Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 29, 2018

Astrofísica no sertão: radiotelescópio será erguido no interior da Paraíba

Instrumento vai colaborar com os estudos sobre as misteriosas matéria e energia escuras (ILUSTRAÇÃO: DENIS FREITAS)

A Cidade de Aguiar, no sertão da Paraíba, distante 424 quilômetros de João Pessoa, entrou em alvoroço em junho do ano passado. Gente de São Paulo e até do estrangeiro começou a frequentar o município de 5.530 habitantes castigado pela seca. O destino dos forasteiros era a Serra do Urubu, para onde instrumentos de medição foram levados — um lugar abençoado pela falta de antenas de rádio e de celular, ou seja, sem nenhuma interferência.

“Em 56 anos, desde a fundação de Aguiar, não tivemos visita de pessoas estranhas”, recorda o prefeito Lourival Lacerda Leite Filho (PTB). Por uma crença antiga de que haveria ouro naquela serra, correu pela localidade o boato de que aqueles homens haviam sido contratados por uma mineradora para extrair as riquezas da terra. Mas o verdadeiro tesouro virá do céu.

No segundo semestre, será iniciada a construção de um dos maiores radiotelescóp…

Dados velhos, novos truques: resultados recentes da sonda Galileo

Esta imagem de Ganimedes, uma das luas de Júpiter e a maior lua do Sistema Solar, foi obtida pela sonda Galileo.
Crédito: NASA

Do outro lado do Sistema Solar, de onde a Terra aparece apenas como um pálido ponto azul, a nave Galileo da NASA passou oito anos orbitando Júpiter. Durante esse tempo, a entusiástica sonda - um pouco maior que uma girafa adulta - transmitiu muitas descobertas sobre as luas do gigante gasoso, incluindo a observação de um ambiente magnético em redor de Ganimedes que era distinto do campo magnético de Júpiter. A missão terminou em 2003, mas os dados recém-ressuscitados do primeiro voo rasante da Galileo por Ganimedes estão a fornecer novas informações sobre o ambiente da lua - diferente de qualquer outro no Sistema Solar.

"Estamos a regressar mais de 20 anos depois a fim de examinar alguns dos dados que nunca foram publicados e para terminar a história," afirma Glyn Collinson, do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA em Greenbelt, no estado norte-ame…

Britânico desenvolve garrafa d'água que se decompõe em três semanas

GARRAFINHA SE DECOMPÕE NO AMBIENTE EM APENAS TRÊS SEMANAS. (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Invenção visa reduzir o consumo de plástico no planeta

Todos os dias, cerca de oito toneladas de plástico vão parar nos oceanos. Dentro dessa assustadora realidade, a garrafinha de água descartável tem papel fundamental. É só parar para pensar quantas você usa por ano: todas vão continuar vagando por aí até muito depois de sua passagem pela Terra, seja em forma de garrafa ou decomposta em invisíveis microplásticos.

Alternativas são fundamentais. Foi pensando nisso que o cientista britânico James Longcroft desenvolveu uma garrafa d’água que se decompõe em apenas três semanas. Enquanto o exterior da garrafa é feito de papel reciclável, o interior da garrafa é composto por um material desenvolvido pelo próprio Longcroft, cuja composição é mantida em segredo. A tampinha, feita aço, se decompõe em um ano.

Ele ainda aguarda a conclusão do processo de patente, o que o deixa mais cauteloso, mas já encontrou uma for…

Arqueólogos encontram trechos escondidos nos Manuscritos do Mar Morto

PEDACINHO DOS MANUSCRITOS DO MAR MORTO ERA O TRECHO QUE FALTAVA DO SALMO 147 (FOTO: IAA)

Texto das escrituras hebraicas foi encontrado depois de análise com infravermelho

Foram 70 anos para que os pesquisadores conseguissem decifrar todos os textos dos Manuscritos do Mar Morto. Em janeiro, arqueólogos da Universidade de Haifa, em Israel, conseguiram decifrar o que pensavam ser a última parte dos textos, 60 pequenos fragmentos escritos com códigos em pergaminhos de papiro.

