Um dos primeiros cosmonautas soviéticos, Viktor Gorbatko, companheiro de treinamento de Yuri Gagarin, faleceu aos 82 anos, em Moscou, anunciou nesta quarta-feira a agência espacial russa Roskosmos. Promovido a general, ele foi condecorado duas vezes como herói da União Soviética após os voos a bordo de naves espaciais Soyuz.

Até o momento da publicação desta nota, a causa específica da morte ainda não havia sido divulgada. “Ele se sentiu mal recentemente e passou as últimas duas semanas no Hospital Mandryka, onde morreu, na unidade de terapia intensiva”, disse uma fonte da companhia espacial à agência de notícias russas TASS.

Nascido em 1934, no sul da Rússia, Viktor Gorbatko entrou aos 19 anos em uma Academia de Aviação Militar para se tornar piloto.…

Matéria de Capa | O Homem Amortal | 13/05/2017

Você já parou pra pensar que 2030 está logo aí? Faltam apenas 12 anos e meio. E até lá, de acordo com alguns cientistas, a humanidade estará vivendo num admirável mundo novo, graças as grandes transformações que a ciência promete. A maior delas será, sem dúvida, o surgimento do “Homem Amortal”. Vejam bem: eu não disse imortal. A união dos conhecimentos da neurociência com a inteligência artificial deverá permitir a criação de um novo ser, que não será imortal posto que ainda será humano, mas que só poderá ser morto por armas letais, acidentes graves ou em guerras. As doenças e a velhice matarão cada vez menos. Chips instalados pelo corpo vão impedir ou monitorar os mais diversos males, garantindo um grau de sobrevivência nunca visto até hoje. Enquanto esse tempo não chega, no Japão, um cientista construiu uma mulher-robô que busca a perfeição. Na Itália, um neurocirurgião promete um transplante tão revolucionário que eu confesso.... Tenho até medo de falar nisso. Nesta edição do maté…

O plano da Nasa para ir a Marte

POR SALVADOR NOGUEIRA

Nasa apresenta detalhes de seu plano para levar humanos a Marte na década de 2030.

O PRIMEIRO RASCUNHO
Na semana passada, durante o evento Humans to Mars 2017, realizado em Washington, a Nasa apresentou dados concretos sobre seu plano para levar astronautas a Marte na década de 2030.

FASE ZERO
O plano foi dividido em quatro fases e, no momento, estamos, adivinhe, na fase zero. Essa “pré-etapa” envolve testar tecnologias a bordo da Estação Espacial Internacional, que orbita a meros 400 km da superfície da Terra.

FASE UM
A primeira etapa para valer começa a partir de 2021 e se estende por quatro voos do megafoguete SLS, que deve realizar seu primeiro voo-teste em 2019. Cada uma dessas missões levará uma cápsula Orion com quatro astronautas às imediações da Lua, além de um módulo para a construção de uma estação que terá a função de servir como “porto espacial”. A Nasa está chamando essa nova estação de Deep Space Gateway e espera que ela esteja pronta ao redor de …

Estamos ignorando a saúde das mulheres astronautas por nosso próprio risco

São 19h no Auditório Lisner na Universidade George Washington, que estava lotada de investidores, magnatas da viagem espacial e cientistas algumas horas atrás. Agora, restam apenas algumas pessoas. É um público bem diferente daquele que estava presente no mesmo dia para ver Buzz Aldrin e outros veteranos palestrarem. Antes de mais nada, um grupo de escoteiras está lotando a primeira fileira. Pela primeira vez no dia, duas mulheres tomaram o palco no encontro Humans to Mars em Washington, D.C.

Em 59 anos, a NASA já levou mais de 50 mulheres ao espaço. Isso pode parecer um número razoável, mas quando você percebe que a agência espacial já levou centenas de homens no mesmo período, é um pouco inquietante. Se nós queremos de fato colonizar um planeta como Marte, nós vamos precisar levar centenas de mulheres, ou milhares. E é por isso que as mulheres da conferência Human to Mars se juntaram no auditório esvaziado ao final do dia para discutir como é importante termos mais astronautas mulh…