Pular para o conteúdo principal

Metano desaparece misteriosamente da superfície de Marte


CRATERA GALE, DE MARTE, ONDE JÁ FOI IDENTIFICADO METANO NO PASSADO (FOTO: NASA/JPL-CALTECH/ASU/UA)

Satélite europeu não conseguiu identificar a substância, dividindo especialistas e contrariando pesquisas anteriores

Pesquisadores relataram que um satélite europeu não detectou nenhum traço de metano na superfície de Marte. A informação pode complicar desejos científicos de saber se micróbios estão expelindo a substância no subsolo do planeta vermelho.

O gás é um indicador crítico de vida na Terra e foi identificado pela primeira vez na superfície marciana em 2004 pelo orbitador Mars Express. O nível fora de 10 partes por bilhão (ppb) – medida de concentração para componentes muito diluídos. Contudo, especialistas afirmaram que instrumentos desta missão não eram sensíveis o suficiente para produzir resultados confiáveis.

Em 2014, a sonda Curiosity, da NASA, detectou um pico de metano de 7 ppb na cratera Gale durante meses. Anos depois, foi descoberto um pequeno ciclo sazonal, com os níveis de metano chegando a 0,7 ppb no final do verão setentrional (do norte).

Para resolver esse mistério, o Trace Gas Orbiter (TGO), da Agência Espacial Européia, começou a analisar a presença de metano na atmosfera de Marte. Dois dos espectrômetros do TGO – um instrumento belga chamado NOMAD e um russo chamado ACS – foram projetados para detectar a substância em concentrações muito baixas.

Ambos os instrumentos, que analisam níveis horizontais da atmosfera marciana iluminada pelo Sol, estão funcionando bem. "Mas já sabemos que não podemos ver nenhum metano", afirmou Ann Carine Vandaele, astrônoma do Instituto Real Belga para Aeronáutica Espacial, em Bruxelas.

Os resultados mostram que não há detecção de metano até o nível de 50 partes por trilhão (ppt), com suas observações indo até quase a superfície marciana. Para Chris Webster, cientista do Jet Propulsion Laboratory, nos Estados Unidos, isso é uma surpresa. Ele esperava que TGO captasse pelo menos um sinal de 0,2 ppb.

Contudo, o pesquisador está otimista. Ele e sua equipe levaram seis meses para detectar o pico de metano e demoraram anos para encontrar o ciclo sazonal. "Estou confiante de que, com o tempo, haverá uma consistência entre os dois conjuntos de dados."

Pesquisadores da sonda Curiosity suspeitam que o ciclo do metano vem de microssistemas no subsolo do planeta vermelho, seja de fontes vivas ou geológicas, e não de fora de sua atmosfera. "O metano não está vindo de cima", disse Webster.

Segundo John Moores, cientista da Universidade de York, no Canadá, toneladas de carbono orgânico caem na atmosfera marciana vindas de poeira do Sistema Solar. Essa quantidade reage com a radição do Sol e forma metano. Contudo, ele acredita que os resultados da última pesquisa estão confusos pois não mostra onde está o carbono.

É improvável que a cratera de Gale seja o único local em Marte para detectar metano e carbono, declarou Sushil Atreya, da Universidade de Michigan em Ann Arbor. Mas mesmo se houver 5 mil infiltrações destes componentes, o sinal detectável na atmosfera será pequneo. "Fiz o cáluclo. Em média, será um valor muito baixo, não detectável", falou.

Por enquanto, o mistério do metano continua. O TGO continuará funcionando até 2022. Seus dados ficarão mais precisos, mas seus limites de detecção irão diminuir. De acordo com o portal Science Mag, os cientistas talvez nunca resolvam esta questão.

FONTE: REVISTA GALILEU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…