Pular para o conteúdo principal

Há cada vez mais evidências de que Vênus foi habitável no passado



Se você pudesse entrar em uma nave espacial que viaja no tempo, voltar três bilhões de anos e pousar em qualquer lugar em nosso sistema solar, para onde você iria? Para a Terra, com seus continentes estéreis e atmosfera irrespirável? Para Marte, uma versão mais fria de seu irmão mais velho? Talvez seja melhor ir para Vênus.

Vênus tem uma reputação ruim por ser um inferno tóxico, mas há três bilhões de anos, ela pode ter sido o melhor local que nosso sistema solar tinha para oferecer – ou pelo menos, quase tão bom quanto a Terra.

Esta hipótese vem circulando há anos, mas está ganhando força graças a modelos climáticos desenvolvidos por pesquisadores do Instituto Goddard da NASA e de outros lugares.

Esses modelos mostram que, por dois bilhões de anos, Vênus poderia ter tido temperaturas amenas semelhantes à Terra e oceanos de água líquida, mesmo recebendo 40% mais radiação solar do que a Terra hoje. Mas isso depende se a Vênus antiga girava tão lentamente quanto a Vênus atual.

“Se Vênus estava girando mais rapidamente, esse cenário não é possível”, diz Michael Way, principal autor de um novo estudo na Geophysical Research Letters, ao Gizmodo. Mas, sob as condições certas, “você obtém temperaturas quase como a Terra. Isso é notável”.

Voltando a atenção para Vênus
A habitabilidade da Terra e de Marte vem mudando ao longo da vida do sistema solar. Evidências geológicas sugerem que Marte era muito mais úmido no passado distante, embora ainda haja o debate sobre se o planeta vermelho teve oceanos de água líquida, ou água congelada sob um manto de gelo.

A Terra, entretanto, oscilou entre estufa e pedra de gelo e estufa novamente, ao mesmo tempo acumulando oxigênio em sua atmosfera e se tornando um lugar mais favorável para a vida complexa.

Mas o que dizer de Vênus? A habitabilidade passada de vizinho mais próximo da Terra recebeu pouca atenção se comparada a Marte. Nosso viés pode vir do fato de que a Vênus atual é tão proibitiva, com sua atmosfera impenetravelmente espessa, nuvens tóxicas e pressão atmosférica quase 100 vezes maior que na Terra.

De fato, quando um planeta transforma várias naves espaciais em uma poça de gosma dentro de segundos, é natural que os cientistas fiquem frustrados e voltem sua atenção para outro lugar.

Ainda assim, só porque a Vênus atual é estranha e terrível, não significa que ela sempre foi desse jeito. Toda a superfície foi reformulada pela atividade vulcânica há cerca de 700 milhões de anos, e não temos ideia de como Vênus era antes disso.

No entanto, medições da razão isotópica de hidrogênio na atmosfera de Vênus indicam que o planeta costumava ter muito mais água – talvez suficientes para formar oceanos.

Vênus foi habitável?
Para saber se se Vênus já foi habitável, Way e seus colegas combinaram um conjunto global de dados topográficos, recolhidos pela sonda Magellan, com estimativas de água e radiação solar para a Vênus antiga. Toda esta informação foi conectada a modelos climáticos globais, semelhantes aos utilizados para estudar as mudanças climáticas na Terra hoje.

Os resultados iniciais foram animadores. Apesar do fato de que a Vênus antiga teria recebido muito mais luz solar do que a Terra moderna há 2,9 bilhões de anos, os modelos de Way previram uma temperatura superficial média de apenas 11 graus Celsius. Há 715 milhões de anos, a superfície só teria aquecido quatro graus – sugerindo que Vênus poderia ter tido um clima temperado durante pelo menos dois bilhões de anos.

Há, no entanto, um problema: esses números são inteiramente dependentes de a Vênus antiga ter uma topografia e características orbitais semelhantes à Vênus moderna. Quando Way rodou os modelos novamente, mas deu à Vênus de 2,9 bilhões de anos uma cara semelhante à Terra moderna, as temperaturas da superfície aumentaram consideravelmente.

“Queríamos ver qual efeito a topografia poderia ter tido sobre o estado do clima deste planeta”, disse Way. “Com certeza, ela teve um grande efeito.” A razão, diz ele, provavelmente tem a ver com as mudanças na quantidade de superfície reflexiva em Vênus, e uma dinâmica atmosférica em transformação.


