Pular para o conteúdo principal

A Serra do Japi em Jundiaí (SP) abrigaria uma base para Óvnis?


Na primeira parte da entrevista, Helenice Rodrigues(foto abaixo) revelou que quatro ondas ufológicas ocorreram em Itupeva. Hoje, a estudiosa de eventos extraterrenos em Jundiaí e região fala de outros casos e da importância da Serra do Japi para quem vem de outros planetas. Para Helenice, a serra abriga uma base para naves.

O caso na propriedade da família Ming foi o mais importante em termos ufológicos ocorrido na região de Jundiaí?

Foi importante. Mas, para mim, o mais marcante, em Jundiaí, foi um contato que tivemos com tripulantes de uma nave. Nosso grupo foi hipnotizado quando estava indo ao Colégio Agrícola, para nos reunirmos com alguns jovens estudantes que se interessavam pela Ufologia. Nesta noite erramos o trajeto que fazíamos todas as semanas. Eu, sentindo um sono estranho, incentivei o grupo a ir ao local de contatos, lá no Condomínio da Serra do Japi, Eloy Chaves, onde uma gigantesca nave se materializou sobre a mata , sendo que os detalhes estão descritos no meu livro Estrela de Belém, e no vídeo do Youtube que fiz recentemente (abaixo), com o desenho da nave, feito à lápis, por um dos integrantes do grupo, naquela época, e agora, redesenhada pelo Marcos Reiki. Digno de divulgação, também, por ser um caso que envolveu umas 50 testemunhas, ocorreu no bairro que eu morava em 1982, dia 2 de agosto, no Jardim Morumbi, em Jundiaí, quando uma nave em forma de um disco, cheia de luzes vermelhas passou em frente à janela do apartamento que eu morava e depois deu voltas ao redor do Edifício Casablanca à rua do Retiro, durante uns 20 minutos, chegando a ficar à altura de um poste. Dizem que houve blecaute neste prédio e as pessoas desceram para vê-lo, sendo que as crianças ficaram eufóricas com as exibições que se seguiram, até desaparecer. No outro dia houve reportagem no jornal Jundiaí Hoje, com o desenho do objeto e depoimentos das testemunhas.


Helenice Rodrigues

Quando do caso no sítio dos Ming, a senhora comentou que as naves eram atraídas pelos minerais que existem na Serra do Japi…

Os avistamentos de Ovnis sempre ocorreram em nossa região, só que não havia quem os divulgasse por ser um assunto que gera polêmica e as pessoas não querem cair no ridículo. No geral, há interesses específicos de cada raça visitante, desde coletas de materiais, pesquisa em animais, abduções de seres humanos com a finalidade de gerar crianças híbridas para o aperfeiçoamento da nossa espécie. Creio que a missão dos seres interplanetários do bem é colaborar com a humanidade, através dos contatos que estão cada vez mais intensos, dando orientação de novos rumos, avanços, não somente tecnológicos mas espirituais, para diminuir a ignorância e o materialismo dominante atualmente. De tempos em tempos eles dão um impulso na nossa evolução.

Então antes do caso de Itupeva, discos voadores eram vistos com frequência e continuam sendo observados na serra?

A maioria dos relatos referem-se a objetos voadores que vinham da direção da Serra do Japi em Jundiaí e Cabreúva.

Acreditam que há uma base na Serra do Japi?

Pelo movimento de Ovnis vistos e relatados por muita gente de nossa região, e por nossas observações em grupo, acreditamos que em Cabreúva exista uma base deles.

Em que época específica do ano é melhor observá-los? Se sim, pq escolhem este período?

Nós, do Grupo Renascendo, aproveitamos o período do inverno quando o tempo está mais firme, estrelado e não há perigo de interrompermos as nossas vigílias. Da parte deles não há problemas, pois já apareceram com tempo frio, nublado, chuviscos (caso da nave que se materializou no Condomínio da Serra (Eloy Chaves), no dia 4 de novembro de 1992 e eles dissiparam todo o nevoeiro com raios de luzes brancas girando na parte superior da nave (desenho de Marcos Heiki, ao lado).

