Pular para o conteúdo principal

Telescópio espacial eRosita vai mapear céu inteiro em raios X


O telescópio consiste de sete módulos idênticos, cada um com 54 espelhos. [Imagem: Peter Friedrich/MPE]

eRosita

Se tudo correr como previsto, um foguete Proton M partirá nesta sexta-feira do espaçoporto de Baikonur, na Rússia, levando ao espaço o telescópio eRosita.

O observatório espacial alemão tem como principal objetivo mapear o céu inteiro na faixa média de raios X, o que inclui energias de até 10 KeV.

"A resolução espectral e espacial sem precedentes [do eRosita] nos permitirá estudar a distribuição de enormes aglomerados de galáxias e descobrir mais sobre a misteriosa energia escura," disse Peter Predehl, do Instituto Max Planck de Física Extraterrestre.

As emissões de raios X dos aglomerados de galáxias fornecem insights sobre como o universo está se expandindo, uma expansão que está se acelerando graças ao que se convencionou chamar de "energia escura", pelo fato de não sabermos do que se trata.

Os raios X também fornecem informações sobre a proporção de matéria visível do Universo - cerca de 4% do total -, bem como sobre as flutuações que provavelmente ocorreram imediatamente após o Big Bang. As pequenas flutuações no vácuo quântico que prevaleciam naquela época parecem estar por trás da origem dos aglomerados de galáxias e de toda a arquitetura do cosmos.

Teia do Universo

O telescópio eRosita deverá observar cerca de 100.000 aglomerados galácticos, com uma atenção especial no meio intergaláctico - os espaços entre as galáxias. Em grande escala, esse meio apresenta "fios de matéria" que dão ao cosmos a estrutura de uma rede, com os aglomerados de galáxias se organizando nos nós dessa rede.

Os astrônomos também esperam que o telescópio de raios X detecte milhões de núcleos galácticos ativos, contendo buracos negros maciços.

Dentro da nossa Via Láctea, o eRosita deverá revelar muitas fontes de raios X, incluindo estrelas duplas e restos de explosões estelares, as supernovas. Objetos raros, como estrelas de nêutrons isoladas, também estão no plano de observação.


Câmera de raios X sendo montada em um dos tubos do telescópio eRosita. [Imagem: Peter Friedrich/MPE]

Telescópio de Wolter

Os raios X não podem ser coletados e focalizados com espelhos parabólicos normais, como os usados nos telescópios ópticos, porque os fótons de raios X têm uma energia muito elevada - ao chegar ao espelho, eles são transmitidos ou absorvidos, mas não refletidos. Para refleti-los a partir de uma superfície espelhada, os raios devem entrar no coletor em um ângulo muito baixo.

O eRosita é de um tipo conhecido como telescópio Wolter, no qual longos tubos reúnem os espelhos para aumentar o número de fótons coletados. O eRosita consiste em sete módulos espelhados idênticos, cada um com 54 conchas espelhadas aninhadas. Essas conchas são extremamente lisas e banhados a ouro para alcançar a refletividade necessária. No foco de cada módulo de espelho há uma câmera de raios X, CCDs especiais que funcionam abaixo dos 90º C para eliminar o ruído ao máximo.

Ao contrário do seu antecessor, o Rosat, que reentrou na atmosfera em 2011, depois de 21 anos no espaço, o eRosita não irá circular em órbita da Terra. Ele ficará estacionado a 1,5 milhão de km de distância, no ponto de libração Lagrange 2.

Assim, o telescópio não permanecerá estacionário, circunavegando este ponto em uma órbita estendida. Uma das vantagens é que o telescópio mantém sua orientação em relação ao Sol e à Terra, simplificando muito sua blindagem da radiação solar.

A missão eRosita deve durar cerca de sete anos.

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…