Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 7, 2014

O Paradoxo de Fermi: onde é que estão as outras Terras?

Quando você está em algum lugar propício para admirar as estrelas, e se a noite estiver especialmente boa para vê-las, é incrível olhar para cima e se deparar com algo semelhante à imagem acima.

Algumas pessoas ficam impressionadas pela beleza do céu, ou se deslumbram com a vastidão do universo. No meu caso, eu passo por uma leve crise existencial, e depois ajo bem estranhamente por meia hora. Cada um reage de um jeito diferente.

O físico Enrico Fermi também reagia diferente, e se perguntou: “cadê todo mundo?”

Os números
Um céu estrelado parece imenso, mas tudo o que estamos vendo é a nossa vizinhança. Nas melhores noites estreladas, nós podemos ver até 2.500 estrelas (mais ou menos um centésimo de milionésimo do total de estrelas em nossa galáxia). Quase todas estão a menos de mil anos-luz de nós (ou 1% do diâmetro da Via Láctea). Então, na verdade estamos olhando para isto:



Nosso céu noturno é formado por uma pequena parte das estrelas próximas e mais brilhantes dentro do círculo v…

Em busca do green flash light!

Fenômeno green flash durante o pôr do sol. Crédito: Juan José Manzano (Grupo de Observadores Astronômicos de Tenerife) / NASA


Fenômeno green flash durante o pôr do sol. Crédito: Daniel López (El Cielo de Canarias) / NASA

por Maira Di Giamo

O pôr do sol, por si só, já é um evento lindíssimo de se observar em qualquer lugar do mundo. Mas se ele vier com o green flash light no final, aí será inesquecível! Confira o que é o flash de luz verde e as dicas para observá-lo.



FONTE: CLIMA TEMPO

Stephen Hawking diz que a "Partícula de Deus" pode destruir o Universo

O Bóson de Higgs foi proposto há mais de 40 anos para explicar a origem das massas das partículas pelo físico Peter Higgs

O bóson de Higgs tem potencial para destruir o Universo.
Essa é a conclusão do físico teórico Stephen Hawking em prefácio do livro “Starmus”, uma coletânea de palestras de cientistas e astrônomos, como Neil Armstrong e Buzz Aldrin.
Segundo Hawking, níveis energéticos muito elevados da partícula podem torná-la instável.
Esse processo causaria uma decadência catastrófica do vácuo, o que levaria a um colapso do espaço e tempo.
Porém, um desastre como este é improvável. Isso porque os físicos não têm um acelerador de partículas grande o suficiente para criar um experimento desse tipo de experimento.
Segundo Hawking, o potencial da partícula é preocupante apenas em níveis energéticos acima de 100 bilhões de GeV (giga elétron-volts, medida padrão para a massa de partículas subatômicas).
Mas uma máquina dessas precisaria ser maior do que a Terra e é improvável que seja f…

A jornada para ressuscitar um animal extinto sem usar clonagem

Antes de existir a vaca, havia o auroque, um animal musculoso que percorria a Eurásia aos milhões. Ele foi caçado desde a pré-história, enquanto linhagens mais dóceis foram arrebanhadas e deram origem aos bois e vacas que conhecemos hoje. O último auroque, no entanto, morreu no século XVII.

Agora, um grupo de cientistas quer trazer de volta o auroque, através da reprodução seletiva de vacas modernas – é o sentido inverso da domesticação.

Ultimamente, vem ganhando força um movimento “desextinção”, para trazer de volta algumas criaturas que deixaram de existir há séculos. O Revive & Restore Project, por exemplo, sugere ressuscitar o mamute e o tigre-dentes-de-sabre. Esta ideia depende da clonagem de animais, uma técnica que raramente funciona, mas que dá esperança a pensadores radicais.

Enquanto isso, o Programa Tauros – que começou em 2008 – quer trazer o auroque de volta sem clonagem: em vez disso, eles usam a tradicional reprodução seletiva, guiada por uma análise moderna de DNA…

Para espionar, NSA ameaçava gigantes de tecnologia com multa de US$ 250 mil por dia

O escândalo de espionagem da NSA estourou há cerca de um ano, quando surgiu a pergunta: como as maiores empresas de tecnologia cederam ao governo americano? Agora começamos a descobrir. Esta é a história de como o Yahoo foi coagido a participar do PRISM.

De acordo com documentos judiciais obtidos pelo Washington Post, e corroborados pelo blog oficial do Yahoo, o governo dos EUA abordou a empresa pela primeira vez em 2007, pedindo metadados de usuários.

