Pular para o conteúdo principal

Em laboratório, objetos maiores já demonstram comportamento típico da mecânica quântica


Ilustração das peles vibratórias de 15 micrômetros de largura preparadas em chips de silício usados no experimento. As peles vibraram com uma alta freqüência de ultrassom, e o estado quântico peculiar previsto por Einstein foi criado a partir das vibrações.

Pesquisadores induzem estado de emaranhamento quântico em corpos do tamanho de um fio de cabelo

Talvez a predição mais estranha da teoria quântica seja o emaranhamento, um fenômeno no qual dois objetos distantes se entrelaçam de um modo que desafia a física clássica e o entendimento da realidade pelo "senso-comum". Em 1935, Albert Einstein expressou sua preocupação com esse conceito, se referindo a ele como uma "ação fantasmagórica à distância".

Atualmente, o emaranhamento é considerado o pilar da mecânica quântica, e é um recurso-chave para uma série de tecnologias quânticas potencialmente transformadoras. O emaranhamento é, no entanto, extremamente frágil, e foi previamente observado apenas em sistemas microscópicos como a luz ou átomos, e, recentemente, em circuitos elétricos supercondutores.

Em um trabalho há pouco publicado na revista Nature, uma equipe liderada por Mika Sillanpää, da Universidade de Aalto, na Finlândia, mostrou que o emaranhamento de objetos maiores pode ser gerado e detectado.

Os pesquisadores conseguiram colocar os movimentos de duas peles vibratórias (com um princípio semelhante ao das peles dos instrumentos de percurssão) feitas de alumínio metálico e chip de silicone em um estado quântico de emaranhamento. Em comparação à escala atômica, os objetos envolvidos no experimento são verdadeiramente grandes e macroscópicos: de formato circular, as peles vibratórias têm um diâmetro semelhante à largura de um cabelo humano fino.

A equipe também incluiu cientistas da Universidade de Nova Gales do Sul em Canberra (UNSW, na sigla em inglês), na Austrália, Universidade de Chicago e a Universidade de Jyväskylä, na Finlândia. A abordagem utilizada no experimento foi baseada em uma inovação teórica desenvolvida por Matt Woolley, da UNSW, e Aashish Clerk, da Universidade de Chicago.

"Os corpos vibrantes são projetados para interagir através de um circuito de microondas supercondutor. Os campos eletromagnéticos do circuito são usados para absorver todas as perturbações térmicas e isolar apenas as vibrações mecânico-quânticas", diz Mika Sillanpää, descrevendo a configuração experimental.

Eliminar todas as formas de barulho é algo crucial para os experimentos, por isso eles foram conduzidos em temperaturas muito baixas, próximas ao zero absoluto ( -273 graus C). De forma admirável, o experimento permitiu que o incomum estado de emaranhamento persistisse por longos períodos de tempo. Nesse caso, por mais de meia hora.

“Essa medições são muito difíceis de serem obtidas, mas extremamente fascinantes. No futuro, iremos tentar teleportar as vibrações mecânicas. Em teletransporte quântico, propriedades de corpos físicos podem ser transmitidas através de distâncias arbitrárias usando a "ação fantasmagórica à distância", explica Caspar Ockeloen-Korppi, um dos autores, que também realizou as medições.

Os resultados demonstram que agora é possível ter controle sobre objetos mecânicos maiores, nos quais estados quânticos exóticos possam ser gerados e estabilizados. Essa descoberta não apenas abre as portas para novos tipos de tecnologias quânticas e sensores, mas também pode permitir estudos de física fundamental, por exemplo, na mal-compreendida interação entre gravidade e mecânica quântica.

Universidade Aalto

FONTE: SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…