Pular para o conteúdo principal

Surgimento da vida na Terra primitiva tem novo ingrediente


Segundo a ciência, em algum lugar no ambiente hostil da Terra primitiva, a vida surgiu por geração espontânea - só nos falta saber como.[Imagem: Don Dixon/cosmographica.com]

Geração espontânea

Nossa Terra pré-histórica, bombardeada por asteroides, chuvas de rochas e relâmpagos, repleta de poças geotérmicas borbulhantes, pode não parecer muito hospitaleira hoje em dia.

Mas foi em algum lugar nesse caos físico e químico do nosso planeta primitivo que a vida se formou. Como?

Para tentar descobrir isto, há décadas os cientistas têm tentado criar réplicas em miniatura da Terra primordial em laboratório. Nesses ambientes simulados, eles procuram e testam ingredientes primordiais que teriam criado os elementos essenciais para a vida.

É mais do que uma curiosidade: saber como a Terra elaborou suas primeiras células pode ajudar na busca por vida extraterrestre. Se identificarmos os ingredientes e o ambiente necessário para desencadear a vida por geração espontânea, poderemos procurar condições semelhantes nos planetas e luas por todo o Universo.

Hipótese do mundo de RNA

Hoje, grande parte das pesquisas sobre a origem da vida se concentra em um bloco de construção específico: o RNA. Uma molécula complexa, mas versátil, o RNA armazena e transmite informações genéticas e ajuda a sintetizar proteínas, o que o torna um ótimo candidato para compor a espinha dorsal das primeiras células.

Enquanto alguns biólogos acreditam que a vida se formou a partir de moléculas mais simples e só depois evoluiu para o RNA, outros procuram indícios para provar (ou refutar) que o RNA teria nascido primeiro.

Para verificar essa "hipótese do mundo de RNA", há dois desafios principais. Primeiro, é preciso identificar quais ingredientes reagiram para criar os quatro nucleotídeos do RNA - adenina, guanina, citosina e uracila (A, G, C e U). E, segundo, é preciso determinar como o RNA armazenou e copiou informações genéticas para se replicar. Houve progressos significativos na descoberta de precursores para C e U, mas os precursores de A e G continuam indefinidos.

Agora, Seohyun Kim e Jack Szostak, da Universidade de Harvard, nos EUA, estão sugerindo que o RNA poderia ter começado com um conjunto diferente de bases de nucleotídeos. No lugar da guanina, o RNA poderia ter-se baseado em um substituto - a inosina.

"Nosso estudo sugere que as primeiras formas de vida (com A, U, C e I) podem ter surgido de um conjunto de nucleobases diferente das encontradas na vida moderna (A, U, C e G)," disse Kim.

Tem havido um esforço constante para imaginar formas de vida alienígenas. [Imagem: Eden s Science Month/PA]

Caminhos para o surgimento da vida

Como os pesquisadores chegaram a essa conclusão inusitada? Ocorre que as tentativas de fabricar em laboratório os nucleotídeos A e G a partir de purinas geram muitos produtos secundários indesejáveis. Recentemente, no entanto, descobriu-se uma maneira de sintetizar versões de adenosina e inosina - 8-oxo-adenosina e 8-oxo-inosina - a partir de materiais que se acredita estivessem disponíveis na Terra primitiva. Kim e seus colegas decidiram investigar se o RNA construído com esses análogos poderia se replicar de maneira eficiente.

A inosina de fato permitiu que o RNA se replicasse com alta velocidade e com poucos erros. "Ocorre que ele apresenta taxas e fidelidades razoáveis em reações de cópia de RNA. Propomos que a inosina pode ter servido como um substituto para a guanosina no início da vida," concluiu a equipe.

Isso pode ajudar a dar mais substância à "hipótese do mundo de RNA", eventualmente confirmando o papel principal do RNA na origem da vida na Terra.

Ou, outra hipótese, a ciência poderá descobrir que a Terra primitiva oferecia múltiplos caminhos para o surgimento da vida de forma espontânea.

Num ou noutro caso, armados com esse conhecimento, poderemos então tentar identificar outros planetas que possuem os ingredientes essenciais e determinar se a vida como a conhecemos está de fato disseminada por esse Universo - ou se teremos de nos preparar para lidar com formas de vida como não conhecemos, uma vida baseada em silício, por exemplo.

Bibliografia:

Inosine, but none of the 8-oxo-purines, is a plausible component of a primordial version of RNA
Seohyun Chris Kim, Derek K. O Flaherty, Lijun Zhou, Victor S. Lelyveld, Jack W. Szostak
Proceedings of the National Academy of Sciences
DOI: 10.1073/pnas.1814367115

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…