Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 3, 2019

Esta é a última imagem do espaço que o telescópio espacial Kepler registrou

Esta é a foto "Last Light", a última imagem registrada pelo já avariado Kepler (Foto: NASA)

Por Patrícia Gnipper

Oficialmente aposentado em outubro do ano passado, o telescópio espacial Kepler ficou conhecido como o "caçador de exoplanetas", pois com suas observações a ciência conseguiu descobrir (e confirmar) milhares de exoplanetas em nosso universo — aqueles que orbitam outras estrelas além do nosso Sol. Agora, a NASA divulgou esta que foi a última imagem registrada pelo telescópio.

A foto, que ganhou o título de "Last Light" (ou "Última Luz"), chegou à agência no dia 25 de setembro de 2018, na verdade, pouco antes de o combustível do Kepler se esgotar por completo. Naquele momento, as lentes do telescópio estavam apontadas para a constelação de Aquário, e nas imagens é possível observar o sistema TRAPPIST-1 e seus sete planetas rochosos. Já as faixas pretas que estão ao longo da foto (como se fossem molduras de uma colagem) são consequência…

Imagens mostram que Ultima Thule tem formato ainda mais bizarro do que sabíamos

Por Patrícia Gnipper

O objeto transnetuniano 2014 MU69, ou Ultima Thule, recebeu a visita da sonda New Horizons no primeiro dia de 2019. O rápido sobrevoo, contudo, nos renderá 20 meses de dados recebidos, e a NASA já revelou que o objeto tinha o fomato parecido com o de um boneco de neve, girando como uma ampulheta espacial. Contudo, uma nova imagem que acabou de chegar mostra que o formato de Ultima Thule é ainda mais bizarro do que sabíamos.

O objeto está a 6,5 bilhões de quilômetros da Terra, e a primeira foto em boa resolução que a NASA processou confirmava o formato de boneco de neve de Ultima Thule. Mas a foto mostrava apenas uma face do objeto: a nova imagem revela que, quando visto "de lado", o objeto é mais estreito, com seus lóbulos sendo um tanto quanto achatados. "O lobo maior lembra mais uma panqueca gigante, e o lobo menor tem a forma de uma noz amassada", explica a NASA.


A antiga concepção de Ultima Thule acima de como o objeto deve se parecer de v…

"Linha de neve" revela moléculas orgânicas em torno de estrela jovem

Imagem, a cores falsas, de V883 Ori obtida com o ALMA. A distribuição da poeira pode ser vista em tons laranja e a distribuição do metanol, uma molécula orgânica, tem tons azuis.
Crédito: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), Lee et al.

Recorrendo ao ALMA, os astrônomos detectaram várias moléculas orgânicas complexas em redor da jovem estrela V883 Ori. Uma explosão repentina da estrela está a libertar moléculas dos compostos gelados situados no disco de formação planetária. A composição química do disco é semelhante à dos cometas no Sistema Solar moderno. As observações sensíveis do ALMA permitiram com que os cientistas reconstruíssem a evolução de moléculas orgânicas desde o nascimento do Sistema Solar até aos objetos que vemos hoje.

A equipe de investigação, liderada por Jeong-Eun Lee (Universidade de Kyung Hee, Coreia), usou o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) para detetar moléculas orgânicas complexas, incluindo metanol (CH3OH), acetona (CH3COCH3), acetaldeído (CH3CHO), formiat…

Foto capturada da órbita lunar mostra sonda chinesa no lado oculto da Lua

As setas indicam a posição da sonda Chang'e 4 no chão da cratera de Von Kármán. A cratera afiada atrás e à esquerda do local de pouso é de 3900 metros de diâmetro (12.800 pés) e 600 metros (1.970 pés) de profundidade. LROC NAC M1303521387LR
Créditos: NASA / GSFC / Arizona State University

Por George Dvorsky

Uma imagem capturada pelo Orbitador de Reconhecimento Lunar da NASA mostra o local de pouso do Chang’e 4, no lado oculto da Lua, a uma distância de mais de 300 quilômetros. Ela mostra tanto a sonda quanto a desolada paisagem lunar ao seu redor.

A Terra tem seu quinhão de paisagens estéreis, mas há algo realmente triste e ameaçador na Lua. Já sabemos que é um lugar morto e escuro, mas essa foto em preto e branco deixa isso ainda mais destacado. A sonda chinesa Chang’e 4 aparece como uma mancha de dois pixels de largura, proporcionando um incrível senso de escala.

