Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 31, 2019

NASA planeja chegar em Marte até 2033

NASA PRETENDE RETORNAR À LUA EM 2024 E DEPOIS VISITAR PELA PRIMEIRA VEZ O PLANETA VERMELHO, EM 2033 (FOTO: NASA/JPL/USGS)

A agência norte-americana também afirmou que pretende retornar à Lua em 2024

A NASA estabeleceu um plano claro e ousado de exploração do espaço. Primeiro, estabeleceu a data de retorno à Lua para 2024 e, depois, afirmou que concentrará seus esforços para chegar a Marte até 2033.

Na última terça-feira, 2, Jim Bridenstine, administrador da agência espacial norte-americana, disse que para atingir o objetivo em chegar ao planeta vermelho, será necessário que outras partes do programa avancem mais rapidamente, como por exemplo o de aterrissagem lunar.

"Queremos alcançar um pouso em Marte em 2033", afrimou Bridenstine a legisladores em uma audiência do Congresso americano. Na semana passada, o vice-presidente americano, Mike Pence, decidiu adiantar em quatros o calendário de regresso à Lua — de 2028 para 2024.


JIM BRIDENSTINE, ADMINISTRADOR DA AGÊNCIA ESPACIAL…

Encontrados fósseis de animais que foram vítimas do grande asteroide

FÓSSIL DE PEIXE ENCONTRADO NO SÍTIO ARQUEOLÓGICO TANIS, EM DAKOTA DO NORTE (FOTO: ROBERT DEPALMA/UNIVERSIDADE DO KANSAS)

O impacto do objeto espacial teria causado um terremoto de magnitude de 10 a 11,5 na Escala Richter, o que provocou um gigantesco tsunami

Fósseis encontrados na região sudoeste de Dakota do Norte, Estados Unidos, na Formação Hell Creek e no sítio arqueológico Tanis , apresentaram evidências do que ocorreu após o impacto de um meteoro que atingiu a Terra e teria causado a extinção em massa dos dinossauros.

“É um momento crítico no tempo. Nós temos uma ‘imagem’ em alta resolução das primeiras horas após o impacto. Esse nível de detalhes não pôde ser visto em nenhum lugar”, afirmou o paleontólogo que participou das expedições, Robert DePalma, da Universidade do Kansas, em Lawrence, EUA.

Publicado no periódico científico Proceedings of the National Academy of Sciences, o estudo afirma a queda do meteoro provocou um terremoto de magnitude de 10 a 11,5 graus na Escala R…

Organismo que produz clorofila e não precisa de fotossíntese é descoberto

NO FUNDO DO MAR, CIENTISTAS ANALISAM CORAIS (FOTO: VARSHA MATHUR/ DIVULGAÇÃO)

"Há uma nova biologia acontecendo aqui, algo que não vimos antes", disse o principal autor do estudo

Cientistas da Universidade British Columbia (UBC), no Canadá, descobriram um organismo que pode produzir clorofila— e que não precisa de fotossíntese. Os resultados do trabalho foram publicados na revista Nature.

Tal organismo pode ser encontrado em 70% dos corais em todo mundo e recebeu o nome de corallicolid.

"Este é o segundo coabitante mais abundante de coral do planeta e não foi visto até agora", disse, em comunicado, Patrick Keeling, botânico da Universidade de British Columbia e pesquisador sênior que supervisionou o estudo.

A descoberta chamou a atenção dos cientistas. Segundo Keeling, o organismo "parece um parasita, e definitivamente não é fotossintético". "Mas ainda faz clorofila", explicou. A clorofila nas plantas é o pigmento verde responsável por absorver…

Equações são resolvidas na hora usando luz - sem computador

O segredo para a solução das equações está nesta estrutura esburacada que lembra um queijo. [Imagem: Nasim Mohammadi Estakhri et al. - 10.1126/science.aaw2498]

Computação fotônica

Os metamateriais podem fazer mais do que manipular todos os tipos de ondas, das ondas de luz, para deixar as coisas invisíveis, às ondas de terremotos e tsunamis, para nos proteger de eventos naturais catastróficos.

Eles também podem computar, fazer cálculos, abrindo o caminho para automações ainda hoje impensáveis.

Nasim Estakhri, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA, projetou e construiu um metamaterial capaz de resolver equações integrais.