O pedido não tinha precedentes: os EUA não queriam mais obter pedido judicial antes de solicitar metadados de um alvo individual. A ordem simplesmente pedia dados sobre alvos localizados fora dos EUA no momento, fossem eles estrangeiros ou americanos.

O Yahoo contestou o pedido do governo várias vezes, citando a Constituição americana, mas foi rechaçado pelo FISCR (Tribunal de Apelações para Vigilância de Inteligência Estrangeira, na sigla em inglês). Este “tribunal secreto”, que analisa pedidos de vigilância para segurança nacional, a…

Cientistas gravaram o som feito por um único átomo em movimento

Qual é o som de um átomo em movimento? Pode soar como uma daquelas questões filosóficas bestas, mas na verdade é um grande enigma para cientistas que aparentemente enfim foi solucionado.

O título da matéria poderia ser mais chamativo, algo como “Ouça o som que um único átomo faz”, mas não seria honesto, já que você não conseguirá ouvir esse barulho. Mas os cientistas dizem que é um dos sons mais suaves fisicamente possíveis.

Os pesquisadores, da Universidade de Columbia e da Universidade de Tecnologia Chalmers, na Suécia, capturaram o som que um único átomo faz ao se mover ao detectar as vibrações que emanam dele. Como aprendemos na escola, as vibrações criam sons – mas, neste caso, o som é bem baixo.

Então como eles fizeram isso? Bem, eles excitaram um átomo, e então detectaram suas emissões acústicas ao usar um chip especial que converte ondas minúsculas acústicas em microondas. Essas microondas são de amplitude larga o suficiente para serem gravadas – usando amplificadores de micr…

Caso extremamente raro de mulher sem cerebelo intriga médicos

Uma mulher chinesa de 24 anos foi ao hospital reclamando de tontura e náuseas. Ela provavelmente não estava preparada para descobrir a causa do desconforto: ela é saudável, mas não tem um cerebelo. Este é o nono caso em toda a história da medicina.

O cerebelo é uma parte bastante considerável do cérebro, e é importante para o controle motor e algumas funções cognitivas. Na imagem acima, o cérebro da mulher sem cerebelo está do lado esquerdo; à direita, é retratado um cérebro normal.

O fato de que ela viveu sem esta região vital serve para mostrar como o cérebro humano é adaptável como um órgão. A mulher relatou ter alguns problemas com o controle motor, só aprendeu a falar aos 6 anos de idade, e começou a andar aos 7. Mas mesmo sem uma grande parte do cérebro, ela aprendeu tudo isso!

Esta é uma das condições mais raras na medicina. A mulher chinesa está entre apenas nove pessoas conhecidas na história por terem sobrevivido sem um cerebelo. Por isso, não está claro o que os médicos vã…

Cientistas solidificam a luz

Luz cristalizada: inicialmente os fótons fluem facilmente entre os dois qubits, produzindo as grandes ondas à esquerda. A seguir, a luz cristaliza, mantendo os fótons no lugar (direita). [Imagem: Universidade de Princeton]

Cristal de luz

Cientistas garantem ter solidificado a luz, cristalizando os fótons como se eles fossem os átomos na rede cristalina de um sólido.

Não se trata de espalhar a luz através de cristal - a luz se transforma em um cristal, com os fótons ficando fixos no lugar.

Os cientistas já haviam torcido e retorcido a luz, congelado a luz e até construído rodas fotônicas. Mas formar uma rede cristalina de luz é algo inédito.

"É algo que nunca vimos antes," disse Andrew Houck, da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos. "Este é um novo comportamento para a luz."

Infelizmente, você não conseguirá pegar o cristal de luz na mão, uma vez que esse comportamento exótico cessa tão logo o feixe é desligado, mas os cientistas garantem que o experimento…

Primeiro selfie espacial: Rosetta e seu cometa

Selfie espacial

A sonda espacial Rosetta registrou o primeiro autorretrato espacial: um selfie que mostra sua aproximação do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko.

Além de estudar o cometa, a sonda enviará um módulo de pouso e depois perseguirá o 67P por um ano durante sua aproximação do Sol.

Na verdade, o selfie foi tirado justamente pelo módulo de pouso, chamado Philae, usando uma câmera de um experimento chamado CIVA.

CIVA é uma sigla para Comet nucleus Infrared and Visible Analyzer, analisador do núcleo do cometa em infravermelho e visível. Suas câmeras serão capazes de tirar fotos panorâmicas em 360º do local de pouso do Philae.