Quando a sonda Chang’e 4 chegou ao lado oculto da Lua no início de janeiro, ela caiu no chão da cratera de Von Kármá…

Imagem incrível mostra ‘jato estelar' perto da Via Láctea

GRANDE NUVEM DE MAGALHÃES (FOTO: ESO, A MCLEOD ET AL)

A foto foi tirada pelos pesquisadores do Observatório Europeu do Sul, usando o Very Large Telescope (VLT)

Pela primeira vez, cientistas obtiveram uma imagem inédita de um “jato estelar” fora da Via Láctea. A foto tirada pelo Very Large Telescope (VLT), do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), mostra um jato fino e que se estende por quase 33 anos-luz. A novidade foi publicada na revista científicaNature.

Esse tipo de fenômeno geralmente acontece com estrelas pequenas e jovens, mas nunca havia sido observado fora da nossa galáxia. O registro dos cientistas revela um jato na Grande Nuvem de Magalhães, uma região rica em hidrogênio e conhecida por ser um “berçário” estelar. Graças a essas estrelas recém-formadas, o gás hidrogênio é ionizado e passa a esculpir as bolhas gigantes observadas na imagem.


No interior desta nuvem resplandescente da região HII LHA 120-N 180B, o MUSE descobriu um jato sendo lançado por uma e…

Óvni na pré-história da Índia? (Curiosidades 01)

Pintura rupestre em Onake Kindi, de 1500 a.C, na Índia que teria, segundo alguns pesquisadores, as características ufológicas de uma nave e seis tripulantes. Inclusive, com seres com uma espécie de capacete e antena.











Seria um registro pré-histórico autêntico ou teria alguma explicação na Arqueologia clássica?



FONTE: Enigmas e Mistérios

Rover marciano da ESA homenageia Rosalind Franklin, a "mãe" do DNA

Por Patrícia Gnipper

A agência espacial europeia (ESA), junto com a Roscosmos (agência espacial da Rússia), vem desenvolvendo o projeto ExoMars, que enviará um rover à superfície de Marte em 2020 com o objetivo principal de buscar por assinaturas de vida. Agora, o rover foi batizado com o nome de Rosalind Franklin, a injustiçada "mãe" do DNA.

O veículo de seis rodas está sendo montado pela Airbus no Reino Unido, equipado com instrumentos científicos diversos e uma broca para perfurar o solo em busca de bioassinaturas. Sendo assim, dar ao rover o nome de uma cientista que desempenhou papel essencial na descoberta da estrutura do ácido desoxirribonucleico faz todo sentido.

A previsão de finalização da construção do robô é para o final de julho, quando a máquina será transportada a um centro de testes da Airbus na França. Então, o rover Franklin será integrado à sua cápsula de transporte, ficando pronto para que os russos façam o lançamento. O robô será enviado, de acordo com …

Como a ESA estudará asteroide que terá sua órbita alterada pela NASA

Por Patrícia Gnipper

A agência espacial europeia (ESA) tem uma missão chamada Hera, cujo objetivo principal é estudar as possibilidades de defesa da Terra contra asteroides potencialmente perigosos. E parte da missão envolve, claro, estudar esses objetos espaciais, com o sistema binário Didymos sendo visitado por uma nave em breve. Ele será um dos menores asteroides já visitado por nós, cujas dimensões podem ser comparadas às da Grande Pirâmide de Gizé, no Egito.

Com apenas 780 metros de diâmetro, Didymos é um pouco maior do que Bennu (com seus 500 metros de diâmetro), que está sendo estudado agora pela NASA com a missão Osiris-REx, e um pouco menor do que Ryugu (com cerca de 1km de diâmetro), asteroide que vem sendo estudado pelo Japão com a missão Hayabusa2. Mas, por ser um sistema binário (ou seja, dois objetos que se orbitam mutuamente), se considerarmos apenas a "Didymoon" — a "lua" do objeto maior —, podemos dizer que este será o menor asteroide a receber um…

Replicador: Impressora 3D fabrica objetos inteiros usando luz

Além de imprimir o objeto completo de uma vez só, a técnica é muito rápida. [Imagem: Brett E. Kelly et al. - 10.1126/science.aau7114 ]

Replicador

O mundo da impressão 3D deu mais um salto de qualidade.

Em vez de criar objetos camada por camada, uma nova impressora cria estruturas inteiras projetando luz em uma resina que se solidifica ao ser iluminada por um determinado comprimento de onda.

O Replicador, ou sintetizador, foi criado por Brett Kelly e seus colegas da Universidade de Berkeley, nos EUA. A equipe afirma que batizou a impressora 3D fotônica em homenagem às máquinas da saga Jornada nas Estrelas, que podem materializar virtualmente qualquer objeto.

