Pular para o conteúdo principal

Comprar, comprar e comprar, sujar, sujar e sujar! Europa está enviando seu lixo eletrônico ilegalmente para a Nigéria


Cerca de 18 mil toneladas de lixo eletrônico chegam ao país a cada ano – sendo que 20% desse montante vêm de portos da Alemanha e 19,5% do Reino Unido

Se por um lado a compra e venda desenfreadas de produtos eletrônicos fazem parte da lógica do mercado de consumo, por outro, são extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

Esses equipamentos não são muito bem degradados pela natureza, pois são compostos por metais pesados e de terra-rara e por outros materiais perigosos para a vida. Além de tudo, são difíceis de serem descartados, já que não podem ir para aterros e lixões.Enviá-los para depósitos específicos para eletrônicos custa caro.

Diante esse panorama, a Europa e os Estados Unidos encontraram uma solução nem um pouco ética: enviam seu lixo eletrônico ilegalmente para a Nigéria.

Ainda que a União Europeia possua diversas leis proibindo a exportação de e-lixo, a prática ainda continua – e o principal destino é a Nigéria, na África. É isso que indica recente estudo realizado pela Universidade das Nações Unidas (UNU), com coautoria do Centro de Coordenação da Convenção da Basiléia (BCCC).

De acordo com o estudo, cerca de 18 mil toneladas de lixo eletrônico chegam ao país a cada ano – sendo que 20% desse montante vêm de portos da Alemanha, 19,5% do Reino Unido. Além de países europeus, 7,3% chegam dos Estados Unidos e mais 7% da China.

Para driblar a lei que proíbe a prática de transportes de eletrônicos obsoletos e quebrados da Europa para a Nigéria, os países estão exportando seu lixo dentro de carros usados em contêineres, que atravessam o mar. O envio também está sendo feito por veículos motorizados em solo firme.

Na realidade, nem todos os eletrônicos antigos são ruins para a Nigéria, desde que eles ainda sejam reutilizáveis. Nesse caso em especial, a exportação é autorizada, até porque o mercado de produtos de segunda mão ainda acontece no país.

Porém, grande parte dos celulares, computadores e outros equipamentos que chegam no continente africano já não têm mais serventia e estão quebrados, de forma que são configurados como lixo eletrônico.

Uma vez na Nigéria, os eletrônicos que não podem ser reaproveitados vão parar em aterros ou são queimados. Nenhuma das duas soluções é uma alternativa viável para o meio ambiente, considerando que esses equipamentos possuem chumbo, mercúrio, cádmio, entre outros elementos químicos prejudiciais para a vida.


GRANDE PARTE DOS CELULARES, COMPUTADORES E OUTROS EQUIPAMENTOS QUE CHEGAM NO CONTINENTE AFRICANO JÁ NÃO TÊM MAIS SERVENTIA E FUNCIONALIDADE E ESTÃO QUEBRADOS (FOTO: DIVULGAÇÃO / UNU)

Também é válido mencionar a definição de funcionalidade. Ainda que muitos dos equipamentos exportados sejam tecnicamente reutilizáveis, muitos são ultrapassados e sem funcionalidade.

Para a pesquisa, os especialistas da UNU inspecionaram cerca de 200 contêineres e tentaram utilizar os utensílios eletrônicos que foram enviados. Segundo os porta-vozes, 20% dos equipamentos não funcionavam. Os autores acreditam que a porcentagem real é ainda maior, já que não foi possível analisar com precisão e por muito tempo cada um dos eletrônicos.

Esse é um problema que as autoridades da Nigéria enfrentam quando os contêineres chegam: não é fácil analisar montantes de eletrônicos e avaliar o que pode ser reaproveitado pelo comércio local.

Quem não respeita as leis de importação e exportação está sujeito a multas – tanto para os importadores do material, na Nigéria, quanto para os exportadores na Europa e Estados Unidos.

Além de uma maior fiscalização e leis mais rígidas, outra forma de combater o problema seria criar celulares, computadores, TVs e outros equipamentos digitais com o propósito de durarem mais tempo e que, posteriormente, pudessem ser reaproveitados e reciclados.

Com informações de VICE.

FONTE: REVISTA GALILEU

UFOS WILSON: Não há outra palavra que caiba melhor, INFAME!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…