O experimento CIVA conta ainda com um microscópio para caracterizar as amostras e com um sensor para registrar o espectro em infravermelho dessas amostras.

Pouso no cometa

No início da semana que vem deverá ser anunciado o local de pouso do Philae. Técnicos da missão afirmaram que o processo de seleção do local de pouso complicou-se muito nos últimos dias.

Co…

Rover Curiosity chega ao Monte Sharp, Marte

Esta imagem mostra a rota nova e a antiga do rover Curiosity e é composta por imagens de alta-resolução obtidas pelo instrumento HiRISE a bordo da sonda MRO. Este novo percurso providencia um excelente acesso a muitas características na Formação Murray.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/Universidade do Arizona

O rover Curiosity da NASA chegou ao Monte Sharp, uma montanha com 5,5 km de altura no centro da vasta cratera Gale, o destino principal a longo prazo da missão.

"O Curiosity vai agora começar um novo capítulo de uma já excelente introdução ao mundo," afirma Jim Green, diretor da Divisão de Ciência Planetária da NASA na sede da agência em Washinton. "Depois de um pouso histórico e inovador, juntamente com as suas descobertas bem-sucedidas, aproxima-se a sequela científica.

A viagem do Curiosity montanha acima vai começar com um exame das encostas mais baixas. O rover está a começar este processo num ponto de entrada perto de um afloramento conhecido como Montes Pahrump, e…

Hubble encontra companheira de supernova depois de duas décadas de busca

Impressão artistisca da supernova 1993J, que explodiu na galáxia M81. Usando o Telescópio Espacial Hubble, astrónomos identificaram a estrela companheira azul e que queima hélio, vista no centro da nebulosa de detritos em expansão, produzida pela supernova.
Crédito: NASA, ESA e G. Bacon (STScI)

Com o Telescópio Espacial Hubble, astrônomos descobriram uma companheira estelar de um tipo raro de supernova. A descoberta confirma a teoria de longa data de que a supernova, baptizada SN 1993J, ocorreu dentro de um sistema binário, onde duas estrelas em interação provocaram uma explosão cósmica.

"É como uma cena de um crime onde finalmente identificamos o ladrão," afirma Alex Filippenko, professor de astronomia da Universidade da Califórnia, em Berkeley, EUA. "A estrela companheira roubou um monte de hidrogênio antes da estrela primária explodir."

SN 1993J é um exemplo de supernova do Tipo IIb, explosões estelares invulgares que contêm muito menos hidrogênio do que aquele…

Brasileiros descobrem pterossauro que lembra 'dragão' do filme Avatar

Ilustração que mostra o Ikrandraco avatar, pterossauro que teria vivido há 120 milhões de anos (Foto: Divulgação/Maurílio Oliveira/Museu Nacional/UFRJ)

Fósseis do réptil voador 'Ikrandraco avatar' foram encontrados na China.
Descrição foi publicada nesta quinta-feira em revista do grupo 'Nature'.

Pesquisadores brasileiros e chineses descobriram uma nova espécie de pterossauro, réptil voador que viveu há 120 milhões de anos na Terra, na mesma época que os dinossauros. Ele recebeu o nome Ikrandraco avatar, por ser parecido com o "Na'vi Ikran", tipo de dragão do planeta Pandora, criado pelo diretor James Cameron para o filme Avatar, de 2009.
Os paleontólogos Alexander Kellner, do Museu Nacional do Rio de Janeiro, e Taissa Rodrigues, da Universidade Federal do Espírito Santo, integram o grupo de pesquisadores que assinaram artigo publicado nesta quinta-feira (11), na revista “Scientific Reports”, do grupo “Nature”. Os demais fazem parte da Academia Chinesa d…

Mapeamento subterrâneo descobre vários monumentos próximos ao Stonehenge

Os mistérios do Stonehenge costumam ser revelados por métodos pouco convencionais – como quando esqueceram de regar o gramado, ou ao bater em suas pedras com quartzo. Neste novo caso, foram necessários quatro anos de observação no local. Uma nova expedição subterrânea revelou enormes e complexos monumentos neolíticos desconhecidos na região do Stonehenge, incluindo uma “super stonehenge”.

O Projeto da Paisagem Escondida do Stonehenge passou os últimos quatro anos vasculhando a área ao redor do Stonehenge com radar que penetra o solo e magnetômetros guiados por GPS. Sem pegar em nenhuma pá, os arqueólogos mapearam o solo a até 3,2 km de profundidade com detalhes extraordinários. Eles olham para o chão – mas com ferramentas de alta tecnologia.



