Pular para o conteúdo principal

Rádio a laser chega com grandes promessas


A simplicidade do rádio a laser é impressionante: diferentes cores de luz, incidindo juntas, geram a radiação de micro-ondas, que foram moduladas para enviar músicas para um receptor. [Imagem: Marco Piccardo/Harvard SEAS]

Transmissão de dados com laser

Pela primeira vez, um laser foi usado como transmissor e receptor de rádio, abrindo caminho para conexões Wi-Fi de velocidade ultra-alta e novos tipos de aparelhos híbridos que mesclam eletrônica com fotônica.

O aparelho, criado por Marco Piccardo e colegas da Universidade Harvard, nos EUA, usa um laser para emitir micro-ondas, modulá-las com informações e recebê-las em outro aparelho do mesmo tipo.

A demonstração utiliza duas técnicas bastante recentes: os lasers de cascateamento quântico e os pentes de frequências ópticas - ou grades de frequências -, que valeram o Prêmio Nobel de Física de 2005 a John Hall e Theodor Hansch.

Ao contrário dos lasers convencionais, que emitem uma única frequência de luz - uma única cor -, os pentes de frequência laser emitem múltiplas frequências simultaneamente, uniformemente espaçadas, assemelhando-se aos dentes de um pente.

Piccardo descobriu como gerar e transmitir sinais de rádio a partir de um pente de frequências de um laser de cascateamento quântico.

Rádio a laser

Em 2018, a mesma equipe descobriu que, dentro do laser, as diferentes frequências de luz do pente de frequências se juntam para gerar radiação de micro-ondas - a luz dentro da cavidade do laser gera uma oscilação dos elétrons nessa faixa de frequência, que está dentro do espectro das telecomunicações.

Mas faltava construir um rádio. "Se você quiser usar este dispositivo para Wi-Fi, você precisa ser capaz de colocar informações úteis nos sinais de micro-ondas e extrair essas informações do dispositivo," comenta Piccardo.

A primeira coisa necessária para transmitir e receber sinais de rádio era uma antena. Para isso, os pesquisadores entalharam uma ranhura no eletrodo superior do dispositivo, criando uma antena dipolo, similar àquelas icônicas antenas em V que ficavam em cima das TVs antigas.

Em seguida, eles modularam o pente de frequências para codificar informações sobre a radiação de micro-ondas criada pela luz do laser de cascateamento quântico incidindo no pente de frequências. Então, usando a antena, as micro-ondas são irradiadas, contendo a informação codificada. O sinal de rádio é recebido por uma antena de corneta, filtrado e enviado para um computador.

"Esse aparelho integrado tudo-em-um é uma grande promessa para a comunicação sem fios," disse Piccardo. "Enquanto o sonho da comunicação sem fios terahertz ainda está longe, esta pesquisa fornece um roteiro claro mostrando como chegar lá."

Bibliografia:

Radio frequency transmitter based on a laser frequency comb
Marco Piccardo, Michele Tamagnone, Benedikt Schwarz, Paul Chevalier, Noah A. Rubin, Yongrui Wang, Christine A. Wang, Michael K. Connors, Daniel McNulty, Alexey Belyanin, Federico Capasso
Proceedings of the National Academy of Sciences
DOI: 10.1073/pnas.1903534116

FONTE: SITE INOVAÇÃO TECNOLOGICA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…