Pular para o conteúdo principal

Astronautas se reúnem para comemorar os 50 anos da chegada à Lua


DA ESQUERDA PARA A DIREITA:CHARLIE DUKE (APOLLO 16), BUZZ ALDRIN (APOLLO 11), WALTER CUNNINGHAM (APOLLO 7), AL WORDEN (APOLLO 15), RUSTY SCHWEICKART (APOLLO 9), HARRISON SCHMITT (APOLLO 17), MICHAEL COLLINS (APOLLO 11) E FRED HAISE (APOLLO 13). (FOTO: FELIX KUNZE/ NASA)

O encontro contou com a participação de astronautas da NASA que fizeram parte da missão Apollo, responsável por levar a humanidade à Lua em 1969

Oito astronautas que participaram das missões Apollo da NASA se reuniram em Nova York para uma foto histórica: a imagem celebra os 50 anos da primeira vez que a humanidade chegou à Lua: no dia 20 de julho de 1969, o norte-americano Neil Armstrong caminhou pelo nosso satélite natural durante a missão Apollo 11.

Participaram da foto três astronautas que já deixaram suas pegadas na Lua: Buzz Aldrin (Apollo 11), Charlie Duke (Apollo 16) e Harrison Schmitt, que foi o último homem a realizar o feito, durante a missão Apollo 17 em dezembro de 1972.

Além deles, estão na fotografia Michael Collins ( Apollo 11), Walter Cunningham (Apollo 7), Rusty Schweickart (Apollo 9), Fred Haise (Apollo 13) e Al Worden (Apollo 15).

Buzz Aldrin - que está com 89 anos de idade e foi o segundo homem a pisar na Lua - se destacou no encontro devido ao seu paletó com estampa de foguetes.


MICHAEL COLLINS DENTRO DO MÓDULO DE COMANDO LUNAR EM PREPARAÇÃO PARA A MISSÃO APOLLO 11, EM FOTO DE 28 DE JUNHO DE 1969 (FOTO: NASA)

Durante a reunião, Aldrin, Duke, Worden, Cunningham e Schweickart participaram de um painel de palestras, onde contaram sobre as suas missões. De acordo com os relatos deles, durante a Apollo 11, Aldrin descobriu que um disjuntor do módulo lunar Eagle estava quebrado. Enquanto isso, o piloto Collins aguardava no módulo de comando em órbita lunar.

“Você se prepara para pousar na Lua e pressiona aquela peça… assim que você está na superfície, você a desativa. Se você quer ir para casa, tem que pressionar a peça novamente, mas ela estava quebrada”, descreveu Aldrin ao site Space.com.

“Se eles não conseguissem decolar, eles seriam homens mortos e eu iria para casa sozinho”, Collins explicou. Por sorte, os astronautas conseguiram consertar o problema e obtiveram sucesso na histórica missão Apollo 11.

FONTE: REVISTA GALILEU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…