Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2019

Caso maio de 1977: CINDACTA detecta OVNIs!

Programa com vídeo raro da época, com imagens do sargento Nilo Hahn do CINDACTA I e do piloto da Transbrasil Fernando Guimarães contando o fato. Neste programa apresentamos também, o áudio da fita cassete nº 16 desclassificada pela FAB – Força Aérea Brasileira no Arquivo Nacional (COREG – DF), contendo o registro das conversações entre os militares do CINDACTA I e diversos outros pilotos de aeronaves que observaram os OVNIs no dia 21 de maio de 1977.

Data de Início: 21/05/1977 – Horário: 02:27:00 Zulu
Dados da gravação no CINDACTA I: fita cassete nº 32, pista nº 13
Código de referência no Arquivo Nacional: BR DF ANBSB ARX.0.0.706
OBS.: Áudio legendado pelo ex-militar da FAB, Rodrigo Moura Visoni



FONTE: Enigmas e Mistérios

Filme Contato (1997)

By Chris Alsop

Texto publicado em 14 de Agosto de 2013 por Roberto Siqueira

[Antes de qualquer coisa, gostaria de pedir que só leia esta crítica se já tiver assistido ao filme. Para fazer uma análise mais detalhada é necessário citar cenas importantes da trama].

Completamente esquecida com o passar dos anos, a obra-prima “Contato” é um dos pontos altos da excepcional carreira de Robert Zemeckis, abordando em sua narrativa envolvente temas complexos que podem render debates acalorados entre cientistas e religiosos. Sem jamais pender claramente para um lado ou para o outro, o longa estrelado por Jodie Foster tampouco foge de polêmicas e, apoiando-se no raciocínio lógico, espalha frases de efeito capazes de provocar reflexão nos dois lados, justamente por tratar o assunto com a seriedade e, o que é mais importante, a serenidade que ele merece. Como se não bastasse, ainda nos oferece uma protagonista tão complexa e fascinante quanto às próprias questões que levanta.

Baseado no livro homô…

Está nascendo a câmera que pode revelar vida extraterrestre

Micrografia do sensor da câmera, cujos píxeis detectam fótons únicos.
[Imagem: V. Verma/NIST]

Câmera de fótons únicos

Pesquisadores do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) dos EUA construíram uma das câmeras de maior desempenho já fabricadas, graças ao uso de sensores capazes de detectar fótons únicos.

Com mais de 1.000 sensores, ou píxeis, a câmera está sendo desenvolvida com vistas aos futuros telescópios espaciais, que vão procurar sinais químicos de vida em outros planetas, e em novos instrumentos projetados para procurar a matéria escura que se acredita constituir a maior parte dos "coisas" no Universo.

A câmera é formada por sensores feitos de nanofios supercondutores, que podem detectar fótons únicos. Eles estão entre os melhores contadores de fótons em termos de velocidade, eficiência e variedade de sensibilidade de cores. Os sensores de fótons únicos estão entre as mais avançadas tecnologias quânticas - a equipe usou esses detectores para demonstrar a …

DNA das Coisas permite reproduzir qualquer objeto

Este coelho de teste pode ser inteiramente reproduzido por uma impressora 3D a partir de uma pequena amostra dele próprio.
[Imagem: ETH]

Informações incorporadas nos objetos

A manufatura aditiva ganhou um novo impulso, e a internet das coisas pode até ganhar um novo significado, graças à invenção de Julian Koch e colegas do Instituto Federal de Tecnologia (ETH) de Zurique, na Suíça.

A invenção consiste em uma técnica para transformar virtualmente qualquer objeto em um sistema de armazenamento de dados, tornando possível salvar dados em, digamos, botões de camisa, garrafas de água ou até lentes de óculos, e depois recuperar essas informações anos depois.

Como usa moléculas sintéticas de DNA como meio de armazenamento, a técnica poderá também permitir esconder informações ou guardar dados para futuras gerações, e mesmo viabilizar robôs que constroem réplicas de si mesmos.

DNA das Coisas

Os seres vivos trazem consigo seu próprio manual de instruções de montagem e operação, na forma do s…

Pesquisadores descobrem maior painel de arte rupestre de São Paulo

Painel descoberto em Ribeirão Bonito tem 50 metros de gravuras rupestres – Foto: Divulgação

Gravuras do painel serão transformadas em modelo 3D

Texto: Manuela Ferraro

Na cidade de Ribeirão Bonito, região central do Estado de São Paulo, pesquisadores da USP, da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) escavaram um painel de 80 metros de comprimento, dos quais 50 metros lineares apresentam figuras esculpidas. As gravuras seguem um padrão observado em outros sítios arqueológicos da região e lembram pegadas de pássaros, chamadas por arqueólogos de “tridígitos”. Segundo Astolfo Araujo, professor do Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) da USP e coordenador da escavação, o painel é o maior já encontrado em território paulista. Além das figuras, foram encontradas pedras lascadas, ossos de animais e carvão queimado no local.

