Pular para o conteúdo principal

Engenheiro conta como vai recolocar o Brasil na Estação Espacial Internacional em 2018



POR SALVADOR NOGUEIRA

Nos próximos meses, 450 crianças do ensino público e privado em São Paulo vão se envolver numa iniciativa para produzir um experimento que será realizado por um astronauta na Estação Espacial Internacional em 2018. Mas esse é só o começo. Segundo Lucas Fonseca, engenheiro aeroespacial e idealizador do projeto, o objetivo é atingir até 1 milhão de jovens, espalhados por todo o Brasil, nos próximos anos, e com isso motivá-los a seguirem uma carreira nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

“O que separa 450 de 1 milhão é só termos uma plataforma de ensino a distância”, disse Fonseca em entrevista ao Mensageiro Sideral.

Batizado Garatéa-ISS, o projeto fará parte da 12a edição do Student Spaceflight Experiments Program (SSEP), ação anual do governo americano em conjunto com a Nasa (agência espacial americana) para engajar a comunidade estudantil em experimentos educacionais realizados no espaço.


Estação Espacial Internacional fotografada em órbita por um ônibus espacial. (Crédito: Nasa)

A oportunidade foi aberta por meio da Câmara de Comércio Brasil-Flórida, que ajudou na busca de um projeto de impacto que pudesse alinhar interesses brasileiros e americanos. A intersecção encontrada foi com a Kennedy Space Center International Academy (KSCIA).

“A gente começou as tratativas com os órgãos americanos no final de maio e foi aí um não tão longo, mas um duro caminho para conseguir essa aprovação”, conta Fonseca. “Normalmente voam entre 20 e 25 escolas, todas americanas. Em alguns poucos anos, algumas escolas canadenses também voaram, mas de fato vai ser a primeira vez que a gente vai conseguir colocar dentro desse programa uma comunidade que não seja da América do Norte.”

Nesta primeira participação, serão 450 alunos de sétimo ano (faixa dos 13 anos), divididos em 75 grupos que mesclarão alunos do ensino público paulista a estudantes do Colégio Dante Allighieri, escola que firmou parceria com o projeto e está cedendo espaço e infra-estrutura para sua realização.

Cada grupo fará sua proposta de experimento, e uma comissão julgadora definirá o vencedor, que deve ser enviado à Estação Espacial Internacional entre maio e junho de 2018, por uma nave de carga Dragon, da empresa americana SpaceX. Em órbita, o experimento será conduzido por um astronauta americano e então voltará à Terra quatro a seis semanas depois, na mesma Dragon.

Em julho de 2018, a equipe vencedora vai expor os resultados do experimento, junto com os participantes americanos, em evento a ser realizado na Instituição Smithsonian, em Washington, nos EUA.

Confira a seguir a entrevista completa com Lucas Fonseca, em que ele fala dessa iniciativa, do ambicioso plano de levar a primeira sonda brasileira à Lua em 2021, da importância de investir em ciência no Brasil e de sua vivência como engenheiro aeroespacial participante da missão Rosetta, que realizou o primeiro pouso num cometa em 2014.



FONTE: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Ovnis em Iporanga (SP)

Entrada da Casa de Pedra, caverna com maior boca do Mundo, 215 metros.

Iporanga em tupi significa “Rio Bonito” e foi palco da exploração de ouro no período colonial e, posteriormente da exploração de chumbo e zinco no século passado. Na região há famosas cavernas: Formação Iporanga e Formação Votuverava. Em Iporanga, efetuaram-se diversos estudos de mapeamento geológico e pesquisa mineral, sobretudo pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil. A seção geológica mais conhecida é o famoso perfil Apiaí-Iporanga. A cidade atrai muitos visitantes por possuir lindas cachoeiras, piscinas naturais, vales, grutas e cavernas. Iporanga é a cidade que possui o maior número de cachoeiras em todo o Brasil, nas 365 cavernas cadastradas. O turista poderá praticar esportes radicais como o rapel, canyonismo e trekking. Atrativos culturais podem ser visitados como o museu da cidade, a Igreja Matriz e as casas com o estilo colonial. Por todos estes motivos, Iporanga é considerada um dos mais importantes cent…

O caso Roswell nordestino: Queda de UFO na Bahia, em Janeiro de 1995

Por Ufo Bahia: Nessa data, as 09:00 horas, uma in­formante do G-PAZ, "M" da TV BAHIA me ligou contando uma mirabolante his­tória de queda de um UFO em Feira deSantana(BA) a 112 Km de Salvador. Umfazendeiro de apelido Beto, tinha ligadopara TV SUBAÉ daquela cidade oferecen­do – em troca de dinheiro – um furo dereportagem; um disco voador tinha caído na sua fazenda e ele tinha provas e ima­gens do fato!
Apenas depois do meio dia, conse­gui – por fim – falar com Beto, que apóssua proposta de negócio, ante minha (apa­rente) frieza, me contou com bastante de­talhes o acontecido. Soube que tambémtentara vender suas provas a TV BAHIA,onde procurou o repórter José Raimundo:
"Ontem pela madrugada caiu algu­ma coisa na minha fazenda, dentro de umalagoa. Era do tamanho de um fusca; aqui­lo ficou boiando parcialmente submerso,perto da beirada. Tentei puxar como pude,trazendo para perto de mim, com uma vara.Aquilo parecia um parto... (quando seabriu uma porta) começou primeiro a sa…