Pular para o conteúdo principal

Disco voador visto por mais de 100 policiais em São Paulo - SP (Pesquisas 23)



Trazemos a memória dos queridos leitores do Jornal do Brás, um episódio clássico ufológico ocorrido na noite do dia 13 para o dia 14 de junho de 1977.

Na ocasião, milhares de pessoas, entre militares da Polícia de São Paulo e civis residentes nos bairros, vilas e jardins situados ao longo das avenidas Sapopemba, Iguatemi, Mateo Bei e Itaquera, ou mesmo, motoristas que transitavam por estas avenidas, observaram um disco voador luminoso, em formato de ferradura que ficou visível nos céus durante horas, numa altura que variava de 5 a 10 mil metros, conforme relataram os protagonistas.

O COPOM – Centro de Operação da Polícia Militar recebeu muitas comunicações dos moradores a partir das 21 horas do dia 13 de junho e, deslocou 60 guarnições de viaturas para verificar o ocorrido.

Osvaldo de Oliveira estava voltando por volta das 21 horas, de uma visita a casa de parentes para a sua residência localizada na Rua Bresser, depois do SENAI “Theobaldo De Nigris”, na Mooca e, na altura da avenida Sapopemba, avistou um objeto voador muito luminoso que, segundo ele, aparentemente tinha o formato de uma ferradura de cavalo. Apesar de que poderia ser de formato ovóide, pois o disco voador tinha uma parte escura de onde não se via nenhuma luminosidade. Observou que do aparelho eram projetados cones de luz para baixo, nas cores vermelhas e azuis.

A garota Rosemari chegou a afirmar no jornal Diário da Noite, da sua edição de 16 de junho de 1977, na página 8, que “eu vi a luz às 10 horas da noite. Minha mãe também viu”.

Por volta das 2 horas da madrugada do dia 14 de junho, um homem chamado Lauro pediu ajuda para os policiais da viatura Rádio Patrulha - RP 17. O cabo Geraldo Banin e o soldado Mancio Pélico acompanharam o senhor que dizia que tinha “uma coisa estranha, enorme com fortes luzes vermelhas e azuis viradas para a terra, no morro da Vila São Mateus”.

Havia muita neblina, mas às 3:15 horas, transitando pela avenida Mateo Bei, os dois militares observaram a estranha luz e informaram o COPOM, sob ocorrência número 14.638 do talão 16.

A viatura RP 17 chegou próximo ao objeto luminoso e direcionou os faróis do automóvel em direção a ele. Tentaram comunicar com o COPOM, via rádio, mas perceberam que o aparelho emudeceu. “Como as luzes altas do nosso carro, estavam diretamente voltadas em direção ao facho de luz que saia do estranho objeto, tenho a mais absoluta certeza de que o nosso rádio sofreu influências do mesmo, emudecendo daquela forma inexplicável”, afirmou o soldado Pélico.

Então, resolveram se afastar e a cerca de 400 metros de distância o rádio voltou a funcionar.

O COPOM enviou as guarnições dos carros do Tático Móvel de prefixos 117, 118, 119, 170, bem como as da Rádio Patrulha de prefixos 99 e 38. Todos os componentes observaram o fenômeno e passaram a comentar sobre ele.

No comando da guarnição do Tático Móvel 117, o 2º tenente Reginaldo Rivelini disse:“do local onde me postei, pareceu-me que o forte facho de luz emanava de um imenso farol de iodo, colocado entre uma estrela de segunda grandeza e a Lua”.

Por volta das 4:15 horas os fachos de luz projetadas pelo objeto desapareceram. “O estranho objeto, em altíssima velocidade e verticalmente, subiu até desaparecer no espaço”, afirmou o cabo Banin.

Este caso tem um valor inestimável, pois mais de 100 militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Metropolitana observaram verdadeiramente aquele fenômeno insólito nos céus de São Paulo.


Jornal da época


Croqui do OVNI visto por Osvaldo de Oliveira



FONTE: Enigmas e Mistérios - http://www.jorbras.com.br

Veja também:

Acesse os demais programas da série Pesquisas no final da matéria do link "Pesquisas 20":

Ovnis na Rodovia dos Imigrantes - SP (Pesquisas 20)

Ovnis em Iporanga - SP (Pesquisas 21)

Marca de pouso em Itapiúna - CE? (Pesquisas 22)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…