Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 9, 2018

Seminário de Ufologia Científica: Uma Perspectiva Futura Para a Humanidade

O ciclo de palestras intitulado "Uma Perspectiva Futura Para a Humanidade", foi realizado no dia 1 de dezembro de 2018 no auditório Paulo Kobayashi - (ALESP) Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Palestrante de honra: Dr. Júlio Acosta-Navarro, MD, PhD, PhD
membro Dr. Júlio C. Acosta- Navarro aos palestrantes, . - (01/12/18) ( ALESP)
- Júlio C. Acosta-Navarro - Membro Ilustre - Abertura do Seminário




Palestra Heglair Silverio Alencar, BSc - Bacharela em Ciências Biológicas Gestão Ambiental, Pós-graduada em Neurologia do Aprendizado.
Experiência laboratorial com animais sinantrópicos. Atua como educadora ambiental e trabalha como bióloga comportamental de animais silvestres.




Palestra de Marcos Bento Jr. - Ufólogo e acadêmico de Ciências Sociais - PUC.




Palestra de Roberto Alexander Sampedro - Ufólogo, Tecnólogo em Logística, formado pela FATEC, atua como consultor de Logística e Análise de Sistemas.




Palestra de Cláudio de Oliveira Santos - Ufólogo, Técnico de Ensino de…

Estas são as primeiras imagens da sonda InSight vista do espaço

IMAGENS DA MRO MOSTRAM A SONDA INSIGHT DA NASA VISTA DO ESPAÇO (FOTO: NASA/JPL-CALTECH/UNIVERSITY OF ARIZONA)

Registros feitos por outra nave da NASA, a Mars Reconnaissance Orbiter, mostram InSight em Marte

ANASA divulgou as primeiras imagens da sonda InSight vista do espaço. A nave viajou mais de 480 milhões de quilômetros com o objetivo de passar dois anos em Marte estudando sua estrutura para entender como ele e outros objetos rochosos, como a Terra, por exemplo, foram formados.

As fotos foram captadas pela câmera HiRISE de outra nave da agência espacial norte-americana, a Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), nos dias 6 e 11 de dezembro. A InSight, seu escudo e paraquedas aparecem a 300 metros de distância uns dos outros na Elysium Planitia, planícia de lava onde a sonda aterrissou.


A SONDA INSIGHT NA ELYSIUM PLANITIA EM MARTE (FOTO: NASA/JPL-CALTECH/UNIVERSITY OF ARIZONA)

Nas imagens, partes da superfície marciana aparecem em azul-petróleo, que não é a cor verdadeira delas. Isso ac…

Hubble encontra exoplaneta distante desaparecendo a ritmo sem paralelo

Ilustração que mostra uma nuvem gigante de hidrogênio oriunda de um planeta quente, do tamanho de Neptuno, a apenas 97 anos-luz da Terra. O exoplaneta é minúsculo quando comparado com a sua estrela, uma anã vermelha de nome GJ 3470. A radiação intensa da estrela está a aquecer o hidrogênio na atmosfera superior do planeta até um ponto em que escapa para o espaço. O mundo alienígena esta perdendo hidrogênio a uma velocidade 100 vezes superior à de um exoplaneta parecido com Netuno, previamente observado, cuja atmosfera também está a evaporar-se.
Crédito: NASA, ESA e D. Player (STScI)

A velocidade e a distância a que os planetas orbitam as suas respectivas estrelas pode determinar o destino de cada um - se permanece uma parte integrante do seu sistema solar ou se evapora mais rapidamente para o cemitério escuro do Universo.

