Pular para o conteúdo principal

Vergonhoso: Começa 20a Olimpíada Brasileira de Astronomia, com ‘vaquinha’ para salvar evento de foguetes



POR SALVADOR NOGUEIRA

Enquanto o Brasil se preocupa com as idas e vindas de malas de dinheiro sujo chipadas, cerca de 800 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e privadas brasileiras realizam nesta sexta-feira (19) a prova da 20a edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. Mas mais uma vez o financiamento público deixou a desejar, e um dos eventos atrelados à OBA, a Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), ficou sem recursos para sua realização. Para executá-lo, os organizadores estão fazendo uma “vaquinha” na internet.

“Queremos levar a maior quantidade de informações sobre as ciências espaciais para a sala de aula, despertando o interesse nos jovens”, explica João Batista Garcia Canalle, astrônomo e coordenador da OBA.

Ao longo de seus 20 anos, o evento já teve mais de 8 milhões de participantes. Só em 2016, foram 744 mil, e a expectativa é bater o recorde neste ano. É realmente uma grande iniciativa, que envolve, além da competição em si, diversas atividades de capacitação e aperfeiçoamento de professores e, há 11 anos, também incorpora a MOBFOG, cujo objetivo é avaliar a capacidade dos estudantes de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes feitos de garrafa pet, tubo de papel ou canudo de refrigerante.

Apesar de todo o mérito da iniciativa, falta a verba, e isso está colocando em risco a realização da 11a edição da Mostra — uma atividade que envolve alunos de cerca de 10 mil escolas brasileiras e ensina, na prática, o princípio de funcionamento de todos os foguetes: pouco importa se é combustão de hidrogênio líquido ou ar pressurizado num canudo de refrigerante, todos funcionam pela boa e velha “ação e reação” newtoniana.

“A construção de foguetes e suas bases estimula a criatividade dos alunos e desenvolve suas habilidades manuais”, diz Canalle. “É extremamente gratificante aos alunos verem que o que aprenderam em sala de aula funciona na prática ao lançarem os foguetes cada vez mais distante.”


Alunos fazendo prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica em 2016 (Crédito: OBA/Divulgação)

No ano passado, por conta dos cortes na verba cedida pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), a OBA já passou um “upa” e teve de fazer uma vaquinha para comprar as medalhas dos premiados. Agora, a crise se avizinha da MOBFOG, para a qual não houve qualquer tipo de recurso destinado em 2017.

Para pagar certificados, medalhas, postagens e a Jornada de Foguetes, os organizadores da OBA e da MOBFOG estão tentando obter um total de R$ 50 mil, dos quais já foram arrecadados R$ 8,7 mil. A situação está apertada para todo mundo, mas o Mensageiro Sideral agradece de antemão a todos que puderem colaborar, clicando aqui.

PARA QUEM CURTE ASTRONOMIA EM SÃO PAULO…

Aproveitando o ensejo, acontece neste sábado (20), das 14h à 0h, no Instituto Federal de São Paulo – Campus de Itapetininga, o 3o EPA – Encontro Paulista de Astronomia. A participação é gratuita, não exige cadastramento e espera atrair 2 mil a 3 mil pessoas. O EPA ocorre anualmente desde 2015, sendo organizado a cada edição por um clube de astronomia do Estado de São Paulo. Em sua terceira edição está sob a responsabilidade do Clube de Astronomia Centauri de Itapetininga.

A programação inclui palestras de astrônomos profissionais e professores de astronomia consagrados na academia, minicursos, observações astronômicas, planetário inflável, tour científico com experimentos educativos de física e ciências, exposição e venda de meteoritos, contação de histórias, venda de artigos, dentre outras atrações. Os destaques de 2017 ficam por conta do planetário — a única atração paga, mas a preço bastante acessível, R$ 5 — e das palestras “Descoberta de Exoplanetas” (Cristian Reis Westphal), às 16h, e “Evolução Estelar” (Roberto Boczko), às 17h.

Mais informações sobre o 3o EPA aqui.

FONTE: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…