Pular para o conteúdo principal

New Horizons refina trajetória para próximo "flyby"


Ilustração da sonda New Horizons realizando um "flyby" pelo seu próximo alvo - 2014 MU69, um objeto da Cintura de Kuiper que orbita a 1,6 bilhões de quilómetros para lá de Plutão - no dia 1 de janeiro de 2019.
Crédito: NASA/JHUAPL/SwRI/Steve Gribben

A sonda New Horizons da NASA completou uma curta manobra de propulsão na quarta-feira para refinar o seu rumo em direção a um "flyby" pelo astro 2014 MU69 no dia de Ano Novo de 2019, um KBO (Kuiper Belt object, em português objeto da Cintura de Kuiper) a cerca de 6,4 bilhões de quilômetros da Terra.

A telemetria da confirmação bem-sucedida da queima do motor foi recebida pelo centro de operações da New Horizons no Laboratório de Física Aplicada (APL) da Universidade Johns Hopkins em Laurel, no estado norte-americano de Maryland, por meio das estações DSN (Deep Space Network) da NASA em Goldstone, Califórnia e Camberra, Austrália. Os sinais de rádio que transportavam os dados viajaram mais de 5,6 bilhões de quilômetros e demoraram, à velocidade da luz, mais de cinco horas para chegar à Terra.

Operando por comandos cronometrados, armazenados no seu computador, a New Horizons disparou os seus propulsores por apenas 44 segundos, ajustando a sua velocidade em cerca de 44 centímetros por segundo. Foi a primeira manobra de trajetória desde que a equipa realizou um conjunto de quatro manobras no outono de 2015 que colocaram a nave no percurso para o encontro com MU69 no dia 1 de janeiro de 2019.

"44 centímetros por segundo pode não parecer muito," afirma Alan Stern, investigador principal da missão, do SwRI (Southwest Research Institute) em Boulder Colorado, "mas ao longo dos próximos 23 meses, à medida que nos aproximamos de MU69, essa manobra totalizará uma distância refinada de 10.000 quilômetros."

Yanping Guo, líder do desenho da missão New Horizons, do APL, realçou que os ajustes foram feitos tendo em conta o que a equipa aprendeu desde 2015 com as novas medições pelo Telescópio Espacial Hubble da órbita de MU69, bem como da própria posição da nave.

Após a queima, a sonda fez a transição do chamado "modo estabilizado de três eixos," o modo de operação que permitiu à New Horizons fazer novas observações telescópicas de seis KBOs na semana passada. Estas observações científicas irã revelar novas informações sobre as formas, propriedades de superfície e sistemas de satélites desses objetos, de formas que não podem ser feitas a partir da Terra. As imagens desses estudos serão transmitidas para a Terra nas próximas semanas.


A linha vermelha marca o percurso da New Horizons até ao seu próximo voo rasante, um objeto da Cintura de Kuiper chamado 2014 MU69. O ponto verde marca a posição aproximada, atual, da nave.
Crédito: NASA/JHUAPL/SwRI

FONTE: http://www.ccvalg.pt/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…