Pular para o conteúdo principal

Rosto de homem morto há 1,4 mil anos é recriado digitalmente


ROSTO DE PICTO ESCOCÊS CRIADO DIGITALMENTE EM NOVA PESQUISA (FOTO: CHRISTOPHER RYNN/UNIVERSITY OF DUNDEE)

Ele era um dos pictos, os antigos habitantes da Escócia, e provavelmente fazia parte da realeza local: estudos indicam que o homem foi assassinado

Pesquisadores escoceses reconstruíram a imagem do rosto de um picto – nome dado aos antigos habitantes da Escócia – que morreu há 1,4 mil anos. Segundo a análise, ele era membro da realeza ou uma autoridade de sua comunidade.

Os restos mortais do homem de 30 anos, conhecido como Rosemarkie Man, foram encontrados em uma caverna na Ilha Negra das Terras Altas, e ficaram intocáveis por mais de um milênio. Arqueólogos encontraram seus ossos em uma posição estranha: pedras prendiam seus braços e pernas, que estavam cruzadas, e o crânio estava fraturado. Eles estimam que o rapaz foi assassinado.

"Ele era um cara grande e forte, como um jogador de rúgbi", disse Simon Gunn, professor de história urbana da Universidade de Leicester, no Reino Unido, ao jornal The Scotsman. O picto tinha 1,67 metro de altura e tinha uma dieta rica em proteínas. Segundo Gunn, a análise dos ossos mostra que ele comia leitões, o que era raro antigamente.

Uma amostra óssea datada por radiocarbono mostra que o Rosemarkie Man morreu entre 430 e 630 d.C.. Fósseis de animais encontrados perto do esqueleto sugerem que houve uma celebração ou ritual em homenagem ao seu falecimento. Gunn afirmou que a caverna onde ele estava fora usada há pelo menos 2,3 mil anos.

De acordo com os pesquisadores, há outras pistas para sugerir que Rosemarkie Man era da realeza. Além das feridas na crânio, não havia ferimentos em seu corpo, indicando que ele não era um guerreiro ou alguém que trabalhava para poder se sustentar. Além disso, seu enterro na caverna pode ter sido proposital: talvez seus agentes funerários o tenham colocado em um lugar que acreditavam ser uma entrada para o submundo.

Os pictos eram um grupo de tribos que viviam na Escócia durante a Idade do Ferro e tempos medievais. Eles lutaram contra os romanos, que os apelidaram de "pictos" – provavelmente por causa da palavra latina "picti", que significa "pintados", visto que os pictos tinham tatuagens de guerra.

FONTE: REVISTA GALILEU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…