Pular para o conteúdo principal

O que é o salto hidráulico, o fenômeno observado por Da Vinci que só agora a ciência conseguiu explicar


É possível ver um salto hidráulico na pia do banheiro quando vamos escovar os dentes

Leonardo da Vinci documentou no século 16 um fenômeno curioso que você pode ver em casa todos os dias.

Ao abrirmos a torneira para escovar os dentes, a água se espalha quando toca a superfície da pia antes de cair no ralo.

Esse fenômeno se chama salto hidráulico, e, até agora, pensava-se que ocorria como resultado da ação da gravidade.

Mas Rajesh Bhagat, um estudante de doutorado em engenharia química da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, demostrou haver outra explicação.

Segundo Bhagat, compreender a mecânica desse fenômeno pode ajudar a reduzir significativamente o consumo da água.

"Como começamos o dia? Tomando banho com uma ducha que usa entre 40 e 60 litros de água. E já vimos em locais como a Cidade do Cabo (África do Sul) como a falta de água obrigou a racionar este recurso nos últimos dois anos", diz o cientista.

"Se compreendemos o salto hidráulico e como a água se espalha, podemos entender como economizar água. Saber como manipular o limite de um salto hidráulico é muito importante, e, agora, com essa teoria, podemos facilmente ampliar ou reduzir esse limite."

O estudo tem aplicações especialmente em escala industrial. "Entender esse processo poderia reduzir drasticamente o uso industrial de água e já se está usando essa teoria no departamento de Engenharia Química da universidade", disse Bhagat.

Afinal, a que se deve esse comportamento da água?

Os fatores da Física que causam o salto hidráulico
"Quando você abre a torneira da cozinha, vê que o jato toca a superfície da pia e se espalha em uma camada fina em forma radial, que muda de espessura abruptamente, em um ponto específico", explicou Bhagat à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC News.

"Essa alteração repentina da profundidade do líquido ou da espessura dessa camada é o que se chama de salto hidráulico. No exemplo da torneira, vemos um exemplo de salto hidráulico circular, mas há outros tipos no mar e em rios."

Em busca de uma explicação para os saltos hidráulicos, Bhagat disparou sobre superfícies planas jatos de água para cima e para os lados, em diferentes ângulos.


Bhagat fez experimentos em busca de uma explicação para os saltos hidráulicos (ST JOHN'S COLLEGE, UNIVERSITY OF CAMBRIDGE)

O pesquisador observou em ambos os casos os mesmos saltos hidráulicos circulares de quando a água cai para baixo.

"Qualquer que seja o ângulo ou a direção do jato, vimos em gravações com câmeras de alta velocidade que o salto hidráulico é o mesmo", explicou Bhagat à BBC News Mundo, o serviço em espanhol da BBC.

"O experimento nos indicou que a causa poderia ser qualquer uma, menos a gravidade."

Caiu por terra assim uma crença que existia desde o século 19. O cientista garante que, em vez disso, os fatores que afetam os saltos hidráulicos são a tensão superficial da água e sua viscosidade.

Um fenômeno que permite a insetos caminhar sobre a água
"Se a camada do líquido é fina, a tensão superficial é muito importante", destaca o pesquisador.

"O que acontece é que o líquido tem um momentum, uma determinada força o empurra adiante, mas a tensão superficial o empurra na direção contrária, porque quer contraí-lo e, em certo ponto, essas forças se equilibram, e ali ocorre um salto hidráulico. Demonstramos isso com equações matemáticas."

A tensão superficial mede a coesão que existe entre as moléculas de um líquido. Poderia se dizer que é a força que um objeto tem que superar para atravessar ou submergir em um líquido.

A tensão superficial é o que permite, por exemplo, que alguns insetos possam caminhar sobre a água, já que, por serem muito leves, seu peso não consegue romper a coesão que existe entre as moléculas da superfície.



Por sua vez, a viscosidade é a resistência de um fluido a mudar de forma e que se deve às forças de aderência entre as moléculas de um líquido.

Bhagat alterou em seus experimentos a tensão superficial e a viscosidade da água e conseguiu prever com precisão o tamanho dos saltos hidráulicos independentemente da direção da água.

Descoberta 'inovadora' sobre a dinâmica dos fluidos
A descoberta do estudante é "inovadora", de acordo com o professor Paul Linden, diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica da Universidade de Cambridge.

"Seus experimentos e teoria mostram que a tensão superficial do líquido é a chave do processo, e nunca antes se havia reconhecido isso, apesar de o problema ter sido discutido por Da Vinci e muitos outros desde então", disse Linden, coautor do estudo, publicado na revista Journal of Fluid Mechanics.


Bhagat garante que teoria pode ser usada para reduzir drasticamente o consumo de água

"Esse trabalho representa um feito notável para nossa compreensão da dinâmica das finas capas de fluidos."

Bhagat diz que a teoria pode ser usada de múltiplas formas para identificar formas mais eficientes de "limpar tudo, de automóveis a equipamentos de fábricas".

"Se compreendemos o salto hidráulico e como a água se espalha, podemos entender como economizar água. Saber como manipular o limite de um salto hidráulico é muito importante, e, agora, com essa teoria, podemos facilmente ampliar ou reduzir esse limite", diz ele.

FONTE: BBC BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…