Pular para o conteúdo principal

Com muito dinheiro, você pode fazer um "funeral espacial" para seu pet falecido



Por Patrícia Gnipper

O serviço não é exatamente uma novidade, mas virou manchete nesta semana com a história do gatinho Pikachu, que faleceu em decorrência de diabetes, mas seu dono decidiu enviá-lo ao espaço em vez de enterrá-lo aqui na Terra. Para isso, Steve Munt abriu uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar o valor necessário pelos serviços da Celestis Pets, que faz esse tipo de "funeral espacial".

Em suas palavras, "Pikachu terá uma despedida final como nenhum gato jamais teve antes". A Celestis já lançou restos mortais de dois cães ao espaço, mas ainda não fez o funeral espacial para nenhum felino desde o início de suas operações em 2014. A empresa oferece envios espaciais de animais cremados pegando carona em lançamentos de cargas — e há quatro modalidades para os pets.

A modalidade mais acessível é o pacote Earth Rise, que envia um recipiente com o animal cremado para acima da atmosfera da Terra, com a cápsula retornando à superfície após o voo e sendo devolvida ao proprietário do animal. Este plano custa a partir de US$ 2.495. Já a modalidade Earth Orbit envia o recipiente com as cinzas do pet para a órbita do planeta a bordo de uma nave carregando cargas como satélites, por exemplo — neste plano, a cápsula com as cinzas permanece na órbita por um tempo à medida em que vai "caindo", até que, ao reentrar na atmosfera, é completamente queimada como se fosse uma "estrela cadente". O plano orbital custa a partir de US$ 4.995.

A terceira modalidade é a Luna, que envia seu pet falecido à Lua "de carona" com alguma próxima missão lunar da NASA, provavelmente. Para isso, os preços começam em US$ 12.500. Já a última modalidade se chama Voyager e envia as cinzas do bichinho ao espaço profundo, deixando a região entre a Terra e a Lua rumo a uma jornada celestial permanente. Esse plano também tem preços que começam em US$ 12.500.

A Celestis ainda não fez nenhum envio de restos de animais para a Lua ou ao espaço profundo, mas em 1998 enviou ao nosso satélite natural as cinzas do astrônomo Eugene Shoemaker a bordo da missão Lunar Prospector da NASA. Os restos de Pikachu deverão ser enviados à órbita da Terra dentro de 18 meses.



FONTE: Space.com via canaltech.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

A noite em que Lavras (MG) parou para ver um UFO

Serra da Bocaina no município de Lavras (MG)

Na noite de 1º de junho de 1969, um UFO sobrevoou a cidade de Lavras, região Sul do estado de Minas Gerais, sendo observado por centenas de pessoas. O fotógrafo amador e médico Dr. Rêmulo Tourino Furtini tirou diversas fotografias do estranho objeto, que chegou a fazer um pouso em um pasto existente na época. O sargento Inocêncio França do Tiro de Guerra local e vários atiradores comprovaram o pouso, constatado tecnicamente após o ocorrido. Na época, o caso foi notícia na mídia de todo o país, despertando o interesse da Nasa e até mesmo do extinto bloco soviético.


Ufo é fotografado na madrugada

Naquela fria madrugada de 1º de junho de 1969 algumas pessoas encontram-se nas ruas, já que no tradicional Clube de Lavras estava acontecendo um dos seus famosos bailes. Alguns bares encontravam-se abertos e alguns bêbados ziguezagueavam por aquelas ruas tranquilas.

Era uma noite comum de inverno, como tantas outras em uma cidade interiorana, quando…