Pesquisas recentes sugerem que um poderoso “vento elétrico” em Vênus poderia ter ajudado a retirar o vapor de água da atmosfera do planeta. Imagem: NASA

Outra reviravolta fascinante tem a ver com a rotação de Vênus. Em seus modelos iniciais de 2,9 bilhões anos, Way fixou um período de rotação lenta de 243 dias terrestres. Mas quando ele fez Vênus girar em 16 dias terrestres, o planeta mais uma vez se tornou uma panela de pressão.

Isto tem a ver com padrões de circulação atmosférica, chamados de células de Hadley. “A Terra tem muitas células [de circulação] porque o nosso planeta gira rápido”, diz Way. “Mas se você a girar lentamente, você tem uma célula de circulação no norte, e outra no sul, ponto. Isso muda bastante a dinâmica atmosférica do planeta.”

Especificamente, uma Vênus que gira devagar desenvolve uma nuvem gigantesca bem onde os raios do sol atingem a superfície diretamente. Isso transforma a atmosfera de Vênus em um refletor solar gigante. Quando ela gira mais rapidamente, este padrão não se forma.

Vênus e a origem da vida
Embora o estudo não possa confirmar se Vênus já foi habitável, ele aponta para um cenário plausível em que isso poderia ter acontecido. É importante notar que a taxa de rotação de um planeta pode mudar drasticamente ao longo do tempo – a rotação da Terra está gradualmente desacelerando por causa da Lua – e alguns pesquisadores suspeitam que Vênus girava mais rapidamente no passado.

Mas não há nenhuma maneira fácil para nós descobrirmos. Poderíamos obter evidências indiretas, fazendo estudos de população em pequenos exoplanetas rochosos, em órbitas semelhantes a Vênus.

E, se Vênus foi um paraíso agradável por bilhões de anos, é de se imaginar que tipo de apocalipse levou à situação atual.

“Nós realmente precisamos de mais dados antes que possamos dizer mais”, diz Way. Mas, ele acrescenta, o estudo indica que planetas em órbitas semelhantes a Vênus não devem ser imediatamente considerados inabitáveis.

“Quanto a planetas em zona habitável, geralmente considera-se que Vênus não está nela”, diz ele. “E para a Vênus moderna, isso é certamente verdade. Mas, se você tem um planeta semelhante a Vênus em torno de uma estrela do tipo solar com uma rotação lenta, este poderia ser um lugar muito razoável para a vida existir, especialmente nos oceanos.”

Uma Vênus antigamente habitável também abre novas possibilidades sobre a origem da vida na Terra. A partir de meteoritos, sabemos que a Terra e Marte estavam trocando material no passado distante, o que levou astrobiólogos a perguntarem se o planeta vermelho teria semeado o nosso mundo com vida.

Mas se era tão provável que a vida surgiu em Vênus, este é mais um planeta a se analisar. Incrivelmente, não sabemos se existem meteoritos de Vênus aqui na Terra, porque nunca pudemos analisar uma rocha em Vênus para comparar. “Pode ser que a vida tenha começado em Vênus, e em seguida semeado a Terra”, diz Way. “Ou vice-versa.”

Será que Vênus (esquerda) costumava ser parecida com a Terra? Imagem: Wikimedia

FONTE: GIZMODO BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça histórias de pessoas que foram abduzidas por Extraterrestres

As pessoas do mundo se dividem em dois grandes grupos e um terceiro bem pequeno.

Os dois grandes grupos são: aqueles que acham que ETs existem e aqueles que acham que ETs não existem.

Correndo por fora, existe uma minoria silenciosa que se mantém quietinha, aparentemente, porque, se essas pessoas disserem as coisas que elas sabem, ninguém acreditaria nelas.

Elas fazem parte do pequeno grupo que jura de pé junto ter feito contato com seres extraterrestres.

O fotógrafo nova-iorquino Steven Hirsch, de 63 anos, é um cara que, se não acredita nessas pessoas, pelo menos acredita no direito que elas têm de contar suas histórias do jeito que quiserem.

Por isso, ele criou um blog em que entrevista e fotografa gente que diz ter sido abduzida por alienígenas. O endereço é littlestickylegs.blogspot.co.uk.

- Eu não quero que os meus leitores tenham nenhum tipo de ideia pré-concebida sobre essas pessoas até qie eles vejam suas imagens e leiam suas palavras. Minhas entrevistas mal conseguem ir além…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…