Pular para o conteúdo principal

Cidade de 4,3 mil anos com pirâmide é descoberta na China


ESTA FIGURA MOSTRA IMAGENS DA PIRÂMIDE DE DEGRAUS. A) PARTE DOS MUROS DE PEDRA DO SEGUNDO E TERCEIRO DEGRAUS DA PIRÂMIDE; B) SÍMBOLOS DOS OLHOS QUE DECORAM A PIRÂMIDE C) UMA VISTA DOS MUROS SOB ESCAVAÇÃO; D) UMA VISÃO GERAL DA PIRÂMIDE ANTES DA ESCAVAÇÃO. (FOTO: ZHOUYONG SUN AND JING SHAO)

Arqueólogos também encontraram joias e vestígios que indicam sacrifícios humanos no local

Arqueólogos descobriram na China ruínas de uma cidade que floresceu há 4,3 mil anos. Com uma área de 400 hectares, era uma das maiores cidades do mundo na época, construída nos arredores de uma grande pirâmide, com 70 metros de altura e quase 100 mil metros quadrados na base. Com nome original desconhecido, ganhou o nome de Shimao. O achado foi publicado em agosto na revista Antiquity.

As escavações revelaram que a pirâmide era toda decorada com símbolos antropomórficos, que provavelmente tinha cunho religioso para época. Os onze degraus que a compõe são todos revestidos em pedra. O topo abrigava um grande palácio, “construídos de terra batida, com pilares de madeira e telhas, um gigantesco reservatório de água e restos domésticos relacionados à vida cotidiana", escreveram os pesquisadores.

Os governantes da cidade viviam nesses palácios e a produção de arte e artesanato era realizada nas proximidades. "As evidências até agora sugerem que o complexo da pirâmide escalonada funcionava não apenas como um espaço residencial para as elites dirigentes de Shimao, mas também como um espaço para a produção de artesanatos artesanais ou industriais", diz o artigo.

Os arqueólogos encontraram artefatos de jade foram inseridos em espaços entre os blocos em todas as estruturas da cidade. Inclusive em uma série de muros de pedras e portões foi construído em torno da pirâmide e da cidade, dando indícios de que precisavam de defesa contra invasores.


UM POÇO SACRIFICIAL DE CRÂNIOS HUMANOS DESCOBERTO EM SHIMAO. AS PESSOAS SACRIFICADAS PODEM TER SIDO CAPTURADOS NA GUERRA. ESTA FOTO FOI PUBLICADA PELA PRIMEIRA VEZ EM 2016 EM UM ARTIGO NA REVISTA DE LÍNGUA CHINESA KAOGU YU WENWU. (FOTO: ZHOUYONG SUN AND JING SHAO)

Mas foi perto do portão à leste da cidade que tiveram a confirmação do caráter violento da cidade. Foram encontrados seis poços contendo cabeças humanas decepadas. "A análise morfológica dos restos humanos sugere que as vítimas podem ter sido relacionadas aos moradores de Zhukaigou, o que poderia sugerir que eles foram levados para Shimao como cativos durante a expansão da organização política Shimao", disse o estudo.

Embora os arqueólogos tenham sabido sobre Shimao por muitos anos, pensava-se que ele fazia parte da Grande Muralha da China, cujo parte está nas proximidades. As escavações, no etanto, mostram que SHimao é muito mais antiga que os 2.700 anos do início da construção da Muralha.

O estudo foi assinado por Li Jaang, professor da Escola de História da Universidade de Zhengzhou, Zhouyong Sun e Jing Shao, arqueólogos do Instituto Provincial de Arqueologia de Shaanxi, e Min Li, professor de antropologia da Universidade da Califórnia.

FONTE: REVISTA GALILEU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…