Entre as centenas de coisas que foram mapeadas estão 17 novos monumentos neolíticos, todos datados do mesmo período do Stonehenge, de cerca de 5.000 anos atrás. Esses poços e valas, marcados por buracos, muitas vezes parecem ser astronomicamente …

Células artificiais mudam de forma e movimentam-se

Vários formatos de vesículas, destacando a rede de microtúbulos e a deformação ativa de suas membranas. [Imagem: Christoph Hohmann]

Células sintéticas

Embora minúsculas, as células vivas são corpos complexos, com um sistema metabólico sofisticado e longe de ser totalmente compreendido.

Mas isso não tem inibido o sonho de construir células artificiais simples, com uma função específica, e utilizando apenas alguns ingredientes básicos.

Esse caminho vem sendo traçado com microcápsulas que se comunicam e cooperam como células, e também com "células" para criar dispositivos biológico-eletrônicos.

Felix Keber e seus colegas da Universidade de Munique, na Alemanha, se concentraram na criação de um dispositivo parecido com uma célula que fosse capaz de executar uma função biomecânica - ser capaz de se mover e mudar de forma sem influências externas.

Motores moleculares

A célula sintética é formada por um invólucro muito fino - uma membrana - dois tipos diferentes de biomoléculas e …

Nanotecnologia automatiza sequenciamento do DNA

A molécula de DNA desliza fácil pela folha de molibdenita, gerando um sinal para cada letra do alfabeto genético.[Imagem: Narayana Aluru, University of Illinois]

Genética com molibdenita

Se você ainda não prestou atenção suficiente à molibdenita, então é melhor se ligar nesse emergente material bidimensional.

Além de todos os progressos na eletrônica, nos LEDs e nas células solares, agora pesquisadores descobriram que nanoporos feitos em folhas de dissulfeto de molibdênio (MoS2) podem sequenciar o DNA de forma mais rápida e mais precisa do que qualquer outro material conhecido.

"Nós já usamos a molibdenita para resolver outros problemas, então pensamos, por que não experimentá-la e ver como ela se sai no sequenciamento de DNA?", conta Narayana Aluru, da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, nos Estados Unidos.

A surpresa é que o nanoporo de MoS2 superou todos os materiais já utilizados para isso, incluindo o grafeno.

Nanoporo

Um nanoporo é um buraco muito pequeno pe…

Evidência de formação planetária a 335 anos luz da Terra

Impressão artistica da estrela HD100546 e do seu disco de gás e poeira.
Crédito: P. Marenfeld & NOAO/AURA/NSF

Uma equipa internacional de cientistas descobriu novas evidências da formação de planetas em torno de uma estrela a cerca de 335 anos-luz da Terra.

A equipa descobriu emissões de monóxido de carbono que sugerem fortemente a existência de um planeta em órbita de uma estrela relativamente jovem conhecida como HD100546. O candidato a planeta é o segundo que os astrônomos descobrem em órbita da estrela.

As teorias de como os planetas se formam estão bem desenvolvidas. Mas caso se confirmem os achados do novo estudo, a atividade em redor de HD100546 marcará uma das primeiras vezes que os astrônomos foram capazes de observar diretamente o processo de formação planetária.

"Novas descobertas da estrela podem permitir que os astrônomos testem as suas teorias e aprendam mais sobre a formação de sistemas estelares, incluindo o nosso", afirma Sean Brittain, professor de ast…

Cientistas encontram evidências do "mergulho" de placas tectônicas na lua de Júpiter, Europa

Cientistas descobriram evidências de placas tectónicas na lua de Júpiter, Europa. Esta impressão de artista do processo de subducção (onde uma placa é forçada sob a outra) mostra como uma área exterior, fria e frágil com 20-30 km se move para o interior mais quente e, em última instância, é englobado. A banda de baixo relevo foi criada na superfície e na placa dominante, de onde podem ter surgido criolavas.
Crédito: Noah Kroese, I.NK

Cientistas encontraram evidências de placas tectônicas na lua de Júpiter, Europa. São o primeiro sinal deste tipo de atividade geológica atual num mundo que não a Terra.