Da USP, participaram professores do MAE, do Instituto de Biociências (IB) e da Escola Politécnica (Poli). A equipe explo…

Explosões de supernovas revelam origem de concha estelar gigante

A nebulosa da Gaivota é uma extensa região no céu em forma de arco, composta de estrelas jovens, gás e poeira – Foto: Bob Franke, usada com permissão do autor (Disponível em: http://bf-astro.com/ic2177/ic2177.htm)

Pesquisa de astrônoma da USP em parceria com o Instituto de Astrofísica de Paris também revelou três estrelas em fuga ejetadas por explosões de supernovas

Texto: Luciana H Y Silveira/ Apoio Institucional IAG

Um grupo internacional liderado pela astrônoma brasileira Beatriz Fernandes, pós-doutoranda do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, desvendou a origem da nebulosa Sh 2-296, que compõe a nebulosa da Gaivota. O trabalho também revelou que três estrelas “em fuga” dessa região foram ejetadas por diferentes explosões de supernovas. O trabalho foi feito em parceria com o Instituto de Astrofísica de Paris.

A Sh 2-296, conhecida como a nebulosa da Gaivota, é uma extensa região no céu em forma de arco, associada à região de formação estelar C…

Estrutura do maior telescópio do mundo vai começar a ser construída no Atacama

Último projeto da cúpula do telescópio localizado no Observatório Las Campanas (Chile) – Foto: Divulgação /M3 Engineering

Quando estiver pronto, em 2028, Telescópio Gigante Magalhães será capaz de explorar o universo com alta precisão e sensibilidade

Por Marcelo Canquerino

A GMTO Corporation, organização que administra o desenvolvimento do Telescópio Gigante Magalhães (GMT, em inglês), assinou um contrato com as empresas MT Mechatronics, da Alemanha, e Ingersoll Machine Tools, dos Estados Unidos, para projetar, construir e instalar a estrutura de aço de precisão que sustentará o telescópio.

Localizado no Deserto do Atacama, no Chile, o Telescópio Gigante Magalhães é um observatório que operará no óptico e infravermelho próximo e, quando finalizado, será o maior do mundo. O GMT será capaz de permitir descobertas inéditas na área de astronomia e cosmologia, auxiliando no estudo de buracos negros, matéria escura, energia escura e até na busca de vida em planetas fora do nosso sistema …

Antoine Lavoisier, o químico revolucionário que foi decapitado graças a disputa científica

'Reinado do Terror: Um dos políticos da Revolução', em pé sobre uma pilha de corpos decapitados entre duas guilhotinas, bebendo sangue de um cálice e enchendo outro com o sangue da vítima recentemente decapitada - GETTY IMAGES

Dalia Ventura
Da BBC News Mundo

"Foi o suficiente para eles cortarem a cabeça, não será suficiente por um século para que outro igual surja", disse o matemático ítalo-francês Joseph-Louis Lagrange.

Ele lamentava a decapitação de Antoine Laurent Lavoisier, que havia mudado para sempre a prática e os conceitos da química, forjando um sistema que daria ordem ao conhecimento caótico da alquimia.

Lagrange e Lavoisier viveram — como Charles Dickens escreveu — naqueles que "eram os melhores tempos, eram os piores tempos, era o século da loucura, era o século da razão". Na verdade, era o século 18, o do Iluminismo e do "terror". Na França, foi o momento da Revolução que mudou o país e o mundo.

E, naqueles tempos, apesar de suas rea…

Escavações revelam palácio maia no México

Há receios de que o sítio arqueológico esteja demasiadamente exposto ao sol e ao vento - REUTERS

Arqueólogos descobriram no México as ruínas de um palácio que acreditam remontar ao auge da civilização maia — há cerca de mil anos.

Os resquícios da construção — de seis metros de altura, 55 m de comprimento e 15 m de largura — foram encontrados durante uma escavação no sítio arqueológico de Kulubá, no Estado de Yucatán, no sul do país.

Acredita-se que a estrutura tenha sido usada em dois períodos da história maia desde 600 d.C.

A civilização maia, uma das mais proeminentes culturas americanas pré-colombianas, prosperou antes da chegada dos espanhóis à região.


Acredita-se que o palácio teria sido usado durante dois períodos da história Maia - REUTERS

Eles dominavam a arquitetura e a matemática, conheciam a astronomia e tinham um sistema de escrita tão eficiente quanto os que existiam, no mesmo período, na Europa.

A civilização maia deixou marcas que denotam o seu alto grau de desenvolvim…

OVNI filmado próximo ao aeroporto em Costa Rica

Programa que aborda dois vídeos tomados em Alajuela, próximo ao Aeroporto Internacional Juan Santamaria, em Costa Rica, em uma tarde da segunda quinzena de dezembro de 2019. Este caso viralizou na Internet e nas redes sociais e, dividem as opiniões até agora. O que teria sido filmado naquele dia? Seria um drone, um balão, um avião desconhecido ou um OVNI autêntico?