Outros tantos fragmentos, de tão pequenos e frágeis, foram deixados de lado. Afinal, não tinha nada escrito neles. No entanto, pesquisadores da Autoridade de Antiguidades de Israel resolveram digitalizar esses pequenos pedacinhos de papiro a fim de compartilhar com o público.

Durante o trabalho, Oren Ableman, um pesquisador de pergaminhos na Unidade de Manuscritos do Mar Morto da IAA, viu que alguns dos encontrados perto da Caverna 11 de Qumran traziam marcas diferentes dos demais. Esses fragmentos pareciam vazios a…

Arqueólogos descobrem evidências de que o reino bíblico de Davi existiu

IMAGEM AÉREA DA RESIDÊNCIA DO GOVERNADOR. (FOTO: SKY VIEW AND GRIFFIN AERIAL IMAGING/ TEL 'ETON ARCHAEOLOGICAL EXPEDITION)

Todo mundo que tem um pouco de familiaridade com a Bíblia já deve ter escutado falar da famosa disputa entre Davi e Golias. Um jovem pastor de Belém que derrotou o gigante filisteu para conquistar a confiança do rei hebreu Saul, se tornando imperador entre os séculos 11 e 10 a.C, unindo o povo de Israel.

Nas últimas décadas, porém, cada vez mais pesquisadores começaram a questionar a real existência do Reino de Davi. Afinal, não haviam evidências de construções reais no local onde o reino deveria ter sido erguido. Assim, concluíram que os governadores locais era, naquele tempo, controlavam apenas a região de Jerusalém e as redondezas. Nada parecido com um grande e unido reino.

O mais parecido com isso era a “Residência do Governador”, uma construção que foi destruída no século 8 diante a invasão Assíria. As ruínas, porém, resguardam características da arquite…

Único trabalho de Alan Turing na biologia inspira criação de material

Publicação realizada pelo matemático Alan Turing em 1952 tem potencial para revolucionar a bioengenharia

O britânico Alan Turing é muito mais conhecido por seus feitos na matemática, principalmente por ter revolucionado a computação, mas deixou sua contribuição em outras áreas, incluindo a biologia. Em seu único paperpublicado na área, em 1952, buscou explicar como padrões repetidos se desenvolveram em organismos vivos.

É como a sequência de Fibonacci, vista em flores e caracóis. Para Turing, muitos desses padrões vinham da atuação de um tipo específico de hormônios, denominados morfogênicos, sobre as células. Essas substâncias secretadas pelas células promovem ou inibem as influências de cada uma sobre várias funções biológicas, seja a produção de um pigmento ou a regulação do seu crescimento.

A difusão desses morfogênicos pelos tecidos do organismo seguiriam padrões matemáticos, o que explicaria a repetição de formas, cores e texturas entre os seres vivos. Embora a ciência ainda nã…

Luiz Antonio Gasparetto

Neste 3 de maio de 2018 nos deixou o médium, escritor e apresentador de Tv, Luiz Antonio Gasparetto. Gasparetto como era assim chamado faleceu aos 68 anos em decorrência de um câncer de pulmão, me lembro que pelos idos de 1987, ainda criança o tema Ufologia já me chamava muito atenção, neta mesma época o apresentador tinha um programa na rede Bandeirantes chamado Terceira Visão, onde abordava temas espiritualistas e também ufológicos como o apresentado a seguir. Assim deixo esta singela homenagem à alguém que teve um papel importante na divulgação séria da Ufologia, Obrigado Gasparetto!