Os investigadores têm evidências visuais claras da expansão da crosta gelada de Europa. No entanto, não conseguiam encontrar áreas onde a antiga crosta era destruída para dar espaço à nova. Enquanto examinavam imagens de Europa capturadas pela sonda Galileu da NASA no início da década de 2000, os geólogos planetários Simon Katternhorn, da Universidade de Idaho, e Louise Prockter, do Labo…

Meteorito abre cratera de 12 metros de diâmetro na Nicarágua

O meteorito era "relativamente pequeno", que pode ter vindo de um asteroide que estava passando perto da Terra

agmento de asteroide provocou forte explosão nas imediações do aeroporto da capital Manágua. Centenas deixaram suas casas por medo de um terremoto. Não houve mortos ou feridos.

O impacto de um meteorito levou centenas de moradores de Manágua, capital da Nicarágua, a abandonarem suas casas no final de semana por temores de um terremoto. O medo foi provocado por uma forte explosão ocorrida, na noite deste sábado (06/09) para domingo, numa área florestal nos arredores do aeroporto internacional da cidade.

Cientistas do Instituto de Geofísica (Ineter) confirmaram ao jornal local La Prensa que a explosão aconteceu em decorrência da queda de um meteorito, que abriu uma cratera de 12 metros de diâmetro e 5,5 metros de profundidade. Não houve mortos ou feridos, e os voos do aeroporto da cidade, com cerca de 1,2 milhão de habitantes, não foram afetados.

"Estamos conven…

Uma estranha teoria de como o ‘espaço-tempo’ está emergindo

“Um chip metafórico, contendo toda a programação para o nosso universo, armazena a informação como um computador quântico.”

Esta é a percepção radical do nosso Universo desenvolvida por Mark Van Raamsdonk, um professor de física teórica da Universidade da Colúmbia Britânica, que diz que o mundo que vemos ao nosso redor é uma projeção de um jogo de regras escritas em física mais simples, de baixa dimensão – bem como o código em 2D do chip de memória de um computador cria todo um mundo virtual em 3D.
“O que Mark fez, foi colocar seu dedo num ingrediente chave de como o espaço-tempo está emergindo: emaranhamento“, diz Gary Horowitz, que estuda a gravidade quântica na Universidade da Califórnia em Santa Bárbara. Horowitz diz que esta ideia mudou como as pessoas pensam sobre a gravidade quântica, embora não tenha ainda sido aceita universalmente. “Você não encontra esta ideia se está seguindo outras ideias. Ela requer uma percepção estranha“, adicionou Horowitz. “Ele [Van Raamsdonk] é …

Cometa é mais escuro que carvão - e sem água

Os primeiros resultados mostram que sempre vale a pena fazer grandes empreitadas científicas, como enviar uma sonda para pousar em um cometa. [Imagem: ESA/ATG Medialab]

Métrica rápida

Existem inúmeras técnicas concebidas para tentar medir o sucesso de uma empreitada científica.

Mas parece que nenhuma se compara a uma métrica bem do tipo senso comum: o quão boquiabertos os cientistas ficam quando veem os resultados de seus esforços.

E, por essa avaliação, os primeiros resultados obtidos pela sonda espacial Rosetta representam um sucesso inegável: os cientistas ainda não encontraram nada do que esperavam ao ver um cometa de perto.

"À primeira vista" porque a missão Rosetta está apenas no começo, olhando o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko ainda a meia distância, aproximando-se para enviar um módulo de pouso e depois persegui-lo por um ano durante sua aproximação do Sol.

Desde que as primeiras imagens do cometa 67P chegaram, os cientistas ficaram meio sem saber o que fazer com …

Comunicação quântica feita pelo ar à luz do dia

Comunicação quântica sob a luz do Sol: os físicos enviaram pulsos luminosos em estados quânticos sensíveis através da janela no telhado do Instituto Max Planck, em direção a um prédio da Universidade Erlangen-Nurnberg, a 1,6 km de distância.[Imagem: Instituto Max Planck para Ciências da Luz]

Luz sob luz forte

Físicos alemães conseguiram fazer a primeira transmissão quântica de informações através do ar em plena luz do dia.

Eles enviaram um pulso de luz em um estado quântico particularmente sensível através de 1,6 quilômetro, a distância que separa o Instituto Max Planck de um prédio da Universidade Erlangen-Nürnberg.

Este estado quântico - chamado estado comprimido da luz, ou luz comprimida - foi mantido, algo que muitos físicos pensavam ser impossível.

Flashes de luz desse tipo são fáceis de receber mesmo quando o sol está brilhando, ao contrário dos sinais de fótons individuais, que já foram usados inclusive para transmissões quânticas via satélite.

Usar flashes de luz brilhante pa…