Pular para o conteúdo principal

As espirais no polo norte de Marte parecem ter sido feitas por um confeiteiro


Utilizando dados de satélites, a Agência Espacial Europeia (ESA, na siga em inglês) produziu uma nova imagem fantástica das espirais do polo norte de Marte. O Planeta Vermelho nunca pareceu tão bonito.

Essa nova imagem foi gerada de 32 fotos individuais tiradas entre 2004 e 2010, e abrange uma área de cerca de um milhão de quilômetros quadrados. Os dados foram obtidos por meio do Mars Express da ESA e do Mars Orbiter Laser Altimeter (MOLA) que está a bordo da missão NASA Mars Global Surveyor.


A perspectiva diretamente acima do polo norte. (Imagem: ESA/DLR/FU Berlin, CC BY-SA 3.0 IGO)

Assim como a Terra, Marte possui uma calota de gelo, mas em vez de conter água, o gelo de Marte também inclui grandes quantidades de dióxido de carbono. Então sim, o extremo norte de Marte é uma vasta área coberta em espessas camadas de gelo seco.

Pelo menos, esse é o caso durante os meses do inverno, quando cerca de 30% de todo o dióxido de carbono na atmosfera Marciana precipita sobre essa calota e produz um gelo seco com 90 ou 120 centímetros de espessura. Com o verão, esse gelo derrete e o gás resultante volta para a atmosfera.

Quanto a essas espirais dramáticas, elas são causadas por fortes ventos polares. As rajadas sopram do centro elevado em direção às bordas inferiores da calota polar e são torcidas pela mesma força de Coriolis que faz com que os furacões tenham seu formato característico aqui na Terra.


Uma imagem da Chasma Boreale. (Imagem: ESA/DLR/FU Berlin, CC BY-SA 3.0 IGO)

O polo norte de Marte tem algumas características marcantes, como um cânion de 500 quilômetros de extensão e dois quilômetros de profundidade, chamado Chasma Boreale. Os cientistas suspeitam que esse cânion tem se tornado cada vez mais profundo com o passar do tempo, enquanto novos depósitos de gelo se acumulam em torno dele. Observações de radar feitos pela Mars Express e pela Mars Reconnaissance Orbiter sugerem que a calota de gelo é composta por diferentes camadas de gelo e poeira, algumas com um quilômetro e meio de espessura.

A presença de água-gelo em Marte não é apenas interessante a partir de uma perspectiva científica. Também é importante para qualquer aspirante a colonos que desejam viver – e ter algo para beber – no Planeta Vermelho.

A presença desse gelo em Marte não é interessante apenas sob uma perspectiva científica. Ela também é importante para o plano de colonização do planeta.

No geral, Marte contém muita água subterrânea, mas essa água será difícil de obter, especialmente para colonizadores que estão tentando viver em condições severas. Para complicar as coisas, esta água subterrânea contém grandes quantidades de sal, o que vai requerer algum tipo de dessalinização (novamente, um processo difícil, mesmo nas melhores condições).

O melhor lugar para obter água, portanto, provavelmente estará nas regiões polares do planeta. O que não é o pior cenário possível.

[ESA]

Imagem do topo: ESA/DLR/FU Berlin; NASA MGS MOLA Science Team

FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Sintomas bizarros de “ataque sônico” estariam se espalhando por diplomatas americanos pelo mundo

Por: Rhett Jones

Por mais de um ano e meio, diplomatas norte-americanos sofreram de doenças parecidas, que incluíam danos cerebrais leves e perda de audição, depois de terem alegado ouvir sons incomuns. Os incidentes começaram em Cuba, mas os relatos agora se espalharam para outros países. À medida que as autoridades ampliaram os esforços para tratar os casos potenciais, quase 200 pessoas teriam se apresentado para serem examinadas.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos teve pouco a dizer sobre os incidentes que começaram em Havana, no fim de 2016, e o vácuo de informações abriu as portas para teorias da conspiração e outras alegações não checadas. Por ora, ninguém pode dizer com certeza o que está acontecendo nesses casos, mas parece que diplomatas norte-americanos estão sendo alvos de algum tipo de ataque que tem deixado os especialistas perplexos. No começo, os oficiais acreditavam que algum “dispositivo sônico” desconhecido estivesse sendo usado contra as vítimas, mas outra…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…