Pular para o conteúdo principal

Comprar, comprar e comprar, sujar, sujar e sujar! Europa está enviando seu lixo eletrônico ilegalmente para a Nigéria


Cerca de 18 mil toneladas de lixo eletrônico chegam ao país a cada ano – sendo que 20% desse montante vêm de portos da Alemanha e 19,5% do Reino Unido

Se por um lado a compra e venda desenfreadas de produtos eletrônicos fazem parte da lógica do mercado de consumo, por outro, são extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

Esses equipamentos não são muito bem degradados pela natureza, pois são compostos por metais pesados e de terra-rara e por outros materiais perigosos para a vida. Além de tudo, são difíceis de serem descartados, já que não podem ir para aterros e lixões.Enviá-los para depósitos específicos para eletrônicos custa caro.

Diante esse panorama, a Europa e os Estados Unidos encontraram uma solução nem um pouco ética: enviam seu lixo eletrônico ilegalmente para a Nigéria.

Ainda que a União Europeia possua diversas leis proibindo a exportação de e-lixo, a prática ainda continua – e o principal destino é a Nigéria, na África. É isso que indica recente estudo realizado pela Universidade das Nações Unidas (UNU), com coautoria do Centro de Coordenação da Convenção da Basiléia (BCCC).

De acordo com o estudo, cerca de 18 mil toneladas de lixo eletrônico chegam ao país a cada ano – sendo que 20% desse montante vêm de portos da Alemanha, 19,5% do Reino Unido. Além de países europeus, 7,3% chegam dos Estados Unidos e mais 7% da China.

Para driblar a lei que proíbe a prática de transportes de eletrônicos obsoletos e quebrados da Europa para a Nigéria, os países estão exportando seu lixo dentro de carros usados em contêineres, que atravessam o mar. O envio também está sendo feito por veículos motorizados em solo firme.

Na realidade, nem todos os eletrônicos antigos são ruins para a Nigéria, desde que eles ainda sejam reutilizáveis. Nesse caso em especial, a exportação é autorizada, até porque o mercado de produtos de segunda mão ainda acontece no país.

Porém, grande parte dos celulares, computadores e outros equipamentos que chegam no continente africano já não têm mais serventia e estão quebrados, de forma que são configurados como lixo eletrônico.

Uma vez na Nigéria, os eletrônicos que não podem ser reaproveitados vão parar em aterros ou são queimados. Nenhuma das duas soluções é uma alternativa viável para o meio ambiente, considerando que esses equipamentos possuem chumbo, mercúrio, cádmio, entre outros elementos químicos prejudiciais para a vida.


GRANDE PARTE DOS CELULARES, COMPUTADORES E OUTROS EQUIPAMENTOS QUE CHEGAM NO CONTINENTE AFRICANO JÁ NÃO TÊM MAIS SERVENTIA E FUNCIONALIDADE E ESTÃO QUEBRADOS (FOTO: DIVULGAÇÃO / UNU)

Também é válido mencionar a definição de funcionalidade. Ainda que muitos dos equipamentos exportados sejam tecnicamente reutilizáveis, muitos são ultrapassados e sem funcionalidade.

Para a pesquisa, os especialistas da UNU inspecionaram cerca de 200 contêineres e tentaram utilizar os utensílios eletrônicos que foram enviados. Segundo os porta-vozes, 20% dos equipamentos não funcionavam. Os autores acreditam que a porcentagem real é ainda maior, já que não foi possível analisar com precisão e por muito tempo cada um dos eletrônicos.

Esse é um problema que as autoridades da Nigéria enfrentam quando os contêineres chegam: não é fácil analisar montantes de eletrônicos e avaliar o que pode ser reaproveitado pelo comércio local.

Quem não respeita as leis de importação e exportação está sujeito a multas – tanto para os importadores do material, na Nigéria, quanto para os exportadores na Europa e Estados Unidos.

Além de uma maior fiscalização e leis mais rígidas, outra forma de combater o problema seria criar celulares, computadores, TVs e outros equipamentos digitais com o propósito de durarem mais tempo e que, posteriormente, pudessem ser reaproveitados e reciclados.

Com informações de VICE.

FONTE: REVISTA GALILEU

UFOS WILSON: Não há outra palavra que caiba melhor, INFAME!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…