O dispositivo funciona codificando parâmetros nas propriedades de uma onda eletromagnética de entrada. Quando a luz chega ao metamaterial, a estrutura precisamente projetada manipula a onda de tal maneira que ela sai codificada com a solução para uma equação integral predefinida para aquela entrada arbitrária.

Nesta primeira versão, os "cálculos fotônicos"…

Nodossauro (Curiosidades 06)

Programa que aborda o dinossauro herbívoro e quadrúpede encouraçado mais bem preservado do Período Cretáceo, ou seja, cerca de 110 milhões de anos.

O Nodossauro foi achado no Canadá e até a presente data é o mais perfeito já descoberto, com detalhes da pele e pigmentação.



FONTE: Enigmas e Mistérios

Veja também:

Ovni na pré-história da Índia? (Curiosidades 01)

Fenômenos paranormais: fantasmas no banco? (Curiosidades 02)

Fenômenos paranormais: fantasmas no banco? (Parte 2) | Curiosidades - 03

Objetos voadores na Roma Antiga (Curiosidades 04)

Sombras atômicas (Curiosidades 05)

Matéria de Capa | Avanços na genética | 31/03/2019

Não é a primeira vez que a ciência se depara com uma descoberta tão revolucionária. Na verdade, tão assustadora que os próprios pesquisadores estão divididos sobre o que fazer: trata-se de uma tecnologia que um dia vai permitir a regeneração de membros do corpo humano, curar doenças como Parkinson, a cegueira provocada por danos na córnea e muitas outras. Como lidar com essa tecnologia? De um lado estão os cientistas que defendem uma moratória imediata no uso dessa tecnologia para fins de reprodução humana. De outro, estão os que defendem o prosseguimento das pesquisas.



FONTE: Matéria de Capa

Fluxo de dados da missão TESS leva à descoberta de um planeta do tamanho de Saturno

Nesta ilustração, um Saturno quente passa em frente da sua estrela hospedeira. Os astrônomos que estudam as estrelas usaram sismos estelares para caracterizar a estrela, que forneceu informações críticas sobre o planeta.
Crédito: Gabriel Perez Diaz, Instituto de Astrofísica das Canárias

Os astrônomos que estudam as estrelas estão a fornecer uma ajuda valiosa aos astrônomos que caçam planetas e que perseguem o objetivo principal da nova missão TESS da NASA.

De facto, os asterossismolólogos - astrônomos estelares que estudam ondas sísmicas (ou sismos estelares) em estrelas que aparecem como mudanças no brilho - muitas vezes fornecem informações críticas para encontrar as propriedades de planetas recém-descobertos.

Este trabalho em equipe possibilitou a descoberta e caracterização do primeiro planeta identificado pelo TESS, para o qual as oscilações da sua estrela hospedeira podem ser medidas.

O planeta - TOI 197.01 (TOI é abreviação para "TESS Object of Interest") - é descri…

Rios fluíram em Marte durante muito tempo

Há muito tempo, em Marte, a água esculpiu leitos de rios profundos à superfície do planeta - mas ainda não sabemos que tipo de clima os alimentou. Os cientistas não têm a certeza porque a sua compreensão do clima marciano, há milhares de milhões de anos, permanece incompleta.

Um novo estudo por cientistas da Universidade de Chicago catalogou esses rios para concluir que um escoamento significativo de rios persistiu em Marte durante mais tempo do que se pensava anteriormente. Segundo o estudo, publicado na edição de 27 de março da revista Science Advances, o escoamento foi intenso - os rios em Marte eram mais largos do que os da Terra de hoje - e ocorreram em centenas de locais no Planeta Vermelho.

Isto complica a imagem para os cientistas que querem modelar o antigo clima marciano, disse o autor principal do estudo, Edwin Kite, professor assistente de ciências geofísicas e especialista tanto da história de Marte quanto dos climas de outros mundos. "Já é difícil explicar rios ou …

Processador neuromórfico resolve equações em um único passo

Circuito de memoristores de eletrodos cruzados fabricados por processo de litografia óptica (esquerda). Cada um dos circuitos (exemplo à direita) permite resolver um sistema de equações lineares em uma única operação. [Imagem: Politecnico di Milano]

Acelerador computacional

Uma equipe da Escola Politécnica de Milão, na Itália, desenvolveu um circuito eletrônico capaz de resolver um sistema de equações lineares em uma única operação.

E tudo é feito na escala de tempo de nanossegundos, o mesmo tempo que leva para apenas gravar um dado na memória de um computador eletrônico.