Aeroporto Internacional Juan Santamaría



FONTE: Enigmas e Mistérios

Piloto que filmou OVNI diz que objeto voador desafiava leis da física

Em nova entrevista, militar da Marinha dos Estados Unidos diz que objeto voador não identificado estava se comportando de maneira que desafiava as leis da física

Por Cesar Schaeffer

Em 2004, pilotos da Marinha dos Estados Unidos flagraram algo totalmente fora do comum cortando o céu da costa leste americana: objetos voadores não identificados. Em setembro, a Marinha confirmou a autenticidade de três vídeos que mostram os OVNIs sendo perseguidos por caças do porta-aviões Nimitz. Na época, os militares explicaram que os vídeos eram verdadeiros e representavam “fenômenos aéreos não-explicados”. Ou seja, não há uma explicação para a origem e comportamento do objeto, mas isso não quer dizer que ele tenha uma origem alienígena.

Anos depois, o intrigante encontro foi revelado pelo The New York Times, com várias testemunhas oculares avançando ao longo dos anos para descrever o que viram. Um dos três vídeos, gravado em 2004 e compartilhado pelo jornal em 2017, mostra um objeto estranho que ga…

Como astrônomos calculam as órbitas de planetas, luas e estrelas?

Órbitas das novas luas de Saturno (Imagem: SpaceKit)

Por Daniele Cavalcante

Calcular a órbita de um corpo celeste é fundamental para determinar as suas características e interações com outros objetos no espaço. O próprio Sol orbita em torno do centro da Via Láctea e completa uma volta entre 225 a 250 milhões de anos. Também é possível prever a posição de planetas e luas nas suas órbitas, ou determinar onde estavam em qualquer momento do passado.

Mas como sabemos disso? Medindo cuidadosamente os movimentos, é possível calcular matematicamente o formato das elipses desenhadas pelas órbitas, algo que o astrônomo Johannes Kepler descobriu no século XVII. Graças a ele, são necessários apenas alguns números para definir a forma, tamanho e orientação no espaço dessas elipses.

Johannes Kepler nasceu em 1571 e foi responsável pela elaboração das “Leis do Movimento Planetário”, mais conhecidas como as "Leis de Kepler". Elas descrevem características básicas do movimento planetário: o…

A hipótese sobre a existência de vida nas nuvens de Vênus que vem ganhando apoio desde os anos 60

Há mais de 50 anos, o astrônomo americano Carl Sagan levantou a hipótese sobre seres venusianos - NASA/COSMOS STUDIOS

Não é à toa que "marciano" é usado como sinônimo de "alienígena". Quando se trata da busca por vida extraterrestre, Marte parece dominar o entusiasmo dos terráqueos e a pesquisa científica.

Mas os cientistas também já exploraram luas de Saturno, como Titã e Encélado, e e também Europa, Ganímedes e Calisto, satélites naturais de Júpiter, entre outros lugares distantes - sempre com a incógnita sobre a possibilidade de vida em outros planetas por trás.

Um estudo publicado no ano passado no periódico Astrobiology se somou a outros que, pelo menos desde os anos 1960 sugerem que talvez haja um lugar melhor para buscar vida extraterrestre. E trata-se de um outro vizinho da Terra: Vênus.

Ou seja, pode ser que seja melhor falar em "venusianos" do que "marcianos".

"A camada mais baixa de nuvens de Vênus (entre 47,5 km a 50,5 km) é um…

Natal no espaço: há 51 anos, astronautas emocionavam o mundo ao vivo pela TV

A lendária foto da Terra vista da Lua não estava nos planos da missão. Anders teve a ideia de tirá-la depois de se admirar com a beleza de nosso planeta visto de longe (Foto: NASA)

Por Patrícia Gnipper

Em 1968, os astronautas da Apollo 8 celebraram o Natal de um jeito até então inédito: no espaço. Mais especificamente, na órbita da Lua, com a missão da NASA que foi a primeira a levar astronautas à órbita do nosso satélite natural. E tudo foi transmitido ao vivo ao mundo todo pela televisão, com o trio de astronautas (Frank Borman, "Jim" Lovell e "Bill" Anders) emocionando o planeta não somente com uma mensagem natalina vinda do espaço, como também com a foto que foi chamada de Earthrise — aquela icônica imagem da Terra vista da Lua que ilustra a capa desta matéria.

A missão foi lançada no dia 21 de dezembro, com os astronautas retornando ao nosso planeta no dia 27 do mesmo mês. Enquanto a nave orbitava a Lua, o trio filmava e fotografava o satélite natural de mane…