Na sua busca por aprender mais sobre planetas distantes para lá do nosso próprio Sistema Solar, os astrônomos descobriram que um planeta de tamanho médio, com aprox…

ALMA fornece visão sem precedentes do nascimento de planetas

Imagens de alta resolução, pelo ALMA, de discos protoplanetários próximos, resultados da campanha DSHARP.
Crédito: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), S. Andrews et al.; N. Lira

Os astrônomos já catalogaram quase 4000 exoplanetas em órbita de estrelas distantes. Embora já tenhamos aprendido muito sobre esses mundos recém-descobertos, ainda há muito que não sabemos sobre os passos da formação planetária e as "receitas" cósmicas precisas que produzem a ampla gama de corpos planetários já descobertos, incluindo os chamados Júpiteres quentes, os mundos rochosos massivos, os planetas anões gelados e - esperamos algum dia em breve - análogos distantes da Terra.

Para ajudar a responder a estas e a outras questões intrigantes sobre o nascimento dos planetas, uma equipe de astrônomos usou o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) para realizar uma das mais profundas investigações sobre discos protoplanetários, as cinturas de poeira formadoras de planetas em redor de estrelas jovens.

&…

Será que explosões de supernovas mataram grandes animais oceânicos no início do Pleistoceno?

Remanescente de supernova nas proximidades

Chuva de raios cósmicos que durou milhares de anos pode ter sido responsável por evento de extinção em massa

Cerca de 2,6 milhões de anos, atrás uma luz estranhamente brilhante apareceu no céu pré-histórico e lá permaneceu por semanas ou meses. Foi a explosão de uma supernova, a cerca de 150 anos-luz da Terra. Centenas de anos mais tarde, muito depois que a estranha luz no céu havia diminuído, um tsunami de energia cósmica gerado pela mesma explosão estelar pode ter atingido o nosso planeta e sacudido a atmosfera, desencadeando mudanças climáticas e extinções em massa de grandes animais oceânicos, incluindo uma espécie de tubarão que era do tamanho de um ônibus escolar.

Os efeitos da tal explosão de supernova na vida oceânica - e, possivelmente, de mais de uma explosão - são detalhados em um artigo publicado na revista Astrobiology.

“Venho fazendo pesquisas assim há cerca de 15 anos, e sempre, até então, elas têm sido baseadas no que sabemo…

Missão Juno: as tempestades polares gigantes encontradas pela Nasa em Júpiter

Imagens de Júpiter foram baixadas e processadas, revelando novos detalhes da superfície do planeta.

Victoria Gill
BBC News

A Missão Juno ao gigante Júpiter chegou à metade e revelou novas imagens de ciclones nos polos do planeta.

Ao orbitar o planeta a cada 53 dias, a sonda Juno faz um levantamento científico de polo a polo.

Seus sensores estão medindo a composição do planeta para decifrar como o maior mundo do nosso sistema solar se formou.

Mapear os campos magnéticos e gravitacionais também deve expor a estrutura de Júpiter.


JunoCam registrou ciclones gigantes nos polos.

Mas imagens da JunoCam, uma câmera que foi instalada para registrar imagens que possam ser compartilhadas com o público - já nos trazem algumas revelações surpreendentes.

Candice Hansen, do Instituto de Ciência Planetária do Arizona, que está chefiando o projeto, apresentou algumas delas na reunião da União Geofísica Americana, em Washington DC.


Imagens detalhadas revelam como uma tempestade adquire o formato de um…

De maneira inédita, sonda chinesa se aproxima do lado oculto da Lua

CRATERA LUNAR VON KÁRMÁN, ONDE A SONA CHINESA DEVERÁ POUSAR EM 2019 (FOTO: JAMES STUBY BASED ON NASA IMAGE/WIKIMEDIA COMMONS)

Missão da sonda Chang'e-4 analisará a superfície lunar para entender a composição do satélite natural

A sonda chinesaChang'e-4, destinada a analisar o lado oculto da Lua, acabou de entrar na órbita lunar, conforme informou o portal Space News. Na madrugada de quarta-feira (12), a espaçonave completou sua jornada que saiu da Terra e levou quase cinco dias para ser percorrida.