O desempenho desse circuito mostrou-se superior não apenas aos computadores digitais atuais, mas também dá indícios de superar a velocidade que se espera dos computadores quânticos.

Com isto, Zhong Sun e seus colegas afirmam que sua plataforma neuroinspirada permitirá desenvolver uma nova geração de aceleradores para computação capaz de revolucionar áreas intensivas em cálculos, como a inteligência artificial.

Soluç…

A primeira foto real de um buraco negro pode ser divulgada na próxima quarta-feira (10/04)

Por Patrícia Gnipper

Na próxima quarta-feira (10), pode ser que vejamos, pela primeira vez na história, a primeira foto real de um buraco negro. É que, nesta data, vai acontecer nos Estados Unidos um evento chamado The National Press Club, organizado em conjunto pelo projeto EHT (Event Horizon Telescope), pela Fundação Nacional de Ciências (NSF) e pelo European Southern Observatory (ESO), e a fundação revelou que "um grande anúncio" relacionado a buracos negros será feito durante a coletiva de imprensa.

O projeto EHT conecta observatórios de todo o mundo para criar um telescópio virtual do tamanho da Terra, com o objetivo de gerar potência de amplitude suficiente para visualizar a área ao redor de um buraco negro — especialmente seu horizonte de eventos. O projeto atualmente se concentra em dois buracos negros supermassivos que têm os maiores horizontes de eventos conhecidos, sendo um deles o Sagittarius A (que fica no centro da Via Láctea), e o outro é o buraco negro que d…

NASA testa novo tipo de asa de avião

Visualização artística de um avião que usa a nova estrutura de asa. [Imagem: Eli Gershenfeld/NASA Ames]

Asa voadora

A NASA anunciou os resultados dos primeiros testes em túnel de vento feito com um novo tipo de asa de avião.

É uma asa que se torna o próprio corpo do avião, um conceito conhecido como asa voadora ou avião-asa.

Em vez de várias superfícies móveis separadas, como ailerons para controlar a angulação longitudinal e transversal, como as asas convencionais, o conceito torna possível deformar toda a asa, ou partes dela, incorporando uma mistura de componentes rígidos e flexíveis em sua estrutura.

Os minúsculos subconjuntos, que são aparafusados para formar uma estrutura de treliça aberta e leve, são então cobertos com uma fina camada de material polimérico.

O resultado é uma asa que é muito mais leve e, portanto, muito mais eficiente em termos energéticos, do que aquelas com desenhos convencionais, feitos de metal ou compósitos, diz a equipe do Centro de Pesquisas Ames, da NA…

Rover Curiosity detectou metano em Marte em 2013, confirma nova análise

Por George Dvorsky

O rover Curiosity, da NASA, balançou a comunidade científica seis anos atrás quando aparentemente detectou traços de metano — uma substância química importante ligada à vida — em Marte. Nos anos seguintes, os pesquisadores não conseguiram confirmar esses resultados, mas agora isso mudou, graças a uma reanálise de dados coletados da órbita.

Uma nova pesquisa publicada nesta segunda-feira (1º) na Nature Geoscience confirma que a sonda Curiosity, da NASA, detectou um pico de metano em 15 de junho de 2013, enquanto explorava a cratera Gale, em Marte. O novo artigo, liderado por Marco Giuranna, do Instituto de Astrofísica e Planetologia Espacial em Roma, na Itália, não explica como o metano veio a existir no Planeta Vermelho, mas a confirmação independente é um sinal potencial de que Marte já apresentou condições adequadas à vida durante seu passado antigo. Mais radicalmente, sugere que a vida microbiana já existiu em Marte, produzindo o gás malcheiroso que agora escapa…

‘Zoológico galáctico’, a teoria que tenta explicar por que não encontramos vida extraterrestre

Cientistas seguem em busca de evidência de vida inteligente além do nosso planeta

Diante da imensidão do Universo, faz sentido imaginar que não estamos sozinhos.

Mas, se há realmente vida inteligente além do nosso planeta, por que não conseguimos comprovar?

Por que ninguém se comunica com a gente?

Será que os extraterrestres têm medo de nós? Ou simplesmente parecemos muito chatos? É possível que eles estejam tentando se comunicar, mas ainda não percebemos?

