Pular para o conteúdo principal

Novo método pode revelar até os buracos negros mais evasivos de nossa galáxia



Os buracos negros fazem o tipo forte, silencioso — um velho enigma. O telescópio Hubble estima aproximadamente 100 milhões de buracos negros apenas em nossa galáxia, mas, por sua força gravitacional ser tão intensa, a luz não pode escapar deles. Mesmo com os equipamentos mais avançados, os buracos negros “perdidos”, vagando pelo espaço, são quase impossíveis de se encontrar.

Mas uma nova pesquisa de um grupo de cientistas da Universidade Keio, no Japão, pode mudar tudo na caça por esses gigantes evasivos. Inicialmente, a equipe decidiu observar o gás molecular ao redor de uma remanescente de supernova chamada W44, localizada a 10 mil anos-luz de distância de nosso sistema solar.

Entretanto, após usar o telescópio ASTE, no Chile, e o Rádio-Telescópio 45-m no Nobeyama Radio Observatory, no Japão, pesquisadores descobriram uma movimentação estranha dentro dessa nuvem molecular, que apelidaram de “Bullet”, movimentando-se a 360.000 km/h. A equipe postulou que um buraco negro escondido poderia estar causando a atividade incomum e decidiu estudar o assunto de forma mais aprofundada. Suas descobertas foram publicadas em janeiro, no Astrophysical Journal Letters.

“Maior parte da ‘Bullet’ tem um movimento de expansão com velocidade de 50 km/s, mas a ponta da ‘Bullet’ tem uma velocidade de 120 km/s”, disse, em um comunicado à imprensa, Masaya Yamada, estudante de pós graduação da Universidade Keio e líder do estudo. “Sua energia cinética é algumas dezenas de vezes maior do que a injetada pela supernova W44. Parece impossível que possa gerar tamanha nuvem de energia sob ambientes comuns.”

O grupo sugeriu que um dos dois cenários a seguir pode ter causado a “Bullet”: um “modelo de explosão” ou um “modelo de irrupção”. No primeiro, gases densos próximos ao buraco negro desencadeiam uma explosão, acelerando o gás em nossa direção. No segundo, o buraco negro dá origem a um fluxo de gás de alta velocidade. A equipe ainda não tem certeza sobre qual das duas possibilidades é mais possível, mas irá investigar mais profundamente a situação, utilizando o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), no Chile, um rádio-observatório constituído por 66 antenas.

Imagem: Universidade Keio

Os pesquisadores esperam que seu método, de estudar movimentos dentro de nuvens de gás, os ajudará a revelar mais buracos negros, porque esses trapaceiros não vão se revelar por conta própria. Em janeiro, cientistas das universidades de Durham e Southampton encontraram “buracos negros monstruosos” no centro das galáxias próximas à nossa própria Via Láctea, envoltas por trás de nuvens de gás e poeira. Talvez o método da Universidade de Keio ajude a encontrar mais algumas dessas feras furtivas e outros buracos negros menores em nossa galáxia também.

“Encontramos uma nova maneira de descobrir esses buracos negros evasivos”, afirmou Tomoharu Oka, membro da equipe.



Imagem do topo: Universidade Keio

[Nobeyama Radio Observatory]

FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…