Com tempos de impressão de menos de dois minutos, os pesquisadores produziram uma série de objetos na escala dos centímetros, incluindo uma pequena versão de uma famosa escultura de Rodin, "O Pensador".

O método pode ser particularmente útil para a produção de peças com múltiplos componentes para aplicações em dispositiv…

Marcapasso usa eletricidade gerada pelo próprio coração

O próprio coração movimenta um gerador do tamanho de uma moeda de um centavo que produz eletricidade para recarregar a bateria do marcapasso.[Imagem: Patricio R. Sarzosa/TSE]

Gerador movido pelo coração

Se a proposta de Lin Dong e seus colegas da Universidade Dartmouth College, nos EUA, for aprovada pelas autoridades de saúde, pode ter chegado ao fim a busca pela colheita de energia que vai permitir eliminar de vez as baterias dos implantes médicos.

O problema com a atual geração de implantes biomédicos é que as baterias precisam ser trocadas, o que exige cirurgias adicionais, com seus riscos, custos e impactos na qualidade de vida.

A ideia de Dong é usar o próprio coração como fonte de força mecânica para acionar um gerador capaz de produzir eletricidade suficiente para alimentar implantes como marcapassos ou desfribiladores.

Nanogerador

A proposta consiste em modificar os marcapassos para aproveitar a energia cinética dos fios que conectam o implante ao coração, convertendo essa en…

Curta sobre garotinha que sonha ser astronauta está concorrendo ao Oscar

História emocionante da pequena Luna foi concebida por três animadores digitais talentosos que deixaram a Disney para perseguir o sonho de montar o próprio estúdio de animação - LUNA EM ONE SMALL STEP (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Quando um curta-metragem consegue transmitir em sete minutos mais sentimentos que muito filme de duas horas por aí, ele merece ser assistido. Se a história for bem contada a ponto de tirar lágrimas dos olhos em tão pouco tempo, e ainda introduzir inovações artísticas ao campo da animação digital, é digna de concorrer ao Oscar.

Indicado à categoria de Melhor Curta-Metragem na premiação de 2019, One Small Step (Um Pequeno Passo) foi lançado na internet e nos festivais de cinema em setembro do ano passado. A obra conta a comovente história de Luna, uma garotinha que tem o sonho de se tornar astronauta quando crescer. Ela vive na cidade grande com o pai, um humilde sapateiro que faz tudo ao seu alcance para apoiar a filha.



Mas uma série de dificuldades se impõem pelo cami…

Arquivo "X" Brasileiro: Caso Pedro de Toledo (Pesquisas 03)

Você já ouviu falar sobre o caso de Pedro de Toledo?

O “Caso Pedro de Toledo”, ocorrido em fevereiro de 1994, é um verdadeiro Arquivo X do Brasil, pois contempla vários detalhes insólitos, como mortes e queimaduras misteriosas de animais e de ser humano, avistamentos de OVNIs, desaparecimento de pistas importantes para esclarecimento do caso, adulteração de documentos oficiais, além do acobertamento do corpo da vítima e de informações fundamentais, principalmente na época do episódio. A hipótese ufológica não deve ser descartada neste caso, pois os documentos oficiais apontam para causas desconhecidas e ganha força, quando aparições são detectadas em Mongaguá, com informações de que o aparelho não identificado teria rumado para Pedro de Toledo nos dias em que José Marlone de Souza foi vitimado, vindo a falecer misteriosamente.

O caso foi pesquisado pelos investigadores Edison Boaventura Júnior, Carlos Alberto Machado e Suselinton de Souza Saga.

Maiores detalhes do episódio no livro d…

Como planetas são criados? Megacolisão em ponto distante do Universo dá pistas

Descoberta foi feita a partir de observações de um sistema estelar a 1,6 mil anos-luz de distância

Helen Briggs e Paul Rincon
BBC News

Astrônomos dizem ter a primeira evidência de uma colisão direta entre dois planetas em um sistema estelar distante.

Eles acreditam que o evento cósmico produziu um mundo rico em ferro, com quase dez vezes a massa da Terra. Uma colisão semelhante muito mais próxima de nós teria levado à formação da Lua há 4,5 bilhões de anos.

A descoberta foi feita por astrônomos nas Ilhas Canárias ao observar um sistema a 1,6 mil anos-luz de distância. Os planetas estudados giram em torno de uma estrela parecida com o sol chamada Kepler 107 na constelação de Cygnus.

Acredita-se que um dos planetas, Kepler 107c, tenha um núcleo de ferro que compõe 70% de sua massa, com o restante consistindo possivelmente de um manto rochoso.