Luiz Antonio Gasparetto apresenta o programa 3ª Visão, transmitido pela TV Bandeirantes (SP) em 17/04/1987, idealizado pelo diretor Augusto Cesar Vanucci. Nesta primeira parte do episódio dedicado aos discos voadores (ufos - ovnis), Gasparetto entrevista o fotógrafo Almiro Baraúna (1916-2000), célebre por ter flagrado um disco voador sobrevoando a Ilha de Trindade (ES) em 1958, à bordo do navio Almira…

Hubble detecta hélio na atmosfera de um exoplaneta pela primeira vez

O exoplaneta WASP-107b é um gigante gasoso que orbita uma estrela de sequência principal, altamente ativa, do tipo K. A estrela fica a cerca de 200 anos-luz da Terra. Usando espectroscopia, os cientistas foram capazes de encontrar hélio na atmosfera que escapa do planeta - a primeira detecção desse elemento na atmosfera de um exoplaneta.
Crédito: ESA/Hubble, NASA, M. Kornmesser

Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, astrônomos detetaram hélio na atmosfera do exoplaneta WASP-107b. É a primeira vez que este elemento foi detetado na atmosfera de um planeta para lá do Sistema Solar. A descoberta demonstra a capacidade de usar espectros infravermelhos para estudar as atmosferas estendidas de exoplanetas.

Uma equipe internacional de astrônomos, liderada por Jessica Spake, estudante de doutoramento da Universidade de Exeter no Reino Unido, usou o instrumento WFC3 (Wide Field Camera 3) do Hubble para descobrir hélio na atmosfera do exoplaneta WASP-107b. Esta é a primeira detecção d…

Nova técnica usa ondas sonoras para levitar gotas de água e detectar contaminação

Pesquisadores usam ondas sonoras para levitar gotas de água. Esse procedimento permite a água evaporar, o que concentra amostras para a detecção espectroscópica de metais pesados nocivos, como chumbo e mercúrio na água.

Método é capaz de identificar presença de metais como Bário, Cádmio e Mercúrio

Uma nova pesquisa mostrou que usar ondas sonoras para fazer levitar gotículas de água pode ajudar na detecção de contaminação por metais pesados, como Chumbo e Mercúrio. A detecção de pequenas quantidades de metais pesados na água é importante porque esses contaminantes são prejudiciais para a saúde humana e para o meio ambiente. A nova técnica pode, eventualmente, criar instrumentos que permitam monitorar localmente e em tempo real a presença de metais, o que poderia ajudar a prever futuros problemas de contaminação de chumbo ou detectar águas residuais contaminadas em locais industriais.

“Apesar da grande variedade de sensores de água que oferecem monitoramento contínuo, a detecção de m…

Visão laser do Super-Homem virá instalada em lentes de contato

Observe o laser brilhando a partir da superfície da nota - a luz está saindo daquele ponto. [Imagem: Markus Karl et al. - 10.1038/s41467-018-03874-w]

Visão laser em lentes de contato

A visão a laser do Super-Homem está muito próxima de se tornar realidade - mas não será exatamente o que os fãs mais ardorosos dos quadrinhos podem estar esperando.

Markus Karl, da Universidade St Andrews, no Reino Unido, criou um "laser ocular", uma espécie de lente de contato capaz de emitir luz laser.

Segundo a equipe, o limite de emissão dos seus "lasers de membrana" é compatível com as exigências de segurança para o olho humano - até o momento, o dispositivo só foi testado em olhos de vacas, para aferir por quanto tempo ele se manteria funcional.

Os componentes ativos do laser são semicondutores orgânicos, que podem ser aplicados por impressão em superfícies flexíveis. O dispositivo se aproxima do limite fundamental em peso e espessura específicos, além de uma flexibilidade mecân…

Recordes de transmissão: Muitos dados e 10.000 vezes menos energia

Evolução das tecnologias de transmissão óptica. [Imagem: Toshio Morioka]

Dados à vontade

Pesquisadores do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Japão fizeram uma transmissão de dados experimental a uma velocidade de 159 Tb/s (terabytes por segundo).