Se a missão for bem sucedida, Chang'e-4 será o primeiro veículo a explorar o lado oculto da Lua – que não é voltado para o planeta Terra. A sonda analisará a superfície lunar para examinar a composição do satélite natural.

Para se comunicar com astronautas em solo terrestre, Chang'e-4 enviará sinais por meio de um satélite de retransmissão lançado ao espaço no início deste ano.

As autoridades chinesas não anunciaram uma data ou local para o desembarque da sonda, mas esp…

Astrônomos flagram nascimento de estrela em disco de poeira cósmica de 'sol gigante'

Ao buscarem planetas em formação, cientistas acabaram se deparando com o nascimento de um nova estrela

Edison Veiga
De Milão para a BBC News Brasil

Os cientistas estavam só em busca de uma formação semelhante ao nosso Sistema Solar, com o objetivo de encontrar a 11 mil anos-luz da Terra uma jovem estrela com os planetas em formação ao seu redor.

Vale lembrar que em termos astronômicos, ver o céu é sempre observar o passado. Ou seja: ao olhar para um lugar a 11 mil anos-luz da Terra, os cientistas estão observando luzes emitidas há 11 mil anos.

Mas quando os astrônomos analisavam a estrela MM1a e observavam o que estava ao redor dela, tentando compreender a possível formação de planetas em um sistema, tiveram a surpresa: não se tratava de uma estrela, mas de duas. MM1a não está sozinha, tem a companhia da pequena MM1b.

Ou seja: em vez de observarem planetas em formação, acabaram se deparando com o nascimento de uma nova estrela. Esta é a principal conclusão de um estudo publicado nest…

Sol em uma caixa armazena energia renovável em silício fundido

Esquema conceitual do sistema de armazenamento de energia renovável usando silício fundido. [Imagem: Caleb Amy et al. - 10.1039/C8EE02341G]

Armazenamento de energia

Seja para armazenar o vento e o Sol, seja para guardar o calor do verão para usar no inverno, um novo projeto conceitual promete armazenar energia renovável, como energia solar e eólica, e entregar essa energia de volta à rede elétrica sob demanda.

O sistema pode ser dimensionado para abastecer uma cidade pequena não apenas quando o sol está alto ou o vento está forte, mas o tempo todo.

O novo projeto armazena o calor gerado pelo excesso de eletricidade da energia solar ou eólica em grandes tanques de silício fundido incandescente e, quando necessário, converte a luz do metal incandescente de volta em eletricidade.

Os pesquisadores estimam que tal sistema seria muito mais viável e custo-efetivo do que as baterias de íons de lítio, que têm sido propostas como um método tecnicamente viável, embora caro, para armazenar energ…

Sonda Parker, da NASA, tira primeira foto dentro da atmosfera do Sol

A imagem registrada no dia 8 de novembro mostra parte da atmosfera do Sol (Foto: NASA)

Por Patrícia Gnipper

A Parker Solar Probe, sonda que a NASA enviou em agosto para "tocar" o Sol, já quebrou o recorde de a nave mais veloz que a humanidade já construiu, e está cumprindo o seu objetivo de chegar mais perto da nossa estrela do que nunca. Agora, a Parker nos presenteou com sua primeira fotografia registrada de dentro da atmosfera solar.

Nos próximos sete anos, a sonda fará mais 24 aproximações do Sol, chegando a cerca de 6 milhões de quilômetros de sua superfície em sua aproximação máxima. No dia 6 de novembro, a Parker esteve a 24 milhões de km da superfície solar, o que é duas vezes mais próximo do Sol do que qualquer espaçonave anterior que já foi enviada por lá — no caso, a Helios, na década de 1970.