Estas questões foram debatidas por um grupo de astrofísicos, biólogos, sociólogos, psicólogos e historiadores, que se reuniram no fim do mês passado no Cité des Sciences et de l'Industrie (Cidade das Ciências e da Indústria, em tradução livre), em Paris, na França.

Estes pesquisadores fazem parte do Meti (sigla em inglês para Mensagens a Extraterrestres Inteligentes), organização com sede nos EUA que se dedica a enviar sinais interestelares com a esperança de receber, algum dia, uma resposta.


Se é provável que não estamos sozin…

Matéria de Capa | A crise da água | 24/03/2019

Nesta edição do Matéria de Capa, o que o deserto do Saara tem a ver com a preservação da Amazônia? Até 2025, dois terços da população mundial estarão vivendo em condições de severa falta de água potável. Atualmente mais de 2 bilhões de pessoas já vivem nesta situação, sem contar milhões de pessoas para as quais as únicas fontes disponíveis não são confiáveis. A água contaminada provoca a morte de milhões de pessoas, a cada ano, em todo mundo. Enquanto a demanda não para de aumentar, o fornecimento não acompanha o mesmo ritmo.



FONTE: Matéria de Capa

O que aconteceu nas horas seguintes à queda do asteroide que teria dizimado os dinossauros?

A onda de choque sísmica teria provocado um tsunami, conhecido como seiche (ROBERT DEPALMA)

Jonathan Amos
Repórter de Ciência da BBC News

Cientistas descobriram uma imagem extraordinária do impacto da queda do asteroide que dizimou os dinossauros há 66 milhões de anos.

Escavações em Dakota do Norte, nos Estados Unidos, revelam fósseis de peixes e árvores pulverizadas com fragmentos rochosos e de vidro que caíram do céu.

Os depósitos também mostram evidências de terem sido inundados com água - consequência do enorme tsunami gerado pelo impacto.

Os detalhes foram divulgados na revista científica PNAS.


DePalma, da Universidade do Kansas, diz que local da escavação oferece incrível visão do que aconteceu após a queda do asteroide

Robert DePalma, da Universidade do Kansas, e seus colegas dizem que o local da escavação, em uma área chamada Tanis, oferece uma incrível visão de eventos que provavelmente ocorreram poucos minutos ou horas após o asteroide gigante atingir a Terra.

Quando esse o…

NASA fotografa 'borboleta' cósmica formada por estrelas bebês

A ‘BORBOLETA CÓSMICA’ NO ESPAÇO (FOTO: DIVULGAÇÃO)

A estrutura é uma gigantesca nuvem de gás e poeira no espaço onde novas estrelas podem se formar

O Telescópio Espacial Spitzer da NASA tirou uma foto de uma estrutura que tem a forma de uma borboleta, mas é, na verdade, um viveiro de centenas de estrelas bebês. Chamada de Westerhout 40 (W40), a borboleta é uma gigantesca nuvem de gás e poeira no espaço onde novas estrelas podem se formar. Segundo o site da NASA, as duas "asas" da borboleta são bolhas de gás interestelar que sopram das estrelas mais quentes e massivas da região.

A W40 mostra como a formação de estrelas resulta na destruição das próprias nuvens que ajudaram a criá-las. Dentro de nuvens gigantescas de gás e poeira no espaço, a força da gravidade puxa o material para formar densos aglomerados que, às vezes, atingem uma densidade crítica que permite que as estrelas se formem em seus núcleos.

A radiação e os ventos provenientes das estrelas mais massivas dessas n…

Brasileiros estudam as Nuvens de Magalhães, galáxia vizinha a Via Láctea

TRÊS GRUPOS ESTELARES NA PEQUENA NUVEM DE MAGALHÃES OBSERVADOS PELA EQUIPE DE ASTRÔNOMOS BRASILEIROS (FOTO: ESA/HUBBLE, VISCACHA, SOCIEDADE ASTRONÔMICA BRASILEIRA/ DIVULGAÇÃO)

"Em 4 anos de observação analisamos aproximadamente 1 milhão de estrelas", diz Bruno Dias, um dos pesquisadores responsáveis pelo projeto

Por Naiara Albuquerque

Pensando em conhecer a origem e os mistérios da nossa galáxia, um grupo de astrônomos criou o projeto VISCACHA. Liderado por brasileiros, eles estudam as Nuvens de Magalhães — galáxia vizinha da nossa. Recentemente, eles publicaram o primeiro de uma série de artigos sobre os resultados do trabalho feito até então na revista científica de Oxford.