O teste, envolvendo laboratórios distantes 1.045 quilômetros (km) um do outro, usou fibras ópticas multimodo - neste teste, elas operavam em três modos diferentes - com 0,125 milímetro de diâmetro, o que as torna adequadas para serem instaladas com equipamentos padrão da indústria.

Convertendo os resultados para o produto da taxa de dados e distância (produto NBL), que é um indicador geral da capacidade de transmissão, chega-se a 166 Pb/s × km, o que é o dobro do recorde mundial anterior para esse tipo de fibra óptica e a maior taxa de dados acima de 1.000 km para qualquer tipo de fibra de diâmetro padrão.

Fibras multimodo têm diferentes retardos de propagação entre sinais ópticos em diferentes modos, o que torna…

Matéria de Capa | Diário espacial | 29/04/2018

Neste programa tente imaginar o seguinte: 500 satélites espalhados pelo Espaço, cada um deles equipado com câmeras de alta definição, captando, 24 horas por dia, tudo que se passa na Terra. O alcance dessas câmeras? Dois centímetros e meio. Tempo de chegada das imagens: 1 segundo. Isto não é ficção. Estamos falando de um projeto que já conta com o apoio de grandes investidores multinacionais. O objetivo do empreendimento é monitorar tudo que se passa na Terra, de desastres naturais à pesca ilegal, a migração das baleias e, claro, atividades humanas em geral. A exploração espacial pode significar avanços tecnológicos, espionagem ou uso militar.



FONTE: Matéria de Capa

AATIP não é a designação correta do programa de investigação ufológica do Pentágono

Crescem as polêmicas e as suspeitas sobre a revelação do programa de investigação ufológica do Pentágono

Acusação foi feita pelo pesquisador norte-americano Paul Dean, que graças a fontes dentro do Departamento de Defesa descobriu que estudo ufológico faz parte de um programa ainda maior

Após a revelação feita em dezembro de 2017 pelo jornal The New York Times, com base em informações obtidas pela To The Stars Academy of Arts and Science (TTS/AAS) liderada pelo cantor Tom Delonge, a respeito da existência de um programa de investigação ufológica do Pentágono designado como Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP), inúmeros pesquisadores acionaram a Lei de Liberdade de Informações norte-americana (FOIA) a fim de obter maiores esclarecimentos. Tais requerimentos têm sido respondidos e forma frustrante, em textos lacônicos afirmando que não existe informação disponível. E, conforme descobriu o pesquisador norte-americano Paul Dean, a razão para isso é que prov…

A teoria dos universos paralelos no ainda inédito ultimo trabalho de Stephen Hawking

Hawking: trabalho final sobre universos paralelos foi enviado para publicação dez dias antes da morte do físico

Pallab Ghosh
BBC News

A última pesquisa do físico Stephen Hawking aponta que nosso Universo pode ser apenas um de muitos outros parecidos com ele.

A teoria seria uma solução de paradoxo cósmico criado pelo próprio trabalho do cientista, e também indica um caminho para astrônomos em busca de indícios da existência de universos paralelos.

O estudo foi enviado para publicação no periódico Journal of High-Energy Physics em 4 de março deste ano, dez dias antes de Hawking morrer.

Nos anos 1980, o cientista, junto com o físico americano James Hartle, elaborou uma nova ideia sobre o início do Universo.

Ela foi de encontro a uma limitação da teoria de Albert Einstein que sugeria que o Universo surgiu há 14 bilhões de anos, mas não indicava como ele teria começado.

A proposta de Hartle e Hawking usava uma base diferente, chamada mecânica quântica, para explicar como o Universo teria …

Vida Fora da Terra - Zita Martins | Explorar o Universo - Viver Fora da Terra | Festival Antena 2

Qual a probabilidade de encontrarmos vida fora da Terra?

Zita Martins (astrobióloga, investigadora da Royal Society no Imperial College em Londres durante 8 anos e atual professora no Instituto Superior Técnico) tem, entre os seus interesses científicos, a detecção de assinaturas de vida extraterrestre em missões espaciais, e a potencial contribuição de compostos orgânicos presentes em meteoritos e cometas para a origem da vida na Terra.