Até o dia 7 de dezembro, a sonda estava no lado oposto do Sol em relação à Terra e, por isso, não estava transmitindo suas observações até então. Depois que a sonda rumou …

Virgin Galactic faz voo de teste com sucesso e se prepara para turismo espacial

Por Patrícia Gnipper

Parece que os dias de azar da Virgin Galactic ficaram no passado: a empresa espacial privada de Richard Branson, depois de ter arrancado ceticismo no grande público ao dizer que faria uma primeira viagem de teste para os limites entre a Terra e o espaço antes do Natal, acaba de realizar um voo de teste bem sucedido com a VSS Unity, nave projetada para levar humanos ao espaço no futuro próximo.

O sucesso deste voo específico é importante pois a nave estava tripulada com dois pilotos e atingiu uma altitude de aproximadamente 82 quilômetros, sendo este o voo mais alto que a empresa já fez em 14 anos de história. Essa atitude já é considerada por muitos como área espacial, fora da atmosfera terrestre, mas também há quem defina que esse limite só acontece mesmo a uma altura de 100 km. De qualquer maneira, o sucesso no voo desta quinta-feira (13) abre o caminho para que a companhia inicie seu programa de turismo espacial, em que realizará voos comerciais para o espaço …

Cientistas recriam primeiros microssegundos da matéria após o Big Bang

VISUALIZAÇÃO DE GOTAS EM EXPANSÃO DE PLASMAS DE QUARKS E GLÚONS EM TRÊS FORMAS GEOMÉTRICAS. (FOTO: JAVIER ORJUELA KOOP)

Quando o universo primitivo ainda estava quente demais para que as partículas formassem átomos, tudo era uma sopa de glúons e quarks

Nos primeiros microssegundos após o Big Bang, quando o universo ainda estava quente demais para que as partículas se juntassem para produzir átomos, minúsculas gotículas de matérias se concentraram em um estado líquido de matéria chamado plasma de glúons e quarks.

Em uma espécie de engenharia reversa, o professor da Universidade de Colorado em Boulder Jamie Nagle e seus colegas da Universidade Vanderbilt, conseguiram recriar esse estado, graças a um enorme colisor de partículas no Laboratório Nacional Brookhaven, em Nova York.

Em uma série de testes, os pesquisadores destruíram pacotes de prótons e nêutrons em diferentes combinações em núcleos atômicos muito maiores. Eles descobriram que, controlando cuidadosamente as condições, poderi…

Passagem de cometa será transmitida online no domingo; veja como assistir

COMPOSIÇÃO DE IMAGEM DO COMETA 46P/ WIRTANEN (FOTO: ESO/WIKIMEDIA COMMONS)

O cometa será o mais brilhante deste ano e sua observação será possível a olho nu em algumas regiões do planeta

O pequeno cometa46P/ Wirtanen deve se aproximar da Terra no domingo de manhã, segundo a Campanha de Observação Cometa Wirtanen, da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. O objeto estará visível a olho nu em algumas partes do mundo, mas quem não puder observá-lo diretamente poderá acompanhar sua passagem pela internet.

O Virtual Telescope Project vai transmitir online o fenômeno às 17h no Eastern Time (ET) – às 20h no horário de Brasília.

"O cometa Wirtanen é um dos mais brilhantes que já vimos nos últimos tempos e passará relativamente próximo de nós: cerca de 11 milhões de quilômetros, tornando-se o 20º cometa mais próximo que conhecemos", disse Gianluca Masi, astrofísico e diretor do Virtual Telescope Project, em entrevista à Newsweek.

De acordo com a EarthSky, o 46P/Wirtanen será…

A teoria do fluido escuro, que tenta explicar a base de 95% do universo

Do que é feito o universo? Teoria tenta explicar qual seria sua principal composição

Isaac Newton, Albert Einstein e Stephen Hawking conseguiram grandes avanços para explicar os mistérios do Cosmos, mas há uma missão que, apesar de tais esforços, ainda está extremamente atrasada: hoje, só sabemos do que 5% do universo é feito.

Os 95% restantes são compostos de dois materiais invisíveis e desconhecidos: energia escura e matéria escura.

