Pular para o conteúdo principal

Ar-condicionado sem energia manda o calor para o espaço


Duas versões da tecnologia simplificada obtiveram até 6º C de refrigeração sem gastar energia. [Imagem: Bikram Bhatia]

Ar-condicionado sem gastar energia

Pesquisadores idealizaram uma nova maneira de fornecer resfriamento em um dia quente e ensolarado, e fazer isto usando materiais baratos e dispensando qualquer tipo de energia externa.

Isto significa que o sistema pode ser usado onde não se dispõe de fornecimento de eletricidade, em conjunto com outros sistemas de refrigeração para preservar alimentos e medicamentos em locais remotos, ou na sua casa mesmo, caso você esteja interessado em economizar energia.

Usando essencialmente uma versão high-tech de um guarda-sol, a inovação traz o princípio de enviar o calor para o frio do espaço para mais próximo da utilização prática.

Ou seja, a exemplo de um aquecedor solar passivo demonstrado há poucos dias, este é um ar-condicionado passivo, que funciona sem consumo de energia externa.

Refrigeração passiva

O sistema emite o calor na faixa de luz do infravermelho médio, que passa diretamente pela atmosfera, irradiando-se para o frio do espaço exterior, passando incólume pelos gases que agem como uma estufa para garantir a vida na Terra. Para evitar o aquecimento pela luz solar direta, que tem um efeito contrário e muito mais forte, uma pequena tira de metal suspensa acima do dispositivo bloqueia os raios diretos do Sol.

Na teoria, o ar-condicionado sem energia pode fornecer resfriamento de até 20º C abaixo da temperatura ambiente. O protótipo de prova de conceito, contudo, até agora alcançou um resfriamento de 6º C. Para aplicações que exijam ainda mais resfriamento, o restante poderia ser obtido por meio de sistemas de refrigeração convencionais ou resfriamento termoelétrico.

Na verdade, o fator limitante desse princípio de refrigeração emitindo calor para o espaço é a umidade na atmosfera, que pode bloquear algumas das emissões de infravermelho através do ar. Em uma região litorânea, por exemplo, isso restringe a quantidade total de resfriamento que pode ser alcançada, limitando-a a cerca de 20º C (máximo teórico). Mas, em ambientes mais secos, como em ambientes semiáridos e desérticos, o resfriamento máximo alcançável pode ser muito maior, chegando aos 40° C.


Esquema de funcionamento da tecnologia de refrigeração passiva. [Imagem: Bikram Bhatia et al. - 10.1038/s41467-018-07293-9]

Enviando calor para o espaço

Em demonstrações anteriores desse princípio, os pesquisadores vinham usando elementos fotônicos em nanoescala, construídos em múltiplas camadas, para tentar refletir todos os comprimentos de onda da luz do Sol e emitir apenas radiação na faixa do infravermelho médio - reflexividade e emissividade seletivas. O inconveniente é que esses materiais são complexos e caros, não estando, portanto, disponíveis para uso generalizado.

Bikram Bhatia e seus colegas do MIT trocaram esses materiais nanotecnológicos por uma simples fita metálica que bloqueia a luz do Sol.

Com isto, um dispositivo simples, construído de filme plástico, alumínio polido, tinta branca e um isolante barato permite a emissão necessária de calor através da radiação infravermelha média, que é como a maioria dos objetos naturais se refrescam, impedindo o dispositivo de ser aquecido pela luz solar direta.

Bibliografia:

Passive directional sub-ambient daytime radiative cooling
Bikram Bhatia, Arny Leroy, Yichen Shen, Lin Zhao, Melissa Gianello, Duanhui Li, Tian Gu, Juejun Hu, Marin Soljacic, Evelyn N. Wang
Nature Communications
Vol.: 9, Article number: 5001
DOI: 10.1038/s41467-018-07293-9

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…