Outro planeta mais próximo da estrela deste sistema, Kepler 107b, é 50% maior do que a Terra, mas tem metade da densidade.

Colisão teria ocorrido…

Sonda japonesa vai começar a minerar asteroide Ryugu no dia 22 de fevereiro

Por Patrícia Gnipper

Lançada pela JAXA (a agência espacial japonesa) com destino ao asteroide Ryugu, a sonda Hayabusa-2 chegou a seu destino no ano passado, depois de quase quatro anos de jornada, com o objetivo principal de coletar amostras do objeto e trazê-las para estudos na Terra. Para isso, explosivos serão disparados para que amostras de solo mais profundas sejam coletadas, e essa mineração já vai começar no dia 22 de fevereiro.

A sonda esteve na órbita do asteroide mapeando sua superfície até escolher o local de pouso ideal para seus dois robôs, o que aconteceu em setembro e outubro do ano passado, com os robôs já enviando algumas imagens inéditas da superfície do asteroide. No dia 22, a própria sonda deixará a órbita do objeto e aterrissará em sua superfície para, enfim, começar a coleta de amostras.

Ryugu é composto por níquel, ferro, cobalto, água, nitrogênio, hidrogênio e amônia, sendo, portanto, um alvo primordial para que cientistas consigam desvendar mistérios da forma…

Qual a viabilidade real de construirmos uma base fixa na Lua?

Por Patrícia Gnipper

Há muito se sonha com uma base fixa na Lua, com esse sonho sendo alimentado pela ficção científica ao longo do tempo. Essa base serviria tanto como morada para futuros habitantes lunares, quanto como laboratório científico e também uma espécie de pit-stop para viagens tripuladas interplanetárias. Contudo, no ano de 2019 isso ainda não existe fora da ficção — ainda que empresas como a SpaceX e também a agência espacial da China (CNSA) tenham planos do tipo em elaboração.

A China já começou a dar os primeiros passos rumo à construção de uma base fixa lunar, por sinal. Em janeiro, a sonda Chang'e 4 pousou no lado afastado da Lua, tornando-se a primeira nave a fazer uma aterrissagem por lá. A missão abre os caminhos para as futuras Chang'e 5 e 6, que serão enviadas para trazer à Terra amostras de rocha e solo coletadas no lado afastado da Lua, enquanto a missão Chang'e 7 fará estudos e mapeamento do polo sul da Lua, região de interesse para a habitação hu…

A Via Láctea não é um disco totalmente plano e deve ter bordas distorcidas

Uma impressão ligeiramente exagerada da forma real da nossa Via Láctea, que apresenta um formato parecido com um disco que vai ao chão e fica oscilando antes de cair totalmente.[Imagem: Xiaodian Chen/NAO/CAS]

Por Patrícia Gnipper

Um novo estudo, publicado na Nature Astronomy, revela que a nossa galáxia não é exatamente um disco plano como se acreditava até então, tendo, na verdade, bordas distorcidas.

Como vivemos na Via Láctea, não temos como observar o formato de nossa galáxia à distância, como fazemos com as outras galáxias e, por isso, precisamos estudar galáxias similares para estimarmos como é a aparência verdadeira da nossa. Andrômeda, por exemplo, é maior do que a Via Láctea, mas ambas são muito grandes, ambas são galáxias espirais e ambas têm mais ou menos a mesma idade. Portanto, Andrômeda serve como comparativo para tirarmos conclusões sobre a nossa galáxia.

Mas, de acordo com o novo estudo, astrofísicos descobriram que quanto mais longe do centro galáctico, mais distorcid…

Animação mostra que velocidade da luz é bastante lenta sob a ótica do universo

Por Patrícia Gnipper

Sob o nosso ponto de vista, a velocidade da luz é absurdamente rápida, com uma velocidade de cerca de 299.792 metros por segundo no vácuo (ou 1,070 bilhão de quilômetros por hora). Contudo, sob a ótica do universo, a velocidade da luz é extremamente lenta — e um cientista da NASA preparou 3 animações simples que nos ajudam a enxergar a lentidão da velocidade da luz sob esse olhar cósmico.

James O'Donoghue, cientista planetário da agência espacial dos Estados Unidos, animou quanto tempo leva para a luz viajar pela Terra, assim como entre nosso planeta e a Lua, e também em relação a Marte. E, apesar de a velocidade da luz ser mais rápida do que a velocidade máxima que qualquer objeto pode atingir ao viajar pelo espaço, as animações mostram que o limite da velocidade da luz no universo faz com que ela seja rápida e lenta ao mesmo tempo — tudo depende do ponto de vista.