"Explorar o Universo - Viver Fora da Terra" foi uma conferência pública, realizada a 17 de fevereiro de 2018 no Teatro da Trindade, em Lisboa - Portugal, no âmbito do Festival Antena 2. Foi organizada pela Antena 2 em parceria com o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço. A moderação foi de João Almeida (Diretor da Antena 2).





FONTE: Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

Universo não necessariamente se expandirá para sempre

Um teólogo medieval antecipou a teoria cosmológica aceita pelos cientistas atualmente.[Imagem: Tom C. B. McLeish et al.]

Disputa entre paradigmas

Um grupo de pesquisadores espanhóis está-se valendo de uma tática curiosa para lançar uma nova teoria científica que promete uma explicação da mecânica do Universo melhor do que os modelos atuais.

Sabendo que, assim como ocorre no mundo da política, no mundo científico também é muito difícil tirar do poder o grupo que defende o paradigma vigente, Gabriel Barceló e seus colegas fundaram um instituto de pesquisas independente, cujo objetivo central é conduzir estudos e experimentos que possam validar ou refutar sua nova teoria.

Assim, caberá à entidade, batizada de Dinámica Foundación, congregar astrofísicos, cosmologistas, matemáticos e cientistas de outras áreas para fazer um escrutínio vigoroso do que a equipe chama de um "novo paradigma da física": a Teoria das Interações Dinâmicas.

Curiosamente, e dando força às formulações, a …

Satélites artificiais alienígenas poderão em breve ser observados orbitando exoplanetas

Representação de um Exoanel de Clarke com a figura do grande autor da ficção científica

Proposta aponta nova forma de procurar por civilizações extraterrestres, e seus satélites poderiam ser detectados pelos instrumentos disponíveis hoje

Em breve poderemos detectar pela primeira vez civilizações alienígenas, observando se exoplanetas possuem satélites em órbita. A construção de tais artefatos é vista por muitos cientistas como um passo natural no desenvolvimento de uma sociedade, e aqui na Terra eles são usados para comunicações, pesquisa científica, navegação, meteorologia, espionagem e diversos outros propósitos. Satélites de comunicação são inseridos em órbitas geoestacionárias, a cerca de 36.000 km de altitude, ficando assim estacionários em relação a um determinado ponto da superfície terrestre. Conforme estudo publicado no The Astrophysical Journal e disponível no site arXiv (veja nos links abaixo) de autoria de Hector Socas-Navarro, do Instituto de Astrofísica das Ilhas Canári…

Céu da Semana - 30/04 a 06/05/2018

Hoje apresentamos M83, mais conhecida pelo apelido de Galáxia do Catavento do Sul, e é uma das recordistas em supernovas observadas.



FONTE: UNIVESP TV

Arquivo Ovni: Discos voadores assustam Mirassolenses

Recorte de jornalFolha de Mirassol 23/03/1978

Pessoas afirma terem visto bolas brilhantes cruzando os céus.

Eventos
23/03/1978 - Mirassol- SP

O fenômeno relacionado com os chamados "discos voadores" continua despertando a curiosidade popular. A exemplo do que vem acontecendo em São José do Rio Preto e região, também em Mirassol muitas pessoas afirmaram ter visto objetos luminosos sobrevoando a cidade.

Durante o final do mês de Março de 1978, o jornal Folha de Mirassol recebeu em sua redação diversos telefonemas de pessoas que afirmavam ter visto bolas brilhantes cruzando os céus, mas todas recusaram identificar-se, alegando que "vão nos chamar de loucos".

Em consequência dos telefonemas e comentários surgidos na cidade, os repórteres do jornal procuraram manter contatos visando informações a respeito. Indagando sobre o assunto, estiveram em contato com uma senhora, residente na Rua Santo Antônio. Pedindo que seu nome não fosse revelado, afirmou ter visto, na noite…