Pular para o conteúdo principal

Conheça os vencedores do concurso mais renomado de fotografia espacial


IMAGEM VENCEDORA DO CONCURSO INSIGHT INVESTMENT ASTRONOMY PHOTOGRAPHER OF THE YEAR FOI CLICADA PELO FOTÓGRAFO AMERCIANO BRAD GOLDPAINT (FOTO: REPRODUÇÃO)

O fotógrafo norte-americano Brad Goldpaint levou o principal prêmio com uma imagem estonteante das rochas vermelhas de Utah com a Via Láctea

A décima edição do concurso Insight Investment Astronomy Photographer of The Year premiou melhor foto espacial do ano. Essa é a maior premiação internacional desta categoria e conta com fotógrafos do mundo inteiro.

Na edição de 2018, quem levou o prêmio de 10 mil libras, o que corresponde a quase R$ 48 mil, foi o fotógrafo norte-americano Brad Goldpaint, pela fotografia intitulada Transport the Soul (transporte da alma, em tradução livre). A imagem combina as imensas rochas avermelhadas de Moab, em Utah, com a Via Láctea no canto superior direito e a Galáxia de Andrômeda à esquerda. A fotografia ainda mostra um quarto da lua iluminando o céu enquanto um fotógrafo solitário capta, remotamente, essa imagem.


Além do prêmio principal, o fotógrafo também venceu na categoria "Pessoas e Espaço". Cada uma das 11 categorias tem um vencedor, um vice-campeão e outros homenageados. Este ano, foram mais de 4 mil inscrições recebidas pelo Royal Observatory Greenwich, instituição que promove o concurso. Profissionais de 91 países registraram seus trabalhos.

Segundo a organização, os juízes ficaram encantados “com a imagem inspiradora retratada por Goldpaint”. Em comunicado, a curadora de arte do Royal Museums Greenwich e jurada do concurso disse que uma crescente comunidade de fotógrafos espaciais amadores conseguiu surpreender a bancada de jurados “com muita técnica, imaginação e imagens incrivelmente belas, que intercalam a arte e a ciência”.

A partir de hoje, a fotografia de Goldpain bem como a de outros homenageados no concurso estarão em exibição no Museu Marítimo Nacional, localizado em Londres, no Reino Unido. A amostra também contempla 69 fotos aclamadas de edições passadas do concurso.


Foto 1 de 11 - Esta linda foto de Brad Goldpaint ganhou o prêmio máximo da categoria Pessoas e Espaço e a melhor foto no geral entre as enviadas para a competição. Tirada em Moab, Utah, a foto mostra um fotógrafo, a galáxia de Andrômeda (em cima à esq.), a Via Láctea (em cima à dir.) e a Lua.


Foto 2 de 11 - Tirada de Sirkka, Finlândia, esta foto sobrenatural de Nicolas Lefaudeux foi escolhida como a melhor na categoria Auroras. Se você olhar com cuidado, poderá ver a constelação Grande Carro no centro dessa aurora, que durou menos de um minuto.


Foto 3 de 11 - Vencedora da categoria Galáxias, esta imagem de Steven Mohr mostra a galáxia espiral NGC 3521, localizada a cerca de 26 milhões de anos-luz da Terra.


Foto 4 de 11 - Ao criar uma imagem telescópica invertida da paisagem lunar, o fotógrafo Jordi Delpeix Borrell foi capaz de destacar alguns dos detalhes mais sutis da Lua. Tirada de um telescópio perto de Barcelona, na Espanha, a foto ganhou o prêmio máximo na categoria Nossa Lua.


Foto 5 de 11 - A vencedora da categoria Nosso Sol mostra a lua, Marte (o ponto vermelho à direita) e a estrela azul Regulus (à esquerda da Lua). A exposição total durou 100 segundos e foi registrada em mais de 120 imagens individuais. Foto por Nicolas Lefaudeux.


Foto 6 de 11 - Esta imagem infravermelha de Vênus recebeu o prêmio máximo na categoria Planetas, Cometas e Asteroides. A foto foi capturada em St. Albans, Hertfordshire, Reino Unido, por Martin Lewis.


Foto 7 de 11 - Esta imagem levou metade do inverno para ser criada. A estrela circumpolar Almach, também conhecida como Gamma Andromeda, pode ser vista riscando o horizonte. Esta foto deu o 1º prêmio a Ferenc Szémár na categoria Paisagem do Céu.


