Pular para o conteúdo principal

Animação e rock’n roll são ferramentas para ensinar astrofísica a jovens



Aproximar jovens do ensino médio de um tema imaginado tão complexo como a astrofísica nem sempre é uma tarefa fácil. Para contornar essa dificuldade, uma das alternativas é o uso de material audiovisual, em particular aquele que se relaciona com a linguagem e o mundo dos adolescentes desta geração.

A professora Jane Gregorio-Hetem, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, lançou o vídeo de animação Rockstar e a origem do metal. Desenvolvido dentro das comemorações do Ano Internacional da Química, o trabalho é uma colaboração entre o IAG e a Universidade Federal do ABC, representada pelo professor Annibal Hetem Junior, docente do curso de Engenharia Aeroespacial.

Ilustrado por Marlon Tenório, que já havia colaborado com a dupla (ambos autores no livro “Ombros de Gigantes – A História da Astronomia em Quadrinhos”, de 2009), o vídeo deixa de lado os personagens Aristarco, Galileu Galilei e Isaac Newton para dar lugar a um jovem guitarrista que quer entender como surgiu o ferro que existe no seu sangue e também nas cordas da sua guitarra.

“A inspiração surgiu a partir da nossa experiência em desenvolver material de divulgação científica no Ano Internacional de Astronomia, em 2009″, conta a professora. “Quando o CNPq lançou um edital semelhante para o Ano Internacional da Química, nossa equipe aproveitou a oportunidade para falar da origem dos elementos químicos, que ocorre no interior das estrelas, usando a linguagem atrativa da animação.”

Cultura científica
Além da animação Rockstar e a origem do metal, foi preparado um livreto aprofundando os conteúdos científicos tratados, para embasar a abordagem dos professores. Destinado ao público jovem, o vídeo foi criado para ser usado em sala de aula, como atrativo para ensinar conceitos básicos dos elementos químicos e de estrutura e evolução das estrelas. Apesar de já existir, por parte de alunos e professores, o interesse pela Astronomia, muito do que é passado em sala de aula ainda se serve dos conceitos mais básicos da astronomia, como aqueles já conhecidos desde os tempos dos gregos.

“O que precisamos divulgar hoje em dia são os conceitos mais modernos da astrofísica, bem como da tecnologia avançada que permitiu as descobertas mais recentes.” explica Jane, ao defender que promover meios modernos de aprimorar cada vez mais a cultura científica da população é essencial.

Assim como no livro Ombros de Gigantes, que trazia Astronomia e história do conhecimento, Rockstar e a origem do metal une Astronomia e Química na tentativa de estimular a multidisciplinariedade no currículo escolar. Para a docente, a proposta é que os professores utilizem o material como um atrativo inicial para cativar o interesse dos alunos pelos conteúdos que devem ser ensinados, facilitando o processo de aprendizagem:

Acredito também que vai estimular o próprio professor se aperfeiçoar, buscando entender a estrutura e a evolução das estrelas.

Ciente de que a divulgação científica é importante em todas as áreas, o trabalho pretende ainda despertar vocações e estimular o espírito crítico e questionador que é necessário para toda a população, e não apenas cientistas. “A USP reconhece esse papel e já vem investindo nos meios de comunicação mais variados para divulgar amplamente a ciência e os conhecimentos que produzimos”, finaliza.


Numa bela tarde depois de uma aula de química, um jovem roqueiro percebeu
que o ferro presente no aço - que está nas cordas de sua guitarra -- deve
ser o mesmo ferro presente nas células de seu sangue. Essa ideia despertou nele a curiosidade sobre a origem desse elemento químico. Certamente a resposta mais imediata é a do minério de ferro, que se encontra no interior da Terra. Mas como o átomo de ferro foi formado? E como se instalou por aqui?

Autoria e roteiro: Jane Gregorio-Hetem (IAG/USP) e Annibal Hetem Jr. (UFABC)
Projeto gráfico e ilustrações: Marlon Tenório
Financiamento: CNPq -- Processo No. 402114/2010-8 (Ano Internacional da Química)




A Terra quase inteira é coberta de água. Mas como é que toda essa água foi formada?
Autoria e roteiro: Jane Gregorio-Hetem (IAG/USP) e Annibal Hetem Jr. (UFABC)
Projeto gráfico e ilustrações: Marlon Tenório
Financiamento: CNPq -- Processo No. 402114/2010-8 (Ano Internacional da Química)



FONTES: USP Online - Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

O caso Artur Berlet, O homem que foi para o Planeta Acart

O "Caso Berlet" ocorreu em 25 de maio de 1958 (faleceu em 1995), quando o gaúcho Artur Berlet, da cidade de Sarandí – RS, desapareceu por 11 dias.
Segundo Berlet teria sido abduzido e levado para um planeta chamado Acart aproximadamente 65,000,000 km da terra, demorou cerca de 38horas para chegar, onde ficou 11 dias em uma cidade com quase 90 milhões de habitantes. O curioso do fato que conseguiu comunicação com extraterrestres através do idioma Alemão.

Durante esse tempo, Berlet teve a chance de ver a Terra a partir do espaço. conhecer objetos e tecnologias que só teríamos posteriormente no decorrer do avanço dos humanos.
Após décadas, a fantástica história do gaúcho ainda surpreende a todos. Quem reconstituiu a história desse caso para a RBS foi a professora Ana Berlet, filha de Artur.

Vejam o nível da informação:

O Artur Berlet através de uma aparelho de Acart o qual olhou a terra, disse;
“a terra era AZUL.”



Ok ! parece nada demais, mas o fato é que ele disse anos ant…

Filme "Intruders" (Intrusos) 1992

Ao pesquisar problemas de duas de suas pacientes, proeminente psiquiatra de um importante hospital de Los Angeles (Interpretado pelo falecido ator Richard Crenna na vida real John Mack, psiquiatra formado em Harvard Medical School, 1955.) acaba penetrando em um universo de estranhas ocorrências relacionadas com OVNIs, que modificarão sua própria vida.

"Intruders" foi baseado no best-seller de Budd Hopkins e em casos verídicos que hoje compõem um vasto arquivo de histórias vividas por muitas pessoas que passaram por experiências com seres extraterrestres, e que neste filme colaboraram com renomados pesquisadores do assunto na reconstituição dos episódios.

Best Seller "Intruders" (Intrusos)

Algumas cenas do filme:








Filme legendado em português:




Inspiração do filme Intruders (Intrusos), mulher relata contato com ETs



A americana Debbie Jordan, que relata um contato com extraterrestres há 34 anos, comentou que ficaria chocada se houvesse uma nova aproximação, mas não enc…