Onde são os pontos de observação de vocês?

Atualmente ficamos na Chácara Sol Maior, Serra do Japi, de propriedade de um amigo que nos cede mensalmente para as nossas reuniões e vigílias. Tivemos vários avistamentos nessa chácara, iniciando por uma grande nave de luz, que vindo da região oeste, pairou sobre o nosso grupo, ao mesmo tempo que os saudamos. Às vezes usamos outros locais, quando a noite está estrelada e convidativa. As vigílias são muito gratificantes mesmo que não haja avistamentos, quando aproveitamos essas ocasiões para observarmos os planetas, a Lua, as conjunções planetárias, etc. Orbs(bolas de luz) de várias cores e elemental já foram fotografados durante as vigílias.

São grupos muito grandes? Quantos? Formados por quantas pessoas?

Sempre trabalhamos com grupos pequenos e recebemos visitantes também, mensalmente, sendo que o grupo atual é conta com 11 pessoas mais assíduas.


Grupo Renascendo e visitantes de outros grupos em confraternização, na Chácara Sol Maior, na serra

Já filmaram objetos estranhos?

Essa é a parte mais difícil. Já ficamos de frente com um belíssimo fenômeno ufológico, ocorrido na Fazenda Ribeirão, Serra do Japi, quando, durante 53 minutos vimos dois Ovnis acoplados, além de uma sonda em cima, formando uma grande língua vermelha, com 10 vezes a largura de uma estrela. e a altura, umas 15 vezes…Foi uma esplêndida visão, para nosso grupo Ufologia Jundiaí. Todos tentaram fotografar celulares, mas ninguém conseguiu. De minha parte, eu estava com uma máquina Canon antiga e também não consegui gravar nenhum reflexo. Ficamos decepcionados! Numa outra vigília, também na Fazenda Ribeirão, avistamos novamente os dois Ovnis, lado a lado, indo em direção à mata que fica atrás do Casarão e ninguém fotografou. Eu os acompanhei através de binóculos. Há algumas filmagens de Ovnis por outras pessoas, como de uma amiga, feita na avenida Nove de Julho, no ano passado, mas não são muito nítidas, feitas através de celulares. A melhor já conseguida em Jundiaí é de autoria de Luiz Crossi Neto. Ele filmou um Ovni em pleno dia, logo após a ocorrência em Itupeva. Crossi estava na divisa entre as duas cidades. Eu acredito que seja a mesma nave que desceu no bairro de Monte Serrat. Eram dois Ovnis, segundo ele, mas conseguiu filmar só um deles. Também vi, numa outra oportunidade, estes dois Ovnis indo em direção à Serra do Mursa, mas nem máquina fotográfica e celular eu tinha nessa manhã. Liguei para os jornais para avisar da ocorrência, mas como era num domingo não havia repórter de plantão. Uma pena! Em Itupeva, um jovem do Monte Serrat, viu e filmou os dois Ovnis no dia 1º de maio de 1997, portanto, uns dias após a ocorrência ufológica nessa região. Ele disse que nunca tinha visto nada igual: “Eles lançavam raios de todas as cores”. O filme está em seu poder e foi divulgado por um jornal.

Como os interessados em Ufologia devem entrar em contato?

Àqueles que se interessam pelo assunto desta matéria, podem acessar as seguintes páginas no Facebook Ufologia Jundiaí, Ufo-Japi e Estrela de Belém. Também podem acessar meu blog, com artigos diversos. O endereço: https://helenicerodrigues.wordpress.com



FONTE: jundiagora.com.br

Veja a primeira parte da entrevista clicando a seguir: Entre 1996 e 2000, Itupeva (SP) sofreu quatro ondas ufológicas

Comentários

  1. ACHO INTERESSANTE,POIS JÁ TIVE CONTATO COM ELES ,E ACREDITO QUE ESSE LUGAR DEVE SER UM LUGAR DE PORTAIS,NO QUAL ELES DEVEM ENTRA EM CONTATO FACILMENTE COM VOCÊS.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…