O pouco que sabemos sobre eles é baseado em seus efeitos na gravidade.

Os cientistas não sabem exatamente o que são essas substâncias, mas seus modelos teóricos dão pistas sobre como elas funcionam.

A matéria escura exerce uma gravidade que mantém as galáxias juntas. A energia escura, por sua vez, exerce uma força de repulsão que faz com que o universo se expanda.

Até agora, a matéria escura e a energia escura vinham sendo observadas como fenômenos separados, mas um novo estudo da Universidade de Oxford sugere que elas, na realidade, são parte de um mes…

Objetos plásticos monitoram seu próprio uso - sem eletrônica

É tudo plástico impresso em 3D, mas com memória e conexão Wi-Fi. [Imagem: Mark Stone/University of Washington]

Objetos inteligentes

Pesquisadores da Universidade de Washington, nos EUA, desenvolveram uma tecnologia assistiva impressa em 3D capaz de rastrear e armazenar seu próprio uso - sem usar baterias ou circuitos eletrônicos.

Aparelhos impressos em 3D são perfeitos para a tecnologia assistiva, de próteses a frascos de comprimidos "inteligentes", capazes de ajudar os pacientes a lembrar-se de tomar seus medicamentos diários, porque são baratos e podem ser fabricados em qualquer lugar.

"Usar plástico para essas aplicações significa que você não precisa se preocupar com o esgotamento das baterias ou com o fato de o dispositivo ficar molhado. Isso pode transformar a maneira como pensamos a computação," disse o professor Shyam Gollakota. "Mas, se realmente quisermos transformar objetos impressos em 3D em objetos inteligentes, precisamos de mecanismos para moni…

Morre Evelyn Berezin, uma das maiores inovadoras da história da informática

Por Rafael Rodrigues Da Silva

O mundo perdeu mais uma de suas pioneiras desconhecidas da computação. Morreu neste último sábado (8), aos 93 anos, Evelyn Berezin, a mulher que criou e comercializou o primeiro processador de texto controlado por computador do mundo. A morte foi confirmada pelo sobrinho dela, Marc Berezin, nesta segunda-feira (10). Berezin morreu em decorrência de um linfoma (um tipo de câncer) que foi descoberto há alguns meses, mas o qual ela se negou a tratar.

A grande contribuição de Berezin para o mundo da computação foi a criação do primeiro processador de texto controlado por computador. Chamado de Data Secretary, o aparelho foi inventado em 1969 com o intuito de facilitar o trabalho de secretárias, que na época correspondiam a 6% de toda a força de trabalho nos Estados Unidos. As máquinas tinham a atenção de diminuir a repetição de tarefas dessas trabalhadoras, permitindo a edição de textos, a remoção de trechos e até mesmo copiar e colar trechos de um texto em …

Começa busca por exoplanetas habitáveis orbitando estrelas frias

Os quatro telescópios do SPECULOOS estão quase prontos para começar a procurar planetas do tamanho da Terra potencialmente habitáveis.[Imagem: tau-tec GmbH]

Planetas de estrelas frias

Quatro telescópios projetados para procurar planetas habitáveis em órbita de estrelas ultra-frias começaram a operar de forma bem-sucedida no Observatório do Paranal no Chile.

O projeto SPECULOOS, liderado pelo Observatório Europeu do Sul (ESO) fez as suas primeiras observações em busca de planetas do tamanho da Terra que orbitam estrelas ultra-frias e anãs marrons próximas.

As primeiras imagens ainda pertencem à fase de engenharia e calibração - um processo conhecido por primeira luz. Quando terminar esta fase de comissionamento, esta nova rede de telescópios caçadores de planetas irá começar as operações científicas, o que deverá acontecer a partir de Janeiro de 2019.

