Pular para o conteúdo principal

Como o rosto humano chegou à forma atual


Humanos de hoje têm cabeça menor, sobrancelha mais cheia e rosto mais magro

Os humanos têm uma cabeça menor, sobrancelhas mais cheias e expressivas, além de um rosto mais magro do que nossos ancestrais.

A face humana atual é muito diferente daquela dos hominídeos já extintos, como os neandertais.

E também é diferente de nossos parentes mais próximos, como os bonobos e os chimpanzés.

Mas como e por que o rosto humano evoluiu dessa maneira?

Embora já soubéssemos que nosso rosto é como o conhecemos hoje por razões biomecânicas e fisiológicas, agora um novo estudo publicado na revista Nature Ecology & Evolution aponta que as relações sociais também influenciaram nessa evolução.

A importância da comunicação

O rosto é um complexo esquelético formado por 14 ossos que abrigam partes dos sistemas digestivo, respiratório, visual e olfativo, que nos permitem comer, respirar, ver e ouvir.


Paul O'Higgins, professor da Universidade de York, no Reino Unido, é um dos autores do estudo sobre o rosto humano

Por exemplo, nossos rostos foram reduzindo à medida que nossa capacidade de cozinhar e processar alimentos nos permitiu mastigar menos.

"Sabemos que fatores como dieta, fisiologia respiratória e o clima contribuíram para a forma da face humana moderna. Mas interpretar sua evolução apenas nesses termos seria uma simplificação excessiva", explica Paul O'Higgins, da Universidade de York, no Reino Unido.

O'Higgins é um dos autores do estudo em que cientistas da Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova York, nos EUA, a Universidade Estatal do Arizona e a Universidade Complutense de Madri.

Os cientistas analisaram as mudanças na evolução da face desde os primeiros hominídeos africanos até o surgimento da anatomia humana moderna.

E sua conclusão é que a evolução do rosto pode ter sido motivada em parte por nossa necessidade de ter boas habilidades sociais.

Segundo eles, um dos fatores que fizeram nosso rosto evoluir foi a necessidade de ter mais opções para gestos e comunicação não verbal.

Essas são habilidades vitais para estabelecer as grandes vínculos sociais que supostamente ajudaram o Homo sapiens a sobreviver, como explicado em um comunicado da Universidade de York.

Em vez da expressiva testa de outros hominídeos, os humanos desenvolveram uma testa mais achatada e sobrancelhas mais visíveis e volumosas, capazes de realizar uma maior variedade de movimentos, o que nos permite expressar uma ampla gama de emoções.


Segundo o estudo, um dos fatores que fez nosso rosto evoluir foi a necessidade de se comunicar melhor

"Com o rosto, podemos apontar mais de 20 categorias diferentes de emoção através da contração ou relaxamento dos músculos", explica O'Higgins.

Ele acrescenta: "É improvável que nossos primeiros antepassados ​​humanos tenham a mesma destreza facial que nós".

E como será o rosto humano no futuro?
"As dietas modernas mais suaves e as sociedades industrializadas podem fazer com que o rosto humano continue diminuindo de tamanho", diz O'Higgins.

Mas acrescenta: "Há limites sobre o quanto o rosto humano pode mudar. Por exemplo, a respiração requer uma cavidade nasal grande o suficiente".

Assim, os cientistas do estudo acreditam que ele seguirá evoluindo, mas não se sabem exatamente como.

Teremos de esperar para saber.

FONTE: BBC BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…