Velocidade da luz em relação à Terra

via Gfycat
Nesta primeira animação, O'Donoghue mostra …

Satélite chinês fotografa lado afastado da Lua com a Terra ao fundo

Por Patrícia Gnipper

Na órbita da Lua desde junho do ano passado, o satélite chinês Longjiang-2 foi lançado junto com o satélite Queqiao, este que faz a retransmissão dos dados entre a sonda Chang'e 4, que está no lado afastado da Lua, e a Terra. Ambos os satélites trabalham em conjunto para garantir a transmissão de dados com sucesso, e agora o Longjiang-2 acaba de nos presentear com uma bela fotografia do lado afastado da Lua com a Terra ao fundo da mesma imagem.

O telescópio de rádio Dwingeloo (na Holanda) baixou a imagem nesta terça-feira (5), sendo que, no domingo (3), foi enviado um comando para o satélite aproveitar a oportunidade, de acordo com sua localização naquele momento, de fazer esse registro.

Durante os primeiros dias após o pouso da Chang'e 4 no lado afastado da Lua, o satélite precisou ser silenciado para não interferir nas comunicações entre a sonda e a Terra, sendo religado no último final de semana. Então, foi possível fazer o registro, sendo esta a prime…

NASA perde contato com os CubeSats MarCO-A e B e missão é encerrada

Arte mostra os dois CubeSats acima de Marte enquanto a sonda InSight faz sua descida (Imagem: NASA)

Por Patrícia Gnipper

Enviados junto com a missão InSight rumo a Marte, os dois pequenos satélites CubeSats chamados de Mars Cube One (ou MarCO) A e B forneceram um link de comunicação em tempo real entre a InSight e a NASA. Eles tinham a missão principal de servir como plataforma de testes para as novas tecnologias de satélites em miniatura, sendo os primeiros CubeSats projetados para funcionar além da órbita da Terra. Mas a missão acaba de chegar ao fim, com a agência espacial confirmando ter pedido o contato com a dupla.

Na verdade, os dois satélites, apelidados de WALL-E e EVE, sobreviveram por mais tempo do que o esperado. Ambos estavam perto de Marte quando a sonda InSight fez sua descida à superfície no ano passado, e fizeram seu trabalho de backup de comunicações com maestria. "Essa missão sempre foi sobre empurrar os limites da tecnologia miniaturizada e ver o quão longe e…

Programa Fenômeno Ufo (Janeiro/2019)

A gigante vermelha (05/01/19)

A estrela mais velha do universo está na nossa galáxia e, conhecida como Matusalém, cálculos indicam que ela tenha mais tempo de vida que a própria Via Láctea. Mas isso é possível? Quanto tempo uma estrela pode viver? Acompanhe essas e outras notícias no Fenômeno UFO!




Marte pode abrigar vida? (12/01/19)

Nós encontramos vida na terra mesmo em locais onde não se imaginaria ser possível. Os corpos se adaptam e a vida persiste. Mas quando consideramos planetas secos e áridos como Marte, podemos encontrar seres vivos? A Ciência está procurando vida em outros planetas? Acompanhe essa notícia e muito mais agora, no Fenômeno UFO!




A Terra é plana? (19/01/19)

Nos últimos meses, a ideia de que o planeta Terra seria plano voltou à tona e ganhou adeptos na internet. Mas esses ideais tem fundamento? Por que não é possível afirmar que a Terra não é redonda? Acompanhe essas informações e muito mais no Fenômeno UFO!




Realidades dimensionais (26/01/19)

O Fenômeno UFO falou…

Astrônomos brasileiros descobrem três aglomerados estelares

AGLOMERADOS ESTELARES FORAM ENCONTRADOS NO CENTRO DA GALÁXIA (FOTO: NASA)

Regiões espaciais surgiram no início do Universo e podem ajudar a explicar a história da Via Láctea

Nos últimos anos, o astrônomo Denilso Camargo fez uma grande busca por aglomerados estelares no disco da galáxia e acabou descobrindo 1101 aglomerados abertos. “A maioria destes objetos está localizada na direção contrária ao centro da galáxia, então resolvi olhar mais para o centro”, afirma o astrônomo. Foi quando ele se deparou com objetos que pareciam velhos demais para ser aglomerados abertos e chegou a conclusão de que eles deveriam ser aglomerados globulares.

Em um artigo publicado no ano passado, Camargo comunicou a descoberta de cinco aglomerados globulares e, agora, junto com o seu colaborador Dante Minniti, ele revela que encontrou outros três que receberam o nome de Camargo 1107, 1108, 1109. A pesquisa foi publicada no Monthly Notices of the Royal Astronomical Society (MNRAS).

De acordo com o astrônomo…