O sistema é constituído por quatro telescópios equipados com espelhos primários de 1 metro de diâmetro cada um, batizados de Io, Europa…

Estudo revela: existem 23 bilhões de toneladas de microrganismos debaixo dos oceanos

Uma equipe que reuniu 1200 cientistas de 52 países estudou a biosfera profunda por 10 anos, e descobriu que ela é bem maior do que imaginávamos
(SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)

Por Ingrid Luisa

Apesar do calor extremo, da grande pressão e da falta de luz, oxigênio e nutrientes, a biosfera subterrânea abriga um ecossistema maior do que se imaginava. Uma equipe que reuniu cerca de 1.200 cientistas de 52 países investigou por 10 anos para cravar: existe um ecossistema – uma “Galápagos subterrânea”, nas palavras deles –, a até 5 quilômetros abaixo do fundo dos oceanos, que abriga entre 15 e 23 bilhões de toneladas de microrganismos.

Traduzindo esse número, os bichinhos pesam cerca de 300 vezes mais que a massa das 7,6 bilhões de pessoas do mundo juntas. Em volume, eles ocupam de 2 a 2,3 bilhões de quilômetros cúbicos – quase o dobro do volume de todos os oceanos do planeta.

Os Pesquisadores do Observatório Deep Carbon, responsáveis pela descoberta, afirmam que a diversidade de espéci…

Céu da Semana - 10/12 a 16/12/2018

Todas as semanas, Gustavo Rojas, do Laboratório Aberto de Interatividade (LAbI) da UFSCar, apresenta dicas de como olhar para o céu, quais constelações estão em destaque, fases da lua e os principais fenômenos astronômicos.



FONTE: UNIVESP

Sonda da NASA descobre que asteroide Bennu tem, ou já teve, água líquida

Imagem do asteroide Bennu (Foto: NASA/Goddard/University of Arizona)

Por Patrícia Gnipper

Há uma semana, a sonda OSIRIS-REx chegou ao asteroide Bennu, seu destino depois de dois anos de viagem. A sonda procurará pelo local ideal em sua superfície, de onde coletará amostras de solo e rochas e as trará para estudos na Terra. Mas, antes disso, a OSIRIS-REx já conseguiu uma vitória: descobriu que existe (ou já existiu) água no pequeno asteroide.

A missão, liderada por cientistas da Universidade do Arizona, apresentou os resultados nesta segunda-feira (10), mostrando que os dois espectrômetros da sonda (um que identifica luz visível e infravermelha, e outro de emissões térmicas) revelaram a presença de hidroxilas no asteroide. As hidroxilas são moléculas que contêm oxigênio ligado a átomos de hidrogênio, e a equipe suspeita que as hidroxilas estão em todo o asteroide em minerais argilosos — o que significa que, em algum momento, o material rochoso interagiu com água.

Contudo, especialistas…

Sonda Voyager 2 saiu da heliosfera e está oficialmente no espaço interestelar

Esta ilustração mostra a posição das sondas Voyager 1 e Voyager 2 da NASA, fora da heliosfera, uma bolha protetora criada pelo Sol que se estende bem além da órbita de Plutão. Créditos: NASA / JPL-Caltech

Por Patrícia Gnipper

Lançada com a missão de estudar os mundos do Sistema Solar em 1977, junto à sua sonda-irmã Voyager 1, a Voyager 2 acaba de se tornar o segundo objeto fabricado pelo homem a entrar no espaço interestelar. A NASA confirmou nesta segunda-feira (10) que a sonda já saiu da heliosfera, que é a "bolha" protetora de partículas e campos magnéticos criados pelo Sol.

Em outubro, a agência espacial já havia previsto que esse feito seria alcançado em breve, quando a Voyager 2 detectou um aumento nos raios cósmicos que se originam fora do Sistema Solar — o que foi um indício forte de que a sonda estaria mesmo saindo de nosso quintal espacial. Tais medições foram feitas pelo instrumento Subsistema de Raios Cósmicos que, desde o final do mês de agosto, identificou um …