Pular para o conteúdo principal

O mistério do caçador aborígene gigante desenhado em região deserta na Austrália


Desenho de homem de 4,2 km de 'altura' foi avistado pela primeira em 1998 por piloto de helicóptero

Esta semana completa 20 anos que um piloto de helicóptero sobrevoando a Austrália central avistou um homem gigante "desenhado" na superfície do deserto abaixo.

A figura, que se estende, dos pés à cabeça, sobre uma área de 4,2 km em um planalto remoto no Estado da Austrália do Sul, é frequentemente apontada como representação de um caçador aborígene.

Ela foi apelidada de Marree Man, ou Homem Maree, em referência à cidade de Marree, situada nas proximidades. Trata-se de um dos maiores desenhos do mundo gravados no solo.

Mas quem o criou e por que ainda são questões cercadas de mistério.

No início desta semana, o empresário australiano Dick Smith ofereceu uma recompensa de US$ 5 mil (o equivalente a R$ 19.800) por qualquer informação sobre a origem do trabalho artístico.

"Como isso foi mantido em segredo durante 20 anos?", disse ele nesta semana à Australian Broadcasting Corporation (ABC), a rede de televisão pública da Austrália.

'Feito profissionalmente'

O Marree Man tem sido objeto de fascínio desde sua descoberta no deserto cerca de 700 km ao norte de Adelaide, capital do Estado.

Grande demais para ser visto do solo, ele acabou ganhando popularidade em voos turísticos.

O contorno da figura toda se estende por 28 km - um trajeto cavado no solo a uma profundidade de cerca 35 cm.

Moradores nas redondezas acreditam que a figura retrata um homem aborígene carregando uma woomera - uma lança - em sua mão esquerda.

Phil Turner, um desses moradores, diz estar convencido de que seu criador, ou criadores, foram "profissionais" que possivelmente usaram a tecnologia GPS.

"Quem quer que tenha feito o contorno usou marcações com espetos de bambu a cada 10 metros ", disse Turner à BBC.

"Se você não tivesse as coordenadas, não saberia se estaria sobre o dedo do pé esquerdo ou do cotovelo (da figura). Considerando que a tecnologia GPS estava ainda começando a se desenvolver na época, esse é um feito absolutamente notável."

Smith concorda, em entrevista à ABC, dizendo que "não houve erros", na execução do projeto. "Foi feito muito profissionalmente".

Várias teorias sobre seus criadores circularam ao longo dos anos.


Estaca que possivelmente foi usada na criação do Marree Man, dizem moradores locais

O piloto Trevor Wright, o primeiro a ver o Marree Man, em 26 de junho de 1998, diz que o "encontro" com a figura ocorreu por acaso. Mas mensagens de fax anônimas tinham sido enviadas à órgãos da mídia na época, informando-os da existência do desenho.

Houve suspeitas de que o desenho fosse obra de algum artista americano, porque os faxes usavam ortografia e referências dos EUA. Uma placa mostrando a bandeira do país e anéis olímpicos também foi encontrada no local.

Mas outros acreditam que essas pistas eram intencionalmente enganosas e que o trabalho teria sido obra de artistas locais ou até mesmo de membros do Exército Australiano.

'Mistura de opiniões'

As terras em que o Marree Man foi criado pertencem aos arabana, aborígenes que vivem no sul da Austrália.

A gerente da Arabana Aboriginal Corporation, Lorraine Merrick, disse que sua aparição em 1998 inicialmente incomodou alguns aborígenes, que a viam como uma profanação de suas terras.

Ela disse que havia "uma mistura de opiniões agora".

No entanto, acrescentou que a corporação - que administra o terreno - reconheceu que o Marree Man se tornou um ícone.

"Ele está lá agora e você não pode voltar no tempo (para impedir que fosse feito)", disse ela à BBC. "Então, para nós, trata-se de elaborar uma estratégia clara para o seu futuro".

O Marree Man foi desaparecendo ao longo dos anos, mas moradores locais, com a aprovação do povo arabana, usaram máquinas para restaurá-lo em 2016.

"Talvez o mistério seja parte de sua atração, mas honestamente não há pessoas surgindo para me perguntar quem fez isso ou algo do tipo", disse Merrick.

FONTE: BBC BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…