Francisco Maia, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP e um dos pesquisadores que lidera o estudo, explica que "a primeira coisa que precisamos levar em conta é que esse é um projeto observacional".

Para realizar o trabalho, os astrônomos que participaram do estu…

Conheça uma das maiores tempestades solares que já atingiram a Terra

CIENTISTAS DESCOBRIRAM QUE GRANDE TEMPESTADE SOLAR ATINGIU A TERRA HÁ MILHARES DE ANOS (FOTO: PEXELS)

Caso uma radiação deste nível ocorresse hoje, sinais de rádio e a comunicações por satélite seriam interrompidos

Há 2.679 anos, a Terra foi alvo em uma enorme tempestade solar, descoberta recentemente por cientistas. Tais explosões de plasma e radiação eletromagnética do Sol têm o potencial de impactar seriamente a vida no nosso planeta, causando a interrupção de sinais de rádio e comunicações por satélite, desativação de redes de energia e a danificação de toda uma série de sistemas modernos, do setor bancário ao transporte.

"Se essa tempestade solar tivesse ocorrido hoje, ela poderia ter efeitos severos em nossa sociedade de alta tecnologia", afirma um dos pesquisadores, o geólogo Raimund Muscheler, da Universidade de Lund, na Suécia, para o Science Alert. "É por isso que devemos aumentar a proteção da sociedade contra as tempestades solares.”

Analisando camadas de g…

Astronautas que treinavam em caverna descobrem um novo animal

CAVERNA EM SARDENHA, NA ITÁLIA (FOTO: ESA–V. CROBU)

Profissionais realizavam um treinamento na Itália quando identificaram uma espécie de Crustáceo que passou por evolução para retornar às águas subterrâneas

Uma equipe internacional de astronautas participava de um treinamento da Agência Espacial Europeia (ESA) dentro de uma caverna quando ajudaram a realizar uma descoberta que não tem nada a ver com Astronomia.Eles descobriram uma nova espécie de crustáceo, que foi nomeada de Alpioniscus sideralis: o segundo nome vem do latim e significa “estelar”.

O crustáceo é cego e sem cor e foi encontrado pela primeira vez em 2012, em uma piscina na caverna Sa Gruta, que fica na região italiana da Sardenha Sardenha. A pesquisa prosseguiu nas edições seguintes do programa de treinamento de astronautas, com participação de astronautas de países como Europa, Rússia, Estados Unidos, Canadá, Japão e China.

“Pedi para que os astronautas pegassem algumas espécies de amostra. Quando nós a analisamos no…

A maior invenção da humanidade

Computadores mudaram o mundo. Hoje somos extremamente dependente deles! Mas curiosamente, eles NÃO são a maior invenção da humanidade, como muitos argumentariam. Os computadores modernos que temos hoje só são possíveis por causa de outra tecnologia: os transistores. Esse vídeo é uma tentativa de explicar como transistores funcionam, como eles podem armazenar bits e eu até me arrisco a tentar explicar como computadores calculam 1 + 1 usando binário.



FONTE: Ciência Todo Dia

A história do astronauta Neil Armstrong

Senta que lá vem história de Neil Armstrong, um aviador além de astronauta.



FONTE: Aviões e Músicas

Helicóptero da NASA com destino a Marte é aprovado em testes com condições extremas

Por George Dvorsky

Os tradicionais rovers de seis rodas funcionam muito bem em Marte, mas imagine como seria um helicóptero voando pelo ar rarefeito do planeta. Partindo de local para o outro, a aeronave nos daria uma visão aérea do Planeta Vermelho, mas não é tão simples quanto parece. Para testar a viabilidade desta ideia, a NASA irá enviar uma espécie de helicóptero para Marte e, como os testes de voo recentemente concluídos demonstraram, este pequeno veículo está oficialmente pronto para brilhar.

Em julho de 2020, um foguete Atlas V da United Launch Alliance será lançado a partir Estação da Força Aérea do Cabo Canaveral, na Flórida, com destino a Marte. A bordo estará o rover Mars 2020, e junto com ele estará um pequeno helicóptero de 1,8 quilo. Uma vez que estiver em Marte, essa será a primeira aeronave a voar acima da superfície de outro planeta.

Engenheiros do projeto Mars Helicopter da JPL em Pasadena, Califórnia, atingiram um importante marco de desenvolvimento, no qual um m…