Foto 8 de 11 - Esta foto da nebulosa NGC 6726-27-29, da nuvem de poeira escura Bernes 157, do aglomerado globular NGC 6723 e de outros objetos celestes foi premiada com o 1º lugar em Estrelas e Nebulosas. Esta exposição de 6 horas foi tirada de uma fazenda na Namíbia pelo italiano Mario Cogo.


Foto 9 de 11 - Fabian Dalpiaz, de 15 anos, ganhou o prêmio de Jovem Fotógrafo de Astronomia do Ano. Numa manhã de segunda-feira, Dalpiaz decidiu sair e tirar algumas fotos. Ele teve sorte e capturou esta fotografia incrível de um meteoro passando sobre as Dolomitas.


Foto 10 de 11 - Tianhong Li recebeu o prêmio de Melhor Iniciante por esta foto tirada em Ming’antu, China.


Foto 11 de 11 - A imagem vencedora da categoria Âmbito Robótico mostra uma conjunção muito rara de dois cometas brilhantes passando o famoso aglomerado de estrelas das Plêiades em Touro ao mesmo tempo. O fotógrafo Damian Peach capturou esta visão em Mayhill, Novo México, EUA.

FONTE: REVISTA GALILEU

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ovnis e estranhas criaturas próximos ao Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (RN)

Desde o ano de 2016 militares da Aeronáutica que trabalham na Barreira do Inferno já percebiam bolas de luzes alaranjadas como também feixes de luzes amarelados no céu noturno, bem próximo daquela região. Por desconhecerem totalmente a origem dessas luzes misteriosas e a finalidade delas, vários militares observavam intrigados e chegavam a comentar entre eles sobre esses fenômenos luminosos. Dias após a percepção dessas claridades no céu noturno, alguns militares começaram a perceber ao redor daquela localidade o aparecimento de criaturas vivas, de seres que não eram humanos. Um dos militares chegou a ver um "Urso Polar" e imediatamente comunicou a outros militares de plantão. Tal militar chegou a passar mal após a aparição de tal criatura. Já um outro militar flagrou uma outra criatura aparentando ser um "homem de grande porte" sair andando de dentro da água do mar. Outro militar relata que presenciou duas criaturas que de início pareciam apenas dois cachorros g…

Mémorias da Ufologia: Caso SANTA ISABEL

FOTOS DO LAUDO

Na localidade de Santa Izabel(SP) em junho de 1999, a Sra. Alzira Maria de Jesus foi encontrada morta na sua cama, e por volta das 8 hs da manhã sua nora percebe o fato e sai imediatamente para ir ao orelhão e ligar para o seu marido e espera à ajuda e , ao chegar de volta em casa quase 40 min.depois a nora vê o corpo da sra. com o rosto totalmente desfigurado e praticamente sem carne; foi feito o boletim de ocorrência na delegacia da cidade sob n°145/99 em 24 de Junho. Posteriormente confirmou-se que à causa da morte foi a parada respiratória, mas o que aconteceu realmente como rosto desta sra. num espaço menor de uma hora?O laudo é cita sobre as configurações do mesmo, inclusive nas cavidades oculares, mas o que teria causado à perda do rosto ficou indeterminada. Mais estranho ainda é que na noite anterior aos fatos foram vistas bolas de luz voando nessa região rural e no início da madrugada os animais,como cachorros,gansos,e outros começaram à fazer um intenso barulh…

Fazendeiro grego encontra túmulo de 3.400 anos debaixo de suas oliveiras

Por: George Dvorsky

Um túmulo de 3.400 anos contendo dois caixões e dúzias de artefatos que remontam ao fim da era Minoica estava escondido debaixo do olival de um fazendeiro grego, no sudeste da ilha de Creta, na Grécia.

Como noticiado pelo Cretapost, o homem, que não teve seu nome revelado, estava tentando estacionar seu veículo debaixo da sombra de uma oliveira quando o solo debaixo dele começou a afundar. Depois de se afastar, o fazendeiro notou que um buraco medindo cerca de 1,2 metro de largura apareceu de repente. Quando ele olhou para o vazio abaixo, rapidamente percebeu que havia se deparado com algo importante.


O buraco. Imagem: Eforato de Antiguidades de Lasithi

O fazendeiro contatou o Eforato de Antiguidades de Lassithi — ministério de patrimônio local —, que enviou arqueólogos para investigar. Descobriram então que o fazendeiro havia se deparado com um túmulo da era Minoica contendo um par de caixões, cada um deles com um só esqueleto. Duas dúzias de vasos com ornamentos…